Home Noticiário Internacional Novo gabinete tcheco tomará decisão final sobre ‘leasing’ do Gripen

Novo gabinete tcheco tomará decisão final sobre ‘leasing’ do Gripen

169
7

Gripen - foto Ministério da Defesa da República Tcheca

Negociações estão avançadas e espera-se que novo governo assine extensão do contrato no final deste ano ou no início do ano que vem, segundo atual primeiro-ministro, que está em final de mandato

Segundo reportagem da AFP, os tchecos deverão renovar seu contrato de “leasing” de 14 caças Gripen, fabricados pela sueca Saab. O primeiro-ministro da República Tcheca, Jiri Rusnok, afirmou a repórteres na segunda-feira, 26 de agosto: “As negociações estão num estágio avançado. A bola está conosco neste momento. Os suecos aguardam nossa resposta final a respeito de sua recente oferta.” Ele acrescentou que o novo contrato com a Suécia a respeito dos jatos supersônicos JAS-39 Gripen poderá ser assinado pelo novo governo no final deste ano ou no início de 2014.

Rusnok substituiu o primeiro-ministro Petr Necas, que deixou o governo em junho em meio a um escândalo de espionagem e suborno. O presidente apontou um novo governo tecnocrático liderado por Rusnok, mas aquele gabinete perdeu um voto de confiança neste mês. Assim, Jiri Rusnok está em final de mandato, pois eleições estão aendadas para o final de outubro.

Gripen no Báltico- foto 3 D Schreier - Forças Armadas da República Tcheca

As Forças Armadas Tchecas pagaram cerca de 20 bilhões de coroas (780 milhões de euros ou 1 bilhão de dólares) para alugar 12 caças JAS-39 C Gripen monopostos e dois JAS-39 D bipostos por uma década, a partir de 2005. Em julho do ano passado o antigo primeiro ministro Necas havia declarado que a Suécia estava sendo “não-cooperativa” em relação à renovação do contrato e, de acordo com notícias da mídia tcheca, os suecos estavam se recusando a baixar o preço.

Porém, na segunda-feira o ministro da Defesa da República Tcheca, Vlastimil Picek, afirmou que o novo contrato será um acordo melhor para o país e válido “por um período maior do que 10 anos.” Ele também disse que “o novo governo tomará a decisão final a respeito dos caças Gripen, mas este (Rusnok) gabinete fará o máximo possível para facilitá-la.

Primeiro-ministro visita base onde opera o Gripen na República Tcheca, recebendo informações sobre qualidades do caça e riscos envolvidos numa eventual troca por um tipo diferente de aeronave

primeiro ministro Jiri Rusnok sobe em cockpit de Gripen na base de Caslav - foto Min Def República Tcheca

Em nota divulgada na segunda-feira, 26 de agosto, o Ministério da Defesa da República Tcheca abordou o assunto, mostrando visita feita pelo primeiro-ministro Jiri Rusnok à Base Aérea de Caslav, onde operam os 14 caças Gripen da Força Aérea do país.

Rusnok, acompanhado pelo ministro da Defesa Vlastimil Picek, recebeu informações sobre a experiência dos militares na operação do JAS-39 Gripen e também sobre os fatores de risco envolvidos numa eventual troca para outro modelo de caça supersônico. O primeiro-ministro mostrou grande interesse na aeronave e em seu armamento, que foram apresentados pelo tenente Martin Spacek, que tem três anos de experiência com o jato sueco.

Jiri Rusnok declarou: “Fico satisfeito em saber que os pilotos estão muito satisfeitos com a tecnologia que usam.” Ele também disse acreditar que o caça atende tanto às necessidades táticas e de combate quanto de operação econômica para as Forças Armadas Suecas, de forma equilibrada.

Já o ministro da Defesa Picek disse que o tema da renovação do contrato de “leasing” do Gripen vem se prolongando por muito tempo e acrescentou que, na sua opinião, as negociações estão chegando ao final. Picek afirmou que, “embora a decisão fique para o próximo governo, este gabinete vai criar o máximo de condições para tornar a decisão mais fácil para o próximo.”

O chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, general Petr Pavel, disse na ocasião: “De nossa parte, fizemos o máximo para evitar debates emocionais, focando totalmente em argumentos racionais.” No final da visita, o primeiro-ministro Rusnok disse que os políticos devem criar as condições para que os militares, profissionais que são, possam trabalhar em paz.

primeiro ministro Jiri Rusnok visita base de Caslav onde opera o Gripen - foto Min Def República Tcheca

Algumas informações sobre a última proposta sueca

Ainda segundo a nota do Ministério da Defesa, a última oferta sueca para renovação do “leasing” dos 12 caças monopostos e 2 bipostos se apoia em parâmetros como preço fixo e apoio logístico completo, de forma que os custos para aluguel e apoio logístico são significativamente menores do que os do contrato atual.

Além disso, a duração do contrato deverá ser superior à do atual, de uma década, e a modernização dos jatos durante o período de aluguel garantirá a interoperabilidade com aeronaves da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) em todos os tipos de operação.

Com exceção da célula, outros sistemas deverão passar por melhoramentos graduais, como melhorias no software e novas armas para apoio ar-solo. A nota finaliza afirmando que o caça se mostrou excelente nos oito anos de operação já acumulados na República Tcheca. A parte sueca no contrato foi cumprida sem problemas, com suprimentos são recebidos rapidamente após as solicitações e com a qualidade requerida.

Gripen tcheco - foto Ministério da Defesa da República Tcheca

FONTES: AFP, via Google News e Ministério da Defesa da República Tcheca (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de originais em inglês e tcheco)

FOTOS: Ministério da Defesa da República Tcheca

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joner
Joner
6 anos atrás

U$ 1 bilhão não da para comprar 12 Gripens novos?
Se ainda existem custos extras nesse negocio, não vejo vantagens (para o país)!!!

Joner
Joner
6 anos atrás

Sim Nunão, sei que são 14, mas quis dizer que U$ 1 bilhão deve dar para comprar uma duzia de Gripens novos!
É ai que esta a questão, se precisa devolver os 14 depois de dez anos, sou radical nessa questão, preferia compra-los.

Abs.

Joner
Joner
6 anos atrás

E hoje que já são treinados em operar o Gripen, seria mais facil ainda caso os comprassem!

Colombelli
Colombelli
6 anos atrás

Joner, dependendo do tempo, o apoio logistico pode sair o preço do aparelho.

Não há informação acerca de armamento,que pode ser outro fator determinante.

Fighting Falcon
Fighting Falcon
6 anos atrás

Tomara que arrumem uma solução dessas para nós.
1/4 do valor do FX-2…