Home Aviação Executiva Phenom 300E é o primeiro jato ‘single-pilot’ a atingir Mach 0,80

Phenom 300E é o primeiro jato ‘single-pilot’ a atingir Mach 0,80

2135
12
Embraer Phenom 300E

Melbourne, EUA, 31 de janeiro de 2020 – O Phenom 300, da Embraer, jato executivo de maior sucesso da última década, se tornou ainda melhor graças a avanços de desempenho, conforto e tecnologia. Seguindo a tradição da Embraer de se esforçar constantemente para oferecer ainda mais valor aos clientes, o Phenom 300E é agora o primeiro jato single-pilot a atingir Mach 0.80, com uma cabine ainda mais silenciosa e atualizações na aviônica que incluem proteção contra o fenômeno conhecido como tesoura de vento (windshear) e um sistema de alerta e prevenção de saídas de pista – a primeira tecnologia do tipo a ser desenvolvida e certificada na Aviação Executiva.

Buscando oferecer o melhor desempenho da categoria, o Phenom 300E agora oferece mais velocidade, tornando-se o jato executivo single-pilot mais veloz e com maior alcance do mundo. Com os avanços, o Phenom 300E passa a oferecer velocidade máxima de cruzeiro de 464 nós (859 km/h) e um alcance de 2.010 milhas náuticas (3.724 km) com cinco ocupantes nas condições NBAA IFR.

Em termos de conforto, o Phenom 300E agora conta com uma cabine ainda mais silenciosa, com trilhos para os assentos do piloto e copiloto cerca de 40% maiores, proporcionando mais espaço para as pernas no cockpit, além de uma nova opção de design interno premium, conhecida como Bossa Nova. No que diz respeito à redução de ruído, as melhorias minimizaram significativamente os ruídos na cabine de bordo, durante o embarque, e os ruídos de alta frequência.

Para oferecer tecnologia incomparável na categoria, o Phenom 300E está recebendo uma atualização aviônica que incluirá um sistema de alerta e prevenção de saídas de pista, proteção contra o fenômeno tesoura de vento (windshear), modo de descida de emergência, PERF, TOLD, FAA, Datacom e muitos outros sistemas. O sistema de alerta e prevenção de saídas de pista atuará como um “piloto adicional”, avisando quando a aproximação da aeronave for muito íngreme ou muito veloz, aumentando a consciência situacional. A Embraer patenteou essa tecnologia tornando-se o primeiro fabricante na Aviação Executiva a desenvolver e certificar uma tecnologia do tipo. A nova proteção contra o fenômeno tesoura de vento (windshear) poderá alertar os pilotos sobre as condições de proteção contra o vento com maior antecedência, ajudando-os a preparar e manobrar a aeronave, a fim de minimizar condições adversas. Além disso, o Phenom 300E agora conta com conexão 4G via Gogo AVANCE L5.

“Apesar do extraordinário sucesso do Phenom 300 na última década, nossa visionária equipe está sempre trabalhando para oferecer a melhor experiência aos nossos clientes, o que por vezes significa tornar uma aeronave líder de mercado ainda melhor, mais rápida e segura”, disse Michael Amalfitano, Presidente & CEO da Embraer Aviação Executiva. “A imaginação sem limites e a engenharia inteligente de nosso time deram origem ao Phenom 300E e é com o esse mesmo espírito que continuamos aprimorando o jato executivo mais popular da década”.

Com essas melhorias, a premiada nova edição do interior Bossa Nova, originalmente lançada em 2018 para o os jatos Praetor 500 e Praetor 600, agora é também uma opção disponível para o Phenom 300E. O interior de estilo premium conta com materiais de fibra de carbono, costura sofisticada e coloração preto-piano. Inspirado nas famosas calçadas do Rio de Janeiro, o design do acolchoado personalizado é complementado pelos detalhes de costura e as cores exclusivas do divã. O interior mais recente e avançado da Aviação Executiva da Embraer, do Praetor 600 Bossa Nova, foi premiado como melhor design do ano no International Yacht & Aviation Awards 2019, em Veneza (categoria Design de Interiores VIP).

As entregas do aprimorado Phenom 300E começarão em maio de 2020; alguns dos recursos são opcionais.

Originalmente lançado em 2005, o Phenom 300 entrou no mercado em dezembro de 2009 e detém mais de 50% de participação no segmento de jatos leves desde 2012. A aeronave está em operação em mais de 30 países e sua frota já acumula mais de 1 milhão de horas de voo. A Embraer investe continuamente na competitividade do Phenom 300E por meio de avanços em seu desempenho, conforto, tecnologia e eficiência operacional. Em outubro de 2017, o novo Phenom 300E foi divulgado e entrou em serviço apenas cinco meses depois. A aeronave, recentemente aprimorada, continuará sendo designada “E” (Enhanced).

Sobre o Phenom 300E

O Phenom 300E está entre os melhores jatos single-pilot, com velocidade máxima de cruzeiro de 464 nós (859 km/h) e um alcance de 3.724 quilômetros (2,010 milhas náuticas) nas condições NBAA IFR. Com a melhor performance de subida e desempenho de pista da sua classe, o Phenom 300E tem custos de operação e de manutenção menor do que seus concorrentes. A aeronave voa a uma altitude de 45 mil pés (13.716 metros), propulsionada por dois motores Pratt & Whitney Canada PW535E1, com 3.478 libras de empuxo cada.

O Phenom 300E oferece uma cabine espaçosa com o DNA de design da Embraer e um dos maiores bagageiros de sua categoria. As maiores janelas de sua classe proporcionam luz natural abundante na cabine e no toalete. O conforto dos assentos, com capacidade de reclínio e amplo movimento é acentuado pela melhor pressurização de cabine entre os jatos leves (altitude máxima de 6.600 pés). O Phenom 300E oferece zonas de temperatura distintas para pilotos e passageiros, uma ampla galley, opções de comunicação de voz e de dados e um sistema de entretenimento.

A cabine de comando permite operação single-pilot e oferece a opção avançada Prodigy Touch Flight Deck. Os recursos que a aeronave inclui, e que são tipicamente encontrados em categorias superiores, são ponto único de reabastecimento, manutenção externa do toalete e uma elegante escada.

Sobre a Embraer Aviação Executiva

A Embraer é uma das maiores fabricantes de jatos executivos do mundo, tendo entrado neste segmento de mercado a partir de 2000, com o lançamento do jato Legacy. A Embraer Aviação Executiva foi constituída em 2005. Seu portfólio, entre os mais amplos da indústria, é formado pelos jatos entry-level Phenom 100EV, o jato leve Phenom 300E, os jatos médios Legacy 450 e Legacy 500, o médio Praetor 500 e o supermédio Praetor 600, o grande Legacy 650E e ultra-large Lineage 1000E. A frota da Embraer Aviação Executiva excede a marca de 1.300 jatos, que estão em operação em mais de 70 países. Os clientes são atendidos por uma rede global de 70 centros de serviços, entre próprios e autorizados, complementados por um Contact Center 24/7. Para maiores informações, visite executive.embraer.com

Sobre a Embraer

Empresa aeroespacial global com sede no Brasil, a Embraer completa 50 anos de atuação nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança, Aviação Agrícola. A Companhia projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer Serviços & Suporte a clientes no pós-venda.

Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.

A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 150 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

DIVULGAÇÃO: Embraer

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz
Clésio Luiz
7 meses atrás

Vou querer o meu com bancos em veludo, não sou muito fan de couro não. Para quem não notou, o manche da Embraer, em forma de “M” ou “W” invertido, é inspirado no do Concorde. Chique todo. Recentemente vi um vídeo com o concorrente PC-24 da Pilatus, aeronave excelente, com exceção do banheiro, que deve ser a coisa mais humilhante em caso de aperto, com todo mundo olhando para você enquanto desencaixa o negócio para usar. Espero sinceramente que o dos Phenon seja no fundo da cabine, longe da vista dos outros, e não atrás dos pilotos. Aos 23:30 min.:… Read more »

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Clésio Luiz
7 meses atrás

O toalete tanto do Ph100 como o do Ph300 daí na parte do fundo da fuselagens e com parede divisória. E o do Phenom 300 ainda tem serviço externo.

Caerthal
Caerthal
7 meses atrás

Desde o lançamento do PC-24 já é a 2da actualização. Não me surpreenderia se o próximo passo for um Phenom 100 modificado para pistas de terra. Temos um agronegócio crescente e com o KC-390 e o Super Tucano a Embraer teve que testar seus aparelhos em pistas semi-preparadas.

Juvenal
Juvenal
Reply to  Caerthal
7 meses atrás

Muita coragem colocar um
Phenom 100 em pista de terra. Quem opera nessas pistas prefere o King Air.

Fernando EMB
Fernando EMB
Reply to  Caerthal
7 meses atrás

Não acredito nisso, em um futuro Phenom100 para operar em pistas de terra. Vale muito mais a pena desenvolver uma segunda geração do Phenom 100, com melhor desempenho e alcance.

Caerthal
Caerthal
Reply to  Fernando EMB
7 meses atrás

Observe todo interesse do mercado internacional pelo PC-24, um avião mais caro. A Embraer poderia estar neste momento empregando aeronaves PHENOM 100 usadas testando modificações no trem de pouso, defletores, motorização um pouco mais potente …Imagina uma empresa de táxi aereo no interior do Brasil, orientando e certificando a construção de pistas nas grandes fazendas ..

Matheus
Matheus
7 meses atrás

Logo logo vão começar a aparecer uns mini-Concorde.

Salim
Salim
7 meses atrás

Acredito que Embraer tem condição de projetar e construir caça quarta geração sem tot equivalente ao gripen e f16 com conhecimento que já tem , inclusive com base conhecimento operacional do f5 e a4. Com tot vai mais rápido, porem náo teremos liberdade na comercialização e pagamento de royalties para producão. O Brasil tem aproveitar sua situação atual relativamente tranquila nas fronteiras para reduzir drasticamente seu inchaço com efetivos muito acima do logico e racional e utilizar estes recursos para desenvolver, produzir e exportar equipamento militar. Ser patriota e isto, náo ser corporativista e se achar melhor que outros brasileiros,… Read more »

Matheus
Matheus
Reply to  Salim
7 meses atrás

Não faz sentido gastar bilhões e anos pra fazer um 4° Geração hoje em dia.
Ou compra de prateleria ou faz um 5° Geração.

Vide coreia do sul e outros países.

Grozelha Vitaminada Milani
Grozelha Vitaminada Milani
7 meses atrás

Parabéns a Embraer e seu fantástico time.

Mais um lider de segmento. Um campeão isolado.

GO EMBRAER, GO!

Saldanha da Gama
Saldanha da Gama
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
7 meses atrás

2!!!!!!!!!!

heitor
Reply to  Grozelha Vitaminada Milani
7 meses atrás

Trilhando o caminho de sucesso da mcdonnell douglas que ainda tem produtos que são ainda a espinha dorsal da força aérea dos usa (f15,f/a18, c17) e não existe mais, pela mesma boeing