Home Aviação de Caça Caça F-35 é pego espionando

Caça F-35 é pego espionando

28445
116
F-35 da Noruega

Por Jamie Seidel

A campanha de marketing deixa claro: o F-35 justifica seu enorme custo e carga de armas limitada por ser furtividade e por ser extremamente bem informado.

Mas seus clientes internacionais provavelmente não esperavam isso.

As autoridades de defesa norueguesas pegaram um dos seus novos aviões furtivos F-35A Lightning II Block 3F de $A 120 milhões enviando dados confidenciais de volta ao seu fabricante dos EUA – Lockheed Martin.

A Noruega é o primeiro usuário não-americano do F-35 a ter um pacote de software de missão crítica habilitado através da provisão de arquivos de dados de missão.

É um banco de dados crítico e um pacote de software que finalmente entrega o que os vídeos publicitários têm prometido há mais de uma década: “consciência situacional revolucionária”.

Mas parece que a “consciência situacional” corta dos dois lados.

Acontece que a megacorporação militar dos EUA está recebendo telemetria detalhada de tudo o que os pilotos noruegueses estão realizando em suas instalações de Fort Worth, no Texas.

Agente duplo

A Noruega encomendou 40 dos jatos, com uma opção para mais 12. Ela recebeu seus primeiros três aviões em novembro.

Um problema já compreendido pela maioria dos usuários de smartphones: “o desenvolvimento do F-16 para o F-35 é como comparar um antigo Nokia 3210 com um iPhone X. À medida que o número de recursos aumenta, os dados também estão aumentando e a necessidade de protegê-los”, disse o consultor do Ministério da Defesa da Noruega, Lars Gjemble, ao site ABC Nyheter.

“De certa forma, parece o problema das informações que seu iPhone compartilha com os fabricantes”.

Simplificando, o fabricante está rastreando e avaliando os hábitos dos pilotos noruegueses.

Enquanto a privacidade é uma preocupação quando se trata de internet pessoal e uso de smartphones, torna-se uma questão completamente diferente quando aplicada às forças armadas.

“Devido a considerações nacionais, há uma necessidade de um filtro onde os países usuários podem excluir dados confidenciais do fluxo de dados que é compartilhado pelo sistema com o fabricante Lockheed Martin”, disse Gjemble ao ABC Nyheter.

FONTE: News Mail, publicado em 2 de dezembro de 2017

Subscribe
Notify of
guest
116 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gonçalo Jr.
Gonçalo Jr.
2 anos atrás

Não me surpreende…

RenanZ
RenanZ
2 anos atrás

Na Geopolítica, ninguém é nem santo nem inocente

Manuel Flávio
Manuel Flávio
2 anos atrás

Descobriram certa vez nos F-16 turcos um transmissor pequeno. Imagina se os americanos não vão monitorar os F-35 vendidos.
A LM tenta justificar que é um sistema no F-35 para auxiliar a logística e o aperfeiçoamento do caça. De um jeito ou de outro os americanos vão monitorar os F-35 vendidos, seja qual desculpa for.

Jefferson Ferreira
Jefferson Ferreira
2 anos atrás

Meu óbvio que isso é padrão nesse tipo de equipamento neh

Baschera
Baschera
2 anos atrás

Pode isto Arnaldo ???
Se estiver naquelas linhas com letrinha pequena no contrato….
Mas acho que norueguês não é bobo.
Imagina se depois de colhidos e armazenados pela LM, os dados caem na mão de ciber espiões russos.
Idem para aeronaves ching-ling….
Bem vindo ao futuro !

Sds.

Manuel Flávio
Manuel Flávio
2 anos atrás

Olá, Baschera.

Os americanos não aceitaram vender o F-22 a ninguém, os chineses também não colocarão à venda o J-20.
É até previsível que os americanos não fossem dar tanta liberdade com relação ao F-35.

Space Jockey
Space Jockey
2 anos atrás

Não era exatamente isso que um forista Gil Tiger dizia no passado que iria acontecer ??

Alex
Alex
2 anos atrás

E queriam comprar os F-18. Qtos “truques” viriam nele?

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

Space Jockey 5 de dezembro de 2017 at 15:10

Não amigo! O Tigroso esquerdista dizia que o F-35 era vulnerável a um Flanker “cheio de mísseis”….mas esqueceu de dizer que se um Flanker limpo já tem RCS de árvore de natal, imagine “cheio de mísseis”
No mais, eu me alinho ao Manuel Flavio. E fica a pergunta: que dados a LM conseguiu obter dos F-35I da Heyl Ha’Avir? Certamente algo que decepcionou quem acredita que um aparelho teria sido “danificado” por um S-200 sírio….

Francisco Braz
Francisco Braz
2 anos atrás

O F-35 não é invisível, mas uma miragem, um engodo… Quanto dos bilhões gastos no desenvolvimento deste aparelho não foram desviados para outras finalidades? Quanto do dinheiro dos “sócios” do programa não alimentaram as contas da LM??? Não confio em ninguém, mas russos, americanos, chineses, franceses e ingleses… Bom, digamos que gosto deles bem, mas bem, longe daqui.

Jeff
Jeff
2 anos atrás

As vezes o mais simples é melhor. Caixinha preta, se bobear “desplugam” ele em pleno voo, é só digitar o códigozinho secreto 😀

carcara_br
carcara_br
2 anos atrás

O avião mais “invisível” jamais comercializado é o que permite o maior controle por parte dos fabricantes/país de origem, uma senhora ironia não?

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

Na boa, será que vocês acham que aparelhos de outras origens estão livres de serem monitorados de uma forma ou de outra pelos fabricantes ou países de origem? É bem provável que exista algo assim no Rafale…

Sérgio Luis
Sérgio Luis
2 anos atrás

Se o natimorto foi pego bisbilhotando é por que não é tão furtivo assim!

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

carcara_br 5 de dezembro de 2017 at 15:38
O RCS do F-22 é menor que o do F-35

Jeff
Jeff
2 anos atrás

Não é natimorto, é “too big to fail”, vão injetar quanto dinheiro for necessário para este projeto dar certo, nem que seja na marra. Não tem outra opção, neste ponto que já é sem volta.

Sérgio Luis
Sérgio Luis
2 anos atrás

A furtividade dele está no furto do dinheiro de quem o compra!
Isso sim!

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

Interessante é que a matéria saiu em um jornal da Austrália, terra do notório Carlo Kopp, o cara que segundo as (não tão) más línguas teria pedido uma boquinha no programa JSF e como teria sido recusado passou a atacar o mesmo….

RicardoNB
RicardoNB
2 anos atrás

HMS TIRELESS na verdade as ultimas declarações da USAF apontam que o F-35 é mais furtivo que o F-22, pelo menos na banda X provavelmente.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

Quem está demonstrando (muita) preocupação com o furto do seu dinheiro são os indianos, sócios do abortado:
http://www.aereo.jor.br/2017/10/18/iaf-manifesta-preocupacoes-com-o-programa-do-caca-de-quinta-geracao-fgfa/

Sérgio Luis
Sérgio Luis
2 anos atrás

O maior e mais caro bêco sem saída que os EUA entraram!
Na história da aviação militar não há nada igual!
Foi o marketing que disse que ele (Natimorto) é limitado!
Acho que é pra não ter que devolver dinheiro!

RicardoNB
RicardoNB
2 anos atrás

Na verdade os clientes estão todos cientes disse. O F-35 descarrega a telemetria de cada voo automaticamente. Isso nunca foi segredo para nenhum dos clientes.

Bosco
Bosco
2 anos atrás

O artigo do famoso “quem??” não cita ninguém! Nenhum nome! Fato ocorrido sem ser humano envolvido. Isso é que é o cúmulo da automação.
Ou então é o direito de sigilo da fonte jornalística levada ao extremo.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

Pois é Boscão! E ainda tem quem venha apostar suas fichas no abortado (Su-57)…rs!

Ateu Libertador
Ateu Libertador
2 anos atrás

antigamente, isto se chamava espionagem

Bosco
Bosco
2 anos atrás

Pelo visto, em sendo verdade, a Noruega vai devolver os que já têm e cancelar os restantes e entrar com um pedido de indenização ao fabricante e ao governo americano. Simples assim! Logo, logo, saberemos a fidelidade da notícia e suas implicações práticas no mundo real.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

Bosco 5 de dezembro de 2017 at 15:58
Verdade! Afinal isso seria inadmissível para um país integrante da OTAN, especialmente um que possui um parlamento ranheta como é o caso da Noruega. Ocorre que a própria notícia é de um nonsense incrível, parece até fabricada. Basta ver que a noticia fala em “autoridades de defesa”norueguesas mas não vai muito além disso

Sérgio Luis
Sérgio Luis
2 anos atrás

Pois é!
Esse f-35 já foi chamuscado S-200 Sírio e pego bisbilhotando!
Os fatos estão aí!!!
Espero que “todos” saibam o que seja um” fato “!
Ou não?!??

luiz antonio
luiz antonio
2 anos atrás

Moral da História:
“Quem não quer que o prolongamento do seu intestino se machuque, construa sua própria cadeira”
(Velho ditado chinês que deveria ter sido dito)

RicardoNB
RicardoNB
2 anos atrás

Na verdade Bosco a notícia é verdade, mas com aquela dose de sensacinalismo. O F-35 descarrega a telemetria do voo automaticamente para o fabricante, isso faz parte do sistema de manutenção automatizado e em rede. Não é nada que os clientes não saibam desde sempre. Ou seja, ninguém foi pego de surpresa, isso é papo furado. Eu sei disso desde os primórdios do programa.

João Bosco
João Bosco
2 anos atrás

Pois é… a Geopolítica não não é jogo para amadores, pois não existem bonzinhos nele. A Noruega, e demais parceiros já deveriam saber disso há muito tempo. Mas os seus governantes , se a noticia for verdadeira, não vão deixar barato..

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

Tem gente que acredita em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, Duende, Transferência de Tecnologia, Que o F-35 teria sido atingido por vetusto SAM russo e que um dia o Su-57 vai entrar em serviço….rs!

Junior
Junior
2 anos atrás

Antigamente eles se limitavam a instalar rastreadores ,agora já estão “crackeando” por completo o bixo , em caso de conflito contra algum aliado da OTAN o avião decola e volta sozinho para o texas kkkk

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

RicardoNB 5 de dezembro de 2017 at 16:09

E já há bastante tempo que essa telemetria existe não apenas no F-35 como também em outros aviões militares. E até mesmo na aviação civil isso existe, como é o caso do ACARS da Airbus.

RicardoNB
RicardoNB
2 anos atrás

Sérgio Luis fatos ? Fatos são baseados em algo concreto. O que existe de concreto em um S-200 atingir um F-35 ? Isso é tão concreto quanto o F-35 que destruiu um S-300, vc vai vasculhar a net e vai encontrar apenas uma lenda baseada em suposições altamente duvidodas.

Augusto
Augusto
2 anos atrás

Pelo que entendi o texto so fala o que pode acontecer ja que a Lockheed recebe dados do avião e não o que vem ocorrendo. Tem uma distorção nos fatos mas a consideração final é importante, penso eu que um aliado da Otan nao vai ligar muito pra isso mas um operador fora da Otan tirando Cs e o Japão e de ser preocupar.

Jacinto
Jacinto
2 anos atrás

Vocês já pesquisaram o autor da notícia? Veja o tipo de notícias que ele costuma dar:

“ANU astrophysicists Aditya Chopra and Charley Lineweaver just killed ET! ”

Tradução:

“Astrofísicos da Universidade Nacional da Austrália Aditya Chopra e Charley Lineweaver, acabaram de matar o ET”.

Jornalista sério.

RicardoNB
RicardoNB
2 anos atrás

HMS TIRELESS exatamente. Nada de novo, o drama é apenas pq no caso do F-35 isso ocorre de forma automática a cada voo e vai para os servidores da LM via rede. E o operador pode se sentir “invadido”. Mas todos já tinham ciência disso. É uma drama tão besta que sei não … Transformam um dilema simples e de amplo conhecimento em um caso de espionagem. Meu Deus.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

Augusto, o aparelho está entrando em serviço agora ou seja, doutrina de emprego, perfil operacional, tudo isso está sendo escrito agora com base na experiência operacional que o aparelho vai ganhando. E para isso a telemetria sem dúvida contribui. Ademais a notícia é claramente sensacionalista, serve apenas para enganar os dois “Ts” (trouxas que leem Sputnik e Southfront e os Trolls)

Manuel Flávio
Manuel Flávio
2 anos atrás

Bosco 5 de dezembro de 2017 at 15:55

Bosco, os dados do sistema ALIS do F-35 são enviados automaticamente para a Lockheed Martin. Eu já li essas informações na Combat Aircraft e na Air International.
A LM lá nos EUA tem tanta informação sobre cada aeronave quanto a equipe da terra da Força Aérea do país que opera.

rl
rl
2 anos atrás

Galera, na boa.

Qual o espanto na matéria.
TODOS sabem disso, até os que fingem não saber.

E concordo com o amigo ai que diz que as outras empresas fazem o mesmo.

Americano não é santo e muito menos bobo. Pq russos, franceses, chineses haviam de der?

Ah, os suecos também não são, diga-se de passagem.

Quer um avião sem estas condições?

Fabrique o seu. FABRICAR no sentido e concepção total da palavra.

Não montar.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

RicardoNB 5 de dezembro de 2017 at 16:19
Coisas de mídia sensacionalista, certamente a serviço de algum interesse escusos (tal como o famoso Carlo Kopp)

Manuel Flávio
Manuel Flávio
2 anos atrás

Alguns estão vendo como propaganda para os russos. Acho que não é por aí. O Pak Fa e o FGFA tem seus problemas também…
Uma coisa não exclui a outra.

Manuel Flávio
Manuel Flávio
2 anos atrás

rl 5 de dezembro de 2017 at 16:21

Olha ninguém é santo, mas não é bom nivelar as coisas. Cada opção vai ter suas vantagens e desvantagens e é bom a gente saber diferenciar.

Rodrigo
Rodrigo
2 anos atrás

Com telemetria, sem telemetria, eu queria uns 60 aqui… Pilotos noruegueses testando o F-35 em solo americano, nas instalaçòes da LM e esta recebendo dados destas operações? Qual o problema? Este vetor está sendo comercializado, montado, fabricado e em alguns casos ( Israel , por exemplo) sendo incrementado por membros da OTAN e dos principais aliados dos EUA! Eu acompanho diariamente e admito que não sei 10% do que muita gente boa sabe aqui, mas o site está inundado de informações técnicas e da política de desenvolvimento e emprego de um monte de meios aéreos, não só do F-35. Então… Read more »

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
2 anos atrás

Alexandre Galante 5 de dezembro de 2017 at 16:42

O “inseto”presente no F-16 paquistanês deveu-se ao fato de que esse país compartilhou diversos dados do caça com a China. E segundo um conhecido jornalista Islamabad teria mesmo fornecido um Viper para os chineses.

Sérgio Luis
Sérgio Luis
2 anos atrás

O fato é !!!!!
Só tem críticas sobre esse … Não sei o que!!!
Tô aguardando elogios sobre esse “Não sei o que !!!” Mas não aparece e esse é o problema!
Caça?!?! (Mas precisa de escolta!)
Caça-bombardeiro?!?! ( Mas é limitado)
Caça- (dinheiro dos outros!!!!) Isso sim!

Jean-Marc Jardino
2 anos atrás

Americanos sendo americanos, quem acha que vai usar equipamento militar americano sem ser espionado por eles, eh bem bobinho. Os Europeus que sao bobos e ainda ficam comprando equipamento americano.

João Argolo
João Argolo
2 anos atrás

Pergunta de leigo daqueles bem leigos: A Saab receberá dados dos nossos gripens descarregados automaticamente também? Obrigado.

Manuel Flávio
Manuel Flávio
2 anos atrás

João Argolo,

Esse é um sistema do F-35, havia 6 candidatos no FX2 e se a FAB fosse obrigada a engolir isso o caça sueco teria sido descartado.
Ademais, não há nenhuma notícia sobre algo do tipo nos Gripens exportados.