Home Aviação de Ataque Para compra de caças, Suíça estabelece orçamento de 6 bilhões de francos

Para compra de caças, Suíça estabelece orçamento de 6 bilhões de francos

4169
40
Gripen NG nas cores da Suíça – fotomontagem Saab

ZURIQUE – O governo suíço vai separar a compra de novos aviões de combate de suas novas defesas terra-ar, disse nesta quinta-feira, estabelecendo um orçamento de 6 bilhões de francos suíços (US$ 5,96 bilhões) apenas para os jatos.

O país alpino neutro já havia concordado em gastar até 8 bilhões de francos suíços para um pacote combinado sob seu programa Air2030, mas agora dividiu o plano para que os eleitores pudessem decidir separadamente sobre a compra de novos jatos em um provável referendo.

O grupo aeroespacial europeu Airbus, a francesa Dassault, a sueca Saab, a Boeing e a Lockheed Martin, dos Estados Unidos, apresentaram propostas em janeiro para substituir a velha frota de caças suíça.

Os caças suíços Boeing McDonnell Douglas F/A-18C e D Hornet e Northrop F-5 Tiger II devem ser aposentados dentro de alguns anos. O Eurofighter da Airbus, o F/A-18 Super Hornet da Boeing, o Rafale da Dassault, o F-35A fabricado pela Lockheed Martin e o Gripen E da Saab estão na disputa.

“Está claro para o governo que as expectativas do público de decidir sobre a aquisição por referendo pertencem apenas aos caças”, disse o gabinete enquanto pedia ao Ministério da Defesa que elaborasse um plano para isso no início de setembro.

Os dois sistemas de armas continuam interligados, portanto, os acordos devem prosseguir em paralelo, acrescentou. Também decidiu que os acordos de compensação deveriam cobrir 60% do valor da compra, em vez de 100% conforme planejado pela primeira vez.

As avaliações das aeronaves continuarão até 2020 antes que o governo decida pela substituição, com novos jatos a serem entregues até 2025.

A agência de compras de defesa Armasuisse pediu aos fabricantes que enviassem preços para 30 ou 40 aviões, incluindo logística e mísseis guiados, entre outros critérios para as propostas.

A Suíça, que lutou pela última vez em uma guerra curta em 1847, lutou no passado para convencer os cidadãos a apoiar um acordo para novos caças. Em 2014, cerca de 52% votaram contra um plano de 3,5 bilhões de francos para comprar 22 caças Gripen da Saab.

F/A-18C Hornet e F-5E Tiger II da Suíça

FONTE: Yahoo/Reuters

40
Deixe um comentário

avatar
9 Comment threads
31 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
27 Comment authors
Adriano MadureiraRommelqeMosczynskiVitor SilvaJT8D Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
MBP77
Visitante
MBP77

“… estabelecendo um orçamento de 6 bilhões de francos suíços (US$ 5,96 bilhões) apenas para os jatos.

Em 2014, cerca de 52% votaram contra um plano de 3,5 bilhões de francos para comprar 22 caças Gripen da Saab.”
*
Só fico na dúvida se este aumento de verba se destina a encaixar o preço X quantidade dos demais concorrentes do Gripen no certame, ou se trata de uma elevação no custo de aquisição das aeronaves, pura e simplesmente.
Quero só ver a população aprovar essa compra, uma vez que reprovaram a anterior por um custo menor.
Sds.

Petardo
Visitante
Petardo

Ali na matéria diz. É o preço para até 40 aeronaves.

MBP77
Visitante
MBP77

Verdade, me passou batido.
Obrigado pela correção.
Sds.

Adriano Madureira
Visitante
Adriano Madureira

A culpa do valor ter subido são deles, deveriam ter acertado a aquisição naquela época, mas essa frescura pacifista e até de respeitar a decisão do povo em certos setores como a defesa, foi oque atrapalhou, a decisão do povo tem que ser respeitada, mas as vezes ignorada.

Marcelo Andrade
Visitante
Marcelo Andrade

Quem quer apostar que os cidadãos suiços vão negar de novo? Os F-18C e os F-5 vão voar por muito tempo ainda e é capaz da Suiça ser o último operador desses aviões no mundo, se depender do povo para decidir. Mas, lá faz parte da democracia deles.

JuggerBR
Visitante
JuggerBR

A maior arma dos suíços se chama cofre de banco. Qualquer país que queira invadir esse pequeno grupo de montanhas terá que negociar muito com os banqueiros… Sendo assim, avião pra quê…

Satyricon
Visitante
Satyricon

Estranho. O Nazismo, o maior flagelo que o mundo já conheceu, que enfrentou praticamente todos os maiores exércitos existentes no mundo à sua época, discorda de você. Varreram, à seu tempo, toda a Europa, parte da África e da Ásia, mas jamais ousaram por os pés no solo suíço.
Paradoxal isso, não?

nonato
Visitante
nonato

Você concordou ou discordou de Jagger?

Defensor da liberdade
Visitante
Defensor da liberdade

Não ousaram por que a Suíça deixava os trens alemães circularem livremente por seu território, fora as toneladas de cereais e minérios que a Suíça fornecia aos alemães. Essa historinha de que os alemães não invadiram por que os suíços tinham bate-buchas dentro de casa só engana Bené Barbosa. Se a Alemanha quisesse invadir teria trucidado os suíços em poucos dias com o fez com a Holanda e a Bélgica. Até caça alemão os suíços usavam por colaborar com os alemães.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Perdão, morte por morte o maior flagelo que o mundo conheceu chama-se comunismo, este matou muito mais de de forma tão horrível quanto, alias, segue matando!

Gabriel BR
Visitante
Gabriel BR

Minha torcida é pelo Rafale F4

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

“A Suíça, que lutou pela última vez em uma guerra curta em 1847…”

Os pilotos suíços envolvidos em combates aéreos contra aeronaves da Luftwaffe (e eventualmente alguns pilotos aliados), contra ataques punitivos a mando de Hitler, discordam dessa afirmação.

Sidy
Visitante
Sidy

Isso não é lutar numa guerra, é defender seu espaço aéreo. Nunca houve declaração de guerra da Suíça seja contra países do eixo, seja contra países aliados. Quanto a ataques punitivos alemães, você tem alguma fonte sobre isso? Americanos e ingleses bombardearam território suíço “por engano” algumas vezes, deixando quase uma centena de mortos. Já a Suíça internou um grande número de aviadores, a maioria oriunda de bombardeiros americanos atingidos durante suas missões e que não queriam cair em território do Eixo. No fim da guerra, os caças alemães, muito mais novos que os vetustos 109Es suíços, faziam “short cuts”… Read more »

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Sydy, dê uma olhada no video abaixo. Contém as fontes:

https://www.youtube.com/watch?v=ueNBArm1X6Q

Sidy
Visitante
Sidy

Grato Leandro. Vou ver em casa.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

O cenário deles é absolutamente pacífico, um raro caso onde a escolha do Gripen vai bem mesmo tendo orçamento para algo superior!
O Gripen precisa vender para o bem do projeto a longo prazo e consequentemente para o bem do Brasil, que façam um bom trabalho de marketing!

shambruno
Visitante
shambruno

o banco UBS e a maior banca de patrimonio do mundo eles tem cash de sobra eu posso votar aqui na suica vou fazer um favor pra vcs vou votar no gripen e divulgar nas midias sociais se naum for o gripen vai ser o f35 outro dia passou um f18 aqui em cima do predios tremeu a terra neguin eu vi os dois motores do bixao outro dia um f18 suico se espatifou na parede dos alpes voando de noite voar de noite nos alpes dizem que e dificil pacas ja caiu varios f5 tambem pobre dos pintas gente… Read more »

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

Com Ucrânia, Polônia e Alemanha na posição geográfica à frente em relação a amanhã Russa. Não precisa gastar com o F-35.
Investe em um vetor mais barato como o Gripen E/F e já pensa lá para o futuro, em um caça de 5 geração.

Pedro Bó
Visitante
Pedro Bó

Gripen é aeronave para países periféricos e irrelevantes na esfera internacional, como Brasil, Rep. Tcheca, África do Sul e Tailândia.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Exatamente, é o bom e barato mas não o top, se faz racional se vc tem uma perspectiva regional de baixa intensidade/competitividade, se vc for pobre mas quer algo novo ou se for fazer um mix High low de luxo!

JT8D
Visitante
JT8D

Como a Suécia?

Mosczynski
Visitante
Mosczynski

Parece cruel, mas soa bem verídico. Se o Brasil tivesse grana para comprar e manter, talvez tivesse F-18.

JT8D
Visitante
JT8D

Eu não queria o vespão na FAB. Da shortlist o único que era páreo para o Gripen era o Rafale. Mas esse sim custaria os olhos da cara

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

O Gripen é bom mas não é essa coca cola toda se vc não está mendigando custo de hora voo, foi bom para o Brasil e é isso, não vai levar a gente a unanimidade posição de destaque enquanto força aérea, nem com 100 unidades!

JT8D
Visitante
JT8D

Bom, o Gripen já venceu o vespão na concorrência suiça (mas a população vetou a compra). E não me parece que os suiços estejam mendigando hora de voo. Inclusive eles conhecem o F-18, pois os operam. Tá certo que o que eles tem não é o Super Hornet. Mas o avião que ganhou a concorrência nem foi o Gripen E, foi o C/D

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Eles simplesmente não precisa de nada melhor que o Gripen, tem um comentário meu acima falando isso, não precisam de um bireator é muito menos de um F-35, a vida deles é bem pacífica, da pra se dar ao luxo de escolher algo mais em conta!

Leonardo
Visitante
Leonardo

Brasil país continental FaB 200 caças Gripem 50 Su34

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

País continental que nem sequer conseguiu imbuir em seus cidadão o uso corriqueiro de pontuação em simples posts na internet.

Johnny
Visitante
Johnny

Pega leve, o cara é quase seu xará.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Vc já ouviu falar nos Alcólicos Anônimos?