Home Aviação Militar Força Aérea dos EUA realiza teste de voo de míssil hipersônico

Força Aérea dos EUA realiza teste de voo de míssil hipersônico

7734
102
AGM-183A sob a asa de um B-52

A Força Aérea dos EUA conduziu com sucesso o primeiro teste de voo da sua Air Launched Rapid Response Weapon AGM-183A, ou ARRW, em uma aeronave B-52 Stratofortress em 12 de junho na Base Edwards da Força Aérea, Califórnia.

Uma versão somente de sensor do protótipo ARRW foi transportada externamente por um B-52 durante o teste para coletar dados ambientais e de dados de manuseio da aeronave.

O teste coletou dados sobre impactos de arrasto e vibração na própria arma e no equipamento de transporte externo da aeronave. O protótipo não possuía explosivos e não foi lançado do B-52 durante o teste de voo. Esse tipo de coleta de dados é necessário para todos os sistemas de armas da Força Aérea em desenvolvimento.

“Estamos usando as autoridades de prototipagem rápida fornecidas pelo Congresso para levar rapidamente as capacidades de armas hipersônicas ao combatente”, disse o Dr. Will Roper, secretário assistente da Força Aérea para Aquisição, Tecnologia e Logística. “Nós definimos um cronograma agressivo para a ARRW. Chegar a este teste de voo a tempo destaca o incrível trabalho de nossa força de trabalho de aquisição e nossa parceria com a Lockheed Martin e outros parceiros do setor”.

A Força Aérea está liderando o caminho nos esforços de prototipagem de armas hipersônicas lançadas do ar. Como um dos dois esforços hipersônicos de prototipagem rápida, a ARRW está pronta para atingir capacidade operacional inicial no ano fiscal de 2022.

“Esse tipo de velocidade em nosso sistema de aquisição é essencial – nos permite lançar recursos rapidamente para competir contra as ameaças que enfrentamos”, disse Roper.

O teste de voo serve como o primeiro de muitos testes de voo que expandirão os parâmetros de teste e as capacidades do protótipo ARRW.

O esforço de prototipagem rápida da ARRW concedeu um contrato em agosto de 2018 para a Lockheed Martin Missiles and Fire Control, Orlando, Flórida, para revisão crítica de projeto, teste e suporte à prontidão de produção para facilitar o trabalho dos protótipos em campo.

FONTE: USAF

Subscribe
Notify of
guest
102 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rui Chapéu
Rui Chapéu
1 ano atrás

Cade o Bosco?

Explica ai, qual o conceito, pra que serve, contra quem serve, qual míssil ele se compara (chines, russo, europeu….) e o que seria efetivo contra ele.

Pedi muito? eihoaoeia

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Eu respondo pelo Bosco: Primeiro ele vai dizer: blá-blá-blá mi mi mi (um monte de ternos técnicos em tecniquês para tentar passar conhecimento e dar credibilidade ao que ele diz). Segundo ele vai dizer: os EUA e o Ocidente possuem tecnologia militar superior até à tecnologia klingon, sem – é claro – demonstrar com argumentos sólidos e convincentes essa máxima axiomática criada pela religião dele (o pan-americanismo e pan-anti-comunismo). E por fim, ele vai dizer que os vermelhinhos são malvados, que o PT não presta e afundou o país, que blá-blá-blá mimimi. Só para lembrar: só agora os EUA estão… Read more »

Heinz Guderian
Heinz Guderian
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

“que o PT não presta e afundou o país” isso é um fato consumado, e contra fatos não há argumentos.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Heinz Guderian
1 ano atrás

Sim. É exatamente isto que estamos assistindo nos últimos noticiários.

NEI
NEI
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Antoniokings, por favor, deixe o Brasil. Sem você será melhor

jagderband#44
jagderband#44
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Estes excrementos ingeridos no seu café da manhã, diariamente, prejudicam muito seu raciocínio.

pangloss
pangloss
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

100nick-Elã, procure ser mais discreto ao demonstrar inveja. Fica feio.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Perfeito 100nick!

Só esqueceu de dizer que os EUA não estão preocupados porque o Comandante Kirk é americano.

Lcesar
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

” o pt não presta e afundou o país “.
Esta é uma verdade irrefutável.
Chora, chora mais um pouco. Chora de novo, vai.
Afinal o choro é livre. O nonadáctilo não.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Lcesar
1 ano atrás

É camarada.
Vai preparando o seu lenço que vc vai precisar.
hehehehe

Chris
Chris
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Ah sim claro !

Vamos acreditar em gente sem conhecimento técnico e que nem usa o nome verdadeiro.

Pega uma cadeira…

horatio nelson
horatio nelson
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

na boa é por isso q os comentários tecnicos e fundamentados estão sumindo por aqui e está virando um embate ideologico…o bosco é um dos comentaristas daqui mais especialista,extremamente inteligente e sabe quase tudo,tem um conhecimento raro hj em dia,da aula, vc devia se recolher a sua ignorancia e manter-se em silêncio para não passar vergonha…isso é feio só pode ser inveja

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  horatio nelson
1 ano atrás

Sim. Conhecimento de almanaque regado a uma boa dose de proselitismo político.
Receita velha e ultrapassada muito comum em comentários de sites de defesa, automóveis e etc.

JPC3
JPC3
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Bá, coitado de você em ser comparado com o Bosco. Nunca acrescentou conhecimento nenhum as discussões e quando tenta ainda escreve informações erradas ou mentirosas.

Não entende de assunto nenhum, está aqui só falando bobagem e passando vergonha.

Chris
Chris
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

E qual o problema 100nick ?

Os americanos lançaram os stealth décadas antes, entao os russos não poderiam lançar o seu ?

samuka
samuka
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

“argumentos sólidos e convincentes” porque você mesmo não apresenta isso amigo? seria muito enriquecedor, estamos no aguardo…

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

que eu saiba os EUA foram para outro rumo eram doutrinas diferentes, a USNAVY ainda tá indo rumo mísseis supersônicos e stealth, é curioso a USAF pensar diferente.

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Caraca alguém conseguiu ter mais mais dislikes que o Kings!! 😱

paddy mayne
paddy mayne
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

100nick, voce baixe sua bola, figurinha (se é que não é um fake de quinta categoria). Além de não falar nada de útil ainda é mal educado e arrogante.

Jjose
Jjose
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Os americanos já testam essa tecnologia desde 1988, só não levaram avante por não terem ainda concorrentes e optaram por caças !

PauloOsk
PauloOsk
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Bosco da verdadeiras aulas nos seus comentarios, um dos poucos comentaristas que vale a pena ler aqui na trilogia. O resto e melhor ignorar pra nao passar raiva. haha

Chris
Chris
Reply to  PauloOsk
1 ano atrás

Prefiro um Bosco… Do que 200 carinhas sem conhecimento técnico e amparados por ideologias por aqui.

Salim
Salim
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Bosco e o cara, to com ele e náo abro, precisa de mais meia duzia igual ele.

Bosco
Bosco
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Rui,
Diferente dos russos e chineses os americanos confiam na tecnologia stealth para penetrar sistemas defensivos. Os americanos querem mísseis hipersônicos não porque eles são “impossíveis” de serem interceptados mas sim para atingir alvos de tempo crítico.
Esse míssil deve ser muito semelhante ao Kinzhal com a diferença que pesa 3 x menos e é um verdadeiro representante da tecnologia hipersônica (míssil de cruzeiro com propulsão aspirada) com motor scramjet, enquanto o míssil russo é um míssil balístico o semibalístico de combustível sólido.

Conan
Conan
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Bosco, esse míssil se parece muito com o Waverider que os americanos estavam testando sobre o Pacifico alguns poucos anos atras, inclusive com a tecnologia scramjet, sera que é o mesmo? Pra os scranjet funcionar com eficiência ele deve atingir velocidades bem acima da alcançada pela maioria dos bombardeiros e mesmo caças portanto deve ter um booster solido.

Bosco
Bosco
Reply to  Conan
1 ano atrás

Conan, Esse ARRW é sem dúvida derivado do X-51. Até onde eu sei utilizaram o X-51 para conseguir uma arma hipersônica em tempo recorde. Não sei se esse será o míssil definitivo já que a USAF queria um que pudesse ser lançado de caças e este parece grande. Quanto a ele usar um booster sólido, sim, derivado do míssil ATACMS. Mas diferente do Kinzhal ele tem um motor aspirado scramjet. A USAF quer um míssil que faça pelo menos Mach 6 e alcance de 1000 km e que possa ser levado por seus caças. O seja, deve ter uma umas… Read more »

Conan
Conan
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Obrigado Bosco.
Acho que podemos considerar este ARRW como um neto dos AGM-28 Hound Dog e filho do AGM-69 SRAM.

Leandro Assis
Leandro Assis
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Bosco, poderia explicar por favor a diferença dos tipos de propulsão dos modelos russos e americanos. Vc disse que um usa motor foguete e o scramjet e o outro usa um formato semi balístico e que não representa bem a tecnologia hipersonica. Desculpe a falta de conhecimento no assunto. Fico no aguardo

Bosco
Bosco
Reply to  Leandro Assis
1 ano atrás

Leandro, O Kinzhal é um míssil hipersônico. Ninguém duvida disso. Mísseis hipersônicos existem desde a década de 50 propulsados por motores foguetes (de combustível líquido ou com propelente sólido). O que eu disse é que o Kinzhal não é um representante do que atualmente se convencionou chamar de “tecnologia hipersônica”. Essa tecnologia implica em usar propulsão aspirada (como por exemplo o motor scramjet, o turbofoguete, etc.) para atingir e manter a velocidade hipersônica (geralmente se entende ser um míssil de cruzeiro, que vai do lançamento ao alvo com o motor ligado) ou em usar o modo denominado de “deslizamento hipersônico”… Read more »

Gabriel Galdino
Reply to  Rui Chapéu
1 ano atrás

Antônio Kings == 100nick-Elã
É o mesmo nível de argumentação, na verdade são dois meros torcedores, opiniões embasadas sempre pela ideologia e ainda quer responder pelo Bosco, um dos grandes contribuidores aqui dos comentários da trilogia sempre com detalhes técnicos.

Joao Argolo
Joao Argolo
1 ano atrás

Ixemaria. Já pensô? Qual velô vai ter esse bicho? Tô pensando que já vuô.

Diz a USAF.
Diz a USAF.
1 ano atrás

Pra ser lançado de helicóptero. (:

teropode
Reply to  Diz a USAF.
1 ano atrás

Inviável.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Diz a USAF.
1 ano atrás

Não.Vai ser lançado de Astros 2020.

Fabio Mayer
Fabio Mayer
1 ano atrás

Essa aí é aquela arma revolucionária que os russos disseram há 2 meses tem têm? Nossa! Copiaram rapidinho…

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Fabio Mayer
1 ano atrás

Para os mísseis Kha-47M2, este míssil americano não tem nada para fazer. Na América, o desenvolvimento dessas armas foi independente.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Os americanos estão muuuuuuuuito atrasados nessa área em relação aos russos.
Sem comparação.

jagderband#44
jagderband#44
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Os americanos estão muuuuuuuuito atrasados em relação aos russos.
Inclusive vejo muitas pessoas querendo morar em paraísos como Kolpashevo, por exemplo.
Sem comparação.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  jagderband#44
1 ano atrás

Mas Moscou e São Petersburgo são locais bem interessantes (que eu saiba).
Pelo menos em comparação com os subúrbios fedorentos de Nova York ou com o pobre sul dos EUA, né?

Chris
Chris
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Vai pra la Antonio !

Logo vc nem poderá entrar mais neste site, pois irão proibir !

Pessoal.. A cerveja é por minha conta !

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Chris
1 ano atrás

E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?

Diogo
Diogo
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Aaah Rei Tonho, fala tanto mas aposto que vc tem um iphone…

Diogo
Reply to  Diogo
1 ano atrás

eita outro eu, vou ter que mudar o nick kkk

Rafael Coimbra
Rafael Coimbra
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

kkk Falou quem nunca saiu de Osasco, o Sul do EUA tem um PIB maior que o da Russia!

DENYS
DENYS
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Moscou e São Petersburgo dominado pela mafia russa.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Xings por favor né, para EUA, FRA e Rus, um motor scramjet não é nda demais. os EUA já tem tecnologia desses motores.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Até concordo contigo, porque a ciência é igual para todos.
Basta ter recursos e vontade de fazer.

Bosco
Bosco
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Os EUA é o único país que divulga seus testes com tecnologia scramjet e HGV (planador hipersônico) e deixa a imprensa saber e acompanhar e divulgar os resultados.
A Rússia e a China só dizem que fizeram testes e que eles foram bem sucedidos.
Também a Rússia alega que o veículo HGV Avangard e o míssil Zircon estão operacionais mas não fornece qualquer dado que possa corroborar essas alegações, no melhor estilo “la garatia soy yo”. Acredita quem quiser.
Como se diz lá em Minas , “fantasma sabe pra quem aparece”

Munhoz
Munhoz
Reply to  Bosco
1 ano atrás

O HGV deve estar já em testes pois não é um conceito muito difícil como o Zircon ou esse novo míssil dos EUA que ainda estão na fase de estudo!

Tanto o Zircon quanto o Chinês como esse AGM 183 estão engatinhando ainda!

Leonel matos
Leonel matos
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Será que estão? Começaram a trabalhar na tecnologia hipersonica muito antes que os russos e só pork não se conhece muitos pormenores sobre armas hipersonicas eu tenho quase certeza que já têm até caças

Fabio Mayer
Fabio Mayer
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Disso eu tenho certeza Evgeniy, fui irônico!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Fabio Mayer
1 ano atrás

Os russos estão tão preocupados com isso quanto a Ferrari estaria com um anúncio de que a GM vai lançar um esportivo de altíssimo desempenho.

Jagderband#44
Jagderband#44
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Tipo o Corvette ou Camaro?
Vendem estes aos milhares por lá.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Jagderband#44
1 ano atrás

Por aí.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Fabio Mayer
1 ano atrás

O kinzhal só é um missil do sistema Iskander lançado por plataformas aéreas.
O missil da matéria é um verdadeiro HCM.

Brunow Basillio
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Além do Kinzhal os Russos tem o Zircon, e não pode dizer que o Kh-47M2 é simplesmente um míssil do sistema Iskander, pois para ele ser aerolançado teve muitas mudança em relação a versão original…

Augusto L
Augusto L
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

O Zircon, ainda não existe.
Mas ele sim é um projeto de um verdadeiro HCM.
Quanto ao atraso americano, que eu saiba, a USAF ja havia testado o X-51 Waverider lá em 2010, bem antes de qualquer outro projeto de HCM ou HGV mundo á fora aí.
É por isdo que esse projeto da matéria eles estão conseguindo fazer um cronograma rápido para entrada em operação do missil.

Brunow Basillio
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

“O Zircon não existe” kkkkkkk
A CIA disse que existe, inclusive falaram que no final do ano passado a Rússia fez testes bem sucedido desse missil….
Como dizer se o 3M22 não existe se até a OTAN já deu sua designação para ele SS-N-33 ?
Ou o fato desse missil está sendo desenvolvido pelo mundialmente famoso NPO Mashinostroyeniya criador do Granit e também o míssil de cruzeiro Oniks com propulsão de ramjet, fazem a OTAN acreditar que ele existe ?

Só lembrando que aquele “torpedão” nuclear não existia para alguns aqui….

Bosco
Bosco
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Brunow, O Kinzhal não é um representante da tecnologia hipersônica. Já falei algumas milhares de vezes mas não custa repetir. Desde a SGM houve e há dezenas de mísseis que atingem velocidades hipersônicas em algum momento da sua trajetória/voo. Atingir a velocidade hipersônica não faz de um míssil um exemplo do que se chama de “tecnologia hipersônica”. Fosse assim mísseis como o PAC-3, THAAD, Minuteman, Trident, GBI, SM-3 seriam considerados representantes da tecnologia hipersônica já que atingem velocidades acima de Mach 5. Mas não o são. Convencionou-se denominar de tecnologia hipersônica mísseis de cruzeiro que atingem velocidade hipersônica (acima de… Read more »

Brunow Basillio
Reply to  Bosco
1 ano atrás

PAC 3 ou SM3 não tem nada a ver com Iskander ou até mesmo o aerolançado Kinzhal rsrsrs, vc quer comparar um míssil usado para interceptar alvos balísticos ou aéreos (que o motor funciona apenas por alguns segundos) com o Kinzhal que tem alcance superior a 1500km ? Seria muita má fé… Os mísseis do S-300,S400 também atinge velocidade hipersônica… Mas falando de mísseis usado para atacar alvos em terra ou em mar (tirando os Balísticos), qual atualmente é o que tem maior velocidade ? Não é o Kinzhal… Ou vc acha que um míssil usado para “intercptacão” pode carregar… Read more »

Bosco
Bosco
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Brunow,
Eu fiz uma analogia. rsrs
Deixa pra lá!

Bosco
Bosco
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Brunow, Estar sendo testado não quer dizer que está operacional. Ninguém duvida que o Zircon está sendo desenvolvido mas não é a CIA que tem que dar a última palavra. Ela trabalha com o pior dos cenários para não ser pega de surpresa. Pra CIA até o Pé Grande existe. Vale salientar que o X-51 (aí de cima) está sendo testado desde 2010 e não quer dizer que ele esteja operacional. Ou seja, ele existe como objeto de desenvolvimento e pesquisa mas não como arma militar. Quem tem que dar subsídios à afirmação que o Zircon está operacional são os… Read more »

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Bosco
1 ano atrás

De volta à URSS, foi criado o míssil de cruzeiro Kh-90 (GELA), com velocidades de cerca de 4,6 m, e antes disso, o foguete de mísseis Meteor. Assim, a Rússia tem muita experiência na criação de foguetes de alta velocidade.
Quanto à abertura, tudo é totalmente demonstrado, o Pentágono sabe disso muito bem.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Brunow Basillio
1 ano atrás

Se ele está sendo desenvolvido é pq não existe.
Diferente do Khinzal que ja esta quase em operação, se não ja estar nesse momento em qye escrevo

Wilson Lobe Junior
Wilson Lobe Junior
1 ano atrás

E o míssil hipersônico Brasileiro, como esta? Alguém tem notícias?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Wilson Lobe Junior
1 ano atrás

Vai explodir em Curitiba,.
Dentro em breve.

Desculpe. Não resisti.
kkkkkkkkk

Leitor Sincero
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Não tem como resistir mesmo, muitas coisas das quais você gosta estão presas!

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Leitor Sincero
1 ano atrás

Nada como um dia após o outro.

Bosco
Bosco
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

“Nada como um dia após o outro”
É o que o Frajola diz todo dia logo que acordo mas todo dia vai dormir de barriga vazia.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Esqueceu do ‘com uma noite no meio’.
Ou ainda: ‘Pau que bate em Chico, bate em Francisco’.
Se não gostar muito de citações ou literatura, sugiro que ouça uma música da saudosa Maísa: Meu mundo caiu.

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Reply to  Wilson Lobe Junior
1 ano atrás

Vai explodir em Curitiba sim, lá na sede da Polícia Federal com um certo camarada preso dentro. E então o país finalmente vai andar para a frente com um câncer a menos.

Dario Renato
Dario Renato
Reply to  Wilson Lobe Junior
1 ano atrás

Também estou curioso sobre a situação do 14X, infelizmente vou ter que me contentar com respostas cínicas de recalcados políticos. Triste fim do blog.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 ano atrás

É aquela história, os Chineses copiam os americanos imitam.

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

USAF pelo visto indo em direção a mísseis hipersônicos e USNAVY ainda preferindo supersônicos e stealth, bem interessante esse míssil, já fazia uns anos que ele vinha sendo desenvolvido achava até que já estivesse operacional.

Bispo
Bispo
1 ano atrás

Depois do último teste bem sucedido do míssil hipersônico Russo PRS-1M…4 quilômetros por segundo.. podendo ser lançado de silos.. sistemas móveis.. os EUA correm contra o tempo… Um navio..submarino..teoricamente em 3 minutos poderia “dicotomizar” um alvo a 800km de distância.
Se hoje voa a 4km/s questão de tempo chegar a 6..7km/s.

p.s- fonte: https://www.stern.de/digital/technik/start-einer-prs-1m—putins-raketenabwehrschirm-wird-noch-schneller-und-toedlicher-8743126.html

Bosco
Bosco
Reply to  Bispo
1 ano atrás

Bispo, *O PRS-1M é um míssil defensivo, antibalístico, provavelmente dotado de uma ogiva nuclear. E a rigor não há corrida à tecnologia hipersônica. A tecnologia hipersônica é hoje uma realidade e há vários programas em andamento no mundo todo, todos com seus respectivos requisitos. Não vai dar pra comparar se o “meu é maior que o seu” porque não é assim que funciona. Russos, chineses, indianos, franceses , americanos… têm necessidades distintas e veem de modo diferente como a tecnologia hipersônica poderá lhes ser útil, o que redundará em armas completamente diferentes. Diferente do que houve quando da corrida da… Read more »

teropode
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Garoto bom este Bosco , obrigado pela paciência e honestidade ao explicar .😎😎😎😎

Bispo
Bispo
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Sim um míssil defensivo com tecnologia hipersônica… dizer que não existe corrida a tecnologia hipersônica..é como dizer..”você venceu essa porque eu estava brincando até agora” …claro que há corrida em busca do melhor radar ..míssil..navio..submarino..defesa e ataque..é da natureza humana…ainda mais no campo militar.
P.S- E se voa mais rápido e vai mais longe..da sim para dizer “o meu é melhor que o seu” ..vários países querem comprar o S-400 porque é o melhor no que faz até agora..simples.

Bosco
Bosco
Reply to  Bispo
1 ano atrás

Bispo, Todos os mísseis antibalísticos americanos também são hipersônicos: PAC-3: Mach 5, alcance de 20 km contra alvos balísticos PAC-3 MSE: Mach 6, alcance de 30 km contra alvos balísticos THAAD: Mach 8, alcance de 200 km contra alvos balísticos SM-3: Mach 10, alcance de 800 km contra alvos balísticos SM-3 Block IIA: Mach 15, alcance de 2500 km contra alvos balísticos GBI: Mach 20, alcance de 5000 km contra alvos balísticos * O que impressiona no míssil russo motivo do post (53T6) é a aceleração e não a velocidade final ou o alcance. Ele acelera rápido mas tem curto… Read more »

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Não se sabe onde os mísseis 9m82M e 9m83M desapareceram da sua lista, que devem suportar mísseis balísticos de médio alcance. Especialmente a nova versão com um alcance de 350-400 km.
Comparação muito estranha do foguete com o SM-6, com o próprio complexo S-400. SM-6 é um míssil antiaéreo marítimo, que relação tem que pousar? Pode ser integrado na área de defesa de mísseis, mas esta instalação é estacionária. Este não é um C-400 em tudo. No oeste, não há nenhum análogo terrestre completo dos complexos S-300V4 e S-400.

Bosco
Bosco
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Evgeniy, Não existe míssil 9M82M com 400 km de alcance. O alcance do míssil é dito ser de 200 km. O único míssil russo com alcance nominal de 400 km é o 40N6 que até ontem não tinha entrado em operação e deverá fazê-lo junto ao S500. – Quanto à comparação do sistema S-400 com o SM-6, qual o problema de um ser míssil terrestre e o outro naval? Ambos são sistemas antiaéreos e antibalísticos com alcances equivalentes. Se um é lançado de terra e o outro de navio não importa. O que se está discutindo é desempenho. – Vejamos:… Read more »

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Por que não comparar S-400 e SM-6? Porque não há complexo analógico baseado em terra com mísseis SM-6, que seria móvel. Sistema estacionário, inviável, como sistema de defesa aérea frontal e defesa antimísseis. ITS será exilado e destruído, em retaliação ou súbita preventiva. Isso seria um navio varinat S-400, com foguetes 48n6 e 49n6, que é quando. poderia ser comparado com o sistema Aegis, que fica em navios e seus foguetes. Rocket 9M82M-200 km de raio. Foguete 9M82DM-400 km de raio (vou dar links, separadamente, o que seria melhor passados). Não, você certamente não pode acreditar nas declarações, mas isso… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Meu caro amigo, os EUA bota um lancador MK-41 em um caminhão à hora que quiser.
Ate mesmo o Patriot pode receber o missil.

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Bosco
1 ano atrás
Leandro Assis
Leandro Assis
1 ano atrás

Sou bem leigo no assunto mas de fato os russos tem estratégias e interesses nem sempre iguais aos americanos, tanto que enquanto os americanos com orçamentos inigualáveis encheram os oceanos com poderosos strikes groups liderados pelos bilionários porta aviões, os russos preferiram investir em modernos mas mais baratos submarinos pra fazer frente a eles. É bem sabido por todos da grande capacidade russa em desenvolver misseis avançados, não da pra duvidar mas o que podemos duvidar é se funcionam bem já que sempre mantém tudo em segredo e revelam quase nada, bem diferente do ocidente. Enquanto eles buscavam misseis mais… Read more »

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

Segue o jogo, no final do ano veremos a noticia do hyper torpedo…

Os Russos e Chineses pensavam que tudo ia ficar sem contra-ataque… no minimo ingenuidade… da torcida.

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
1 ano atrás

Obs.: já vou legendar o comentário. Brincadeirinha.

Engraçado mesmo é ver o falatório quando os caras penduram qualquer treco embaixo de um avião.

Bosco
Bosco
1 ano atrás

A propensa superioridade em tecnologia de mísseis da Rússia frente aos EUA é uma falácia que não resiste a nenhuma análise. Do ponto de vista de ICBMs e SLBMs eles só recentemente atingiram o nível do Minuteman III e do Trident. Em relação à tecnologia de mísseis defensivos (antiaéreos e antibalísticos) não há nada em que o conjunto de sistemas russos (S300/400/500 e A135/235) seja superior ao conjunto de sistemas americanos (Patriot/THAAD/Aegis/NMD). Mesmo sem levar em conta que o sistema S500 ainda não está operacional e que o sistema A235 ainda está sendo desenvolvido e que novas letrinhas com incrementos… Read more »

jagderband#44
jagderband#44
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Argumentos embasados.

Foxtrot
Foxtrot
1 ano atrás

Pois é, e nos escondendo os testes de um simples míssil sub sônico de cruzeiro.
Se ao menos os “especialistas” em defesa nacional estivessem investindo pesado no projeto 14X e no programa espacial autônomo nacional, esse gap tecnológico seria menor.
Mas deram a base de Alcântara, sepultaram o programa espacial, deram a Montaer (Embraer) e violaram a soberania nacional em troca de gracejos .
Triste !

Denis
Denis
1 ano atrás

Esse bicho voa a Mach quanto?

TITAN
TITAN
Reply to  Denis
1 ano atrás

Acredito que seja até Mach 7 (8643,6 KM/h).

Bosco
Bosco
Reply to  TITAN
1 ano atrás

Todo mudo foi levado a crer que o AGM-183 seria baseado no X-51 pela foto divulgada (e não só pela Trilogia), mas na verdade é um míssil completamente diferente e que não usa propulsão aspirada (não é um HCM – míssil de cruzeiro hipersônico), sendo provavelmente um HGV (veiculo planador hipersônico), alias, como citou o Augusto L, abaixo.
Em sendo um HGV sua velocidade é bem superior a Mach 7. Provavelmente acima de Mach 15.

Topol
Topol
1 ano atrás

Sim… em se tratando de tecnologia de mísseis, é inegável, a menos por simplória paixão, que a Rússia possui os melhores e mais letais meios de atingir as mais intricadas defesas e alvos mais variados e bem defendidos… e não é de hoje que essa superioridade é nítida e visível… desde a época do S-75 matador de Phantons já era evidente a superioridade russa. Superioridade esta que se intensificou e ficou mais superlativa no campo naval, tendo em vista é claro, conforme citado acima, os requisitos da VMF inclinarem para tal, mas a verdade é que petardos como o poderoso… Read more »

Augusto L
Augusto L
Reply to  Topol
1 ano atrás

A Russia não tem uma arma hipersonica operacional.
O Zircon ainda não existe como arma, esta em fase de desenvolvimento e o Khinzal não é exatamente uma arma hipersonica, HGV ou HCM.
O HGV russo ainda não foi posto em operação e acredita se que a China será o 1° pais a colocar um HGV em operação em 2020, e sobre quem foi o pioneiro tanto em testes no HCM tanto no HGV, isso foi os EUA que testaram projetos de HCM e HGV conduzidos pela DARPA entre anos de 2008 e 2010.

Bosco
Bosco
Reply to  Topol
1 ano atrás

Topol, Como você frisou, assombração sabe pra quem aparece. A Rússia tem méritos onde o calo aperta, que é na defesa contra os superporta-aviões. E nada mais! Ela é boa pra fazer mísseis vistosos, barulhentos, grandões, pesadões, com cara de mau… mas só isso. Mas concordo em parte do seu comentário e já disse várias vezes que nesse quesito – mísseis anti porta-aviões – é o único em que há uma aparente superioridade russa. Digo aparente porquê o LRASM está entrando em operação. Sem falar que os americanos contam com o F-35 e não precisariam de mísseis supersônicos gigantes para… Read more »

Topol
Topol
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Como disse, o HGV no caso o Avangard usa da manobra de PULL UP na reentrada fazendo-o subir novamente, ganhar velocidades espantosas e planar até o alvo já após a reentrada descrevendo rota imprevisível… e não, no espaço não há como planar

Bosco
Bosco
Reply to  Topol
1 ano atrás

Topol,
HGV voam a mais de 70.000 metros.

Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

A USAF liberou agora pouco as fotos reais do AGM-183, e pelo que parece não é um HCM como eu havia dito, me confundi com a foto da materia que é de um HCM.

https://defence-blog.com/news/u-s-military-releases-first-images-of-agm-183a-hypersonic-missile.html

A reportagem afirma ser um HGV tático, eu acho que pode ser muito bem tambem uma solução igual à do Khinzal e ser um ALBM e não ter nada de Glide vehicle.

Bosco
Bosco
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Augusto,
Um veículo muito pequeno para lançar um HGV. (?????????)
Também acho que tá mais para um ALBM como o Kinzhal do que um verdadeiro HGV.

Bosco
Bosco
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Na verdade não se sabe se o Kinzhal é um míssil balístico ou semi-balístico. Se for mesmo uma versão aerolançada do Iskander ele seria semi-balístico. Se for balístico ele, levando em consideração seu alcance, tem um apogeu acima da atmosfera (100 km de altura) e portanto, ele tem que ter um veículo de reentrada. Geralmente um míssil balístico de 2000 km de alcance tem pelo menos 2 estágios e mais o veículo de reentrada. Não dá pra reentrar na atmosfera com o corpo inteiro, como foi lançado. Como não dá pra distinguir um veículo de reentrada manobrável (em geral teria… Read more »