Home Aviação de Ataque Bombardeiros B-1B e caças JAS 39 Gripen voam juntos em treinamento

Bombardeiros B-1B e caças JAS 39 Gripen voam juntos em treinamento

2177
14

Os B-1B Lancers da 28th Bomb Wing da USAF realizaram um voo sobre a Suécia durante uma missão de longo alcance e longa duração da Bomber Task Force.

Os bombardeiros supersônicos estratégicos dos EUA foram recebidos pelos caças Gripen no espaço aéreo sueco, onde os B-1B Lancers chegaram pela primeira vez no dia 20 de maio.

Os bombardeiros supersônicos participaram de muitas missões de longo alcance ao redor do mundo. Os aviões B-1B Lancer estacionados na Base da Força Aérea Ellsworth em Dakota do Sul deixaram suas bases em maio e realizaram voos de treinamento nas regiões do Báltico, Polônia e Escandinávia como parte da Bomber Task Force.

No âmbito da missão europeia, as aeronaves B-1B Lancer realizaram voos com as aeronaves Typhoon da Royal Air Force (RAF), F-35 da Força Aérea Norueguesa e as aeronaves F-16 da Força Aérea Dinamarquesa.

Aeronaves KC-135 Stratotanker da à 100th Air Supply Fleet da RAF e a 334th Fleet KDC-10 da Força Aérea Holandesa apoiaram os voos na Europa.

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lu Feliphe
1 mês atrás

Sem dúvida aeronaves incríveis.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
1 mês atrás

Esses intercâmbios são interessantes, com exceção da Suécia os outros dois são membros da OTAN e devem ter mais chances destes tipos de missões, mas para os suecos e coisa bem rara.

Lu Feliphe
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Fábio, a Suécia mantém vários exercícios com a Noruega e Dinamarca, a Suécia não faz parte da Otan mas fica em uma posição muito estratégica, ou seja mantém vários exercícios e treinamentos onde também fazem alguns intercâmbios fazendo com que esses encontros não sejam raros.
Um fato interresante é que os Suecos na guerra fria faziam o incrível número de 400 a 500 missões de alerta de reação rápida também conhecido como QRA por ano, nesses encontro até interceptaram um SR 71.

Last edited 1 mês atrás by Lu Feliphe
Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Lu Feliphe
1 mês atrás

Mas nos casos do SR71 não foram missões conjuntas foram missões de interceptação e neste caso foram missões de treinamento, e não sei se terão outras oportunidades para treinarem com os B1.

Lu Feliphe
Reply to  Fabio Araujo
1 mês atrás

Sim, por isso eu disse “um fato interresante” referindo as missões de QRA dos Suecos e que incluiu um SR 71.

Luiz Galvão
Luiz Galvão
1 mês atrás

Belas fotos.

Interessante que mesmo voando apenas no espaço aéreo Sueco e carregando dois tanques externos os Gripens ainda fizeram reabastecimento aéreo.

GFC_RJ
GFC_RJ
Reply to  Luiz Galvão
1 mês atrás

Caro Galvão,

O Revo pode ter ocorrido somente para exercício.

Há de se lembrar que esse é o Gripen C, que sempre foi conhecido pela sua baixa autonomia, ao contrário do que promete o Gripen E.

Abraços.

Luiz Galvão
Luiz Galvão
Reply to  GFC_RJ
1 mês atrás

Prezado GFC, boa noite.

Pode ter sido mesmo, Você tem razão.

Eu também não me lembrei dessa característica de perna curta do Gripen C.

Obrigado pelos esclarecimentos!

Abs.

Salim
Salim
1 mês atrás

Demonstração pujante de tecnologia e poder, visto capacidade carga bélica e distancias alcançadas.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 mês atrás

Lindas fotos

Pedro Rocha
Pedro Rocha
1 mês atrás

Olá senhores! Eu acho que o KC-135 é da USAF e não RAF. Se estou errado quantos KC-135 a RAF opera?

Kemen
Kemen
1 mês atrás

O REVO foi executado para integração entre os membros da OTAN. O Gripen C tem menor alcance que o Gripen E, mas não é pouco 800/3200 (Combat/Ferry), se fosse o caso de pouco combustivel teria usado tanque extra.

Kemen
Kemen
1 mês atrás

O REVO foi executado para integração entre os membros da OTAN. O Gripen C tem menor alcance que o Gripen E, mas não é pouco 800/3200 (Combat/Ferry), da para ir e voltar voando de Estocolmo a Londres..

Na foto estão usando tanques extras de combustivel…

Pablo
Pablo
1 mês atrás

Belas imagens sem dúvida, mas fiquei imaginando uma imagem semelhante como a primeira (ou a segunda), só que um E-99 ou o KC-390 ao invés do Bombardeiro (ou os dois no caso da segunda foto) e escoltados por nossos Gripens.