sábado, dezembro 3, 2022

Gripen para o Brasil

Índia recebe o primeiro dos 22 AH-64E Apache

Destaques

Alexandre Galante
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

A Força Aérea Indiana recebeu seu primeiro helicóptero de ataque Boeing AH-64E Apache

Representantes da Força Aérea Indiana (IAF) receberam a aeronave no centro de produção da Boeing, em Mesa, Arizona.

Tripulação aérea e terrestre passou por treinamento no tipo em Fort Rucker, Alabama. Eles ajudarão na introdução do tipo no serviço indiano.

Um número não especificado do helicóptero chegará à Índia em julho.

“A adição do helicóptero AH-64E (I) é um passo significativo para a modernização da frota de helicópteros da Força Aérea Indiana”, diz o comunicado. “O helicóptero foi personalizado para atender às necessidades futuras da IAF e teria capacidade significativa em terrenos montanhosos.”

Nova Deli encomendou 22 AH-64Es em 2015 através do processo de Vendas Militares Estrangeiras (FMS) do governo dos EUA.

O recebimento do AH-64E segue a introdução dos seus primeiros quatro helicópteros Boeing CH-47F Chinook em 25 de março. Nova Deli receberá um total de 15 Chinooks.

FONTE: FlightGlobal

- Advertisement -

41 Comments

Subscribe
Notify of
guest

41 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nilton L Junior

Alguém sabe se material bélico via FMS tem restrição de uso como os F-16 do Pasquistão.

Victor Filipe

Não, não tem, isso é acertado em contratos individuais.

Eduardo

URSAL? Mas vai te deitar o pangaré!

Flanker

Hehehehehe….Boa!!

Carlos Gallani

Queria saber como funciona o setor de compras das forças armadas da Índia, acho que tem uma roleta pra escolher o país fornecedor, deve ser um show no estilo Silvio Santos!

J-20

E que comece o bingo para adivinhar em quanto tempo que eles vão levar para acidentar um Apache novinho…

Doug385

Esses inidianos…

Nostra

Well that’s ironic because

When Indians crash everybody knows it

When Chinese crash nobody knows it

Touche

J-20

Claro, Nostra, eles perdem os seus aviões de um jeito tão patético que estranharia se não saísse nas notícias.

USMC

HAHAHA still better than Chinks crashing J-15 right on the deck of Liaoning carrier . I think Chinese wont feel its pathetic because their planes rarely fly in straight line

DOUGLAS TARGINO

Velho, imagina 12 aeronaves como essa aqui no Brasil? É delirante!

Carlos Gallani

O MI-35 casou bem com o Brasil, apesar da minha aversão a equipamentos russos por varios motivos, esta aeronave tem uma bela versatilidade!

DOUGLAS TARGINO

O bom da aeronave russa, é que ela faz duas coisas em uma: leva homens ou carga e é de ataque. Mas doze aeronaves apenas de ataque iria casar bem com as russas que temos.

Carlos Gallani

Talvez para o sul do país mas a Argentina não é mais uma ameaça blindada(alguém é?) e na selva o MI-35 nao precisa de apoio de fogo de outro helicóptero, convenhamos que para um fogo de saturação ele é campeão!

willhorv

Também concordo com o mi-35….excelente vetor para a região norte e centro-oeste, fornecendo apoio de fogo, reconhecimento armado, escolta e operações especiais. Mas na região sul e sudeste, um vetor puro sangue de ataque seria mais efetivo.

Carlos Gallani

Compensa mais alguns mi-35 pro norte que sofre com logística terrestre que Helicópteros de ataque puro sangue para o sul, aqui temos outros recursos, nosso foco de preocupação mudou, a Argentina além de falida não tem mais animosidade com o Brasil!

Rafael

Eles tem mais de 1 bilhão de miseráveis claro que uso racional do dinheiro público não está no topo da lista de prioridades deles para fazerem compras sem pensar no custo da logística .A maneira como o s recursos dos impostos são aplicados lá se assemelha bastante há um certo país da América do Sul que gosta bastante de pagar mais caro por ToT de certeza duvidosa.

Antonio Palhares

Rafael.
Na cadeia produtiva de cientistas eles estão anos luz na nossa frente.

Renato B.

Eles estão em crescimento sustentado há anos, grandes avanços tecnológicos e só se tornaram independentes em 1948. Podem ter começado atrás e erram muito, mas estão avançando muito rápido que a gente. E ainda tem o mérito de conseguir se manter como uma democracia nesse tempo todo.

Cristiano GR

Eles nunca fizeram a burrada de ter a moeda super valorizada como foi o Real, que há alguns anos era uma das 4 moedas mais valiosas do mundo, o que destruiu grande parte da indústria nacional por incapacidade de exportar e pela alta quantidade de importações. Moeda desvalorizada em relação ao Dólar é uma condição muito importante para o crescimento econômico e desenvolvimento do país. Que o diga Japão, China, Coréia do Sul e Chile e por outro lado, os prejudicados com moeda valorizada França, Alemanha, Itália e demais países do Euro que, a rescente desvalorização da moeda, por desconfianças,… Read more »

Cristiano GR

Grande parte da atual mega crise da Argentina se deve aos anos em que a moeda deles era equivalente ao Dólar, havia muita fuga de Dólar do país por gastos dos ricos no exterior, principalmente no Brasil, e sucateamento da indústria. A carne e os produtos agrícolas, também eram demasiadamente caros para exportar.

GFC_RJ

Isso é importante @Cristiano GR! Na realidade o que está por trás desta política cambial asiática é o modelo de crescimento. A Ásia já comprovou que o modelo de crescimento ideal é o industrial “para fora”. Isto é, focado no mercado externo, que garante melhor produtividade e competitividade. O mercado interno é desenvolvido à reboque. Aqui na AL (e no Brasil, em especial), continuamos com um modelo nacional-desenvolvimentista que já se esgotou. Foi muito eficiente por uns 20-25 anos, mas desde o início dos anos 70 está esgotado. Ainda continuamos falando em “substituição de importações”, continuamos fechados ao mercado externo,… Read more »

Rustam

Great helicopter!

Noel

O mundo não está tão perdido…

O vascaíno elogiou o Zico!

#paz

Carlos Gallani

Vai chover canivete aberto, cuidado!

Merlin

Que máquina formidável. Acredito ser o equipamento mais exposto ao perigo no mundo. Ser piloto de um helicóptero, a serviço do governo americano e em um conflito não deve ser fácil. A probabilidade de ser alvo de um IGLA ou qualquer outro míssil terra-ar é enorme. O tempo de reação e impacto são limitados a poucos segundos. Não dá margem para muita coisa. Os sistemas de sobrevivência (conhecidos) são fantásticos: * Radar de analise de terreno de última geração. * Reconhecimento objetos camuflados. * Acompanhamento simultâneo de mais de 100 objetos em mais de 5km de raio. * Classificação automatizada… Read more »

Merlin

Apenas adicionando umas das fotos mais bonitas (e pessoalmente, letais) desta aeronave.

https://2.bp.blogspot.com/_DOqSTiSBP3U/S-KiglbToCI/AAAAAAAAAtA/dKtL9J_1cqQ/s1600/4.jpg

willhorv

E aquela que ele surge atrás de uma mata em picada a direita seguindo o curso de um rio levantando até splay da água! Clássica para quem admira o Apache!!

Rustam

Merlin

Well, are you just ready to kiss him))) Even though I said that this is a great helicopter in the west, Apache has a few problems

– price

– great preparation, difficult maintenance

– bad booking

we can recall the Iraqi company in 2003))

nonato

What do you mean by booking?

Rustam

nonato
What do you mean by booking?
——–

Windshields of the cockpit of the pilot and operator AH-64 shockproof, but not bulletproof. Onboard and upper windows, normal. Apache helicopter glass only in the upper part of the armored partition separating the operator and the pilot.

For example, the glass of the Mi-28 helicopter DOES NOT HIT 12.7 MM

nonato

Para mim, o único helicóptero do mundo que é é e se parece com uma máquina de guerra.
E muito ágil.
Esses novos helicópteros americanos jamais deveriam substituir os apaches.
Poderiam melhorar, dar mais velocidade, mais tamanho, carga, etc, mas sem tirar a agilidade.

Carlos Gallani

Assim como os blindados pesado, o helicóptero de ataque está se reencontrando no campo de batalha neste início de século, a aviação de asas fixas incluindo os drones e os mísseis evoluíram de uma tal forma que a dinâmica mudou, o que era uma ação inicial de teatro de alta intensidade deve se tornar algo de rescaldo para quando o inimigo já estiver bem amaciado pela primeira onda stealth e segunda onda de saturação aérea, imagine uma frente de t-90 contra alguns Reapers ou um Apache versus uma tropa bem treinada com um Igla de última geração… os tempos são… Read more »

SardaukaR

Recomendacão de documentário: Apache Warrior (https://www.imdb.com/title/tt6423664/)

Conta a história do ataque mal sucedido à divisão Medina, em Karbala (2003). Os documentaristas tiveram acesso ao feed de audio/video dos tripulantes dos Apaches envolvidos na missão. É muito impressionante a barragem de fogo (de baixo calibre) que os Apaches suportaram. Após a missão, os tripulantes enviaram cartas de agradecimento à Boeing, por conta da robustez dos equipamentos.

Antunes 1980

Apaches caindo em 1..2.3.
Está para surgir uma força aérea mais desorganizada e desqualificada como a indiana.
Todo mês cai no mínimo duas aeronaves. Os caras são ruins demais !

Fila

Tu é paquistanês?

Carlos Gallani

Tbm, olha a salada de fruta!

USMC

I think Pakistan and Chinese already tops in Most Pathetic Air Forces of the world . Pakistan is which gets an F-16 killed by MiG. and in China J-15 crashes 90 degree on their Junk carrier .

Ricardo Bigliazzi

A Índia é muito grande, um super cliente para tudo o que você possa imaginar. Quero ver a integração dos links de dados entre equipamentos Americanos, Russos, Chineses, Alienígenas, etc. Toca contratar os Israelenses para dar um jeito nessa “Torre de Babel” de equipamentos e sistemas.

Thiago Telles

Pena o Comanche nao ter ido pra frente como substituto.

Nostra

Boeing AH 64

comment image

Últimas Notícias

VÍDEO: Documentário ‘Highway’ sobre operações aéreas em rodopista na Tchecoslováquia, em 1980

O documentário "Highway" foi filmado pelo Checoslovak Army Film no outono de 1980 durante um exercício militar entre os...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -