quarta-feira, maio 12, 2021

Gripen para o Brasil

Primeiro voo do KC-46A da Força Aérea de Autodefesa do Japão

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O primeiro de quatro aviões-tanque Boeing KC-46A da Força Aérea de Autodefesa do Japão (JASDF) completou seu voo inaugural da unidade de produção da empresa em Everett, Washington, em 8 de fevereiro.

Tendo completado seu voo inaugural, o primeiro KC-46A do Japão – serial 14-3611 – agora fará a transição para a fase de certificação de desenvolvimento antes de ser entregue à JASDF no final deste ano. Este voo bem-sucedido destacou um marco importante no programa KC-46 da Boeing, pois é a primeira vez que um KC-46A destinado a servir com um cliente internacional decolou.

Este é um marco empolgante para a JASDF e a Boeing. O Japão está cada vez mais perto de receber o avião de reabastecimento aéreo mais avançado do mundo.

Jamie Burgess, gerente do programa KC-46 da Boeing

O Japão se tornou o primeiro cliente de exportação do KC-46 em dezembro de 2017, quando a Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) fechou com a Boeing um contrato de US$ 279 milhões para produzir e entregar o exemplar inicial ao JASDF. O país comprou quatro exemplares do avião-tanque no total, que foram adquiridos por meio do processo de Vendas Militares Estrangeiras (FMS) dos EUA e agora foram todos contratados para produção com a Boeing.

O KC-46 da Boeing e seus sistemas defensivos robustos terão um papel inestimável na aliança de segurança entre nossos dois países. A capacidade deste avião-tanque de transportar carga e passageiros também o torna uma ferramenta crítica para apoiar os esforços de ajuda humanitária em toda a região do Pacífico e além.

Will Shaffer, presidente da Boeing Japan

FONTE / FOTOS: Boeing

- Advertisement -

26 Comments

Subscribe
Notify of
guest
26 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
willhorv

E os A330 MRTT da FAB? Já compraram? Já estão chegando? Entraram em operação?
É pra ontem!!!
Alguém com info privilegiada?

Marcos10

Aguardando orçamento. Como sempre.

Rafael costa

Sério que você achou que a compra dos A330 MRTT seria rápida ?

Xui

Calma que até o fim de década de 2030 já estarão voando no Brasil.

Leandro Costa

Não foi confirmado que serão da versão MRTT. Não foi confirmada a compra. Não foi dada uma data para que isso acontecesse.

Pode ser que tudo isso já esteja muito bem definido, só que podem simplesmente não ter divulgado nada ainda. Pelo menos não encontrei nenhuma informação ainda.

A6MZero

Se é que vai haver compra…

Como disse antes com o histórico do Brasil só acredito quando o contrato estiver assinado e a aeronave em solo brasileiro.

Jadson Cabral

Já desencanei dessa. Parece ter sido mais uma das falácias que o PR joga ao vendo todos os dias. Aí viram que não tem dinheiro e vão fingir que nunca aconteceu.
A outra possibilidade é que estejam tratando tudo em silêncio e quando nos darmos conta, pá. FAB adquire aviões de carga.
Detalhe, ninguém disse que seria MRTT.

AMSS

Ele foi bem claro, que o custeio seria com os recursos repatriados pela lava-jato, mas esse dinheiro ainda está sub judice, precisa de autorização da justiça para sua utilização.

Jagdverband#44

Japan, as always, on vanguard.

Fabio Araujo

É um belo avião, mas passou por uma quantidade de problemas acima do normal no desenvolvimento!

Matheus

Não existe nada melhor que o A330 MRTT no mercado. Suas capacidades são únicas, forte candidato a substituir a frota de KC-10 Extender da USAF.

Leandro Costa

Já investiram tempo e dinheiro demais nos KC-46 para simplesmente abandonar o projeto. Ainda mais com um cliente externo já tendo sua primeira aeronave sendo testada em vôo. Vão sanar os problemas e continuar com o projeto. Provavelmente novas encomendas vão ser feitas.

Matheus

Sim, abandonar o projeto é burrice. O KC-46 é o substituto perfeito pro KC-135. Agora o KC-10 a USAF vai ter que ver uma outra plataforma. Provavelmente o MRTT ou algum 777 tanker proposto pela Boeing. Vamos ver.

Leandro Costa

Se fizerem isso não vai fazer muito sentido porque as capacidades do KC-46 não são tão inferiores às do KC-10. Mesmo assim, se algo desse nível for adiante, acho que vão dar preferência à solução in-house da Boeing, à menos que a administração Biden interfira diretamente.

Matheus

Leandro, o KC-46 tem sim as capacidades aquém as do KC-10. A começar pela quantidade de combustível que ele pode levar. A Airbus já tá de olho na substituição do KC-10, tanto é que já firmou parcerias com a Lockheed pra oferecer o MRTT a USAF. Vale lembrar que o A330 foi o vencedor original do programa KC-X da USAF, mas a Boeing levou a decisão pro tapetão e acabou ganhando. Abraços.

Last edited 3 meses atrás by Matheus
Leandro Costa

Eu sei. Eu comparei os specs. O caso é que os EUA estão tentando dar um boost na economia. Comprar uma aeronave de fora não faria muito sentido, ainda mais se o Biden realmente quiser arrefecer as disputas internas, gerar renda e empregos, e de quebra dar um levante na Boeing.

Matheus

Eu entendo seu ponto, mas no caso a aeronave seria feita nos EUA. Mesma coisa quando o MRTT ganhou a concorrência. Seria montado nos EUA pela Northrop. Abraço.

Leandro Costa

E os Royalties vão para…. ?

Não me leve à mal. Eu realmente prefiro um MRTT do que o KC-46, e acho sim que a USAF ficaria melhor com ele. E se pensarmos na possível grana e tempo que seria gasto desenvolvendo uma versão tanker do 777, o MRTT tem chances. Mas não acredito que aconteça.

Matheus

Bem, as coisas já estão acontecendo. Logo a USAF vai abrir o programa pra substituição do KC-10 o lobby da Lockheed é ferrenho assim como o da Boeing, mas não acho que dessa vez a Airbus vai deixar a oportunidade passar. Veremos.

EduardoSP

Lembrando que no teatro de operações do Pacífico as distâncias são muito maiores do que na Europa ou Oriente Médio. Não à toa Austrália, Singapura e Coréia do Sul foram de A330, que é maior do que o 767.
Um avião com as dimensões do 777 pode ser bem adequado naquela área, atuando combinado com o KC-46.

JuggerBR

Conseguiram entregar um kc-46 sem esquecer ferramentas no tanque de combustível? Um dia eles aprendem…

Wellington

Claro, claro, um dia a Boeing aprende a fazer aviões!

Jagdverband#44

Pois é, pessoal que voou sobre a alemanha nas b17 manda joinha👍🏿👍🏿👍🏿👍🏿

JuggerBR

B-52 tá aí voando até hj, sem problemas. Saber eles sabiam, agora, há dúvidas. Só encrenca nesse KC, fora o MAX, 787…

Jadson Cabral

Sempre houve encrenca no desenvolvimento de aviões e em todas a fabricantes. Pelo menos as que estão aí há mais de 70 anos. Vocês só não fazem questão de conhecer a história.

Reportagens especiais

Parafuso sem controle

Relato de Gustavo Adolfo Franco Ferreira (tenente-coronel da reserva da FAB) O Cessna T-37 foi chamado, aqui no Brasil, de...
- Advertisement -
- Advertisement -