Home Aviação de Ataque As gerações de caças, segundo os russos

As gerações de caças, segundo os russos

7530
33

Os caças e suas gerações, segundo os russos. Clique no infográfico para ampliar.

Subscribe
Notify of
guest
33 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
RICARDO NUNES BARBOSA
RICARDO NUNES BARBOSA
2 meses atrás

O que o Mirage 2000 faz nos 3G?

Adriano RA
Adriano RA
Reply to  RICARDO NUNES BARBOSA
2 meses atrás

O Mirage F-1 estaria bem ali, como terceira geração, mas o Mirage 2000 deveria estar com F-14, F-15 e F-16, como um quarta geração. Tudo bem que não evoluiu tanto quanto o F-15 ou F-16… mas é quarta geração.

J R
J R
Reply to  Adriano RA
2 meses atrás

concordo, o avião tinha fly-by-wire que era uma inovação na época e toda a eletrônica dos outros.
Acho que é mais picuinha russa mesmo…
O F-5 parece também deslocado erroneamente para o campo de cima, deveria estar na segunda…

Lucianno
Lucianno
Reply to  J R
2 meses atrás

O Mirage 2000 quando entrou em serviço em 84 já tinha fly-by-wire, os russos somente tiveram acesso a essa tecnologia 10 anos depois. A partir de 1988 tinha capacidade look-down/shoot-down com o radar RDI e a partir de 1992 capacidade BVR com radar RDY e míssil MICA, características de um caça de 4ª geração.

J R
J R
Reply to  Lucianno
2 meses atrás

Concordo contigo, o Mirage 2000 se não fosse a política da França de privilegiar as exportações do Rafale, ainda estaria em produção e sendo exportando.

Flanker
Flanker
Reply to  Lucianno
2 meses atrás

O Mirage 2000C com o radar RDI já tinha capacidade BVR, usando o míssil R-530D e F. Só que esse míssil possuía radar semi-ativo, o que exigia iluminação constante do alvo pelo radar da aeronave. Já o Mica possui radar ativo.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Adriano RA
2 meses atrás

F-14 quarta geração ?!!?

Bruno Vinícius Campestrini
Bruno Vinícius Campestrini
Reply to  Space Jockey
2 meses atrás

O F-14 foi literalmente o primeiro caça de 4ª geração e isso é indiscutível.

Evandro
Evandro
2 meses atrás

Não adicionaram o J-20 nessa lista?

Andre
Andre
Reply to  Evandro
2 meses atrás

e para piorar, colocaram o T-50

Italo Souza
Italo Souza
2 meses atrás

Interessante, bem detalhado.

Ilan
Ilan
2 meses atrás

Bem exemplificado.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

Colocaram o SU-27, mas não colocaram o SU-30 e nem o SU-35!

Cláudio Márcio Fonteneles
Cláudio Márcio Fonteneles
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

Su-27, Su-30 e Su-35 são o mesmo avião. Até o Su-34. A mesma plataforma. Na minha leiga opinião.

Cláudio Fonteneles
Cláudio Fonteneles
Reply to  Fabio Araujo
2 meses atrás

Na minha leiga opinião, os Su-27, Su-30, Su-34 e Su-35 e até o Su-37 são o mesmo avião, ou melhor, a mesma plataforma. De uma certa forma até o Su-50 (T-50).

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Cláudio Fonteneles
2 meses atrás

O T-50 não tem nada a ver com a plataforma T-10.

Cláudio Fontenels
Cláudio Fontenels
Reply to  Evgeniy (RF).
2 meses atrás

Como falei, sou leigo!

Paulo Victor Soares
Paulo Victor Soares
2 meses atrás

Colocaram F5 e Mig21 em gerações distintas? Oo
Como assim ? Um é a versão do outro feita pelo outro lado.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Paulo Victor Soares
2 meses atrás

Na verdade não. O F-5, na versão E, possui tudo do que se espera de uma geração à frente da 2ª do MiG-21, menos mísseis e radar BVR, afinal era um caça simples: – Eletrônica digital; – Menores velocidades de pouso e decolagem; – Maior docilidade de comandos, sem “surpresas” para o piloto. – No caso de caças, melhores taxas de curva instantânea e sustentada. – Até coisas que só viraram padrão em caças de 4ª, como o para-brisas em peça única, uso de LERX para aumentar a agilidade e motor com alta (para a época) relação peso/potência de 7,5:1.… Read more »

J R
J R
2 meses atrás

Como não entendo nada de russo, fico com a dúvida dos critérios que utilizaram para distinguir uma geração da outra.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
2 meses atrás

O que o T50 faz junto ao F22 e F35 ?

Rússia terra mãe da fanfarronice.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
2 meses atrás

Seria muito bacana ver um infográfico assim sobre Brasil, desde o 14-Bis até hoje.

Baaz
Baaz
Reply to  Joao Moita Jr
2 meses atrás

Daria umas 2 gerações e meia…

Nicolas_RS
Nicolas_RS
Reply to  Joao Moita Jr
2 meses atrás

Joao Moita Jr

Seria um infográfico bem pequeno, pequeno mesmo, muito pequeno.

Rogerio Loureiro
Rogerio Loureiro
Reply to  Joao Moita Jr
2 meses atrás

João, em sua pergunta o amigo já fez o infográfico pretendido.

RONALDO HENRY TORRES
RONALDO HENRY TORRES
2 meses atrás

Esse infografico deve ser antigo..de uns 10 anos atras ou mais. Não tem o J-20, o Su-57 ainda era T-50…

ScudB
ScudB
Reply to  RONALDO HENRY TORRES
2 meses atrás

5 anos (https://masterok.livejournal.com/2458055.html)
Com muitas reclamações sobre erros e modelos faltantes (Su-7/17 , F-117 , etc..)

Kleber Peters
Kleber Peters
Reply to  ScudB
2 meses atrás

Acredito que só colocaram aeronaves com capacidade de combate ar-ar. Isso exclui os Su’s citados, bem como o F-117.

Paulo
Paulo
2 meses atrás

Então o T 50, que sequer está pronto, ficou ao lado do F 35 e na frente do F 22?

Hahahaha.

Piada pronta.

Kleber Peters
Kleber Peters
Reply to  Paulo
2 meses atrás

Paulo, acho que você não entendeu o infográfico. Ele está realmente à frente. A posição refere-se ao ano de criação/entrada em serviço. Como o Raptor foi o primeiro, é óbvio que ficaria para trás.

Rogerio Loureiro
Rogerio Loureiro
2 meses atrás

Não entendi o motivo de tanto alarde por muitos sobre este infográfico.

O título diz: As gerações de caças, segundo os russos.

Segundo os russos.

Ponto.

Precisa desenhar?

Clésio Luiz
Clésio Luiz
2 meses atrás

Está mais ou menos como eu imagino o que seria o ideal. Os pontos que eu mudaria seriam: – O Mirage 2000 possui as características que se espera de um quarta geração, como controles assistidos eletronicamente e, no caso de um caça, alta agilidade e relação peso/potência. Estabilidade estática relaxada. Radar de múltiplos modos digital reprogramável, com efeito doppler de segunda geração. – Talvez o F-4, principalmente na versão “E”, como caça de 3ª geração. Possui características de voo mais dóceis que um de 2ª geração, como menores velocidades de pouso e decolagem, além de estol mais manso. Tanto que… Read more »

Eduardo F.
Eduardo F.
2 meses atrás

A rivalidade e o instinto de sobrevivência sempre impulsionou a humanidade a suplantar seus limites. Como é lindo ver a evolução. gostaria de ver daqui a 100 anos o que teremos. “Naqueles anos de 2020 o pessoal ainda voava naquela carrocinha do F-35 ou naquele teco-teco do T-50”.