Home Aviação Comercial Embraer entrega quatro jatos comerciais e treze executivos no 2T20

Embraer entrega quatro jatos comerciais e treze executivos no 2T20

1153
19

São José dos Campos – SP, 20 de julho de 2020 – A Embraer (NYSE; ERJ; B3; BOVESPA; EMBR3) entregou um total de 17 jatos no segundo trimestre de 2020, sendo quatro comerciais e 13 executivos (nove leves e quatro grandes). Em 30 de junho de 2020, a carteira de pedidos firmes a entregar totalizava USD 15,4 bilhões. Detalhes na tabela abaixo:

No segundo trimestre de 2020, a Embraer entregou menos aviões comerciais e jatos executivos do que em anos anteriores no mesmo período, principalmente, em virtude da pandemia da Covid-19 que afeta todo o mundo.

No segmento de aviação comercial, a Embraer entregou o E-Jet de número 1.600, recebido pela Helvetic Airways. Além de receber a aeronave comemorativa, a empresa aérea da Suíça anunciou uma mudança no pedido firme com a Embraer, convertendo quatro jatos E190-E2 para o E195-E2, maior aeronave da família de E-Jets E2. A Helvetic tem agora oito pedidos firmes para o E190-E2, quatro para o E195-E2, e direitos de compra para mais doze E-Jets E2.

Ainda neste período, a Congo Airways alterou o pedido firme feito em dezembro de 2019, originalmente para duas aeronaves E175, com direitos de compra de duas unidades adicionais do mesmo modelo, para uma encomenda de dois jatos E190-E2, com direitos de compra para mais dois aviões.

No segmento de Defesa e Segurança, a Embraer entregou o terceiro avião de transporte multimissão C-390 Millennium de série à Força Aérea Brasileira (FAB). Da mesma forma que as duas unidades entregues em 2019 e as demais 25 a serem entregues à FAB, a terceira unidade é preparada para realizar missões de reabastecimento aéreo, com a designação KC-390 Millennium.

No segmento de Aviação Executiva, a Embraer anunciou a primeira entrega do novo e aprimorado Phenom 300E para o Dunham & Jones, P.C., escritório de advocacia do Texas (EUA).

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer completa 50 anos de atuação nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança, Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
23 dias atrás

Aparentemente, a Embraer está conseguindo “segurar as pontas” e sobreviver no meio dessa pandemia e da crise na aviação.
Great.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
23 dias atrás

Vai de conta gotas, mas é melhor pouco do que nada.

Marcos
Marcos
23 dias atrás

Desde 2018 operando no prejuízo, Diretoria vai ter que ralar ein…

Clésio Luiz
Clésio Luiz
23 dias atrás

4 comerciais e 13 executivos. Parece que a previsão de que a aviação executiva iria decolar (ou pelo menos manter o patamar) está se tornando realidade.

Se antes executivos que queriam evitar voos comerciais tinham dificuldade em explicar os jatinhos, agora não vai faltar justificativa. E quem era simplesmente bem abonado e estava em cima do muro com relação ao investimento, agora não tem mais dúvidas se vale a pena.

Last edited 23 dias atrás by Clésio Luiz
Wellington Góes
Wellington Góes
23 dias atrás

Ah, o tempo….. A razão sempre dá as caras….

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Wellington Góes
23 dias atrás

Pois é… Números horríveis. Dois motivos… Covid-19 (impacto direto e recente) e acordo com Boeing ter dado para trás.

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Fernando EMB
23 dias atrás

Rsrsrsrs
Não, não, somente a pandemia do Coronavirus, já que as encomendas são de antes de tudo isto, inclusive do acordo com a Boeing… O fato é, mesmo com a pandemia, não houve desistência de encomendas, no máximo postergação de entregas….

Quanto ao fracassado acordo…. O fato fez foi alavancar a Embraer… Mas tu e outros desinformados, ou mal intencionados, querem é tapar o sol com a peneira, pra tentar fazer uma narrativa falsa…

Last edited 23 dias atrás by Wellington Góes
Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Wellington Góes
22 dias atrás

Não… O fato é que faltam novas encomendas para os E2. E isso já de uns três anos para cá, fato portanto não relacionado com a Covid. Só não enxerga quem não quer. Essa falta de encomendas tem uma razão principal: Airbus. O acordo com a Boeing (sem entrar no mérito do formato do acordo), visava também recuperar a capacidade do E2 no mercado. Porque por enquanto é um sucesso técnico mas não comercial. O acordo com a Boeing não saiu (sim também fiquei feliz com isso), mas a posição do E2 no mercado ainda está ruim. A pandemia vai… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
Reply to  Fernando EMB
20 dias atrás

A Embraer não se resume aos E-2…

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Fernando EMB
22 dias atrás
Last edited 22 dias atrás by Joao Moita Jr
FernandoEMB
FernandoEMB
Reply to  Joao Moita Jr
22 dias atrás

Não entendi o que tem isso a ver com o tema. Mesmo se o acordo com a Boeing tivesse dado certo, esta trava ainda assim existiria.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  FernandoEMB
22 dias atrás

Oxe!
A empresa sofrendo com falta de encomendas e vc não sabe o que a perda de 150 pedidos pode representar?

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Antoniokings
22 dias atrás

Perda?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Fernando EMB
22 dias atrás

Leia o meu post abaixo.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Antoniokings
22 dias atrás

Grande negócio?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Fernando EMB
21 dias atrás

Excelente negócio.
Ou vc espera vender essa quantidade de aviões para os EUA ou Israel?
Sim, porque se esse negócio não por influência desses dois países, eles devem dar uma contrapartida.

Fulcrum
Fulcrum
23 dias atrás

vamo ver

Last edited 23 dias atrás by Fulcrum
Antoniokings
Antoniokings
22 dias atrás

O Embaixador do Irãdisse que o Pa[is tem interesse em comprar até 150 aviiões da EMBREAR.
E comentou: Èstou com o cartão no bolso`.
Veremos se perderemos esse grande negócio apenas por abanar o rabo para o dono.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Antoniokings
22 dias atrás

Que bom!!!
Assim que a encomenda receba o aval de Israel, digo, Trump, eu te aviso…