Home Divulgação Mais fotos e vídeos da cerimônia do contrato do Rafale F3R

Mais fotos e vídeos da cerimônia do contrato do Rafale F3R

334
15

Lançamento Rafale F3R em Merignac - foto Dassault

Cerimônia para divulgação do contrato de desenvolvimento do padrão F3R do Rafale, produzido pela Dassault Aviation, foi realizada na sexta-feira, 10 de janeiro

Conforme publicamos ontem (clique aqui para acessar matéria), 10 de janeiro, o ministro da Defesa da França, Jean-Yves le Drian, entregou ao CEO da Dassault Aviation,  Eric Trappier, o contrato para desenvolvimento do padrão F3R do caça Rafale, produzido pela empresa.

O evento foi realizado durante visita do ministro às instalações da Dassault em Mérignac, na França. A empresa divulgou uma galeria de fotos sobre o evento, e reproduzimos algumas aqui para os leitores verem um pouco mais o grande hangar onde é realizada a montagem final do Rafale (assim como dos jatos executivos da família Falcon).

Lançamento Rafale F3R em Merignac -CEO Eric Trappier observa MD Le Drian na cabine - foto Dassault

Lançamento Rafale F3R em Merignac - foto 2 Dassault

A empresa promove o Rafale como o único avião “omnirole” do mundo, capaz de operar de bases terrestres ou de um porta-aviões, capaz de carregar 1,5 vezes o seu peso em armas e combustível, e projetado para realizar o espectro completo de missões de um avião de combate:

  • Interceptação e combate aéreo utilizando um canhão de 30mm, mísseis Mica IR / EM e mísseis Meteor (estes a partir de 2018);
  • Apoio aéreo aproximado utilizando um canhão de 30mm, bombas guiadas a laser GBU-12/24, AASM e GBU-49 guiadas por GPS (empregadas no Afeganistão, Líbia e Mali);
  • Ataque em profundidade utilizando mísseis de cruzeiro Scap – Storm Shadow (empregados na Líbia);
  • Ataque marítimo utilizando mísseis Exocet AM39 Block 2 e outras armas ar-superfície;
  • Reconhecimento tático e estratégico em tempo real utilizando o pod Areos (empregado no Afeganistão, Líbia e Mali);
  • Reabastecimento em voo do tipo “Buddy-buddy”;
  • Dissuasão nuclear utilizando o míssil ASMP-A.

Lançamento Rafale F3R em Merignac - CEO Eric Trappier segura documento com MD Le Drian à sua direita - foto Dassault

Lançamento Rafale F3R em Merignac - à direita CEO Eric Trappier e MD Le Drian à esquerda - foto Dassault

O Rafale entrou em serviço na Marinha Francesa em 2004 e na Força Aérea Francesa em 2006. Das 180 encomendas firmes realizadas pela França até hoje, 126 exemplares já foram entregues, sendo que, desde meados de 2013, as aeronaves saem da linha de produção com o novo radar de varredura eletrônica ativa (AESA) RBE2 da Thales. Ainda segundo a Dassault, a frota atualmente acumula cerca de 120.000 horas de voo, 16.000 delas em operações.

A Dassault também divulgou vídeos sobre a visita do ministro Le Drian a Mérignac (com áudio e discursos em francês) que podem ser acessados clicando nas quatro imagens a seguir, e também diretamente no canal da empresa no youtube (clique no link para acessar).

Cena vídeo lançamento Rafale F3R em Merignac - discurso CEO Eric Trappier - vídeo Dassault

Cena vídeo lançamento Rafale F3R em Merignac - discurso MD Le Drian - vídeo Dassault

Cena vídeo lançamento Rafale F3R em Merignac - visita MD Le Drian - vídeo Dassault

Cena vídeo lançamento Rafale F3R em Merignac - discurso MD Le Drian sobre o contrato - vídeo Dassault

VEJA TAMBÉM:

15
Deixe um comentário

avatar
13 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
Carlos Alberto SoaresIväny JuniorBascheraMarcosGuilherme Poggio Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Augusto
Visitante
Augusto

É de fato uma belíssima máquina!

Justin Case
Visitante
Member
Justin Case

Amigos, Aproveitando a oportunidade, sobre o motor do Rafale: O CAMINHO DA MODERNIZAÇÃO DO M88 Uma nova versão do motor do Rafale, o renomado turbofan M88, fornecido pela Snecma (uma empresa do Grupo Safran), entrou em operação recentemente. O M88 é um motor inovador, com muito alta razão potência/peso, baixíssimo consumo de combustível em todos os regimes de voo e vida útil muito longa. Em 19 de abril de 2013, 341 turbofans tinham sido entregues pela Snecma para a linha de montagem da Dassault e para as Forças Armadas francesas, e os motores de desenvolvimento e produção tinham alcançado mais… Read more »

Justin Case
Visitante
Member
Justin Case

Nunão, Tenho também um resumo sobre as armas do Rafale: AS ARMAS DO RAFALE As Forças Armadas francesas sonhavam há muito tempo com um caça que pudesse executar tarefas ar-superfície e ar-ar durante uma mesma missão. Com o Rafale, o sonho tornou-se realidade. Os engenheiros da Dassault Aviation não pouparam esforços para garantir que o Rafale pudesse transportar, interna e externamente, uma carga extremamente grande para um caça tão compacto. O caça omnirole está equipado com 14 estações de carga externa (13 no Rafale M por causa do trem de pouso dianteiro de grandes dimensões), das quais cinco estações são… Read more »

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Poggio, Nunão, Justin:

Esqueceram de colocar o principal: o PREÇO!!!!!
🙂

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Interessante… eu não sabia que (segundo a matéria posta pelo Justin) a Snecma M88 era “free ITAR”, mesmo sendo uma turbina para uso militar !!

Sds.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

“Marcos
11 de janeiro de 2014 at 20:38 #

Poggio, Nunão, Justin:

Esqueceram de colocar o principal: o PREÇO!!!!!”

Preço unitário de aquisição, custo H/V, simulador, armas, manutenção geral(incluindo a sacanagem, as duas:
a RT do GF e a dos franceses que estão matando seus produtos cobrando até as “arruelas”) etc …. etc ….

Quanto aos textos, impecáveis.

Graças ao bom Deus ficaremos somente na literatura técnica.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

“Fernando “Nunão” De Martini
11 de janeiro de 2014 at 17:39 #

Uma das coisas que sempre me impressionou positivamente no Rafale é que ele carrega uma impressionante carga para seu tamanho e peso, segundo o seu fabricante e o seus operadores (Forças Armadas Francesas).

É basicamente essa relação mesmo que a Dassault divulga: consegue decolar com 1,5 vezes o seu peso vazio, somando combustível e armas.”

Caro Nunão,

Você poderia fazer uma comparação dos dados postados sobre o Rafale com o F/A-18EF Super Hornet por favor. De antemão, obrigado.

Iväny Junior
Visitante
Member

É um ótimo avião. Sempre foi minha segunda opção pra o f-x, sendo melhor que o super lobby, o qual, se não houvesse bairrismo nos eua, não teria existido e a USN e os Marines estariam usando o Rafale M.

Só não aguenta o Typhoon, e falta supercruise pra acompanhar o Gripen.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

“se não houvesse bairrismo nos eua,… a USN e os Marines estariam usando o Rafale M.”

Hó, hó, hó…

Em um dogfighter real um F-18 abateu, de fato, um Rafale.

Justin Case
Visitante
Member
Justin Case

Amigos, Eu tenho mais alguns textos, que ainda não postei. Este é sobre o AASM: HAMMER – O MARTELO QUE BATE FORTE Com o Armamento Modular Ar-solo (AASM – Armement Air-Sol Modulaire) da Sagem, o Rafale tem à disposição uma arma que se mostrou devastadoramente eficaz em uma variedade extremamente ampla de cenários. O AASM foi concebido como uma arma de última geração, otimizada para oferecer às tripulações do Rafale mais precisão e maior alcance de engajamento do que as bombas guiadas a laser não-propulsadas. O programa AASM foi lançado pelo Ministério da Defesa francês como parte de um projeto… Read more »

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Caro Guilherme Poggio, aguardo sua colaboração, obrigado.

““Caro Nunão,

Você poderia fazer uma comparação dos dados postados sobre o Rafale com o F/A-18EF Super Hornet por favor. De antemão, obrigado.”

Carlos,

Agradeço a deferência, mas a pessoa certa para fazer isso é o Poggio, este sim um profundo conhecedor do desenvolvimento do Super Hornet. Mesmo porque vou tirar uma semana de folga a partir de amanhã.”