terça-feira, janeiro 18, 2022

Gripen para o Brasil

Eve e Falko firmam parceria com um pedido potencial para 200 eVTOLs

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Melbourne, Flórida, 11 de janeiro de 2022 – Eve UAM, LLC (“Eve”), uma empresa da Embraer S.A. (“Embraer”), e a Falko Regional Aircraft Limited (“Falko”), líder global em leasing de aeronaves comerciais regionais, anunciaram hoje uma Carta de Intenções que contempla um pedido potencial de 200 aeronaves de decolagem e pouso vertical elétrico (eVTOL) da Eve e uma parceria comercial para desenvolver uma rede global de operadoras de eVTOL em apoio às missões de mobilidade aérea urbana.

A parceria entre Eve e Falko começará com o estabelecimento de um grupo de trabalho para colaborar com os operadores existentes da Falko no desenvolvimento inicial de rotas onde as aeronaves de Eve podem ser implantadas em mercados primários de utilização. Além disso, utilizando o portfólio de produtos agnósticos da Eve, também serão introduzidos o software de gerenciamento de tráfego aéreo de última geração, capacidades de serviços e atendimento às operações de frota para criar uma malha aérea dimensionada e segura para cada operador da Falko que utilizar aeronaves da Eve.

Desde 2014, Falko tem cooperado com a Embraer, e escolheu a Eve como parceira de mobilidade aérea urbana devido ao histórico comprovado da Embraer de mais de 52 anos, na certificação de aeronaves.

“É com muita satisfação que anuncio este grande desenvolvimento em nosso longo e bem-sucedido relacionamento com a Embraer. Estamos muito entusiasmados pela parceria estratégica com a Eve, que faz parte do nosso esforço para estar na vanguarda da sustentabilidade no setor de aviação. Acreditamos firmemente nas perspectivas do mercado de eVTOL e que a Eve, com o apoio da experiência da Embraer na fabricação, certificação e suporte de aeronaves, será uma das líderes deste mercado”, afirma Jeremy Barnes, CEO da Falko.

“Nossa parceria com a Falko, uma reconhecida líder em leasing de aeronaves, fortalece nossa posição no mercado global de mobilidade aérea urbana, ampliando não apenas nossa base potencial de operadoras por conta da presença global de clientes da Falko, mas também aumenta nossa capacidade de fornecer soluções completas por meio de parcerias. Estamos orgulhosos de ter a Falko como um parceiro estratégico da Eve, com nossas duas organizações colaborando para liderar uma nova geração de inovação sustentável na aviação”, disse Andre Stein, co-CEO da Eve.

Sobre a Falko Regional Aircraft Limited

A Falko é uma empresa especializada em leasing operacional de aeronaves, gestão de ativos e serviços de aeronaves com foco no setor de aeronaves regionais. Atualmente é uma das maiores administradoras de jatos regionais do mundo em valor e número de aeronaves. Falko tem uma estratégia de crescimento clara, dedicada a expandir os negócios e aumentar seu portfólio de aeronaves e serviços associados no mercado de aeronaves regionais. Com escritórios no Reino Unido, Irlanda e Cingapura, a Falko está bem posicionada para fornecer uma variedade de soluções em todo o mundo.
Para mais informações visite www.falko.com ou siga no Twitter: @Falko_RA

Sobre a Eve UAM, LLC

Eve eVTOL

A Eve é uma nova empresa independente dedicada a acelerar o ecossistema da Mobilidade Aérea Urbana (UAM, na sigla em inglês). Beneficiando-se de uma mentalidade de startup, respaldada pela história de mais de 50 anos de expertise aeroespacial da Embraer, seu foco singular adota uma abordagem ampla para a indústria de UAM, oferecendo um ecossistema holístico. Sua aeronave elétrica avançada (EVA), aliada a uma rede global abrangente de serviços e suporte, e uma solução única de gerenciamento de tráfego aéreo fazem da empresa uma concorrente forte na indústria. A Eve é a primeira empresa a se formar na EmbraerX. Para obter mais informações, visite www.eveairmobility.com

Sobre a Embraer S.A.

Uma empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer tem negócios em aviação Comercial e Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, prestando serviços e suporte aos clientes no pós-venda.
Desde sua fundação, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8.000 aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola em algum lugar do mundo, transportando mais de 145 milhões de passageiros por ano.
A Embraer é o principal fabricante de jatos comerciais com até 150 assentos e o principal exportador de bens de alto valor agregado no Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

- Advertisement -

27 Comments

Subscribe
Notify of
guest
27 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Matheus

Já existe algum protótipo do EVE?

Joli Le Chat

Fizeram um ensaio em um modelo há algum tempo.
Já tem concorrente voando:
https://youtu.be/4wbFw165ar0

Se os eVTOL serão uma realidade eu não sei, mas a ideia é sensacional!

Matheus

Há fotos do ensaio e modelo?
Se tiver por favor, poste.

Fernando EMB

Tem vídeo… Já vi, mas não lembro onde.

Joli Le Chat

Vi aqui mesmo no Poder Aéreo, se não me engano…

Nonato

Eu acho estranho essas coisas.
Algo não existe, de repente todo mundo começa a dizer que daqui a 5, 10 anos haverá veículos voadores…
A que preço?
É economicamente viável?
Se aviões com 150 passageiros já é difícil as empresas se sustentarem…
Quem vai pagar mil reais para fazer uma viagem de 10 km dentro de uma cidade?
Quem viajará nesses carros?
Os milionários que atualmente usam helicópteros?
Passam a ideia de algo em massa.
Se até automoveis esta difícil comprar..

Luis

Minhas duvidas com relação ao uso da energia elétrica em carros/ aviões em substituição aos combustíveis derivados do petróleo: O aumento da demanda por energia elétrica para o carregamento das milhares de baterias também não terá um impacto ambiental tendo em vista que muitos países ainda geram energia elétrica queimando óleo, carvão e gás natural? Haverá geração de energia limpa e infraestrutura adequada pra suprir todo este aumento de demanda que parece que está por vir, nos grandes centros urbanos mundiais? E quanto ao descartes das milhares de baterias? Não haverá um aumento também no impacto ambiental? Será que esta tecnologia… Read more »

Sagaz

Quanto a questão da energia, a geração em usina é imensamente mais eficiente que em um automóvel, ou seja, a migração dos combustíveis para uma usina convertida em energia elétrica será muito maior do que a de um veículo atual, fora o controle de emissões. E os veículos elétricos possuem eficiência muito maior na relação do que é de fato entregue até as rodas, portanto o impacto tenderá a ser favorável no balanço energético, fora que a transmissão da energia é infinitamente menor que os recursos gastos para levar combustível de um lado para outro para abastecer veículos. Há de… Read more »

Sensato

Não sei se responde alguma de suas perguntas mas a Eve fez um projeto piloto em que uma viagem entre a Barra da Tijuca e o Aeroporto do Galeão era feita em 10 minutos ao custo de 99 reais por pessoa. Para o consumidor, seria um ganho absurdo de tempo a um custo similar com o que se gasta num táxi. Para a empresa não sei o quanto seria compensador mas se contar que os custos de aquisição, operação e manutenção são significativamente mais baixos, deve compensar. Creio que o objetivo do projeto piloto era validar custos, aceitação e etc.… Read more »

Nonato

O ideal é qualquer empresa fazer avaliação previa.
A Airbus também deve ter feito quando lançou o A 380…
Mas é estranho uma viagem num “avião” custar 99 reais
Deve ser muito mais caro do que um carro.
Tem de voar…

Yomb

“A Embraer vai falir se não for vendida”, diziam os que se dizem patriotas…

Marcos10

Falavam a mesma coisa da Itapemirim.

Sensato

A Embraer tem que ser estatal diziam os que se dizem democráticos. Tem gente estúpida de um lado ao outro do espectro político.

Nonato

A turma do Maduro diz defender a Embraer…
É o mesmo pessoal que se diz a ciência em pessoa e se consultava com João de Deus…

Last edited 6 dias atrás by Nonato
Jadson Cabral

Tu tem tesão no Maduro, né? Vai, pode confessar aqui. Ninguém vai te julgar além do que já faz.

Yomb

Bom mesmo é pagar salário pra Macedo, Malafaia e outros canalhas, né?

Marcos10

Embraer acaba de vender fábrica de componentes em Portugal.

Thiago CW

Se vai falir não sei, mas está levando uma goleada da Airbus com o A220

marcos rissato

Isso é verdade.

Neto

https://oglobo.globo.com/economia/negocios/embraer-vende-fabricas-em-portugal-que-continuarao-fornecer-componentes-para-seus-avioes-25351469

Embraer vendendo as unidades portuguesas para uma empresa espanhola.
.
Venda por 173 M de dollares (+- 950 Milhoes de Reais)
.
As encomendas de componentes chegam a 170 M de Dollar anuais.
.
Tá parecendo aquelas privatizações em Banania pelo preço do contrato que o estado vai pagar para empresa porque necessita contrata-la.
.
muito diferente isso.

Last edited 6 dias atrás by Neto
LucianoSR71

Cuidado c/ os números, US$ 170 milhões de encomendas anuais é faturamento bruto, vc sabe qual a margem de lucro? A indústria aeroespacial é complexa e de alto risco, se tiver 5% de lucro, só como exemplo, significa apenas US$ 8,5, que seja 10% ( US$ 17 milhões ), tem que se questionar se a operação é válida p/ a Embraer ou esse valor da venda vai ser mais útil aplicado em algo mais rentável e no momento mais necessário p/ ela.

Neto

Tenho certeza que com o Governo tentando quebrar contrato do KC390 + retração do mercado de aviação + projetos novos sendo implementados este dinheiro e o desvinculo com a folha de pagamento de lá terá um impacto financeiro interessante para a embraer. . Porém é um indício que este ano e o próximo a própria embraer desenha com uma margem de lucro muito menor. . Observe, o capital humano e estrutura física é importante para qualquer empresa. No momento de vc terceiriza vc perde a possibilidade de prioridade ali. . Vai ser bom para a matriz aqui. Lembrando que a… Read more »

LucianoSR71

Tudo na vida é como uma moeda, tem 2 lados. Essa decisão tem seus prós e seus contras, certamente a decisão da Embraer levou em consideração todos os aspectos envolvidos e se decidiu dessa forma é porque achou melhor, agora o tempo dirá se foi acertada. Abs.
PS: só p/ seu conhecimento, não negativei seu comentário.

Nonato

A maioria das empresas privadas fazem isso com frequência.
Compram ou vendem ativos.
Sera que essa empresa era relevante para a Embraer?

Sensato

O governo não quebrou o contrato, apenas reduziu a quantidade, o contrato continua vigente.

A Embraer tem vendido muito bem obrigado, tanto em jatos executivos quanto em regionais.

A Eve acaba de fazer uma incorporação cara e a Embraer é dona da maior parte dela.

A instalação foi vendida mas foram firmados acordos de fornecimento por anos. A fábrica agora produzirá estruturas pra diversos fabricantes.

A Embraer tem sido bem administrada ou não teria sobrevivido neste mercado até hoje na posição em que está.

LucianoSR71

Amigo, só uma correção, infelizmente a linha E2 continua vendendo muito aquém do previsto, o que está acontecendo é justamente o principal motivo da tentativa de se juntar a Boeing ( não quero entrar na discussão de como foi feito esse processo, apenas apresento os fatos ): seria muito difícil concorrer c/ a Airbus vendendo o A220, que pegou o projeto pronto sem gastar nada em desenvolvimento e certificação ( pagos pelos contribuintes do Canadá ), c/ altíssimo poder de barganha financeira e com o forte argumento de padronização de frota c/ um só fornecedor. Creio inclusive que a Embraer… Read more »

Últimas Notícias

Chile quer comprar aeronaves britânicas E-3D Sentry ‘AWACS’ aposentadas

Uma fonte disse ao UK Defense Journal que o Chile está procurando comprar “mais de uma” aeronave E-3D aposentada...
- Advertisement -
- Advertisement -