sábado, maio 15, 2021

Gripen para o Brasil

Leonardo vai adquirir 25,1% do capital da HENSOLDT AG por cerca de € 606 milhões

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

A Leonardo assinou um acordo definitivo com a Square Lux Holding II S.à rl, uma empresa de portfólio controlada por fundos assessorados por Kohlberg Kravis & Roberts & Co. LP, para comprar uma participação de 25,1% na HENSOLDT AG (“HENSOLDT”) por um valor em dinheiro de aproximadamente € 606 milhões ou € 23 por ação.

A HENSOLDT é um player europeu líder no campo de soluções de sensores para aplicações de defesa e segurança, com um portfólio em expansão em segurança cibernética, gerenciamento de dados e robótica. Como resultado da compra da participação, a Leonardo se tornará o maior acionista da HENSOLDT ao lado do Kreditanstalt für Wiederaufbau (KfW), que é detido em 80% pela República Federal da Alemanha. O KfW concordou em adquirir 25,1% do capital da HENSOLDT em março de 2021.

Alessandro Profumo, CEO da Leonardo, disse: “Estamos entusiasmados com o investimento na HENSOLDT como catalisador para o estabelecimento de uma cooperação mais estreita que irá melhorar ainda mais nossas respectivas posições no crescente mercado de eletrônicos de defesa. Acreditamos que esta etapa criará valor para todos os nossos accionistas, uma vez que irá reunir forças complementares para servir mais clientes e parceiros com as soluções de que necessitam, ao mesmo tempo que preserva as tecnologias e capacidades nacionais. Este investimento também reflecte a nossa visão de longa data sobre a importância de desenvolver a cooperação em toda a indústria aeroespacial e de defesa europeia e demonstra a determinação da Leonardo em desempenhar um papel ativo neste desenvolvimento.”

Thomas Müller, CEO da HENSOLDT, disse: “Saudamos muito o investimento da LEONARDO na HENSOLDT. Com esta transação, teremos um segundo acionista âncora de longo prazo em nossa empresa e um forte potencial parceiro estratégico com quem já estamos trabalhando juntos com sucesso em uma série de programas. Como um fornecedor líder de soluções de sensores para aplicações de defesa e segurança, vemos várias oportunidades de trabalhar em conjunto com a LEONARDO para apoiar ainda mais nossa estratégia de sucesso e ser capaz de fortalecer o crescimento de longo prazo da HENSOLDT.”

Com o investimento na HENSOLDT, a Leonardo estabelecerá uma presença estratégica de longo prazo no crescente mercado de defesa alemão.

Já hoje, a Leonardo e HENSOLDT têm um relacionamento bem estabelecido, incluindo a colaboração no programa Eurofighter Typhoon como operadores independentes dentro do modelo de consórcio. A cooperação mais estreita almejada assentará numa forte complementaridade das duas empresas em termos de geografia, portfólio de produtos, mercados finais, clientes e fornecedores nos domínios Aéreo, Terrestre e Naval e permitirá aprofundar o acesso aos respetivos mercados, oferta completa de soluções para seus clientes e compartilhamento das melhores práticas para o desenvolvimento de tecnologias futuras.

Após o fechamento da transação, a Leonardo irá propor dois candidatos a serem indicados como membros do Conselho Fiscal da HENSOLDT.

A Leonardo manterá uma sólida estrutura de capital também por meio de alienações e listagem no DRS.

O fechamento da transação continua sujeito às condições habituais, incluindo liberações regulatórias na Alemanha e em um número selecionado de países, e está previsto para ocorrer no segundo semestre de 2021.

O UBS e o DB atuaram respectivamente como Consultor Financeiro Líder e Consultor Financeiro da Leonardo. Clifford Chance atuou como consultor jurídico da Leonardo.

DIVULGAÇÃO: Leonardo

- Advertisement -

5 Comments

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Campos

Leonardo aparentemente atrás das tecnologias da Hensoldt? pelo que sei em questão de radares para navios o Kronos é estado da arte, mas para radares de caças não tenho informação, só que o Gripen usa radar deles.

Filipe Prestes

O radar do Gripen é fabricado pela JV da Leonardo e BAe Systems, a Galileo-Selex.

João Filho

O radar do Gripen é fabricado 100% por Leonardo. Selex Galileo foi 100% Leonardo, não existe mais e hoje se chama Leonardo. O radar AESA e-captor do Eurofighter é fabricado pelo consórcio Euroradar. O consórcio Euroradar é liderado por Leonardo.

Hensoldt era anteriormente uma divisão da Airbus Defense and Space. A Airbus Defense and Space foi criada para reunir duas divisões deficitárias da Airbus (também houve muitas perdas de empregos na época). Esta aquisição é puramente por razões de mercado.

Kemen

Acredito que entre muitas outras coisas de interesse da Leonardo com essa aquisição, é receber informações e especificações do novo radar AESA da Hendsoldt para os novos Eurofigthers da Alemanha e da Espanha para introduzir melhorias nos novos radares AESA dos Eurofigthers da Grã Bretanha. O investimento no projeto do radar AESA da Hendsoldt é muito maior que o investimento das modificações previstas no antigo AESA para o novo radar AESA da Grã Bretanha.

Carlos Campos

eita que tá um de olho no radar do outro, virou a guerra dos radares.

Reportagens especiais

Gripen M comparado ao C e ao E: os trens de pouso

Diferentemente do Gripen E, cujo trem de pouso dianteiro mudou para uma só roda, o projeto da versão naval...
- Advertisement -
- Advertisement -