quinta-feira, abril 15, 2021

Gripen para o Brasil

FAB envia KC-390 ao Alasca para testes em clima frio

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Força Aérea Brasileira enviou um de seus cargueiros Embraer KC-390 Millennium para Fairbanks, no Alasca, para testes em clima frio.

A aeronave chegou ao sul do Círculo Polar Ártico em 8 de fevereiro e os testes foram planejados para a duração da semana seguinte, informou a Força Aérea Brasileira em 10 de fevereiro. O avião comercial Boeing 777X em desenvolvimento também está em Fairbanks para testes em climas frios.

“O próprio teste serve para verificar como a aeronave opera em situações de frio extremo que podem chegar a -33°C (-27,4° F)”, diz a Força Aérea Brasileira. “Serão estudadas as partes isoladas da aeronave e possíveis fissuras causadas pelo frio.”

A Embraer entregou o quarto KC-390 à Força Aérea Brasileira em dezembro. Brasília encomendou 28 exemplares do cargueiro médio no total.

Além do Brasil, a Hungria assinou um acordo para dois KC-390 em novembro. Portugal encomendou cinco KC-390 em 2019.

A Embraer tem lutado para obter compromissos adicionais para comprar a aeronave, além de uma enxurrada inicial de cartas de intenções e pedidos.

A empresa tem 33 cartas de intenções pendentes que está trabalhando para converter em pedidos firmes. Argentina, Chile, Colômbia, República Tcheca e a empresa de serviços de aviação SkyTech assinaram cartas de intenções.

FONTE: FlightGlobal

- Advertisement -

39 Comments

Subscribe
Notify of
guest
39 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Paulo Araujo

Muito bom!
Estes testes mostram a determinação da empresa em desafiar o seu produto e a confiança nele.
Acredito que será mais uma medalha conquistada pelo KC.

Pablo

Esse é o mesmo KC que estava no culminating? se for, não fará mais voos no exercício?

SANTANA

E ele mesmo, e em dezembro ele estava em gpx para atualizaçoes …

AC Allocer

É o mesmo, porém o exercício já foi concluído.

Pablo

O exercicio e ate 22/02

Matheus

Bem que o Rinaldo havia comentado. Entretanto, o protótipo do KC-390 PT-ZNG realizou ensaios no gelo no fim de 2019. Por que mandaram um avião pronto e operacional que não está dotado de sistemas de telemetria como um protótipo pra realizar esse teste? E a operação Culminating? O KC realizou apenas um lançamento noturno e parece já ter se despedido do exercício. Saudações!

Clésio Luiz

Testes de gelo instrumentados já foram feitos, como vc mesmo mencionou. Imagino que esse novo teste tenha por objetivo comprovar a operação da aeronave em climas ertremamente frios em uma situação benigna, além de treinamento para a tripulação da FAB no mesmo clima.

A operação na Antártica não permite grandes margens de erros, então eu imagino ser benéfico aproveitar a passagem pelos EUA para ir até Fairbanks treinar no gelo num local seguro, antes de mandar para o “tudo ou nada” que é a pista chilena na Antártica.

Nilo

O resultado desses testes e o conseguente uso efetivo do na Antárctica vai aproximar de mercados como Chile e Suecia.

Sergio Cintra

A certificação de procedimentos de operação e manutenção é de suma importância não só para a gama de atividades para a FAB – ambiente antártico, mas também para a EMBRAER, uma vez que a venda para a Hungria, país que sofre influência de frio intenso / neve, como está ocorrendo agora, necessitará de indicadores de procedimentos.
O 2855 foi entregue em 27/jun passado sendo relativamente nova e operacional e nada mais interessante ver o comportamento em sua realidade no dia a dia.

Ferreras

A comitiva foi composta somente de brasileiros ou haviam observadores internacionais?

Tiago

Alguém sabe qual o radar do KC
-390?

Maurício.

Tiago, é um radar Gabbiano T20 da empresa italiana Selex, ele pode acompanhar alvos terrestres e navais, além de ser um radar meteorológico.

Conan

Que interessante, pensei que fosse somente um radar meteorológico!

Heinz Guderian

Caraca, show de bola ein! Eu não sabia que ele dotava desse equipamento.

Marcelo M

Em tese, significa que poderia ser armado com misseis ar terra e antinavio?

Maurício.

Marcelo, em tese sim, mas o KC-390 não foi feito para isso.

Sergio Cintra

No sistema do fly-by-aire do KC-390 foi integrado pela EMBRAER, para o uso na versão SAR, o Pod Rafael Litening II e, em minha opinião, junto com o radar e com o Link BR-2 também instalado, a princípio, nada o impediria de tornar-se um ponto de Comando e Controle, fazendo orientações para quem é “cego”.

Carlos Campos

Bora colocar um Raven nele e colocar uns Meteor na Asa e teremos um caça kkkkkkkk

Maurício.

Carlos, já pensaram em usar o B-1 como porta mísseis ar-ar, o Nimrod usou o aim-9 na guerra das Malvinas, a Argentina usou o Hércules como bombardeiro, a FAB já lançou a bomba termobárica trocano de um Hércules, o Irã testa seus Hércules como bombardeiro lançamento bombas burras pela rampa da porta traseira, a USAF já testou o Hércules lançando o míssil de cruzeiro JASSM, o pessoal inventa de tudo um pouco rsrsrs.

Last edited 2 meses atrás by Maurício.
Carlos Campos

ainda bem que eu não soiu doido sozinho kkkk

Wellington Góes

Sobre novos clientes, dos citados com cartas de intenções, seria interessante fazer algo mais para facilitar os pedidos da República Tcheca, Chile e Colômbia… A Argentina, devido a todas as restrições orçamentárias ainda vivida, talvez seja um pouco mais complicado nesse momento, mas…. É importante, na minha opinião, voltar a carga em relação à Suécia, afinal temos projetos comuns e como parceiros comerciais no setor de defesa, está na hora dos suecos entenderem que isso é uma via de mão dupla, aliás, não só os suecos, mas como também no governo federal entrar no jogo…. Já passou da hora de… Read more »

JBecker

Imagino que numa futura negociação com a Suécia para um segundo lote de Gripens essa contrapartida ganhe força

Barak MX para o Brasil

Espanha também tá de olho no KC.

Felipe Salles

Acho estranho, justamente na Espanha fica a linha de produção do A400M…. E o Ejército del Aire quer muito passar adiante os A400M que eles compraram além das contas…

Carlos Campos

Poderíamos vender KC seminovo para eles que ficaria barato, e comprar mais com o pagamento deles, para repor o estoque.

angelo

Agora sim; extremos para a máquina e tripulantes tupiniquins…ou vai ou racha de frio.

Bueno

Falando em frio, um C-130 FAB 2477 vindo do frio…

https://www.flightradar24.com/26ceef7c

Last edited 2 meses atrás by Bueno
Cristiano GR

Dia 25 de janeiro fui à Praia do Cassino e chegando em Pelotas vi o C-130 também chegando, bem lentamente como é tradicional do grandão.

Mauro

Para se ter uma ideia desses testes e o que eles representam na hora da necessidade, um exemplo. Os Xavantes argentinos não davam partida no frio extremo das Malvinas, só davam partida com temperaturas mais altas, se estivesse temperatura muito baixa, não eram acionadas. Ou seja, muitas missões deixaram de ser cumpridas por este motivo. Os Xavantes da FAB não tinham esse problema, poderiam ser acionados mesmo com temperaturas congelantes das Malvinas. O detalhe é que ambos aviões foram fabricados pela Embraer. Para se ter uma ideia da importância, quem localizou a frota inglesa desembarcando nas Malvinas foi um piloto… Read more »

Marcos Cooper

Xavante atacando porta-helicópteros????

Mauro

Atacou uma fragata e destruiu ou tentou destruir antenas e o radar. Os aviões que foram em seguida danificaram bastante um dos navios que transportavam essas naves, quase o comandante inglês dava a missão por encerrada.

Lançou foguetes e metralhou um navio inglês, voltou voando baixo para não ser alvejado pela própria anti aérea argentina.

Um A-4 agentino quase atira num desses Xavantes doados pela FAB, confundiu a pintura escura com um Harrier.

Paulo Araujo

Não foi o porta contaieres Atlantic Conveyor, que foi adaptado para o transporte de aeronaves e foi afundado nas Falklands?
Vários helis afundaram com ele

carvalho2008

Não eram Xavantes.

Eram 06 MB 339 desdobrados numa pista mais distante das ilhas.

Fabio Araujo

Se não em engano a Embraer já tinha feito esse tipo de teste então não terá problema! Esse é o mesmo KC-390 que participou do exercício com os paraquedistas?

Mauro

Está no ar agora, voando a 33.000 pés a 388 nós. Parece estar voltando para o Brasil.

Justin Case

Desceu de Minneapolis para Jacksonville e subiu para Washington!?
https://www.flightradar24.com/data/aircraft/fab2855/

Mauro

Sim, subiu para Washington, D.C. Está estacionado lá, ainda aparece no Flight.

Também não entendi, pensei que fosse subir pro norte rumo ao Brasil pela rota de Roraima.

Sergio Cintra

Está na Base Aérea de Andrews ou seja continua no frio, na casa do “air force one” .

Combates Aéreos

FAB desenvolve ambiente de simulação de cenários operacionais

O Ambiente de Simulação Aeroespacial (ASA) objetiva identificar, descrever, modelar e avaliar capacidades e missões operacionais O Instituto de Estudos...
- Advertisement -
- Advertisement -