Home Aviação de Ataque VÍDEO: Conheça o novo caça da FAB – Saab JAS 39E/F Gripen

VÍDEO: Conheça o novo caça da FAB – Saab JAS 39E/F Gripen

6134
62

O Saab JAS 39E/F Gripen é o novo caça de nova geração (NG) da Força Aérea Brasileira e da Força Aérea Sueca.

Desenvolvido pela Suécia em parceria com o Brasil, o Gripen E/F é designado F-39 na FAB.

Serão adquiridos inicialmente 36 caças pela FAB, 28 unidades da versão E monoposto e 8 da versão F biposto.

No total, mais de 350 especialistas brasileiros (engenheiros, técnicos e operadores de montagem) serão treinados na Suécia até o final do Programa de Transferência de Tecnologia, que envolve mais de 60 projetos de compensação (offset).

O Gripen E/F de nova geração possui várias melhorias em relação à versão C/D, incluindo um novo motor GE F414 mais potente, maior autonomia devido ao reposicionamento do trem de pouso principal, novo radar AESA, sensor IRST, Wide Area Display (WAD) e nova suíte de guerra eletrônica, entre outras.

Subscribe
Notify of
guest
62 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Eduardo dos Anjos
Eduardo dos Anjos
1 mês atrás

Caramba, bem na hora que eu li “Força Aérea Brasileira” na lateral do cockpit caiu um cisco no meu olho!

Fkoelho
Fkoelho
Reply to  Eduardo dos Anjos
1 mês atrás

Caramba, é o tempo seco, muito pó eu acho, pois também me caiu ciscos nos dois olhos, Agora não tem volta, espero!

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Fkoelho
1 mês atrás

2

kaleu
kaleu
Reply to  Eduardo dos Anjos
1 mês atrás

Eita, coração batendo forte !

A C
A C
1 mês atrás

Muito joia a compilacao dos videos,incluindo alguns marcos do programa de teste.

Pessoalmente, espero que removam aquela bandeira da cauda o mais breve possivel e acabem com essa “venezuelizacao” do novo caca. Com todo o respeito a Bandeira Brasileira e aos irmaos vizinhos.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 mês atrás

Rapaz….ainda lembro de quando anunciaram os 3 finalistas do FX-2, e ainda me lembro do dia em que entrei no P.A. e ví a notícia de que o Gripen tinha sido “O” Escolhido…
Achei que esse dia nunca chegaria.

Silas
Silas
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

2

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Silas
1 mês atrás

3

cwb
cwb
1 mês atrás

Comecei a acompanhar a aviação de caça da fab na rfa na qual tenho todos os números. É muito bacana ver o final de um processo e o começo de uma realidade operacional daqui a pouco tempo.As reais capacidades desse novo avião e onde podemos chegar será a pauta de nossos futuros posts aqui no poder aéreo.É de ficar orgulhoso.
Espero poder ver esses carinhas voando por aí…

ERNANI BORGES
ERNANI BORGES
Reply to  cwb
1 mês atrás

Eu, que devo ser um pouco mais velho, comecei a acompanhar a viação de caça na época do projeto AMX;

Daniel Silva
Daniel Silva
Reply to  cwb
1 mês atrás

No meu caso foi uma edição de 1998, que trazia um Mirage 2000-5 na capa, o favorito para vencer o então FX-01.
Sobre Gripen, vamos torcer pala chegada e implantação do primeiro lote no prazo, bem como por outros lotes complementares.

cwb
cwb
Reply to  Daniel Silva
1 mês atrás

Eu lembro…o mauricio
botelho da Embraer fez esforço para isso.Até teve compra de ações da Embraer pelos franceses se não me engano.Quanta coisa aconteceu com esse FX- novela mexicana…
Agora com final de filme super produção.

Ricardo da Silva
Ricardo da Silva
1 mês atrás

Na espera, de ter esperança, do anúncio dos novos lotes para substituição dos F-5 e A-1. E que todos sejam fabricados no Brasil !!!

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Ricardo da Silva
1 mês atrás

Minha esperança é que usem o Tot gasto neste vetor. Que a partir do conhecimento adquirido, construam mais caças aqui e principalmente, que desenvolvamos a partir do Grippen um de 5a geração, chega de jogar $$$ de Tot no lixo….(vale para a MB também)

filipe
filipe
1 mês atrás

O Gripen é bem pequeno mesmo.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Alexandre Galante
1 mês atrás

Cobertura nota 10 aqui na Trilogia. Até agora não achei nada na media do Brasil.

kaleu
kaleu
Reply to  Alexandre Galante
1 mês atrás

E do Rafale também …

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  filipe
1 mês atrás

Tamanho não é documento. O que importa é saber usar. 😉

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

Ou um pouco melhor, o que importa é o que ele consegue como faz e daí sim, saber usar todos os recursos por ele disponibilizados.

Silas
Silas
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

kkkkkk…. boa

Teropode
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

🤔

Kemen
Kemen
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

Ah… com certeza nossos pilotos terão um exelente treinamento, sabendo aproveitar ao máximo as capacidades do F-39, os mecânicos agradecem a facilidade de manutenção, os pilotos terão a possibilidade de operar com seus avançados sistemas, sua manobrabilidade, sua capacidade em pistas curtas e improvisadas, sua rapidez em alçar vôo, seu baixo RCS, suas ECM com a proteção similar a uma nuvem de cobertura e também com o alternativo BrigthCloud e sua capacidade de despistamento, seu alcance sem reabastecimento, seu AESA que é o primeiro na FAB com alcance e visão extraordinária, seu cockpit, o display e o capacete de 5a.… Read more »

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Joao Moita Jr
1 mês atrás

2

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  filipe
1 mês atrás

Sim,esse é o único contra do Gripen na minha opinião.

Kemen
Kemen
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Não devemos esquecer que o tamanho pequeno é um dos fatores que possibilita ao F-39 um baixo RCS.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Kemen
1 mês atrás

Mas não sabemos se um menor RCS compensa a menor autonomia e menor capacidade de carga. Eu particularmente acho que não,já que mesmo com uma menor assinatura de radar,o Gripen está bem longe de ser stealth. Fizemos indubitavelmente a escolha correta,mas acho que a FAB ainda precisa operar algum peso-pesado.

Kemen
Kemen
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

Não estaria mal ter outro caça, diversificar um pouco apesar de envolver um custo maior, seria uma forma de se prevenir de possiveis embargos tendo em vista que o F-39 tem muitos componentes dos E.U.A.N., mas qual é o caça do ocidente que não tem, é um dilema.

kaleu
kaleu
Reply to  filipe
1 mês atrás

RAFALE
Características gerais

  • Tripulação: 1–2
  • Comprimento: 15,27 m (50,1 ft)
  • Envergadura: 10,80 m (35,4 ft)
  • Altura: 5,34 m (17,5 ft)
  • Área de asa: 45,7 m² (492 ft ²)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Dassault_Rafale

GRIPEN

JAS 39E/F
General characteristics

  • Crew: 1 JAS 39E / 2 JAS 39F
  • JAS 39E
  • Length: 15.2 m (49 ft 10 in) 
  • JAS 39F 15.9 m (52 ft) 
  • Wingspan: 8.6 m (28 ft 3 in)
  • Height: 4.5 m (14 ft 9 in)
  • Wing area: 30 m2 (320 sq ft)

https://en.wikipedia.org/wiki/Saab_JAS_39_Gripen

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
1 mês atrás

Os vídeos ficaram muito bonitos. Em todas as matérias a respeito da chegada do F-39, milagrosamente, nenhum comentário criticando a pintura. Só uma velha crítica à ausência do IRST.

Agressor's
Agressor's
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Nenhum destes caças serão equipados com IRST?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Agressor's
1 mês atrás

Acho que todos serão, uma vez que o sistema IRST esteja homologado para a aeronave após exaustivos testes, quando então serão instalados nas aeronaves. Provavelmente as demais aeronaves à serem entregues para serviço operacional já estarão com esses sistemas instalados, e eventualmente deve ser instalado à essa mesma aeronave quando de sua entrega à FAB.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Rinaldo Nery
1 mês atrás

Não seja por isso! A gente dá um jeito de criticar a pintura! Um verde estilo marcador de texto com neon no trem de pouso com subwoofer atrás do assento ejetor ia ser super maneiro!

Ou não…

Coronel, não vai faltar gente criticando qualquer coisa que possa pintar na cabeça desse pessoal. Infelizmente é apenas questão de tempo. Antes fossem críticas com alguma base ou até construtivas, mas geralmente é aquele tiroteio de insanidades mesmo.

Rinaldo Nery
Rinaldo Nery
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Concordo.

Kemen
Kemen
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

A minha critica é que não posso sentar naquele cockpit!

Joao Motta
Joao Motta
Reply to  Kemen
1 mês atrás

2

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Joao Motta
1 mês atrás

3

Victor Filipe
Victor Filipe
Reply to  Leandro Costa
1 mês atrás

Companheiro Leandro, já fui moderador em um grupo de facebook sobre assuntos militares. um dia vi um membro criticando uma aeronave de caça (não me recordo qual, faz uns anos) porque ela transportava o equipamento em baixo das Asas… sim, ele criticou porque segundo ele, misseis e bombas em baixo das asas são fáceis de serem atingidas por metralhadoras em solo.

Nunca esquecerei disso.

Kemen
Kemen
1 mês atrás

A Saab ainda devera entregar mais 20 F-39E, o começo da proxima entrega provavelmente tera inicio em 2021, a nossa produção sera de 8 monopostos e 7 bipostos, suficiente para adquirir a tecnologia. Teremos 28 caças F-39E disponiveis para combate, acho pouco pela nossa dimensão. Espero que se faça um novo contrato ou um adendo ao contrato, para dar continuidade à produção local.

Matheus
Matheus
Reply to  Kemen
1 mês atrás

A compra do segundo lote deve ficar para 2025.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Kemen
1 mês atrás

Como assim apenas 28 disponíveis para combate?Você quer dizer momentaneamente?

Kemen
Kemen
Reply to  Allan Lemos
1 mês atrás

36 contratados -7 (bipostos para treinamento) = 29 e sempre 1 por exemplo, em manutenção preventiva (revisão geral) = + – 28. Desculpe pela dúvida.
É claro que em extrema necessidade, acho que os bipostos poderiam ser utilizados em combate também, se habilitados a portar armamento real, como os monopostos.

Last edited 1 mês atrás by Kemen
Fernando Turatti
Fernando Turatti
1 mês atrás

Não é o fim, nem mesmo é o começo do fim, mas ao menos é o fim do começo!
Pra quem viu a saga F-X virar F-X2 e quase caducar novamente, é bem interessante!

Nick
Nick
1 mês atrás

Acompanhando essa saga desde 2008….. finalmente. Rafalistas, Sukhoizeros, Vespões e os Gripados(eu incluso) se digladiando, para mostrar que seu favorito era a melhor escolha. Meu favorito venceu, entendo que foi a escolha mais racional levando-se em consideração, custo-benefício. Tem o mesmo nível tecnológico que os demais, talvez com uma carga paga menor, mas para um caça que fará essencialmente missões de defesa (Interceptação/Patrulhamento) não fará diferença.

[]’s

André
André
1 mês atrás

Ele está entre nós

Luiz
Luiz
1 mês atrás

Roberto, para alguns clientes sem tanta grana e sem ameaças gritantes, o Gripen C com todas as atualizações é mais do que suficiente. Tanto que a SAAB ofereceu para a Croácia, por exemplo.

Aqui do lado, os argentinos (se tivessem dinheiro) ficariam maravilhados com uma dúzia deles…

cwb
cwb
1 mês atrás

Para um avião de papel como
muitos diziam…papel virou material composto de alta tecnologia e por incrível que pareça voa…
Que bom que eu acreditei nisso,a suécia nunca brinca com projeto de avião…

José C. Messias
José C. Messias
1 mês atrás

Parabéns a ‘Trilogia’ por nos presentear com tão significativo vídeo! Mostra a evolução dessa fase de desenvolvimento do Gripen E, muito bom mesmo!

Luiz Antonio
Luiz Antonio
1 mês atrás

É uma bela nave, sem dúvidas. Os “Deltas” vão voltar para o Planalto Central. Desde a decisão da FAB pelo Gripen entendi que foi a melhor opção para o Brasil. Reitero a extrema competência, consciência, profissionalismo e isenção com que a COPAC iniciou, conduziu e decidiu pelo projeto Gripen, não apenas pela aeronave, mas pela plataforma de armas que ela representa e pela oportunidade rara em absorver tecnologias desse patamar. O leque de oportunidades para desenvolvimento de materiais, processos de conformação, montagem e softwares avançados são difíceis de mensurar e por aí termina a página 2021.Depois serão escritas outras tantas… Read more »

Rodrigo LD
Rodrigo LD
1 mês atrás

Espero que não estraguem a aeronave com o atual padrão de camuflagem da FAB. Esse é o momento de introduzir um novo e atualizado padrão.

Claudio Moreno
Claudio Moreno
1 mês atrás

Boa noite Senhores!

É de comover este momento histórico para nossa FAB, para nossa indústria aeronáutica (leia-se Embraer e associadas ao programa), para as equipagens da FAB que lutam para deixar nosso espaço aéreo soberano!
Ademais do F39 Gavião Peixoto está vendo mais movimentos por lá.

No dia 14 de setembro de 2020, foi realizado na unidade da Embraer em Gavião Peixoto, o primeiro voo da aeronave modernizada AF-1C N-1021, pertencente ao Programa de Modernização das Aeronaves AF-1/1A.

CM

RENAN
RENAN
Reply to  Claudio Moreno
1 mês atrás

Obrigado pela notícia
Isso a Globo não mostra

Antonio Renato Cançado
Antonio Renato Cançado
1 mês atrás

Dá gosto assistir!

Brandenburg
Brandenburg
1 mês atrás

Bom dia! Parabéns à FAB! Pelos proximos anos teremos um efetivo “multi role”. Na Suécia os pilotos de Gripen são obrigados a serem aprovados na centrífuga e, pelo que acompanhei 4 de nossos pilotos ( 2 primeiros no Gripen C e agora mais 2 pilotos de prova para o E) também tiveram que passar no teste. No Brasil acho que não temos equipamento semelhante. Os novos pilotos designados para o caça farão o teste na Suécia , a FAB terá uma centrífuga aqui ou não passarão pelo teste, como acontece hoje, salvo engano?

Sergio
Sergio
1 mês atrás

Finalmente……

Denis
Denis
1 mês atrás

Hum, não parece de papel…

Denis
Denis
1 mês atrás

Qual vai ser o número de série dele na FAB?

Flanker
Flanker
Reply to  Denis
1 mês atrás

Acredito que esse mesmo…4100

Bispo
Bispo
1 mês atrás

Imaginando … o FX(6ª geração) dos EUA , a quantos anos luz dos demais….?
Se passar “ao lado” , dirão que é um OVNI , rs.

moise
moise
1 mês atrás

porque a versão brasileira não vem com sensor IRST?

JT8D
JT8D
Reply to  moise
1 mês atrás

Erro de projeto. Esqueceram de deixar espaço na fuselagem frontal. Agora só no segundo lote

Walderson
Walderson
1 mês atrás

Uma pena não manter esse padrão de cor nas asas. Ficou muito legal.