segunda-feira, agosto 2, 2021

Gripen para o Brasil

EUA instam Emirados Árabes Unidos a substituir a adversária Huawei, gerando dúvidas sobre o acordo de venda do jato F-35 e drones

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O governo Biden instou os Emirados Árabes Unidos a substituir a Huawei Technologies Co de sua rede de telecomunicações, prejudicando ainda mais a compra dos Emirados Árabes Unidos de US$ 23 bilhões em jatos e drones F-35 da Lockheed Martin Corp, relata a Bloomberg.

Os EUA solicitaram aos Emirados Árabes Unidos que removessem os equipamentos Huawei de suas redes nos próximos quatro anos antes da entrega proposta do F-35 em 2026 ou 2027. No entanto, as autoridades dos Emirados Árabes Unidos disseram que precisam de mais tempo para buscar uma alternativa acessível.

As alternativas possíveis incluem Samsung Electronics Co Ltd, Telefonaktiebolaget L M Ericsson ou Nokia Oyj.

Anteriormente, o governo Trump também pressionou os Emirados Árabes Unidos para substituir a Huawei e severos laços militares e econômicos com a China.

Embora o processo de venda do F-35 tenha começado, por enquanto, as preocupações ainda pairam dependendo do acordo dos Emirados Árabes Unidos sobre a Huawei e a tecnologia chinesa.

Os EUA estão trabalhando com aliados e parceiros para apoiar uma cadeia de suprimentos diversificada de equipamentos e serviços de telecomunicações confiáveis, pois consideram a segurança 5G uma alta prioridade.

Anteriormente, os EUA cortaram a Turquia como comprador e fornecedor de peças para o F-35 depois que o presidente Recep Tayyip Erdogan comprou um sistema de defesa antimísseis da Rússia, adversária dos EUA.

Os Emirados Árabes Unidos cultivaram alianças com os EUA e a China para se proteger do enfraquecimento do envolvimento americano na região.

Os Emirados Árabes Unidos também estão assustados com a possível renovação do acordo nuclear com o Irã pelo governo Biden, que Trump abandonou em 2018.

A China, junto com outras potências mundiais, está engajada em negociações para trazer de volta o acordo.

A presença da Huawei nas redes comerciais dos Emirados Árabes Unidos poderia permitir que a China espione pilotos, empreiteiros e outros nas bases dos F-35.

A China também poderia roubar a tecnologia de drones dos EUA, como os EUA temem.

A China foi o principal parceiro comercial dos Emirados Árabes Unidos em 2020, com US$ 53,67 bilhões no comércio total, o dobro do comércio dos EUA.

A Huawei é a empresa parceira dos Emirados Árabes Unidos para o lançamento da rede 5G em um negócio anunciado em 2019.

Na época, a operadora de telecomunicações Etisalat dos Emirados Árabes Unidos divulgou os planos da Huawei de construir 300 torres 5G em seis meses, antes de Dubai hospedar a Expo 2020. Além disso, a Huawei destacou um diretor de segurança para os Emirados Árabes Unidos em 2020 para trabalhar com o estado do Golfo em segurança cibernética e configurar cidades inteligentes.

FONTE: Yahoo

- Advertisement -

76 Comments

Subscribe
Notify of
guest
76 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Andre

Caramba, que esforço os eau estão fazendo por esse caça caro e cheio de problemas, como se fosse o melhor avião disponível no mercado….

Antoniokings

Pois.
Acabarão comprando o Su-57 ou J-20, melhores, mais confiáveis e mais baratos.
E para a China, talvez possa pagar com petróleo ou gás, visto ser o maior exportador e parceiro comercial do gigante oriental.

Antonio Cançado

Melhores? Mesmo? Será? Sei não…

Antonio Cançado

Ah, sim, o tal ‘gigante oriental’ seria a China?
Se for, os pés do gigante são de barro, é só molhar um pouquinho, que o tal ‘gigante’ cai de podre…

Inimigo do Estado

Este falou da China como se ela fosse um Brasil kkkkkkkkkk cara você está falando de uma das maiores potências do mundo, em diversos setores, com destaque para a indústria e ciência. Se fosse fácil substituir a China e seu mega complexo industrial e logístico, os EUA não ficariam tentando impor novos acordos com eles.

Flanker

“Defensor da liberdade” mudou de nick!!

Antonio Palhares

E os pés do outro lado é de quê ?Esta arrogância não é boa para os negócios.
Chega uma hora que cansa.

Antonio Cançado

J-20 é o ‘dragão vigoroso’, né? rsrsrsrsrsrsrsrs

JZago

Você está por fora amigo. J20 melhor e mais confiável? Do Su-57 não duvido.

Carlos Campos

o J20 já está disponível? acredito que eles vão tentar vender o FC31, esse até eu quero na FAB.

Fernando C. Vidoto

O FC31 é protótipo,

Jodreski

Não sabemos nada do FC-31 amigo, há pouquíssimas informações sobre ele. Então sua análise é baseada no que? Espero que não só pela silhueta!

Flanker

Bate na madeira…..Deus nos livre!!

J-20

J-20 é impossível, pois ele é vetado à exportação.

Andre

É, realmente vivemos em universos paralelos. Aqui no meu o j20 não está a venda e o su57 ninguém quer.

Nilton L Junior

Saudação camarada, melhor só se houvesse um conflito para saber quem é quem nos céus, eu diria que um concorrente, porém essas monárquia do OM são dependente dos EUA e UE, e comem na mão do imperio americano, economia atrelada ao dólar é froids.

Bruno

Confiáveis ?, desde quando produto chinês é confiável ? vai nas lojas comprar os xing lings a disposição e ver no que dá. Acabarão cedendo, é isso que vai acontecer. Não te conheço mais tenho certeza que você é mais um, daqueles ideologistas que só vive falando besteira, mas passeia nos Estados Unidos e é cheio de produto americano em casa.

Carlos Campos

mais aí é que está, ele é o melhor caça disponível no mercado, mas caro demais de manter.

Andre

Ou seja, é pra quem pode..

Jodreski

Amigo problemas no desenvolvimento de aeronaves é comum, o amado F-14 tb teve o F-4 também, eu tenho convicção que o F-35 qdo estiver com seus problemas sanados será uma excelente aeronave, aliás ele já o é, só não está rendendo tudo o que a L.M. disse que renderia. Mas na mão de um piloto bem treinado é sim umas dos caças mais capazes da atualidade, mesmo com algumas limitações! E vai ser a espinha dorsal da USAF e de outras grandes forças, tenho certeza que essas forças possuem pessoal bem técnico e capacitado que concluíram que o F-35 é… Read more »

Andre

O f35 já é o melhor avião disponível no mercado. Só as viúvas de Stalin que não querem aceitar.

Adriano RA

O problema desse caça é o custo de operação. Segundo a Janes, US$ 38600/h de vôo. Não acho que isso seja problema para os Emirados…. então, tudo bem.

Nick

Se eu fosse os árabes já encomendava SU-57 e J-20 mais S-/400/500. Queria ver como os EUA iriam reagir

Fernando C. Vidoto

Adivinha? Eles não iam gostar obviamente…

Cada país é livre para fazer comércio com quem quiser. Os EUA criam suas regras de negócio. Se alguém não gostar, não faz negócio. Se comprar da Rússia ou China, pode apostar que abala a confiança.

As alternativas a americana seria países ocidentais.

Att.

Andre

Acho que depois de perderem 3 guerras, com grandes quantidades do que os russos ofereciam de melhor, eles devem estar meio receosos de repetir a estratégia. Além do mais, a China não vende o j20, o su57, sem motor e a russia recebendo 2 por ano, não deve despertar muito interesse fora dos fóruns de internet, e o s500 ainda está nas pranchetas…

gordo

Não acho que o resultado dessa equação passe muito pelo equipamento não, exemplos disso tivemos muitos durante a segunda guerra quando vimos franceses serem derrotados em maior numero e melhor equipados por uma revolucionaria doutrina, ou citamos os Sauditas que tem o melhor(equipamento ocidental) que o dinheiro pode pagar e ainda assim não conseguem se impor no Iêmen. Os árabes careciam de doutrina. Uma boa doutrina só se consegue a partir de uma boa formação que esta relacionada em muito com fatores socioeconômicos da origem da tropa. Se Israel estivesse equipado com armas Soviéticas e uma boa doutrina derrotaria os… Read more »

J-20

A doutrina da Arábia Saudita é essa: dar o cargo para aqueles que puxam mais o saco da família real ou dos sheiks que são designados como comandantes, mesmo que estes não tenham nenhuma qualificação. Não é a toa que eles se lascaram muito contra Israel quando este era apenas um país recém formado, com um treinamento apressado e armas de segunda mão. A diferença que a independência incentivada por Israel nas suas tropas as tornou assustadoramente efetivas.

Andre

E como explicar o f14 25:1 na guerra ira x Iraque?

Vai dizer que o ira, recém revolucionário, embargado pelos eua, tinha uma doutrina melhor que o Iraque com todo apoio soviético?

Hellen

Isso nao ira acontecer pq antes disso os americanos aprovaram a lei CAATSA para nao poder ser chantageado e os árabes ficaram na cinuca de bico !!!!
Se comprar material militar da russa e china toma sanções e se nao fizer o que Washington quer nao vai receber os F-35 !!!!
Nao existe mais estado soberano,os yankes fazem virar colonia na marra !!!

Carlos Campos

eles não iam aplicar CAATSA nos EAU, mas ia começar a ter protesto por mais democracia por lá.

Andre

Basta os árabes virarem as costas para os eua e comprarem tudo da Rússia. Deu super certo da última vez…

Antoniokings

Mais um mercado que o F-35 ‘perdeu’.

Antonio Cançado

Há muito mais F-35 voando hoje, do que haverá, em qualquer momento, do que de Su-57 e J-20 juntos, pode acreditar…

Carlos Campos

na vdd não perdeu, tá nem querendo ir.

Andre

Acho que deve ter havido um erro de digitação. Deveria ter sido “mais um mercado que perdeu o f35”, né?

Antoniokings

Nesse caso, a ordem dos fatores não altera o produto.
Vai sobrar para o contribuinte americano que terá de ‘sustentar’ a LM com mais pedidos.
Em tempo.
Parece que a Inglaterra vai cortar o pedido de novas aquisições do plano original.
Vida difícil!

Andre

A ordem dos fatores não, mas a gramática sim, afinal, quem está querendo e não conseguindo (ainda) são os eau. A produção do f35 é estimada em mais de 130 aviões por ano, nos próximos 5 anos. “Parece que a Inglaterra vai…” É igual denorex. O que sustenta a LM são as vendas de seus produtos, seja para o mercado interno seja para o externo. Quem deve estar muito preocupada com perda de mercado deve ser a sukoi…2 su57 por ano…vai ser difícil manter. Os EUA seguem dentro do grupo dos 25 maiores IDHs e isso mostra que os contribuintes… Read more »

gordo

Essa questão da telefonia 5G mostra muito bem onde esse sistema financeiro voltado para a especulação está levando os EUA e de certa maneira o Ocidente. A China se tornou a partir dos anos 80 e com muito mais intensidade nos anos 90 o destino de investimentos a granel que geraram lucro para executivos dos EUA, o efeito no outrora Império do Meio dispensa comentários. Hoje os EUA tem que recorrer a pressões comerciais para se impor onde ele era naturalmente uma liderança, basta ver a explosão de desenvolvimento que houve no Vale do silício a partir dos anos 80,… Read more »

Thiago A.

Custos, não há o que se discutir… Demanda /oferta, o melhor custo benefício leva geralmente, mas essa equação não acontece quando existem princípios estratégicos… A China por exemplo não abre o seu mercado para qualquer empresa e de qualquer jeito, não deixa que seja o melhor custo benefício á ditar as regras. Muito pelo contrário, as regras obedecem aos princípios estratégicos que norteiam a política nacional. Antes favorecen o crescimento dos próprios campeões nacionais, os fortalecem o suficiente para competir e só depois avaliam a entrada de uma empresa concorrente estrangeira.

Allan Lemos

Acho que nem precisaria de um downgrade, bastaria um backdoor.

carcara_br

Mk48 o avião envia um relatório de telemetria pra Lockheed após o voo, precisa de mais alguma coisa?
O F-35 voa onde e quando os EUA quiserem.

carcara_br

https://www.aereo.jor.br/2017/12/05/caca-f-35-e-pego-espionando/
Em boa medida explica a implicância americana com o 5g chinês, eles sabem muito bem o que pode ser feito rsrsrsrs.

Thiago A.

Eu estranho o espanto e surpresa dos noruegueses. É algo notório, uma “criticidade ” que alguns parceiros fizeram questão de pagar as modificações justamente para evitar a quebra de soberania e sigilo que comporta o sistema Alis, o qual envia todos os dados recolhidos pela aeronave para Fort Worth em Texas.
A Itália, por exemplo, colocou um filtro para bloquear essa situação de fuga de informações, mas acredito que não foi fácil nem barato.

Nilo

Emiratos A. U. irá saisfazer a EUA e a China, ira manter o G5 chines e incluir ou o Samsung Electronics Co Ltd, ou Telefonaktiebolaget L M Ericsson ou Nokia Oyj. Tem dinheiro para isso.
Situação vexatória para os Emiratos. rsrsrs.

Nilo

👍

Adriano Madureira

Isso pode ser um verdadeiro cavalo de Tróia MK48! Imagine em uma situação hipotética e improvável os eua entrar em conflito com países europeus ou vice-versa, lá de suas instalações nos eua, o auto comando com apenas alguns apertos de teclas, deixa aterrada a frota de vários países… Do país mestre em espionagem, qualquer coisa é possível. Realmente, é muito bom você adquirir uma aeronave e ela enviar dados militares confidenciais de volta a matriz… Em 2017,oficiais de defesa noruegueses capturaram um de seus novos jatos furtivos F-35A Lightning II Bloco 3F enviando dados confidenciais de volta para seu fabricante… Read more »

Thiago A.

“Imagine em uma situação hipotética e improvável os eua entrar em conflito com países europeus ou vice-versa, lá de suas instalações nos eua, o auto comando com apenas alguns apertos de teclas” Adriano, um exemplo de um cenário , imagina só: O parceiro X e o parceiro Y ( decidem colaborar em uma determinada região ( Líbia) , em completa autonomia e unilateralmente sem a aprovação de Washington, fornecendo suporte para uma determinada facção começam conduzir missões de bombardeio em apóio as tropas de terra. O parceiro Y é uma democracia portanto procura manter um baixo perfil e discrição nessas… Read more »

Thiago A.

Uma furada gigantesca!

carcara_br

Sou não rlx

Paulo Drusnam

Volta pra tua praia

Joanderson

So comprar o su35 a Rússia agradece

Carlos Campos

eles já tem caça equivalente, precisam de SU57

Evaldo

Este negócio de relações estratégicas é complicadíssimo! Todos de olho em todos!

Maurício.

Como é lindo o capitalismo e o livre mercado americano…

Demolidor

Barraram a Turquia por causa do S-400 agora tão reclamando de 5g chinês daqui a pouco os EUA vão exigir que o comprador tenha 100% de armas Estadunidenses eles vão acabar se isolando.

Antunes 1980

A pressão será grande não só lá nos Emirados Árabes, mas também aqui no Brasil.

Caso o Brasil opte pelo 5G chinês podem vir embargos a equipamentos sensíveis do Gripen NG ou demais vetores como por exemplo os nosso KC390, e os Blackhawk do EB e da Marinha.

Vamos ver como o Tio Sam vai agir caso nossa decisão seja pela tecnologia chinesa.

Zorann

Temos que escolher o que é melhor e pronto.

Quer que eu use de outro fornecedor? Pague a diferença.

Fernando C. Vidoto

Boa!,

ou conceda algum coisa interessante que precisamos. Temos que negociar nesse momento.

Matheus

Mas nunca que os EUA vão sancionar o Brasil por causa de 5G, especialmente com a nossa situação politica agora. Ano que vem tem grandes chances de um governo “não tão alinhado” com os Americanos voltar com força e abraçar a China de vez.
Os EUA “perder um aliado” como o Brasil no seu quintal é suicidio geopolitico.

Hellen

Mais esqueceu que o 3G e o 4G usa tecnologia chinesa !!!!
Quem vai pagar a conta para trocar todos os equipamentos chineses da nossa rede para equipamentos ocidental ???? Claro,vivo,tim,oi ????kkkk

J-20

Só dar uma olhada nos nossos modens e roteadores. Quase tudo Huawei

Carlos Campos

não acredito nisso, mas estaríamos abrindo mão de mísseis melhores, do F35, de um AEGIS, ou outro equipamento de ponta.

Zorann

De boas…. Se eu mandasse em algo: eu instaria os EUA a fornecerem um equipamento com qualidade e preço semelhante aos da Huawey (algo que hoje não existe), para que possa substituir no decorrer dos anos…. e de cara sondaria a compra de armamentos russos, deixando vazar para a imprensa.

Vamos com calma ai Tio Sam. Vocês não estão com esta bola toda não.

Teropode

Normal , negócios são negócios , de alto nível , pelo jeito não estão interessados em vender F35 para eles não .

Arckthur

Eu recomendaria aos EAU fazerem um leasing de 2 unidades de cada jato que poderia vender a eles … Impossível? Divulguem isso e verão muitos vendedores com propostas tentadoras

Arckthur

Kkk

Adriano Madureira

“Os EUA solicitaram aos Emirados Árabes Unidos que removessem os equipamentos Huawei de suas redes nos próximos quatro anos antes da entrega proposta do F-35 em 2026 ou 2027. No entanto, as autoridades dos Emirados Árabes Unidos disseram que precisam de mais tempo para buscar uma alternativa acessível”.

Washington acha que pode impor suas vontades aos outros países, dizendo oque eles devem fazer ou não fazer, adquirir ou não adquirir ou com quem deve se associar ou não…

XFF

Democracia é para os outros. Quando o Titio Sam quer, é na base de ameaças e coerção econômica.
Titio sam gosta de falar que a China é uma ditadura, mas o pior ditadura do mundo é o próprio Titio Sam.

Last edited 1 mês atrás by XFF
Denis

Isso é que é livre mercado, USA! Putz!! Não pode falar da China ou Rússia.
Eles podem espionar todo mundo, né? A única ideologia que o Tio Sam realmente prega é o Destino Manifesto: manter o mundo debaixo dos seus pés.

Last edited 1 mês atrás by Denis
Heitor

EUA: Compra meu 5G senão não vai ter F-35!

Emirados: Então enfia esse teco-teco no **.

Perdão editores 😅😅😅

Andreo Tomaz

Vi nos comentários alguém elogiando os EUA pela atitude em pressionar a Arábia Saudita a recusar o 5g chinês, por se tratar de uma ditadura comunista. Será que esse sujeito não sabe que a Arábia Saudita é uma das ditaduras mais radicais do mundo? Kkkkk. O nível de alienação dessa parcela da população brasileira é espantoso.

Andreo Tomaz

Só uma correção. Pensei em Emirados Árabes Unidos e escrevi Arábia Saudita. Me desculpem-me pelo erro.

Andreo Tomaz

É uma pena não poder corrigir o texto depois de escrito. Errei novamente. Desconsiderem, nesse caso o pronome antes do verbo.

Kemen

O criterio nada democratico dos Estados Unidos da America do Norte para seguir nesse mercado segue em frente, primeiro foi a Turquia, bem compreensivel, pois eram equipamentos militares, mas agora os Emirados Árabes, nesse caso são equipamentos de telecomunicações que normalmente atendem a sociedade civil. O problema com a Huawei é porque a mesma esta na frente tecnologicamente das empresas norte americanas da área, não adianta argumentar que eles fazem espionagem, pois ficamos sabendo que a CIA fazia escuta telefônica dos dirigentes europeus. kkkkkkk ______ Operei equipamentos da Huawei aqui no Brasil, superam em preço e tecnologia os equivalentes norte… Read more »

Nilton L Junior

O governo americano tem que parar com o mimimimi, quem não tem copetência não se estabelece, 5g hj é com C H I N A, acabou P, vai a luta, chama as empresa da vanguarda tecológica cria um programa de subsídio e vai disputar com a China.

Antonio Palhares

A livre determinação dos povos. O livre mercado. Os pilares de uma democracia participativa.
Até a página dois.

Últimas Notícias

Aeronave P-3AM Orion completa 10 anos de incorporação à FAB

A data marcou a modernização da Aviação de Patrulha, pois o modelo possibilitou a detecção, localização, identificação e, até...
- Advertisement -
- Advertisement -