domingo, maio 22, 2022

Gripen para o Brasil

Vitórias dos jatos Sea Harrier na Guerra das Malvinas, em 1982

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Na Guerra das Malvinas, em 1982, a Aviação Naval Britânica derrotou a Fuerza Aerea Argentina muito mais poderosa numericamente, graças ao jato Sea Harrier FRS.1 de decolagem curta e pouso vertical.

Embora supersônicos, os Mirage/Dagger não foram páreos para o pequeno jato subsônico inglês, que era muito mais manobrável e estava equipado com radar multimodo Blue Fox e mísseis AIM-9L Sidewinder.

Os Mirage IIIEA tiveram pequena participação depois dos ataques dos bombardeiros Vulcan da RAF às ilhas e sua pequena autonomia também impediu que fossem usados no papel de escolta.

Mirage IIIEA, FA Argentina, 1982

IAI Dagger , Força Aérea Argentina, 1984

Os dois esquadrões de Dagger da FAA realizaram 153 surtidas contra alvos navais/terrestres. A falta de capacidade de reabastecimento aéreo afetou severamente seu desempenho sem qualquer chance de manobrar sobre as ilhas.

Os Dagger foram obrigados a voar a rota mais curta e tinham menos de 10 minutos para encontrar seus alvos. A descoberta de seu corredor de aproximação pelos britânicos levou ao abate das aeronaves pelas CAP de Sea Harriers.

De acordo com o livro Falklands, The Air War (BARG 1986), os Sea Harriers e seus abates estão descritos abaixo:

  • 01.05.82 16h10. Mirage IIIEA do Grupo 8 da FAA abatido ao norte de West Falkland. O tenente Perona ejetou com segurança. – Flt Lt Barton RAF do 801 NAS usando Sidewinder – XZ493/001
  • 01.05.82 16h40. Dagger A do Grupo 6 da FAA abatido sobre East Falkland. O tenente Ardiles foi morto. – Flt Lt Penfold RAF do 800 NAS usando Sidewinder – XZ455/(7)12
  • 01.05.82 17h45. Canberra B.62 do Grupo 2 da FAA abatido ao norte das Malvinas. O tenente Ibanez e Gonzalez ejetaram, mas não resgatados. – Tenente Curtiss RN do 801 NAS usando Sidewinder – XZ451/006
  • 21.05.82 12h10. Pucara do Grupo 3 da FAA abatido perto de Darwin. Major Tomba ejetou. – Lt Cdr Ward RN do 801 NAS usando canhão de 30mm – XZ451/006
  • 21.05.82 13h05. A-4C Skyhawk do Grupo 4 da FAA abatido perto de Chartres, West Falkland. O tenente Lopez foi morto. – Lt Cdr Blissett RN do 800 NAS usando Sidewinder – XZ496/(1)27
  • 21.05.82 13h05. A-4C Skyhawk do Grupo 4 da FAA  abatido perto de Chartres, West Falkland. Piloto Manzotti foi morto. – Lt Cdr Thomas RN do 800 NAS usando Sidewinder – XZ492/(1)23
  • 21.05.82 14h35. Dagger A do Grupo 6 da FAA abatido perto de Teal River Inlet, West Falkland. Tenente Luna ejetou. – Lt Cdr Frederiksen RN do 800 NAS usando Sidewinder – XZ455/(1)12
  • 21.05.82 14h50. Dagger A do Grupo 6 da FAA abatido ao norte de Port Howard, West Falkland. Maj Piuma ejetado. – Lt Thomas RN de 801 NAS usando Sidewinder – ZA190/009
  • 21.05.82 14h50. Dagger A do Grupo 6 da FAA abatido ao norte de Port Howard, West Falkland. Capitão Donaldille ejetou. – Lt Thomas RN do 801 NAS usando Sidewinder – ZA190/009
  • 21.05.82 14h50. Dagger A do Grupo 6 da FAA abatido ao norte de Port Howard, West Falkland. Tenente Senn ejetou. – Lt Cdr Ward RN de 801 NAS usando Sidewinder – ZA175/004

  • 21.05.82 15h12. A-4Q Skyhawk do 3 Esc do CANA abatido perto de Swan Island em Falkland Sound. O capitão de corveta Philippi ejetou. Lt Morrell RN do 800 NAS usando Sidewinder – XZ457/(1)14
  • 21.05.82 15h12. A-4Q Skyhawk do 3 Esc do CANA também abatido perto de Swan Island em Falkland Sound. O tenente Marquez foi morto. – Flt Lt Leeming RAF do 800 NAS usando canhão de 30mm – XZ500/(1)30
  • 21.05.82 15h30. A-4Q Skyhawk do 3 Esc do CANA danificado sobre Falkland Sound por fogo de armas pequenas da HMS Ardent e novamente no mesmo incidente acima. Incapaz de pousar em Stanley com problemas no trem de pouso, o tenente Arca ejetou. – Lt Morrell RN do 800 NAS usando canhão de 30mm – XZ500/(1)30
  • 23.05.82 16h00. Dagger A do Grupo 6 da FAA abatido sobre Pebble Island. Tenente Volponi morto. – Lt Hale RN do 800 NAS usando Sidewinder – ZA194/94
  • 24.05.82 11h15. Dagger A do Grupo 6 da FAA abatido ao norte de Pebble Island. Maj Puga ejetou. – Lt Cdr Auld de 800 NAS usando Sidewinder – XZ457/(1)14
  • 24.05.82 11h15. Dagger A do Grupo 6 da FAA abatido ao norte de Pebble Island. Capt Diaz ejetado. – Lt Cdr Auld de 800 NAS usando Sidewinder – XZ457/(1)14
  • 24.05.82 11h15. Dagger A do Grupo 6 da FAA abatido ao norte de Pebble Island. O tenente Castillo foi morto. – Lt D Smith RN do 800 NAS usando Sidewinder – ZA193/93
  • 01.06.82. 10:45 C-130E Hércules da FAA Grupo de Transporte 1 abatido a 50 milhas de North Pebble Island. Todos os sete tripulantes mortos. Lt Cdr Ward RN usando Sidewinder e canhão de 30 mm – XZ451/006
  • 08.06.82 16h45. A-4B Skyhawk do Grupo 5 da FAA abatido sobre Choiseul Sound. O tenente Arraras foi morto. – Flt Lt Morgan RN do 800 NAS usando Sidewinder – ZA177/77
  • 08.06.82 16h45. A-4B Skyhawk do Grupo 5 da FAA abatido sobre Choiseul Sound. O tenente Bolzan foi morto. – Flt Lt Morgan RN do 800 NAS usando Sidewinder – ZA177/77
  • 08.06.82 16h45. A-4B Skyhawk do Grupo 5 da FAA abatido sobre Choiseul Sound. Alferes Vazquez foi morto. – Lt D Smith RN do 800 NAS usando Sidewinder – XZ499/99
- Advertisement -

50 Comments

Subscribe
Notify of
guest
50 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Antunes 1980

Argentinos perderam de lavada.

Eles não conseguiram sequer uma mísera vitória nas batalhas travadas no mar, no ar e na terra.

Nenhum objetivo foi concluído.

Fica a lição para a turma daqui, regada a muita lagosta, vinho importado e Viagra.

Sem doutrina, treinamento e uma metodologia clara, como por exemplo a vietnamita, israelense ou ucraniana, somos apenas um playground das potências europeias.

_RR_

Camarada, Como assim…? Claro que não se pode negar a superioridade britânica em todos os aspectos. Os britânicos realmente sabiam o que estavam fazendo, agindo com uma plena consciência de suas limitações, e entendiam por qual motivo lutavam. Mas… Sheffield… Atlantic Conveyor… Eventos como esses não proporcionaram a vitória final aos argentinos, é verdade, mas foram vitórias táticas importantíssimas! Só a perda do Atlantic Conveyor, por exemplo, acabou com todo o equipamento pesado britânico, obrigando os Royal Marines a seguirem adiante pelas ilhas a pé! Que teria acontecido se um Exocet acertasse o ‘Queen Elizabeth II‘ ou, pior, um dos… Read more »

Anderson

Quem vence é quem erra menos !

Teropode

Era loucura , 10 minutos para patrulhar , os caras chegavam davam duas voltinhas e tinham que retornar e neste momento os Sea Harrier chegavam juntos , os Mirage contando tempo muitas vezes nem percebiam a chegada dos S.Harrier , era como atirar num pato !

Aéreo

Não é bem assim, a parte que os caças argentinos não viam os caças ingleses chegar. Nas ilhas a FAA tinha um radar de longo alcance funcionando durante todo o período de conflito. Todas as PAC de Sea Harrier sobre as ilhas eram monitoradas pelos Argentinos e controladores em terra vetoravam os caças.

Teropode

Bobagem , não monitoravam nada , tanto é que os pilotos argentinos muitas vezes não sabiam o que tinha atingido eles , foi um massacre !

Anderson

Vitória é Vitória, o mundo não é justo !

Wilton Santos

Os argentinos cometeram todos os erros possíveis nessa guerra. Foi uma aventura que terminou muito mal.

joseano

Antunes, infelizmente você tem razão. Nossos oficiais generais não estão nem aí para a atividade fim das nossas FAs. Elas são bonitinhas apenas para desfilar no 7 de Setembro porque numa situaçao real de guerra, passariam vergonha. É só vc ver nossos oficiais generais, quase sempre com suas panças protuberantes, e comparar com os de outros países que já dá pra ver a diferença. A FAB passou toda a decada de 80 e 90 sem um missil ar-ar decente, se falar em BVR então não sabiam nem do que se tratava. Mas o piór mesmo, foi não ter aprendido com… Read more »

Silvano

“”””porque numa situaçao real de guerra, passariam vergonha””””” Durante toda a segunda guerra mundial, apenas a Força Aérea de dois países envolvidos no conflito receberam a honraria: Presidential Unit Citation (United States). Brasil e Austrália. Citação Presidencial de Unidade é uma honraria concedida pelo Presidente dos Estados Unidos a unidades militares das Forças Armadas americanas e de países aliados, por extraordinário heroísmo em ação contra inimigos armados, desde 7 de dezembro de 1941, o dia do ataque japonês a Pearl Harbor e início do envolvimento dos Estados Unidos na II Guerra Mundial ou por extraordinário heroísmo e coragem em ação… Read more »

Fernando

Amigão, vc está falando de segunda guerra mundial. A realidade hoje é outra e as nossas forças armadas também. Quem vive de honrarias deste tipo é museu

Silvano

Você é desses que vive falando mal da PM 24 horas por dia??? provavelmente, então quando estiver no saleiro, te aconselho a não discar 190, chama os manos. Outra, as FFAA do Brasil são respeitadas mundialmente, não são feitos do passado, são atos presentes que nossos militares, bem ou mal, representam o país de forma muito digna. Qual o país sul americano tem condições de levar a cabo aquele resgate em Wuhan com seus próprios aviões, de pessoas possivelmente contaminadas?? aquilo foi motivo de teses de estudo em altos círculos militares americanos. Sargento da Brigada Paraquedista eleito melhor instrutor do… Read more »

MAB

Não concordo contigo em nada sobre a guerra da Ucrânia, mas aqui sim concordo contigo. Nossas FFAA , apesar do recorrente problema de gestão e financeiro, conseguem tirar água de pedra. Existem N exemplos além dos que você citou. Temos capital humano de qualidade. O que ocorre nas forças é o reflexo do país como um todo. O problema é recorrente porque a educação , em geral, é ruim. Não somente a educação da escola, a que vem de casa também. Enquanto isto não mudar, continuaremos fazendo mais do mesmo. Lembra que é brasileiro somente a cada 4 anos. 7… Read more »

Paulo

Que comparação estúpida kkkkk

Sensato

Mais importante do que o método, que é evidente, é o objetivo e esse, honestamente, me desgosta profundamente. Triste demais ver brasileiros trabalhando contra o país.

Paulo

Em 79 anos absolutamente tudo mudou

Cristiano GR

Oficial chileno foi baba ovo inglês.

Thiago Santos

Eu não sabia q a Força Aérea Argentina tinha perdido isso tudo de aeronaves não, a porrada foi forte hein

Marcelo Mendonça

e ainda tiveram as perdas para a AAA e MAMPADS

Varg

A diferença que uma eletrônica embarcada decente e mísseis modernos podem fazer nos combates aéreos, isso sem contar a tática e a logística. Os argentinos falharam nesses 4 campos…

Last edited 8 dias atrás by Varg
willhorv

Só o tal de Thomas botou 4 adesivos na base do cokypit

Marcelo Mendonça

São dois Thomas, o Lt Cdr Thomas do 800 NAS e o Lt Thomas do 801 NAS.

Marcelo Mendonça

Lista incompleta, de memória falta um Pucará, pelo Ward

Alexandre Galante

Muito obrigado, colocamos uma lista mais completa. Abs!

Marcelo Mendonça

Excelente, obrigado.

Max

Pena que tem segredo sobre as baixas de Harriers. Un Dagger derribou o Harrier do Ten. Harry Trent na bala 30mm

Rinaldo Nery

Nem os argentinos contam isso…

Max
Rinaldo Nery

¨Eso de que el harrier fue derribado con cañones no lo dice nadie..ni siquiera el piloto, no hay ni media prueba. Eso me recuerda la entrevista a perona hecha por victor sueyro donde le hacen decir que su mirage choco en un tirabuzon contra un harrier y ambos cayeron al mar…la realidad es que lo derribaron limpiamente desde atras con un sidewinder y los harrier siguieron volando lo mas campantes ..La primer victima de la guerra es la verdad..seguramente lo obligaron a decir eso¨. Comentário de um próprio argentino no You Tube… E cadê a crítica foto? Os caboclos iam… Read more »

PACRF

Planejamento = 0

Jesús

Muchos errores en ese documento, y una cosa que demuestra que no fue efectivo el uso de ese avión es la cantidad de buques destruidos y la posibilidad de que fueran más si ubiesen explotado la mitad de la bomba primitivas de destrucción de pista que usaron los aviones argentinos el mérito de las bajas de aviones argentinos es gracias al misil a/a de vuelta encontrada que proveyó EEUU estamos hablando que se destruye un porta avion de lo más avanzado y que se atacó el campamento británico y casi muere. Su general

Andre

Essa batalha deixou claro que nos ares, a partir de então, o mais importante era quem via antes e atirava antes, não era mais o mais rápido nem o que subia mais nem o que levava mais armas.

Rinaldo Nery

Sempre foi assim. Primeira lei do combate aéreo: quem vai te abater é aquele que você não vê.

Guizmo

Impressão minha ou sumiu um post sobre F5 Agressors no Blog?

Teropode

Como achar bolachas sobre o F5 , a trilogia tem loja ?

Paulo

Ward foi o único Às então?

Marcelo Mendonça

Ward abateu 3, não teve ases neste conflito.

Sensato

Lamentável que tantas pessoas tenham perdido a vida por uma guerra tão estúpida quanto essa. Não fosse por ela, a Argentina talvez hoje tivesse a posse das ilhas e estivesse muito melhor.

Max

Eu considero uma guerra extremamente interessante. Menos de 2000 baixas (somando os dois lados). Durou menos de 2 meses, foi uma guerra muito rápida. Os dois lados se pegaram pra valer, com o que tinham disponível. Não ouve relatos de abusos contra civis, e pelo que se sabe, as convenções internacionais foram respeitadas entre militares dos bandos.

Compare com outras guerras

Leandro Costa

Sim, inclusive os navios-hospital dos dois países chegaram à operar lado a lado com conveses recebendo helicópteros de qualquer uma das duas nacionalidades com feridos.

Max

50 anos depois da guerra do Vietnã, ainda nascem crianças sem braços, pernas, olhos, etc, por conta do agente laranja. Isso sim é uma tragédia lamentável. Uma estupidez sem tamanho.

ERIVELTON

O pessoal fala da incompetência Argentina e tal. Porém subestimam o poderoso Harrier. Uma vez li se não me engano, na revista asas, que este caça era simplesmente imbatível por qualquer tipo de caça na época, incluindo os F16 e F15.

Leandro Costa

Bem, pode ter se equivocado. Os Harrier tinham chances contra qualquer aeronave sim, mas obviamente depende das condições, etc. Já os Sea Harrier FRS.2 com novo radar em AMRAAM, realmente tinham capacidades interessantes quando em arena BVR também.

Mas é aquela coisa. Aeronave nenhuma é imbatível. Existem N variáveis que podem influenciar num combate aéreo, mas tenho certeza que os pilotos de Harrier eram bem treinados.

Rinaldo Nery

Shlomo Erez, israelense, que foi presidente da AEL nos anos 90, foi instrutor de Dagger na Argentina, quando os aviões foram entregues. Deu uma entrevista pro Cláudio Luchesi no You Tube. Falou bem dos pilotos argentinos. Conheci-o em Santa Cruz, na RAC, em 1998.

Cristiano GR

“Lamentável que tantas pessoas tenham perdido a vida por uma guerra tão estúpida quanto essa. Não fosse por ela, a Argentina talvez hoje tivesse a posse das ilhas e estivesse muito melhor.” Comentário do leitor Sensato A Argentina, logo que perdeu a guerra, entrou numa crise econômica muito grande, quem vivia na Fronteira ou quem viajava para a região, ia direto fazer compras nas cidades argentinas fronteiriças, pois, com a desvalorização da moeda argentina, os preços despencaram para os moradores dos países vizinhos que continuaram com o valor de suas moedas sem alteração. Para os argentinos os preços haviam ficado… Read more »

Last edited 6 dias atrás by Cristiano GR
Luiz Trindade

Os Sea Harriers sempre foram show de bola. O fato deles serem VSTOL e ter alta manobrabilidade e fora serem lançados de NAeL deram muito mais autonomia para eles que os Miragem FAA.
Sempre achei muito engenhoso esse caça. Um marco para o século XX.

Last edited 6 dias atrás by Luiz Trindade
Rodrigo

Não sei se é verdade, mas já assisti e li algumas histórias sobre as Malvinas , se alguém puder comentar ou complementar:

Lá vai ….

O governo da MargarethThatcher estava em declínio ,a Guerra conseguiu a sua reeleição

Se os argentinos tivessem esperado mais uns 6 meses, algumas embarcações Inglesas seriam descomissionadas

Os ingleses usaram os Gurkas para matar argentinos em emboscadas

Após os argentinos afundarem alguns navios, os americanos posicionaram um Navio próximo para monitorar a chegada de aviões argentinos com antecedência

O Brasil forneceu alguns misseis Exocet para a Argentina a peso de ouro

Max

Pelo que sei, é fato que o governo MT estava em declínio, crise econômica, desemprego. Alguns navios seriam radiados. Se não me engano o PA Hermes era um deles. O orçamento para defesa estava comprometido por conta da crise. A guerra​ garantiu orçamento para defesa e reelegeu MT. Que eu saiba os Gurkas não foram destaque. Há quem diga que os americanos enviaram um PA, mas eu acho muita fantasia.

Rinaldo Nery

Exato. Os gurkas só meteram medo, mas nada relevante fizeram. E, talvez, nem fossem isso tudo…

Últimas Notícias

Aviação de Patrulha da FAB completa 80 anos

Vigiar e proteger, 24 horas por dia, uma área de aproximadamente 13,5 milhões de quilômetros quadrados. Essa é a...
- Advertisement -
- Advertisement -