Home Aviação Comercial Embraer e SkyWest, Inc. assinam contrato para 20 jatos E175

Embraer e SkyWest, Inc. assinam contrato para 20 jatos E175

1004
15

São José dos Campos – SP, 30 de janeiro de 2020 – A Embraer anunciou hoje a assinatura de um contrato com a SkyWest, Inc. (NASDAQ: SKYW) para um pedido firme de 20 jatos E175 configurados com 76 assentos. O pedido tem um valor de USD 972 milhões, com base nos preços de lista da Embraer de 2019, e estará incluso na carteira de pedidos (backlog) do quarto trimestre de 2019. As entregas estão previstas para começar no segundo semestre.

“A Embraer e a SkyWest mantêm uma parceria marcada por uma longa história de serviço para as principais companhias aéreas e estamos felizes por abrir uma nova oportunidade de mercado”, disse Charlie Hillis, Diretor de Vendas e Marketing para a América do Norte da Embraer Aviação Comercial. “Hoje, anunciamos que esses 20 novos aviões serão os primeiros E-Jets operados pela SkyWest na malha aérea da American Airlines.”

“Estamos satisfeitos em continuar avançando nossa posição no setor por meio deste pedido de novas aeronaves da Embraer”, disse Chip Childs, CEO e Presidente da SkyWest, Inc. “Somos gratos pela parceria de longa data com a Embraer e estamos ansiosos para operar esta excelente aeronave para nossos quatro principais parceiros.”

A parceria entre Embraer e SkyWest teve início em 1986, quando a SkyWest começou a operar o turboélice EMB 120 Brasilia. Com esse pedido adicional para o E175, a SkyWest já adquiriu mais de 180 aeronaves desse modelo desde 2013.

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais até 150 assentos e conta com mais de 100 clientes em todo o mundo. Somente para o programa de E-Jets, a Embraer registrou mais de 1.800 pedidos e 1.500 aeronaves foram entregues. Atualmente, os E-Jets estão voando nas frotas de 80 clientes em 50 países. A versátil família de 70 a 150 assentos opera com companhias aéreas de baixo custo, bem como com operadoras regionais e tradicionais.

Sobre a SkyWest, Inc.

A SkyWest, Inc. é a holding da SkyWest Airlines e da SkyWest Leasing. A SkyWest Airlines tem atualmente uma frota de quase 500 aeronaves conectando milhões de passageiros por mês a mais de 250 destinos. Fornece serviços aéreos comerciais em cidades da América do Norte e conta com quase 2.500 voos diários. A SkyWest Airlines opera por meio de parcerias com a United Airlines, Delta Airlines, American Airlines e Alaska Airlines, transportando 40 milhões de passageiros anualmente. Com sede em St. George, Utah, a SkyWest continua a estabelecer o padrão de excelência em toda a indústria regional com valor excepcional para clientes, acionistas e seus mais de 14 mil funcionários.

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer completa 50 anos de atuação nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança, Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
4 meses atrás

Bela noticia, somos bons!

Caerthal
Caerthal
4 meses atrás

Esse 175,E1 é igual a pão francês, vende todo dia. Lider isolado, o concorrente CRJ-900 está deixando de ser fabricado. A Mitsubishi anunciou o 6o atraso e seu MRJ-100 não chega ao mercado antes de 2024.

Marcos10
Marcos10
Reply to  Caerthal
4 meses atrás

De fato esse avião está sozinho, mas seu mercado é restrito aos EUA, com algumas unidades para o Japão.

Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
4 meses atrás

Dá-lhe EMBRAER do Brasil.

Xerem
Xerem
Reply to  Gustavo Henrique
4 meses atrás

Do Brasil onde ? E americana meu caro pertence a Boeing !

Rodrigo
Reply to  Xerem
4 meses atrás

Verdade

Paulo V S Maffi
Paulo V S Maffi
4 meses atrás

Errata: onde se lê Embraer, entenda Boeing… Sad, but true! 😢😢😢

Gustavo
Gustavo
4 meses atrás

Os 175 da versão E-2 não vendem… que coisa.

Gamayun
Gamayun
Reply to  Gustavo
4 meses atrás

Mesmo a primeira geração sendo um sucesso na aviação regional norte-americana, o E175-E2 está em desacordo com a legislação local, que limita as companhias regionais operarem com aviões com peso máximo de 39.000 kg. O novo E2 excede esse limite em quase 6.000 kg.

Caerthal
Caerthal
4 meses atrás

A elevada cadência de entrega no mercado americano está ocupando espaços e reduzindo as chances do MRJ-100 se firmar. Seria interessante comparar os custos de produção do 175E1 e este último.

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
4 meses atrás

Seria interessante analisar o E1 e o E2 do Emb175.

Parabéns a todo time da Embraer. Time vencedor.

Xerem
Xerem
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
4 meses atrás

EMBRAER nao meu caro a Boeing isso sim !

EduardoSP
EduardoSP
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
4 meses atrás

Sim, time vencedor. É um time tão bom que foi comprado pela Boeing.
Como já disse outra vez, após a venda da Embraer me empolgo com vendas da empresa assim como me empolgo com contratos de exportação da Volkswagen do Brasil.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
4 meses atrás

Parabéns a Embraer… Parabéns a engenharia brasileira. Parabéns a capacidade destas pessoas, meus colegas e amigos da Embraer.
Sinceramente estou pouco me louvando para quem será o dono… As pessoas que pensaram, projetaram, estão vendendo e não produzir estes aviões do brasileiros.
Aqueles que dão parabéns a Boeing são uns m…

Rodrigo
4 meses atrás

Parabéns à Boeing pelos lucros. Agora com a matriz nessa crise, as vendas da Boeing Brasil vão ajudar muito no balanço.