quinta-feira, abril 15, 2021

Gripen para o Brasil

Gripen suíço mais barato do que o sueco

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Preço do Gripen de nova geração para a Suécia poderá ser até 30% maior do que o valor que a Suíça vai pagar, segundo reportagem da SFTV

A TV Suíça (SFTV) veiculou em 9 de dezembro reportagem sobre a diferença de preço que será pago pela Suíça e pela Suécia para a nova geração de caças Gripen. Os suíços vão pagar mais barato, mesmo sendo a Suécia o país que fabrica a aeronave e que também deverá encomendar uma quantidade maior que a Suíça – na próxima terça-feira, o Parlamento Sueco deverá aprovar a aquisição de 60 novos caças.

Segundo a matéria, caças a jato são caros, mas no caso do Gripen E o valor não é o mesmo para todos. Fontes na Suécia e na Suíça indicam que, para esta última, o novo modelo E (monoposto de nova geração) vai custar 100 milhões de francos suíços, enquanto os suecos pagarão pelo menos 115 milhões pela mesma aeronave e, dependendo da configuração de modernização, até 130 milhões (um franco suíço, na cotação mais recente, vale 1,07 dólar).

Qual o motivo? A reportagem diz que a Suécia luta para conseguir novas encomendas, com urgência, para sua indústria de defesa. Mais de 100.000 empregos estão em jogo e, por isso, o acordo do Gripen com a Suécia é tão importante para a economia e para o governo desta.

A ministra da Defesa da Suécia, Karin Enström, confirmou num dos noticiários da SFTV que a Suécia teria que pagar mais pelos seus caças do que a Suíça. Porém, ainda lucraria com isso. A ministra afirmou que “este preço inclui o custo de desenvolvimento e a construção de uma nova cadeia de produção. Estamos a par da boa reputação da Força Aérea Suíça no mundo. Precisamos de um parceiro assim. E vamos nos beneficiar no longo prazo.”

Ainda segundo a reportagem, o chefe do Departamento de Defesa, Esportes e Proteção Civil da Suíça, Ueli Maurer, fez uma boa negociação. Desde o início, Maurer estabeleceu que os caças viriam por um preço fixo e, na quarta rodada de conversações realizada em novembro de 2011, foi acordado que o preço unitário seria de 100 milhões de francos suíços. Ainda assim, ele tem que convencer os políticos da Suíça, especialmente dos partidos de centro. Maurer já mandou uma carta a eles respondendo suas dúvidas com bons argumentos para o negócio e, na tarde de segunda-feira, deverá haver uma reunião com os partidos.

O presidente de um dos partidos (CVP), Christophe Darbellay, disse que “é positivo que estejamos pagando menos que os suecos. Só que ainda há questões em aberto, para as quais ainda não temos respostas.” Mas, segundo a SFTV, na segunda-feira essa grande diferença de preço será a carta na manga de Maurer.

FONTE: TV Suíça – SFTV (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em alemão)

FOTOS: Departamento de Defesa da Suíça

NOTA DO EDITOR: a reportagem também trouxe declaração de outro líder de partido, Philipp Müller do FDP, que há tempos vem sendo apontado como um dos principais críticos da escolha do Gripen. Porém, a curta declaração está apenas em vídeo e não no texto (clique no link da fonte para acessar). Se algum leitor fluente em alemão puder ajudar a traduzir o que o líder do FDP falou, agradecemos!

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

12 Comments

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Justin Case

Nunão, bom dia.

“Se algum leitor fluente em alemão puder ajudar a traduzir o que o líder FDP falou, agradecemos!”
O que é isso, Nunão? Mais respeito com o parlamentar! rs
Abraço e boa semana,

Justin

Vader

O que vai ocorrer na Suíça, dado o preço FIXO oferecido pelos suecos no Gripen NG, é o que ocorreria no Brasil mas, ahhhh, na época isso foi tratado pelas rafalechetes como um absurdo… que os suecos estavam mentindo, que seria impossível, etc… Isso aí nada mais é que os reflexos dos “custos de desenvolvimento”, de que tantas vezes falei aqui, no caso do Rafale: NÃO EXISTE como uma aeronave de 152 milhões de euros (Rafale – na sua configuração mais básica) de CUSTO (produção + desenvolvimento) sair o mesmo preço para o comprador estrangeiro do que para o nacional,… Read more »

Nick

Toda vez que leio “Líder do FDP” caio na risada…HASUASHUHASUH!!! 😀

Agora sério, duas novelas(Suiça e Índia) quase tão enroladas quanto a brasileira. A diferença é que ambos tiveram um vencedor, e estão um pouco mais adiantadas.

[]’s

Vader

Ops, “cada hora” e “mais desavisados”. Mas complementando: A Suíça fez o bom negócio que nós brasileiros, não tivemos (não temos nem teremos) competência para fazer. Terão um caça excelente, no estado-da-arte, por um preço conhecido. Essa oportunidade foi perdida. JÁ ERA. O Super Gripen-Br já era. O Brasil jamais conseguirá arrancar dos suecos as mesmas concessões que eles estavam dispostos a fazer no início do FX2. Isso por um motivo muito simples: os suíços tomaram a frente do Brasil e bancaram politicamente o Gripen NG! Coisa que poderíamos ter feito há três anos, mas nosso governico PeTralha sem visão… Read more »

Giordani

Isso é Dumping! Não é ilegal perante a OMC? Vai entender…

Apesar do pouco senso de humor do Nunão, não tem como deixar passar esta…

Philipp Müller é um legítimo FDP!!!! 🙂

cvn76

Oi Nunão

Ele falou que a oferta é bem vinda, mas que o VBS (Ministério da Defesa) ainda precisar esclarecer os detalhes; o que realmente está incluído na proposta.

Você recebeu meu mail com o “Desafio do Poder Aéreo”?

Clésio Luiz

Alguém mais viu o que eu vi? Um Gripen NG por cerca de 100 milhões de dólares?

Giordani

Clésio Luiz disse:
10 de dezembro de 2012 às 13:51

Eu diria mais, com o dólar na data de hoje, cada ng custaria US$107.142.091,84…

Combates Aéreos

Combates Aéreos: F-14 versus Su-22

Em 1981, a VI Frota da Marinha dos EUA fazia manobras no Mediterrâneo Central. Naquela época, o coronel líbio...
- Advertisement -
- Advertisement -