quarta-feira, outubro 27, 2021

Gripen para o Brasil

Primeira tripulação portuguesa do KC-390 Millennium recebe treinamento na FAB

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Uma tripulação, composta por dois pilotos e dois mecânicos da Força Aérea, está recebendo formação na aeronave KC-390 Millennium, desde 14 de setembro, na Ala 2, em Anápolis, no Brasil.

Esta será a primeira tripulação a ser qualificada naquela aeronave adquirida pelo Estado Português e que vai equipar a Força Aérea Portuguesa (FAP).

A formação, ministrada pelo 1º Grupo de Transporte de Tropa da Força Aérea Brasileira (FAB), compreende as componentes teórica e prática do KC-390 Millenium.

A cooperação bilateral entre os dois países fica fortalecida pela partilha de experiências. Enquanto a FAP adquire conhecimentos com a experiência acumulada da FAB naquela aeronave, estes beneficiam da experiência lusa no transporte aerotático.

Recorde-se que Portugal adquiriu cinco aeronaves KC-390 Millennium e um simulador, em 2019.

Concepção do Embraer KC-390 da Força Aérea Portuguesa

FONTE: Força Aérea Portuguesa

- Advertisement -

55 Comments

Subscribe
Notify of
guest
55 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Agnelo

Meu Deus!!!!!! Não são os q pilotavam o drone da marinha portuguesa, não, né?

peter nine nine

Não querendo ser ofensivo, mas não perdia nada em consultar a vasta experiência portuguesa nos mais diversos cenários e teatros de combate nas últimas décadas, onde faz uso de drones de diferentes tipos e tamanhos. Portugal tem relativo papel na fundamentação da operação de pequenos drones de reduzido a médio tamanho a partir de embarcações, nomeadamente tendo contribuído para múltiplos exercícios nesse sentido, no seio europeu. Portugal conta ainda com diversas empresas na área tecnológica que desenvolvem, fabricam e vendem drones não armados. Inclusive, um dos contratos da União Europeia para o uso de drones na vigilância das fronteiras marítimas… Read more »

André Sávio Craveiro Bueno

Excelente texto.

Pedro Bó

Mania feia do brasileiro de debochar de outras nacionalidades. Como se essa merd@ de Brasil fosse o melhor país do mundo.

Afonso

Bla bla bla… Quem falar que o vídeo do Drone português não é engraçado está mentindo, ou não tem humor. hahahaha É hilário!

E antes que comecem com o discurso de falta de respeito, meu pai e família são portugueses, passei pouco antes da pandemia um mês na região de trás-os-montes bebendo do melhor vinho e comendo do melhor pão caseiro com meus tios, que saudade. Saudações a este povo maravilhoso.

Carlos

Deves ser um enjoo de pessoa, ainda te ris de uma coisa passada á sete anos porque para mim e muitos mais já enjoa, sete anos a ver a mesma coisa já enjoa

Marcelo Andrade

Mas é o melhor paía do mundo, o único problema é que está cheio de brasileiros!

Wellington Góes

Rsrsrsrs
Gente, foi uma piada, ponto… E como tal deve ser entendido assim.

Flanker

Exato, Wellington. O politicamente correto, as vezes, é um saco. Não é nada pessoal com ninguém!!

José de Souza

Mania infeliz de brasileiro em fazer piada que ofenda os outros e depois sair com essa, “foi só piada, gente”… só falta completar com “que que tem, português é burro mesmo/ele é preto mesmo/ele é viado mesmo/ele é nordestino mesmo/ele é gaúcho mesmo…”
Se ofende alguém não é piada, tá na hora de sofisticar esse humor aí, ou vai acabar comendo pão com leite condensado em cima da tábua da mesa.

Wellington Góes

Desculpa, mas onde está a ofensa por serem portugueses?!
A piada faz alusão a caso em específico, àquele pessoal em específico, e não porque são portugueses… Poderiam ter sido de qualquer nacionalidade e a piada não teria sido no sentido xenófobo, ou ofensivo.
Tá chato isso de ter que explicar o óbvio, porque tem gente que quer bancar o falso moralista lacrador…
É muito mimimi por nada…

Jadson Cabral

Se você visse algum sueco, europeu que seja, ou qualquer outra pessoa dizendo a mesma coisa sobre pilotos brasileiros, eu tenho certeza absoluta de que você se sentiria ofendido, do mesmo jeito que eu vejo uma tonelada de brasileiro ofendido nos comentários de canais argentinos que zoam o Guarani por aquele incidente em que a viatura capotou. O argentinos o chamam de el poca roda. Mas no dos outros é refresco, né?

Wellington Góes

Uma coisa é fazer piada por ser de origem/nacionalidade, mas não foi esse o caso. Outra é fazer piada do ocorrido e é isso que foi colocado… O resto não passa de invencionices, para justificar o mau humor, ou o falso moralismo.
No mais, quem não faz piada com aquela caso do Guarani?! Se o chamam de “pouca roda”, não posso condená-los por isso… É engraçado e pronto. Aconteceu por barbeiragem dos envolvidos… O mesmo aconteceu no caso citado. A piada está nos envolvidos, não por serem desta ou aquela nacionalidade…
Como disse, tá chato esse lenga-lenga.

guest

Mas aquela cena do Guarani capotando foi engraçada mesmo, igual os SK105 “Fumassier” em Brasília

A capacidade dos militares brasileiros em protagonizar cenas lamentáveis é impressionante, teve até coca no avião do presidente. E pelo visto não fugiram aos seus homólogos lusitanos, afinal a ideia era transformar isso aqui num imenso portugal, não? hahaha

Jadson Cabral

O problema é que tem muita gente falando bosta com a desculpa de que é piada. Fala merda e depois que é repreendido e passa vergonha, diz que é piada, olha que engraçado hahaha. Além do mais, se a intenção disso foi realmente ser uma piada, o temática foi péssima

Carlos

Meu caro, toda a gente já sabe desse drone, mas não sabe que é um Tekever AR4, mas podes ver um Tekever AR5 vigiando as águas do canal entre a França e a Inglaterra basta colocar no youtube “Drones used to track people smugglers”, também está a decorrer em Troia um evento chamado REP MUS 21 colocas no youtube “REP(MUS)21 | Brevemente e quase no fim podes ver um trecho do CEO da Tekever de nome Ricardo no qual diz que a sua empresa controla o mercado de vigilância marítima nos EUA. Podes continuar a rir com a tua “sabedoria”… Read more »

Rui Manuel Fernandes Palmeira

Eu acho que ja fui expulso por sempre ter sido muito reativo e sincero com os veracruzenses, nao entendo, no entanto admiro a paciência do peter mine mine em explicar alguns feitos da engenharia portuguesa perante complexados atrasados, lusófobos, como este Agnelo, no entanto este tipo de afirmações sao uma extensao dos comentarios xenófobos que por exemplo o Abel sofre impunemente num pais onde ser-se xenofobo é normal… sobre as competências portuguesas, existem verdades ocultas que as negociatas ocultaram… covinha conhecer por exemplo as competências da OGMA antes da Embraer ter ganho a privatização, num concurso estranho… a Embraer por… Read more »

DOUGLAS TARGINO

Bom, só achei poucas pessoas para tal… Acredito que deveriam ser 4 pilotos e 04 mecanicos. Vai que um desses caras morrem ou algo do tipo…

Luiz

Douglas, esta será a primeira. Com certeza haverá outras.

Adriano Madureira

Douglas, os portugueses irão repassar o conhecimento adquirido para mais mecânicos e pilotos…

Ten Murphy

Qual parte de “Primeira tripulação” você não entendeu?

Denis

Oh dia, Oh azar!

Joli Le Chat

Devem estar orgulhosos, Portugal tem uma grande participação no projeto e na fabricação deste avião. Partes da fuselagem central e profundores, se não me engano, são feitos em Portugal.

Matheus

Isso significa que a entrega vai ser ano que vem. Esse ano o primeiro já deve voar.

Wellington Góes

Afinal, foram adquiridos KC-390, ou somente C-390?! A pergunta é no sentido de entender se essas aeronaves terão capacidade/kits de reabastecimento aéreo, já que as aeronaves de caça portuguesas não usam o ‘Hose and Drogue’ e sim ‘Flying Boom’. Acredito, também, que nenhuma outra aeronave portuguesa tenha capacidade de reabastecimento aéreo.

Last edited 1 mês atrás by Wellington Góes
Leonardo M.

Kc390

Portugal faz parte da OTAN e diversos aviões da OTAN usam o Drogue.
Logo quando estão em exercício com outras forças aéreas eles poderiam usar sem problrma para abastecer um AMX italiano por exemplo.

Flanker

Wellington, salvo engano, todos os C-390 são fabricados com capacidade de se tornarem KC-390, bastando a instalação dos kits de reabastecimento.

Peter nine nine

É suposto serem KC, porque quando foi aprovado o orçamento o C ainda não estava previsto… Ou seja… Quando os portugueses analisaram a proposta, analisaram o KC, não o C. KC é também o que consta nos documentos. Mas… Vai se lá saber…

Nilo

Parabens a FAP, colocará as forças armadas portuguesas com uma capacidade de deslocamento e logístico em outro patamar.

Last edited 1 mês atrás by Nilo
MestreD'Avis

Não vai colocar as FA Portuguesas noutro patamar.
Vai modernizar as capacidades de deslocamento e logistica que possui actualmente com o C-130 mas operando com uma aeronave mais moderna e mais veloz
Não vão poder deslocar mais meios a locais mais distantes.
Vou ser negativizado como em todas as noticias do KC mas é a verdade!

Flanker

O C-130 leva 19 toneladas de carga a 3800 km, a 540 km/h. O KC-390 leva 26 toneladas de carga a 2820 km a 870 km/h.

Mestre D'Avis

Flanker, são os números divulgados e com base nisso que digo que moderniza e dá um update as capacidades de maneira muito necessária mas não é um “salto para outro patamar”
Portugal passa de um VW Golf de 1990 para um VW Golf de 2020.
Para mim, outro patamar seriam cargueiros estratégicos

Flanker

Concordo. Só coloquei para ilustrar.

Nilo

Congratulações DAvis. É de nos orgulharmos o que esses empreendedores portugueses e brasileiros estão realizando, conseguem criar uma sinergia entre essas duas nações irmãs, que dificilmente se ver entre partes, portanto vejo a opção de Portugal na compra dos KC-390, como soberana e que melhor retorno trará a sociedade portuguesa, ao seu parque industrial aeronáutico, mão de obra altamente qualificada, tanto que a reboque, os frutos, a Desaer mantém uma joint-venture com a empresa portuguesa Ceiia. Essa companhia foi responsável por elaborar partes do avião militar kC-390. Desaer Portugal, a ideia é fabricar e voar em Portugal. Da Embraer são duas… Read more »

Last edited 1 mês atrás by Nilo
Anderson

Ao menos nos comentários do Instagram da FAP os portugueses não gostaram dessa compra do 390.

Last edited 1 mês atrás by Anderson
MestreD'Avis

Anderson, não confundam não gostar da compra com não gostar do avião. O problema maior com a aquisição do 390 são os valores e a facilidade com que o negócio se deu. Numa altura em que a FAP tem dificuldade em fazer o MLU dos Merlin, em que é necessário um investimento grande para modernizar os F-16 ou que os P3 estão a aproximar do final de vida, surge um programa que suga todo o financiamento da FAP por quase uma década. O que muitos apontam é que seria mais sensato modernizar os C-130 por mais uns anos, modernizar os… Read more »

Fernando EMB

Vale lembrar que o valor do contrato de fornecimento do KC390 para Portugal inclui mais coisas, inclusive milhares de horas de Engenharia devido as configurações exigidas pela FAP.

Mestre D'Avis

Fernando, quer então dizer que a versão da FAP será superior à da FAB em termos de equipamento e configurações?
Sendo o valor do contrato por avião semelhante ao da Hungria, imagino que as alterações sejam para padrões OTAN?
Relembro que Portugal é parceiro do projecto e a Hungria não mas os valores sao semelhantes.
Penso que saiba tmb que a suite EW nao faz parte do pacote ds venda e Portugal escolheu outro fornecedor.

Rommelqe

Prezado Mestre D-Avis: entendo que grande parte do custo da aeronave reside justamente nos sistemas EW agregados ao fornecimento, no caso, provavelmente, para integrar esses vetores no âmbito da OTAN.
Logicamente os recursos requeridos para customizar as versões lusas há um dispêndio adicional de engenharia de projetos à aplicação física nas aeronaves.Creio ter sido estes fatores que foram citados pelo Fernando EMB.

Fernando EMB

Se a suíte EW não está no pacote, sua integração está, e exige muita Engenharia.
Não acho que a configuração portuguesa possa ser dita “superior”, mas sim diferente por diferenças em equipamentos… O que exige novas integrações. E não dá para ficar comparando valores de contrato se não se sabe o conteúdo dos contratos.

MestreD'Avis

Muito obrigado pelo seu esclarecimento Fernando. Eu apenas sei o que vem publicitado na imprensa e é com base nesses valores que alguém fora da Embraer ou compradores do avião pode dar opinião sobre os valores de contrato. O de Portugal e Hungria “parecem” semelhantes quando incluidos os valores, anos de treino e suporte associados ao numero de aviões ( Hungria = 2 por €300M vs Portugal = 5 + simulador + 12 anos de suporte por €850M). A minha preocupação é pelo sucesso comercial do avião no futuro. A Embraer divulgou inicialmente valores de 50/60 milhões de dólares por… Read more »

Carlos

Mestre por acaso sabes o montante acordado entre a Hungria e a Embraer na venda de dois KC-390? Que eu saiba nunca foi noticiado, foi sempre omisso o montante. Onde foste buscar o valor 300ME? Quando foi noticiado o acordo de compra, os valores foram omissos.

Last edited 1 mês atrás by Carlos
MestreD'Avis

Carlos, apenas rumores de vários blogs de defesa, nenhuma confirmação oficial. O unico valor certo para o KC-390 é da FAP cuja despesa autorizada por 5 aviões + simulador são 606 Milhões de € ou cerca de 711 Milhões de $US ao cambio de hoje. O restante valor do contrato português são o suporte,manutenção, treino, logistica dos motores e suite EW. Esses valores são publicos e publicados no Diário da Republica. Como o valor do contrato da FAB inclui todo o desenvolvimento do avião, é para os valores do contrato português que muitos potenciais operadores vão olhar na hora da… Read more »

Carlos

Grato pela informação porque para os europeus quando não existem valores, existe algo a passar por baixo da mesa, e continuo a preferir o A400, porque é melhor e a fábrica da Airbus no UK vai acabar por fechar devido à falta de investimento da Airbus nessa fábrica, como tal o investimento irá para outro lugar. Fala-se muito dos A29 mas estes ficam 6 milhões de euros mais caros que os Pilatus PC-21 por unidade além de já terem sido construídos nas OGMAS mais de 1.500 unidades do PC12 até 2018.

Sergio Cintra

Não estão inclusas também o suporte de manutenção alongado?

Jadson Cabral

Caro MestreD’Avis, longe de mim querer saber o que é melhor para a FAP melhor que um português. No entanto, como brasileiro, eu penso que a aquisição das aeronaves por Portugal foi melhor para o seu país, visto que são aeronaves novas, que serão operadas por pelo menos 30/35 anos sem problemas e principalmente pelo fato de Portugal fazer parte do projeto e de muitas peças serem fabricadas aí. Quanto mais aeronaves a Embraer conseguir vender, melhor para vossa indústria. Penso que inclusive que a industria portuguesa poderia participar ainda mais, fabricando as partes que a Embraer deveria retirar da… Read more »

MestreD'Avis

Caro Jadson, vou dar a minha opinião directa como pagador de impostos em Portugal e apenas interessado nos assuntos da defesa. O que está em causa nunca é ou será as qualidades do 390. O facto de ser fabricado aqui não pode ser desculpa pois foi um acaso bom para ambas as partes. Permitiu a Portugal ter emprego qualificado mas permitiu á Embraer ter acesso a fundos europeus que não teria direito se não tivesse uma presença na UE. Até aí foi bom para ambos mas todos sabemos que as grandes empresas não fazem caridade. Foi com o acesso a… Read more »

Jadson Cabral

Pois bem, os amigos portugueses também têm bom gosto. Só quem não tem bom gosto é a FAB

Tallguiese

Já pensou se Portugal além do KC-390 adquire no futuro o gripem e o A-29? Que tríade heim?

Jadson Cabral

Não saiu um boato no primeiro semestre desse ano que a FAP teria adquirido 10 A-29 para aquela escola internacional de pilotos que eles planejam criar? Lembro que ao ser questionada a Embraer disse que não comentava possíveis negócios e a FAP não falou nada.
Sei não, mas parece que alguma conversa rolou ou está rolando. Agora, Gripen… é outra história. Como o amigo português disse mais acima, a FAP não está com dinheiro sobrando para um programa desse tamanho. Aparentemente eles pretendem operar seus F-16 por uma bom tempo ainda.

Renato

Fico feliz por Portugal.
Foi o 1º país a acreditar e divulgar na Europa o nosso KC-390.
Que sejam muito felizes com essa bela aeronave.

Leandro Costa

Parabéns aos Portugueses. Espero que gostem da aeronave.

Luiz Antonio Mendes de Resende

Informem os niveis de óleo. !

fewoz

Estes sim, parceiros confiáveis.

Últimas Notícias

Saab iniciará a fase de entrega do Gripen E

Em novembro, a Saab dará início a fase de entrega de aeronaves operacionais, com quatro aeronaves Gripen E para...
- Advertisement -
- Advertisement -