quinta-feira, setembro 23, 2021

Gripen para o Brasil

Força Aérea das Filipinas avalia caças Gripen e F-16

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Saab JAS39C Gripen

MANILA – A Força Aérea das Filipinas (PAF) está atualmente avaliando duas aeronaves para seu projeto de caça multifuncional (MRF), disse o secretário do Departamento de Defesa Nacional (DND) Delfin Lorenzana no dia 16 de dezembro.

“Uma das aeronaves que estão sendo avaliadas é da Suécia (o Saab JAS39 Gripen) e a outra é a americana Lockheed Martin F-16(V)”, disse Lorenzana ao ser procurado por atualizações no MRF que procura reforçar o sistema de defesa aérea do país.

Ele não deu detalhes adicionais sobre o processo.

O Gripen de fabricação sueca é um MRF monomotor leve capaz de acelerar até Mach 2.0. Está armado com um canhão automático de 27 mm e pode transportar uma variedade de foguetes, bombas, mísseis e equipamentos de vigilância.

Enquanto isso, o F-16V americano tem também uma velocidade máxima de Mach 2.0, pode transportar uma variedade de bombas e mísseis e sensores e é armado com um canhão de 20 mm.

O MRF faz parte do Horizonte Dois do Programa de Modernização das Forças Armadas das Filipinas, planejado para 2018 a 2022, que visa adquirir mais equipamentos para defesa externa.

Qualquer aeronave que será selecionada deve poder integrar-se aos sistemas de radar existentes que têm um alcance de cerca de 250 milhas náuticas.

Uma vez adquiridos esses MRFs, a PAF, com a ajuda desses sistemas de radar, poderá ser desdobrada para determinar se a aeronave que voa no espaço aéreo das Filipinas é amiga ou hostil.

Espera-se que esses MRFs propostos aumentem a frota existente de 12 aeronaves FA-50PH fabricadas na Coreia do Sul, adquiridas de 2015 a 2017 pela PAF como sua primeira aeronave supersônica após o descomissionamento de seus caças Northrop F-5 Tiger em 2005.

F-16V
Lockheed Martin F-16V

FONTE: Philippine News Agency

- Advertisement -

30 Comments

Subscribe
Notify of
guest
30 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Sérgio Luís

O Trump vai jogar areia no Gripen na Filipinas que é colônia dos EUA.

MMerlin

Na verdade, ele já foi colônia dos espanhóis, americanos e japoneses.
Atualmente, utilizam o KAI FA-50 como caça leve.
Para o cenário e o parque atual, os dois caças devem suprir os requisitos.
A decisão será política. Neste caso, os americanos levam vantagem.

Fabio Araujo

São caças similares, mas se quiserem maior autonomia em relação ao uso é melhor optar pelo Gripen que tem menos restrições, se optar pelo F16V vão ter que ficar de olho no que podem ou não podem fazer!

Marcelo

A Forca Aerea Paquistanesa que o diga…

PRAEFECTUS

Bom o que eu posso dizer meu caro Fabio,

é que neste caso especifico das Filipinas, eles levam uma vantagem importante frente a outros “clientes”por se encontrarem em uma área em que os EUA tem interesse, necessidade máxima de aliados para fazer frente à China. Portanto, para trazer as Filipinas para seu lado, creio que seriam capaz de ofertar um pacotão de generosidades ao governo filipino…

Páreo duro neste caso, para o Gripen levar essa…

Fabio Araujo

Isso pode ocorrer e se ocorrer o F16V leva, mas se não ocorrer a lógica seria ir de Gripen!

Denis

Não fosse o fator político, estaria no papo.

Augusto L

O Gripen tem componentes americanos nem tanta liberdade.

Fabio Araujo

Sim tem algumas restrições, mas as restrições do Gripen são bem menores!

Blind Man's Bluff

restricao eh restricao.

Fabio Araujo

Geralmente os EUA podem barrar uma venda, mas não coloca restrições de uso tipo que não pode ser usado de tal forma ou contra tal país!

Marcelo

Serio? Procure sobre o uso recente do F-16 pela Forca Aerea Paquistanesa em combate aereo recente na fronteira e veras…

Peter nine nine

Marcelo, existem razões óbvias para limitar o uso de um equipamento militar quando o cliente é o PAQUISTÃO. Essas limitações são decorrentes da natureza do próprio cliente, garanto lhe que Portugal não tem nenhuma limitação contratual no uso dos seus F16, por exemplo.

Teropode

Sorte dos SU30 indianos , se o Imperio liberar go uso inrrestrito do F16 pastun , vai cair su30 como se fossem mangas podres, para o bem da equipagem russa , devem sim continuar operando com restrições kkkkkkkk

Fabio Araujo

Me referi ao Gripen que usa peças americanas mas não é fabricado lá, em relação ao F16 a situação muda radicalmente!

Peter nine nine

Fábio… Serão menores se o embargo vier dos americanos, por exemplo. Mas, a realidade é que mediante a cadeia multinacional de fornecedores do gripen, existe bem mais probabilidade de um dos países de origem declarar um qualquer embargo de determinados componentes que sejam fabricados no seu país: Gripen: https://www.google.com/search?q=gripen,+country%27s+origins&client=ms-android-huawei&prmd=inv&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=2ahUKEwjNwoiPocLmAhWG4YUKHZZpByQQ_AUoAXoECA0QAQ&cshid=1576777419587&biw=360&bih=518#imgrc=5kXxuma8NtpGmM Com isto não estou a inviabilizar o Gripen, mas estou, de facto, a inviabilizar essa(s) sua(s) (vossas) teorias. Teoricamente existe muito mais probabilidade de ter problemas com sanções adquirindo o gripen, do que adquirindo, por exemplo, o F16. No entanto, no caso deste último, os EUA “controlam” tanto do avião que… Read more »

Teropode

Com.o bem menores ? Duvido que ele voe sem motores e sem os controles de armas kkkkkkkk, vcs amam uma piada !

Kemen

A – Componentes norte americanos podem ter restrição de venda dos mesmos, mas não é o caso das Filipinas, só se restringirem vendas para futuras trocas para manutenção por algum problema que possa surgir no futuro (tipo comprar armamento chines ou russo), mas não de uso, a aeronave não é norte americana e os norte americanos também estão oferecendo sua aeronave.

Peter nine nine

A lista e origem (nacionalidade) de fornecedores para o gripen é tão mais vasta que tem muitas mais possibilidades de ser vítima de um eventual embargo que o F16, cujos fornecedores são, no mínimo, maioritariamente americanos, havendo portanto apenas a limitação de sanção de um único país, não de múltiplos, o que reduz de facto a probabilidade.

JuggerBR

Seriam caças equivalentes? Cabe um ‘Super Trunfo’ aqui…

Carlos campos

Sendo o F16V são equivalentes, com o Gripen sendo um pouco melhor na Guerra eletrônica e tem o novo Míssil Meteor de 300Km de alcance

Adriano RA

São concorrentes diretos. Ambos caças leves monomotores. Ambos quarta geração…

Peter nine nine

Sim são equivalentes… Mais coisa menos coisa

Flamenguista

Sem levar em conta o fator geopolitico, a escolha mais sensata seria o Gripen. O f-16 é um caça incrível, ótimo…Mas tem suas limitações por conta da idade do projeto.

Peter nine nine

True… Mas continua a surpreender

Gabriel BR

Melhor ir de F-16 V , uma vez que os EUA podem oferecer um financiamento camarada e posterior modernização e atualização via FMS.

Antunes 1980

A versão do V do F-16 não é superior ao Gripen NG.
São equivalentes, porém a política terá um peso importante na escolha.
Eu particularmente iria de Gripen, um projeto mais atual e uma aviônica superior.

Eduardo

Concordo! Eu também iria de Gripen mas tenho a certeza de que os EUA farão enorme pressão política para vender seus F-16.

Kemen

A influência militar norte americana nas Filipinas é histórica, sera estranho se não escolherem os F-16. Aliás pelo site é o Gripen C, não o Gripen E.

Coutinho

Segundo o site Flight Global, o governo de Manila estaria fortemente inclinado pelo Gripen depois da Saab ter promovido o caça em um show de defesa no país (a versão apresentada foi a C). o caça seria a melhor opção em termos de preço e capacidades. O F-16V foi considerado proibitivo devido a seus custos.

Últimas Notícias

Eve, da Embraer, e Bristow firmam parceria para desenvolver operações de UAM com pedido de até 100 eVTOLs

Melbourne, Flórida, 23 de setembro de 2021 – A Eve Urban Air Mobility, uma empresa da Embraer, e a...
- Advertisement -
- Advertisement -