quinta-feira, agosto 11, 2022

Gripen para o Brasil

Embraer assina acordo com a Toyota para potencializar ganhos de eficiência em sistema produtivo

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Legenda: Francisco Gomes Neto, Presidente e CEO da Embraer e Rafael Chang, Presidente da Toyota do Brasil celebram acordo com foco em eficiência operacional


São José dos Campos – SP, 30 de junho de 2022 – A Embraer anunciou hoje a assinatura de um acordo com a Toyota do Brasil para aplicação de fundamentos e conceitos do Sistema Toyota de Produção (TPS, na sigla em inglês) em suas operações industriais. A iniciativa visa eliminação de desperdícios, ganho de eficiência operacional e maior geração de valor aos stakeholders.

Na primeira fase do trabalho conjunto, uma equipe de especialistas do TPS, da Toyota do Brasil, passará a integrar a rotina da Embraer com o objetivo de avaliar e sugerir melhorias para a área de manufatura da principal fábrica da empresa, a Unidade Ozires Silva, localizada em São José dos Campos, no interior de São Paulo.

“Trazer a Toyota para a realização desse trabalho reforça o compromisso da Embraer na busca constante pela excelência empresarial e pelo crescimento sustentável”, disse Francisco Gomes Neto, Presidente e CEO da Embraer. “Será uma excelente oportunidade para troca e aprofundamento de conhecimentos que permitem acelerar ainda mais a aplicação da filosofia Lean nos sistemas produtivos, ao mesmo tempo que fortalece as práticas já disseminadas pelo Programa de Excelência Empresarial Embraer, o P3E.”

“O TPS é uma metodologia que pode contribuir em diferentes cenários e aplicações. Mais que eficiência e produtividade, a utilização do TPS pode proporcionar soluções que permitam à indústria e aos demais setores aprimorarem seus processos continuamente, essa que é um dos pilares da Toyota em todo o mundo. Há ainda uma possibilidade de contribuirmos com a agenda de ESG”, afirma Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil.

Desde 2007, a Embraer adota a filosofia Lean como estratégia empresarial que dissemina fundamentos, conceitos e práticas do P3E. Este programa é responsável por liderar as transformações de forma integrada, provendo meios para que toda a empresa possa dar saltos na melhoria dos seus processos. Este sistema de excelência visa a segurança em primeiro lugar, qualidade sempre, entregas no prazo e no melhor custo.

Referência no conceito de Indústria 4.0, a Embraer avança na vanguarda das tecnologias de manufatura com fábricas digitais, integradas e de baixo impacto ambiental, com melhoria contínua dos processos e adaptação de tecnologia às pessoas e processos. A partir de 2022, a meta da companhia é crescer neutra em carbono e, até 2024, ter 100% da energia das operações no Brasil proveniente de fontes renováveis.

Sobre o Sistema Toyota de Produção

Desenvolvido e refinado ao longo de décadas, desde o início do século XXI, o TPS é uma filosofia de gerenciamento que ajuda a otimizar os resultados dos negócios com foco em segurança, logística e gestão de processos, sempre com qualidade e a um baixo custo. É um sistema que busca expor e resolver problemas nos mais diversos ambientes e situações, e que pode ser aplicado, portanto, a qualquer atividade em uma organização.

Entre os principais conceitos do TPS que serão trabalhados junto a Embraer estão o just in time – que busca criar um fluxo contínuo de fabricação e maior parceria com fornecedores para o uso eficiente de peças e recursos, evitando o excesso de estoques e desperdícios – e o jidoka – que tem como objetivo melhorar a qualidade e o valor agregados dos trabalhos realizados em uma fábrica.

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer (NYSE: ERJ) tem negócios em Aviação Comercial e Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, fornecendo Serviços e Suporte aos clientes no pós-venda. Desde que foi fundada em 1969, a Embraer já entregou mais de 8.000 aeronaves.

Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola em algum lugar do mundo, transportando mais de 145 milhões de passageiros por ano. A Embraer é a principal fabricante de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil.

A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviços e distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa. Para mais informações, visite www.embraer.com.

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

7 Comments

Subscribe
Notify of
guest

7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nonato

A Embraer já é muito boa em processos de trabalho na parte de desenvolvimento de aeronaves. Consegue desenvolver novas aeronaves de forma prática e objetiva. Inclusive parece usar o conceito que falo muito aqui do projeto digital. Tudo é feito no computador. Programas auxiliam no projeto. Tipo se você fizer determinado desenho, o programa pode falar, olhe, esse design gera muito arrasto. Ou se o projetista colocar quero um avião com 30 m de comprimento para transportar 5 passageiros o programa pode dizer: Longo demais, comprimento desnecessário. Acredito que talvez o proprio programa já faça o desenho a partir dos… Read more »

Frederick

Não é assim, Nonato.

Mas pense que a modelagem serve mais para testes e simulações, como custo de execução, dinâmicas da aeronave, etc.

Ozires

Nonato… quem dera a coisa fosse assim tão simples.

Programas de computador auxiliam muito, mas não tem como jogar requisitos do projeto de uma aeronave num programa e este “cuspir” um projeto.

Existem muitas variáveis e são necessárias muitas decisões de compromisso.

Existe uma máxima que diz: “O bom projeto é aquele em que nenhum dos engenheiros das diferentes áreas envolvidas está completa e totalmente feliz.”

Tecnicamente isso se chama trade-off… e são centenas deles na concepção de uma nova aeronave.

Nonato

O fato é que há 70 anos um projeto saia da cabeça do engenheiro. Quando fazia o primeiro voo ninguém tinha certeza de que ia funcionar se o piloto ia sobreviver. Hoje em dia há muito conhecimento acumulado. Já se conhece todas ou quase todas as variáveis envolvidas. Não é mais tentativa e erro. De que trade off está falando? Existem os trade offs comerciais que são: quero um avião com alcance maior ou que transporte mais passageiros? Isso é questão de mercado e dos clientes. Decidido isso vai para o projeto digital que não é um grupo de engenheiros… Read more »

Marcelo Baptista

Nonato, não é o computador que projeta, é um engenheiro ou projetista que usa o computador para projetar.
Sou da época da prancheta, sim o CAD/CAM/CAE eliminou varias etapas no processo de se projetar “n” coisas, mas não substituiu a criatividade.
O computador é apenas uma ferramenta melhor para trabalhar.

Fagundes

A questão Nonato é que as variáveis analisadas no desenvolvimento de uma aeronave ou uma outra máquina décadas atrás não são em mesma quantidade das de hoje, houve um aumento de análise dessas variáveis na constante busca da engenharia pela inovação e competitividade. Os softwares vieram para ajudar nisso, um ganho de produtividade e tempo.Uma prova disso é analisar
os sistemas de controle de uma aeronave nos anos 70/80 com as de hoje.

Frederick

Excelente acordo. Aproximaram-me dos pais da eficiência industrial. Aliado à criatividade da empresa brasileira, não tem como errar.

Últimas Notícias

Ucrânia diz que 9 aviões de combate russos foram destruídos em explosões na Crimeia

KYIV, Ucrânia (AP) - A Força Aérea da Ucrânia disse na quarta-feira (10) que nove aviões de combate russos...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -