quinta-feira, fevereiro 25, 2021

Gripen para o Brasil

Gripen na República Tcheca até 2029

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Gripen - foto Ministério da Defesa da República Tcheca

A República Checa tem procurado estender o contrato de arrendamento de aviões de caça Gripen para até 14 anos, assegurando assim suas necessidades junto à OTAN, disse o ministro da Defesa Vlastimil Picek nesta quarta-feira.

Ele informou que o Ministério da Defesa iria preparar uma alteração do contrato em vigor até dezembro e a decisão final será feita por um novo governo a ser formado depois de uma eleição em outubro.

Picek disse que os negociadores concordaram com um desconto de 32% para o arrendamento dos 14 aviões produzidos pela Saab, em um contrato de 10 anos a partir de 2004, que foi avaliado em 19,6 bilhões de coroas (1,01 bilhão de dólares).

“Se alguém acha que o avião vai estar desatualizado depois de 14 anos, pelo contrário, estará apenas no meio de sua vida útil em 2029”, disse a jornalistas Picek.

Diante de um orçamento militar que está encolhendo, os tchecos disseram em julho que iriam procurar um novo fornecedor de jatos de combate, se um acordo com a Suécia não fosse fechado.

A República Checa cortou seus gastos militares pela metade do recomendado pela OTAN, que é de 2% do PIB. No debate político sobre a possibilidade de prorrogar o contrato, alguns tinham proposto desistir de aviões militares supersônicos completamente.

O equipamento dos aviões será atualizado para incluir não apenas capacidades ar-ar, mas também capacidade de combate ar-terra, disse Picek.

FONTE: Reuters (tradução e edição do Poder Aéreo a partir do original em inglês)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

2 Comments

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fighting Falcon

E nós vamos ter o F-5M na nossa linha de frente nesta epoca ainda…

- Advertisement -

Combates Aéreos

Caça Gripen derrotou o F-16 e F/A-18 em exercícios

Em vários exercícios realizados entre os caças Gripen C suecos e aviões de combate de países europeus, o Gripen...
- Advertisement -
- Advertisement -