Home Aviação de Ataque Turquia pode comprar caça Su-57 e sistema S-500 de defesa aérea da...

Turquia pode comprar caça Su-57 e sistema S-500 de defesa aérea da Rússia

12135
144

Os planos da Turquia para comprar o sistema russo de mísseis antiaéreos S-400 marcaram uma grande mudança na orientação de defesa de Ancara, provocando uma forte resposta de Washington. No entanto, o acordo S-400 mal arranha a superfície da florescente relação de defesa Turquia-Rússia e a ameaça que isso representa para a coerência militar da OTAN.

O Kremlin e a Rosoboronexport – agência estatal de exportação de armas da Rússia – estão tentando capitalizar a boa vontade política da venda do S-400 com vários outros contratos de alto nível, incluindo caças a jato russos e sistema de defesa antimísseis da próxima geração.

Quando o departamento de defesa dos Estados Unidos suspendeu a transferência do caça stealth F-35 para Ancara “na pendência de uma decisão turca inequívoca de antecipar a entrega do S-400” no início do mês passado, comentaristas de defesa russos e ocidentais especularam que a Rússia atacaria com uma oferta rápida do Su-35.

Parece agora, no entanto, que a Rússia está focada em um acordo maior. Em uma entrevista concedida à mídia estatal turca, o chefe da Rostec, Sergei Chemezov, sugeriu que a Rúsia está disposta a assinar um contrato do Su-57: “Esses caças russos de quinta geração têm qualidades excepcionais e prometem exportação.”

Ancara tem sido menos ambivalente em expressar seu interesse no próximo sistema de defesa aérea S-500 da Rússia. “Concluímos a questão do S-400, assinamos um acordo com os russos e iniciaremos a co-produção. Mais tarde, podemos trabalhar no S-500”, anunciou Erdogan em uma entrevista recente.

S-400 lançando míssil


FONTE: Yahoo.com/National Interest

Subscribe
Notify of
guest
144 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauro 76
Mauro 76
1 ano atrás

Deixem esse sultão de meia pataca se esbaldar com sua ideia de recriar o imperio otomano. ..
Deixe ele se endividar com sucatas russas e ficar bem presunçoso…
Ai e so o tio sam esperar que ele ataque a Grecia e poft…
Adeus Edorgan e a Russia vai ter que negociar com quem o tio sam por no poder para poder receber o pagamento de tanta sucata russa destruida pela única potencia do planeta !

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Mauro 76
1 ano atrás

A única potência do planeta não consegue nem com o Maduro, vai dar conta de Turquia, kkkk

João Souza
João Souza
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Pois é amigo. Esquecem que a Turquia é bem armada e tem até latência nuclear.

Bosco
Bosco
Reply to  João Souza
1 ano atrás

João,
As armas nucleares na Turquia são da OTAN. Mais especificamente, são americanas… e não funcionam nem na marra sem a chave americana.

João Souza
João Souza
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Sim Bosco. Me refiro a capacidade latente de produzir essas armas. Assim como o Brasil por exemplo.

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Bosco, existem pessoas no governo Trump que defendem a retirada das dezenas de bombas, mesmo porque não há prontidão ou ameaças grandes ali para usá-las de qualquer maneira no cenário atual (a Turquia nem é treinada para operá-las em seus aviões, mesmo sendo membro Otan, dependendo 100% dos EUA para tanto)… . A base de Incirlik sempre está envolta em controversas com restrições de uso apenas para determinadas missões, cortes de energia (durante a tentativa de golpe em 2016), processos nos EUA, inclusive a guinada religiosa do atual regime e a pouca distância da fronteira Síria (umas 100 milhas acho)… Read more »

Minuteman
Minuteman
Reply to  100nick-Elã
1 ano atrás

Oi Toinho Kings, resolveu falar pelo outro nick hoje?

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Mauro 76
1 ano atrás

Kkkkkkkk se contra o falido Iraque os EUA quase foram à falência, imagine enfrentar uma potência regional como a Turquia, que fabrica de tudo dentro de seu território, vai ser a queda financeira do Império estadunidense.

Luiz Cascaldi
Reply to  Defensor da liberdade
1 ano atrás

Isso que você disse é igual acreditar que nenhum país do planeta consegue travar uma guerra já que a maior potencia militar não consegue.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Mauro 76
1 ano atrás

Sucatas russas🤔⁉️ Pelo visto você fala isso com a sua grande experiência e conhecimento sobre equipamentos militares…

Se S-400 é sucata, nossa grande defesa na área de SAMs é o de mais avançado na AS.
SUCATAS made is Rússia, que se não forem de tecnologia 100% nacional, é quase isso, e quanto a nós que dependemos da tecnologia alheia
Grande especialista da área de defesa?!

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

A capacidade imaginativa da pessoa é algo comum em todos cantos do mundo, por isso é comum gente especializada no S-400 qualifica-lo como sucata, então não estranhe pois tem astrólogo que não tem o ensino médio completo se passando de pensador.

SPQR
SPQR
Reply to  Nilton L Junior
1 ano atrás

Hehehe quero ver você rebater UM argumento dele, mesmo com seu canudo de doutor.

Sankofa
Sankofa
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

O cara pensa que indústria bélica russa é sucata, mas esquece que vive num país que deixou um submarino afundar por falta de manutenção kkkkkkkk

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Sankofa
1 ano atrás

Deixa quieto, a pessoa pode se sentir magoado e depois começa a chorar e achar que a terra é plana.

sergio ribamar ferreira
Reply to  Adriano Madureira
1 ano atrás

Sucata????Fiquei sem entender. Concordo com o Sr. Adriano Madureira. Quem dera tivéssemos algumas “sucatas dessas”?!

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  Mauro 76
1 ano atrás

Infelizmente a Grécia dificilmente seria defendida pelo ocidente caso a Turquia ataque… A não ser que seja um ataque desmedido a Atenas ou cidades maiores na Grécia continental, mas eu acho essa possibilidade mais remota…
.
Além do que, eu acho que os EUA preferem esperar um novo líder turco mais “ocidental” subir ao poder trazendo o velho parceiro de volta do que arriscar jogar mais um país no colo de extremismo religioso…
.
Sds

Alessandro
Reply to  Mauro 76
1 ano atrás

Voces ainda perdem tempo respondendo esse cara?

Delfim
Delfim
1 ano atrás

Na verdade a Turquia sempre foi desvalorizada no âmbito europeu. Não faltam referências e motivos históricos para tal. A Turquia só é aceita na OTAN, e olhe lá.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Delfim
1 ano atrás

a Cultura não tem muita relação com a Europeia, é um país meio lixo, são mais pobres que os Portugueses, no passado já tentaram invadir a Europa, povo “turco não é Europeu”, e agora não respeitam a democracia, direito de expressão e etc. acho normal a Europa não gostar deles.

João Souza
João Souza
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

PIB Portugal : aprox 200 bi de dólares
PIB Turquia : aprox 900 bi de dólares

Celso Faria
Celso Faria
Reply to  João Souza
1 ano atrás

População Portugal 10m
População Turquia 80m
A vida é assim mesmo um vintém será sempre um vintém um burro será sempre um burro

João Souza
João Souza
Reply to  Celso Faria
1 ano atrás

O rapaz lá acima não se referiu a pib per capta.

João Souza
João Souza
Reply to  Celso Faria
1 ano atrás

Espero que não esteja me chamando de burro. Seria extremamente desnecessário e pouco inteligente pro debate aqui.

Celso Faria
Celso Faria
Reply to  João Souza
1 ano atrás

E veja o rendimentos per capita

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Celso Faria
1 ano atrás

Renda per capita de Mônaco = US$ 162.000
Na comparação de potencialidades, renda per capita não é tudo.

Jbs
Jbs
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Até que enfim o xings falou algo com nexo!

João Souza
João Souza
Reply to  Celso Faria
1 ano atrás

Estamos falando de PIB meu filho. Per capta aí Portugal é mais “rico” que a China.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  João Souza
1 ano atrás

João souza, quando disse que o país é pobre me referi a população, e sendo assim eles são pobres

Filipe Silva
Filipe Silva
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

O seu comentário demonstra a sua inteligência..

André Macedo
André Macedo
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Carlos, já esqueceu dos séculos de guerra entre Inglaterra e França, Guerra Franco-prussiana, da Campanha de Napoleão, os próprios europeus viviam em pé de guerra. E sobre democracia, engraçado que ninguém se importa com democracia na hora de comprar petróleo dos sauditas, nem os americanos que são os “defensores da liberdade”, piada kkkkk

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  André Macedo
1 ano atrás

André a França era governada por um cristão? a França era governada por alguém que herdou parte dos valores greco-romanos? mesma coisa os outros países que vc citou, agora se vc quiser se fazer de besta dizer que existe muita igualdade cultural desses países vá em frente.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  André Macedo
1 ano atrás

sobre a democracia, a Turquia tá em parte na Europa, mas ser um estado democrático é fundamental para ser parte da UE, onde tá mesmo a as Monarquias árabes? que parte do planeta? não falei que os países europeus não fazem negócios com países que restrigem liberdade de suas populações, falei de um dos motivos que os europeus não veem a Turquia como um igual.

jose luiz esposito
jose luiz esposito
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Carlos Campos não conheces nada , pra ti talvez Cascadura seja um sonho !

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Delfim
1 ano atrás

A Turquia já percebeu (inclusive já foi declarado pelo Chanceler turco) que o futuro econômico, político e militar está se deslocando para o Oriente.
Portanto, nada mais natural que se volta para os países daquela Região.

Celso
Celso
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Antonio, voce nao conhece mesmo a historia e ou as culturas turcas e ou arabes. Os arabes em si detestam os turcos, nao ha nada que os idenfique culturalmente, a nao ser aquela tendencia mulculmana que alias nem e identica pela pratica na maioria dos turcos. Os turcos em geral tem origens diversas, e so buscar na historia, povo otomano e outros, tremndo caldode costumes. Outra coisa, dia menos dia, o petroleo deixara de ser uma comoditie que gera desepero no ocidente, ai entao o que voce acredita que acontecera a essas tribos do deserto. O bom exemplo esta dado… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Celso
1 ano atrás

Não tem nada a ver ‘afinidades culturais’ com busca por novas fontes de comércio e desenvolvimento.
O Brasil mesmo opera assim, dois de seus maiores parceiros comerciais são China e EUA que são opostos em cultura.

Celso
Celso
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Nao entendi essa sua comparacao…….alem de nao entender o que escrevem, voce tambem nao compreende. O que tem a ver alhos com bugalhos ??? USA e China assim como o Brasil sao diversidades culturais bem distintas. E o comercio e outros intereses nesse mundo que fazem a quimica das relacoes entre paises. Porem quanto a unidade geografica, poucas regioes do mundo poderao se manter unificadas, ate mesmo a China ou sua tao adorada Russia, Idiomas e costumes bem diferentes so se mantem unidos atraves da forca das armas de quem as tem, o resto a historia milenar da humanidade, escrita… Read more »

Renato B.
Renato B.
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Talvez isso ocorra porque os turcos já foram considerados invasores e inimigos. Por outro lado me pergunto se eles vão continuar na OTAN por muito tempo.

Brunow Basillio
Reply to  Delfim
1 ano atrás

A própria Turquia se desvaloriza, basta olhar seu comportamento nos últimos anos, caso entrasse para a UE com certeza teria interesses próprios, não compartilhado pelo bloco…
Recentemente o primeiro ministro Italiano, disse “prefiro que a Rússia faça parte da UE em vez da Turquia, pois a Rússia tem mais algo incomum com os Europeus do que a Turquia”…

Jacinto
Jacinto
Reply to  Delfim
1 ano atrás

A Turquia fez um esforço nacional enorme para tentar se integrar a UE. Objetivamente, contudo, a UE não quer a Turquia e por isso estava sempre criando uma dificuldade adicional ao ingresso dela na UE, incluindo a questão do genocídio armênio, que é uma questão de orgulho nacional. Por outro lado, a principal importância da Turquia era o fato dela controlar o acesso ao Mar Negro, mas hoje, com o derretimento da calota polar do ártico, esta importância também está diminuindo. A rota marítima do ártico já está funcionando.

Jessica Tavernari
Jessica Tavernari
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Povo brasileiro tem que estudar história, aumentar seu nível cultural, dá até desânimo o grau de desinformação, aula básica de geografia, a Turquia é um país asiático, localizado no Oriente Médio, possui uma pequena faixa de terra nos Balcãs, fruto do domínio do Império Otomano sobre os Balcãs no passado, culturalmente e de origem a sua população são um país do Oriente Médio, como os árabes, persas, etc, a entrada da Turquia na UE foi um delírio de uma elite política no passado, a UE é para europeus, por isso a UE inventa um monte de questões para que a… Read more »

Pirrokon
Pirrokon
Reply to  Delfim
1 ano atrás

Que eu lembre além dos fatores culturais a Turquia invadiu outro membro(Chipre) da UE em 74 e estão lá até hoje, ou seja, eles nunca vão ser membro, pois se não me engano precisa de unanimidade para ser aceito.

jose luiz esposito
jose luiz esposito
Reply to  Pirrokon
1 ano atrás

Invadiu Chipre pelo tratamento dado aos habitantes turcos pelos gregos , então ela entrou e dividiu a ilha e muito rapidamente .

Fernando Turatti
Fernando Turatti
1 ano atrás

É certeza que se isso desandar nesse nível a OTAN vai sofrer um baque duro. Não fará mais sentido manter a Turquia na aliança que é essencialmente anti-Rússia(URSS), assim como será devastador o processo de expulsão.
A bem da verdade, a OTAN já hoje não faz mais sentido, basta ver o recente mapa mostrando quais países os membros defenderiam de um ataque russo pra entender isso. A Alemanha, por exemplo, não defenderia os EUA(a opinião pública, no caso) e outra sorte de maluquices.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Fernando Turatti
1 ano atrás

Não aposte um tostão furado na OTAN.

Augusto L
Augusto L
Reply to  Fernando Turatti
1 ano atrás

Nao é a Alemanha que defenderia os EUA, é os EUA que defendem a Alemanha.

J-20
J-20
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

A Alemanha ocidental era praticamente um Estado tampão da OTAN, tanto é que na guerra fria eram os que tinham a maior quantidade de equipamentos terrestres na Europa.

Jacinto
Jacinto
Reply to  J-20
1 ano atrás

Mas isso ocorria porque a fronteira militar, na Guerra Fria, era a Alemanha. Era ali que o Pacto de Varsóvia se encontrava com a OTAN. Hoje, contudo, dado o crescimento da OTAN, a fronteira militar da Russia recuou e hoje, na prática, esta fronteira militar está nos países bálticos e na Ucrânia.

Celso
Celso
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

O correto seria a fronteira da Polonia, visto que os demais estados pequenos tirando a Ucrania logicamente, ainda tem um enclave Russo que dificilmente seria defendido pela OTAN.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Celso
1 ano atrás

Os países da OTAN mantém tropas nos países bálticos – ainda que em números pequenos. Elas servem mais como reféns do que como tropas de combate: se forem feridos/mortos, seus respectivos países não têm como deixar de responder.

Tiger 777
Tiger 777
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

Eu não acredito que a OTAN vá a guerra com a Rússia, por causa da Estônia, Letônia e Lituânia. O que vcs acham??

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Tiger 777
1 ano atrás

Leia o comentário do Jacinto e entenderá. Irão sim e pra fazerem a opinião pública apoiar, deixam seus soldados-reféns lá.

Jacinto
Jacinto
Reply to  Tiger 777
1 ano atrás

A reciproca é mais verdadeira: A Rússia iria à guerra contra a OTAN pelos países bálticos? Com qual objetivo? Aumentar seu território?

Fila
Fila
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

Jacinto,
Não acho que iriam à guerra de forma alguma. Mas só lembro que a questão não é aumentar o território pura e simplesmente. A questão é qual território, esses países dão acesso ao Mar Báltico e ainda permitem ligar a Rússia continental a Kaliningrado, que hoje, nada mais é que o ÚNICO porto que dá acesso ao Atlântico Norte que pode operar sem restrições o ano inteiro independente do clima. Os demais, na altura de São Petesbursgo e Murmansk, sofrem desse problema.

jose luiz esposito
jose luiz esposito
Reply to  Augusto L
1 ano atrás

Em um ataque da ex União Soviética , e por hipótese remota da Rússia hoje , passando pela Alemanha , a Europa seria uma Bela Avenida em poucos dias estariam em Portugal , aprendendo português !

jose luiz esposito
jose luiz esposito
Reply to  Fernando Turatti
1 ano atrás

O medo contra a Rússia é cultivado pelos EUA , sem a Europa os apoiando , coitado dos EUA . Para a Rússia a Europa somente os interessa comercialmente e não territorialmente , isto os alemães que não são Otários já perceberam e tiraram o pé dos grandes investimentos militares , sabem que a Rússia não quer expansão como no tempo da União Soviética , onde precisavam de usarem ideologia para o comércio , o método capitalista e comunista eram diferentes , um a base de moeda e outro a base de trocas , leiam Comecon X MCE .

João Souza
João Souza
1 ano atrás

Boa parte desse alvoroço se deve ao fato de a OTAN não ter mais utilidade (URSS já foi né? ). A coesão do bloco desde a queda da União Soviética está uma droga, já se fala em exército europeu (superficialmente ainda) e a Rússia convenhamos não é uma “unha” da ameaça que era a URSS. Na Guerra Fria o mundo realmente corria o risco de ir pelos ares.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
Reply to  João Souza
1 ano atrás

Eu vejo o contrário,João no caso da “unha”.A URSS tinha muitas amarras,que dificultavam suas ações.Olha no caso da Síria e Crimeia,a Rússia se envolveu completamente diferente dos casos passados.No mundo de hoje ninguém e de ninguém,veja o abate do caça russo na Síria e os russos em contrapartida, vendendo dois sistemas poderosos aos turcos.

Marcelo-SP
Marcelo-SP
1 ano atrás

A Russia está atrás de alguém que ajude a bancar o SU-57. As encomendas internas estão em passo de cágado. Enquanto isso, os chineses avançam com seus modelos 5a geração, que farão a sombra nos mercados onde o F-35 e outros ocidentais não entrarem.

Esse é o grande desafio da Rússia. Os chineses aos poucos vão ocupar o mercado “não-ocidental”. Sem o volume do mercado externo, o custo do desenvolvimento militar russo vai explodir. Por isso apresentam o SU-57 aos turcos.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Marcelo-SP
1 ano atrás

não adianta, os chinas já estão copiando tudo que podem, até SU35 e S400 foram vendidos, nesse momento deve estar passando por engenharia reserva, a China vai passar a Rússia na qualidade de armas, e quando passar a Rússia vai sofrer para vender algo, ainda tem gente que diz que os Chineses seriam melhores parceiros que os EUA e os Europeus kkkkk se fazem isso com a Rússia imagina com a gente.

teropode
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Isto ja ocorreu cara , em areas que agregam valor de fato a China ja parea com os Europeus , a russia ja era , por isso se seguram com unhas e dentes nas suas armas nucleares , em breve veremos os russos fazerem chantagem atômica tipo ; um cargueiro de arroz senao explodo Okinawa !

André
André
Reply to  Marcelo-SP
1 ano atrás

Pois é Marcelo,eu venho falando isso a tempo. A Rússia não é nem sombra do que foi o império soviético e o primeiro avião totalmente desenvolvido pela Rússia é um fracasso recusado pelos indianos e pela própria Rússia.

Sem contar que quem falou que os turcos podem comprar foi a Rússia. Em algum momento os turcos falaram que tinham interesse no su57? Acho que depois dos indianos ninguém mais mostrou interesse em compra-lo, só a Rússia em vendê-lo.

Minuteman
Minuteman
1 ano atrás

Os sonhos mirabolantes dos bolcheviques e otomanos é de matar de rir… Mentira, é uma chatice mesmo. Nem a própria Rússia compra essa Jaca. Logo o imitador de ditador otomano cai e tudo volta ao normal.

André Macedo
André Macedo
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Falaram isso do Assad um tempo atrás rs

groosp
groosp
1 ano atrás

Estava lendo sobre a descoberta de reservas de gás no mar Mediterrâneo e Egeu que beneficiaria a Grécia, Chipre, Egito e Israel (a Turquia não seria beneficiada ou seria pouco beneficiada). Isso tornaria a Europa independente do gás russo. Daí a aproximação da Turquia com a Rússia. Sobre os SAMs o que se comentava era a lealdade política de parte das forças armadas turcas ao Erdogan. Nesse caso baterias antiaéreas seriam mais fáceis de controlar do que caças. Um único caça poderia tentar um ataque de decapitação contra Erdogan em caso de rebelião. SAMs protegeriam o palácio neste caso. Caso… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  groosp
1 ano atrás

Israel já passou o Japão em PIB per capta, e continua a subir, podem falar mal do Bibi mas o que ele tá fazendo com Israel é maravilhoso, é o contrário do Erdogan, quanto a as reservas no mar mediterrâneo Israel pelo que lembro é o maior beneficiado, os Judeus brincavam que Deus deu uma tava que mana leite e mel mas não petróleo, agora eles tem, e no longo prazo mesmo que um democrata assuma a presidência dos EUA, e que tire a ajuda a Israel, os Israelenses teriam dinheiro para manter seus gastos de defesa.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Japão: PIB – US$ 5,4 tri
Popul- 126 milhões
PIB per capita = US$ 42.900

Israel: PIB – 317 bi
Popul – 8,4 milhões
PIB per capita – US$ 36.400

Mesmo que a renda per capita de Israel fosse maior, no geral, esse País é irrelevante em comparação com o Japão.

Fonte: CIA World Factbook

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

sua fonte é diferente da minha, eu não estou comparando os dois Xings, estou mostrando como o oriente médio está mudando, e como Israel por mais que seja batido todo dia, tá crescendo mais, ficando mais rico, e consequentemente dependendo menos dos EUA.

Delfim
Delfim
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

Sempre vai ter um batente territorial, populacional, e de parcos recursos naturais.

Augusto L
Augusto L
Reply to  groosp
1 ano atrás

Groosp, a ruptura vai além dessas reservas de gás, até uns 3 anos atrás o Edorgan tinha uma politica bem pró-ocidental, há fatores internos e externos que mudaram a percepção dosdirigentes turcos.

Vale lembrar que a força aérea turca é composa por muitos F-16, o que sujeita a mesma a ser passiva de sanções dos EUA, sem contar que muitos pilotos foram presos após o fracassado golpe de estado e não é facil repor pilotos bem treinados assim.

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  groosp
1 ano atrás

Agora sim estamos vendo sob a perspectiva correta… A maioria do petróleo ali descoberto há muitos anos beneficiaria a Grécia (minha aposta é que os alemães tomam conta antes como pagamento da dívida) e Chipre. Com Israel a Turquia não se mete, não teria a menor chance… Ela sabe que se invadir algumas ilhas gregas o ocidente pouco faria para tomar de volta (como já vimos o filme com Chipre na década de 70) e entrariam mais no clima de “deixa-disso”… Se houver um ataque balístico (justificado uso no caso de ataque à Grécia continental) a reação europeia seria muito… Read more »

Brunow Basillio
1 ano atrás

Este negócio de Turquia comprar S-500 esta parecendo piada, isso é apenas uma “valorizada” da Turquia…
E sobre o Su-57 resta saber se a versão exportação vira com o motor de primeiro estagio ou o motor definitivo o tal “produto 30″…

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

Turquia era um parceiro que dava uma boa ajuda geográfica contra a Russia, agora serve pra quê mesmo? não serve pra nada, a Turquia tava se tornando um país lindo, agora vai ladeiro abaixo infelizmente

RENAN
RENAN
1 ano atrás

Dúvidas
O sistema s400 sozinho não serve para muita coisa frente ameaça de primeira linha?( os países com capacidade de lançamento de mísseis de cruzeiro 500 km, 1000km etc)
Acho que é necessário comprar toda uma rede de defesa integrada, defesa de ponto, escolha do local adequado onde o relevo não esconde a ameaça a 10 km de raio. Etc
Imagino que muitas baterias são perdidas na Síria por serem empregadas de maneira errada. Em locais inapropriados, favorecendo o atacante.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  RENAN
1 ano atrás

Esses e muitos outros factores… Mas sim, na Síria os sistemas abatidos careceram da restante rede de suporte que os mesmos necessitavam para serem correctamente operados.

Mateus Lobo
Mateus Lobo
1 ano atrás

Que foto linda essa do SU-57!

Antunes 1980
Antunes 1980
1 ano atrás

Se a Turquia adquirir os sistemas S-400, ela poderá descobrir as deficiências dos F-35, correto?
Mas isso também não é valido de forma inversa?
Os espiões infiltrados na força aérea turca, não são capazes de descobrir os segredos do sistema S-400 em relação ao F-35, e posteriormente neutralizar este sistema anti-aéreo?

Jacinto
Jacinto
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Sim. É uma porta que gira para os dois lados.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

é possível sim, quem vai operar essas máquinas é que complica, a Força Aérea dá a entender que não gosta do Erdogam, muitos militares presos e quem se aposentou teve de voltar.

Jorge
Jorge
Reply to  Antunes 1980
1 ano atrás

Vcs especulam muito… Galera, os EUA temem que o S-400 tenha uma espécie de escaneamento de leitura eletrônica dos objetos capturados em seus potentes radares. .Quanto aos segredos do SU 57, são eletrônicos, pouca coisa é mecânica…podem fazer engenharia reversa que não vão achar nada demais. Os S-300 da Venezuela ganharam um upgrade eletrônico, no mês passado com a chegada dos 100 militares russos e mais de 100 toneladas de equipamentos, VEJAM: FORAM EQUIPAMENTOS E NÃO ARMAS!! Dessa forma a Rússia fez uma muro de defesa eletrônica com base nos S-300 e num instante os EUA ficaram ba deles… Dizer… Read more »

Clésio Luiz
Clésio Luiz
1 ano atrás

Sinceramente acho que não vai dar em nada. A Turquia já está investindo num projeto de caça nacional, inclusive com ajuda britânica.

Acho que eles vão aproveitar o dinheiro de F-35 e investir localmente.

Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Clésio Luiz
1 ano atrás

Também apostaria nisso, Clésio. Imagino que os americanos sejam obrigados á devolver (se é que já tinham pago algo) o valor dos F-35 para a Turquia.

teropode
1 ano atrás

Se isso contribuir para a turkia sair da OTAN , ótimo, assim teremos chance de ver eles e os Gregos acertando suas diferenças , com direito ao boicote europeu a turkia .

Mário SEAE
Mário SEAE
Reply to  teropode
1 ano atrás

Brincadeira de fraco gosto. Da próxima vez que tivermos alguma atividade na República Centro Africana, ou no Congo, mando botar você em um C130 e te levo para um passeio. Vamos ver se vai gostar do cheiro dos corpos despedaçados em decomposição, ou se vai achar engraçado ouvir o som das AK47 cantando. Pimenta no … Dos outros é refresco.

Peter nine nine
Peter nine nine
Reply to  Mário SEAE
1 ano atrás

O Brasil está na República centro africana?

Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Peter nine nine
1 ano atrás

Não, Peter. A ONU pediu mas o governos recusou alegando falta de verba. Apenas lá estão observadores dos ministérios da Defesa e Relações Exteriores.

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  teropode
1 ano atrás

Não vão acertar a diferença de 400 anos de escravidão assim tão fácil, mesmo porque a diferença cultural filosófica é muito grande… E a Turquia não será tirada da Otan pra cair no colo oriental assim tão fácil, não pense que a posição estratégica que ambos os países ocupam (praticamente a porta física entre ocidente e oriente) permite que os EUA e a Europa deixem eclodir grandes confrontos por ali…
.
Sds

Antoniokings
Antoniokings
1 ano atrás

Su-57 e S-500.
Dupla dos infernos.
Para os EUA, é claro.

CML
CML
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Nem a India quis o SU-57, logo a aviação russa estará morta e substituída pela China.

Jorge
Jorge
Reply to  CML
1 ano atrás

CML, a aviação de caça russa está tão morta que depois de 7 anos de guerra na Síria, os EUA não colocou nenhum F-15 contra qq Sukhoi, com exceção da emboscada dos EUA com a Turquia ao derrubar um S-27 russo.

Minuteman
Minuteman
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Quando o SU-57 for vendido pra outro país, atravesso Rio Volga à nado.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Em pouco tempo vc estará atravessando o Hudson.
Junto com um monte de americanos.

Flanker
Flanker
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Ah é?!?!? Atravessar o Hudson pra ir dos EUA para……os EUA?? Pra ser irônico tem que ser mais criativo…e estudar mais um pouquinho de geografia….

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Flanker
1 ano atrás

Não. Vc não entendeu.
Será por necessidade mesmo.
Se já tem um monte de americanos morando em carros por falta de dinheiro para moradia, não vai custar nada atravessar o Hudson a nado para economizar ‘unzinho’.
Além do mais, atravessar o Volga também não leva a lugar nenhum dentro da Rússia.
É bom maneirar a ânsia de criticar. Ok?

Wellington
Wellington
Reply to  Flanker
1 ano atrás

Kkkkkkk, né? O Hudson fica na fronteira com o México agora?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Wellington
1 ano atrás

Favor ler o meu texto logo acima.

Brunow Basillio
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Já pode comprar a passagem….
Provavelmente ainda este ano pode sair um pais asiático como comprador…

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Minuteman
1 ano atrás

Minuteman não prometa o que vai te matar, a Rússia que enfiar esse avião em qualquer um, é a Nova Jaca kkkkkkkkkkk

Imo
Imo
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Eu acho engraçado, tanta sabedoria sobre os su 57 que andam por aqui. Porquê que não vende é uma sucata… Meus amigos. Para quem não sabe o que serve a OTAN é a NATO, devia informar melhor. Ponto 1: os Sus 57 é muito superiores aos F 35 e os americanos sabem disso. Os S400 são os melhores mísseis de defesa que existem no mundo e eles sabem disso. Agora em relação a venda dos Sus 57 não tem nada a ver com a qualidade do produto mas sim, com as regras impostos pelos USA que os parceiros da OTAN… Read more »

CML
CML
Reply to  Imo
1 ano atrás

Então a Rússia é a melhor do mundo e só não vende as tralhas por causa das”regras impostos” dus americanus malvadus, kkkkkkkkk

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Imo
1 ano atrás

Imo o SU57 não foi feito para ser melhor que o F35 e sim o F22, ele não atingiu seu objetivo, isso quem diz é a índia, o S400 é o melhor do mundo? kkkkkkk tá opera os sistemas de todos os países, nem os radares da Rússia são os mais modernos, a França, EUA e Suécia hj são os top na tecnologia de radar.

Bosco
Bosco
Reply to  Antoniokings
1 ano atrás

Antonio,
Não se vicie com sua própria droga. Nem um nem outro existem de fato e estão operacionais no próprio país desenvolvedor.
Até a Turquia comprar, adquirir e operar nós já estaremos aposentando os F-39.

André Sávio Craveiro Bueno
André Sávio Craveiro Bueno
1 ano atrás

Na hipótese da Turquia adquirir os sistemas russos, a Grécia pode ser beneficiada de alguma forma, talvez com acesso a mais equipamentos e com financiamentos vantajosos.

Jacinto
Jacinto
Reply to  André Sávio Craveiro Bueno
1 ano atrás

O curioso é que hoje, quem tem (ou tinha. Não ei se estão ativos) equipamento russo (s-300) é a Grécia…

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

O que eles tem hoje é o TOR

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  Jacinto
1 ano atrás

Estão ativos (houve um lançamento em um exercício há uns 5 anos atrás) e os Israelenses treinam bastante com eles, talvez por isso o passeio que deram e dão na Síria… . O problema são a postura recente diferente de ambos os governos perante os EUA e Europa (Grécia e Turquia) e o tipo de parceria que a Turquia estabeleceria com a Rússia para uma produção local e não uma simples compra… . Especificamente sobre a Grécia, era uma entrega para o Chipre no final da década de 90 que acabou indo pra Grecia por pressão turca, mas tudo combinado… Read more »

Theo Gatos
Theo Gatos
Reply to  André Sávio Craveiro Bueno
1 ano atrás

A Grécia já tem financiamentos bem vantajosos do tio Sam… O que pode acontecer é uma motivação maior pros EUA pressionarem os gregos e europeus por essa compra…
.
Sds

IBIZ
IBIZ
1 ano atrás

Até onde eu sei, os sauditas também são compradores do sistema S-400 russos e ninguém ouve os EUA dando chilique por causa disso! A realidade é que os americanos veem a OTAN como uma grande reserva de mercado para sua industria de defesa e não aceitam concorrência.

Fernando Turatti
Fernando Turatti
Reply to  IBIZ
1 ano atrás

Não confunda comprador com aliado. A Arábia Saudita é onde os EUA fecham os olhos, não alguém com quem contam numa guerra contra a URSS(Rússia, no caso).
Aliás, a Arábia Saudita não está no projeto do avião faz-tudo da nova geração, lembre disso.

Alberto Moraes
1 ano atrás

Esse Erdogan é sua Turquia vão se dar mal nessa aliança surreal e suicida. Se Mustafa Kemal Ataturk ressuscitasse ia enxota-lo a ponta- pés .

filipe
filipe
1 ano atrás

A Russia que se cuide, os Turcos podem ser apenas um cavalo do troia, ou vice-versa, ou os EUA que se cuidem, os Turcos conhecem bem o F-35 e os Sistemas SAM da Otan, na verdade o que os Turcos querem, ninguém sabe.

Minuteman
Minuteman
Reply to  filipe
1 ano atrás

Isso ai é pressão dos otomanos em cima do Trump. Mas não vai funcionar.

Gabriel BR
Gabriel BR
1 ano atrás

E eu acho mais é que tem que comprar mesmo

CML
CML
1 ano atrás

Acredito que a Turquia só ta fazendo pressão, no fim vai desistir do S400 e pegar o F35, lembrem-se que essa novela se deu ao fato de os EUA não liberarem transferência de tecnologia do Patriot PAC3 pra turquia, que quer produzir seus próprios sistemas de armas no futuro, quanto aos EUA eles estão com a razão, se comprarem S400 vai ta cheio de técnico russo lá, não vale o risco.

paulof
paulof
Reply to  CML
1 ano atrás

Turcos tem uma política externa que já foram amigos dos sírios para inimigos, relações de quase guerra com russos (por causa de um abate de avião), são um país que a única previsão é sua agressividade para alcançar seus objetivos.

Augusto L
Augusto L
1 ano atrás

Nao vai acontecer nada, a indústria armamentista turca que vem crescendo muito desde os anos 90 é enraizada e conectada no ocidente, qualquer ruptura com o mesmo, levará a falencia da mesma.

Peguem por exemplo o AT-129, ele usa motores americanos, se a Casa Branca quiser proibe a Turquia de exporta-lo.

E se peguarem todos os projetos das forcas armadas turcas, todos eles, repito, todos tem componentes fabricados no ocidente, há maioria nos EUA

J-20
J-20
1 ano atrás

Surpreendendo um total de zero pessoas. Nós já sabíamos que isso poderia ser cogitado cedo ou tarde.

Ricardo
Ricardo
1 ano atrás

Creio ser uma tremenda bobagem se os EUA perderem a Turquia para Rússia. Edorgan passa, mas a Turquia fica. A população turca já tem um antiamericanismo forte, essa situação só potencializa isso. Um estrago desses pode levar décadas para se recuperar.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 ano atrás

Bom esta parecendo um caso de geopolítica de mercado.

JuggerBR
JuggerBR
1 ano atrás

Qual a guarnição necessária pra operar esse sistema?

paulof
paulof
1 ano atrás

A economia turca tá bem cambaleante e a dívida aumentando, reservas e investimento internacionais caindo, s-400 até ok, Erdogan tem que pensar que em algum momento a conta irá chegar.

Bosco
Bosco
1 ano atrás

Os países ocidentais não utilizam mísseis balísticos convencionais. Não há lógica em se adquirir mísseis antibalísticos se seu inimigo não tem mísseis balísticos. O Ocidente e seus aliados sofrem com a possibilidade de serem atacados por mísseis balísticos oriundos da Rússia, China, CN e Irã, dotados de ogivas de destruição em massa. Aí justifica o Ocidente adquirir mísseis antibalísticos. Qual a justificativa da Rússia ou da China desenvolverem mísseis antibalísticos táticos se os países ocidentais não adotam esse tipo de arma? Será para se defenderem de seus próprios mísseis nas mãos de terceiros? Tudo bem que agora há novos atores,… Read more »

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Bosco
1 ano atrás

O S-500, em uma versão anti-míssil, é necessário, por exemplo, para lidar com versões promissoras do foguete DipStrike, com um alcance maior. Que pode ser colocado na Polônia, nas posições da área de posição de defesa de mísseis dos EUA.
Os americanos têm um alvo de mísseis balísticos, que pode deixar de ser um alvo a qualquer momento.
Bem, submarinos portadores de mísseis balísticos também. O Ocidente tem tudo isso. O tratado de mísseis de médio e curto alcance já está morto.

Bosco
Bosco
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Evgeniy, Vamos esperar ele ficar pronto então porque até agora não existe um interceptador próprio do sistema S-500 para que a gente possa analisar as potencialidades. Se formos analisar pela bola de cristal da Wiki o tal míssil interceptador poderá interceptar até a Enterprise em órbita, mas o seguro morreu de velho. Só como exemplo do otimismo russo, há mais de 10 anos eles anunciam um míssil do sistema S400 que tem 400 km de alcance mas esse míssil nunca foi confirmado a sua existência. Oficialmente o sistema S400 tem alcance máximo de 250 km. Temo que com o S500… Read more »

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Aqui o problema está no fato de que os estrangeiros não entendem as peculiaridades da mídia russa. Na Rússia existem alguns especialistas profissionais em matéria de armas. E, consequentemente, os jornalistas incompetentes, muitas vezes escrevem qualquer bobagem e se confundem em tecnologia. O exemplo mais marcante é o número de SU-57 comprados. É necessário entender que o sistema C-500 “Prometheus” e A-235 “Nudol” são freqüentemente confundidos. O S-500 deve incluir mísseis 9m96, 40n6 e 77n6 (o último para o sistema de defesa antimísseis da linha média). O complexo “Nudol” incluirá um foguete A-235 para combater satélites e mísseis intercontinentais. “Almaz-Antey”,… Read more »

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Bosco
1 ano atrás

Naturalmente, o C-400, com a última versão do foguete 48n6, tem um raio de interceptação de 250 quilômetros. Se houver um foguete 40n6 nas divisões russas do S-400, então em quantidades muito pequenas e somente em serviço experiente.
Aqui está o complexo C-350, já entra no centro de treinamento. Ele será seguido pelo S-500 no próximo ano, ou um pouco mais tarde.

Salim
Salim
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Então teremos que aguardar a entrada em serviço e uso real para termos noção se espelham as maravilhas apregoadas aos sistemas. Ate momento, visto operação na Síria não entregam o que prometem.

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Salim
1 ano atrás

E o que há na Síria?

Rustam
Rustam
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Ага что там в Сирии? Наверное они думают что наши должны сбивать израильские самолеты для показа эффективности ))

Salim
Salim
Reply to  Evgeniy (RF).
1 ano atrás

Recomendo leitura de varias matérias técnicas aqui no Poder Aéreo mostrando a falta de capacidade dos sistemas operados pelos Sírios ,oriundos da Russia, contra ataques de EUA e Israel. Não vinculo meu comentário a nenhum fanatismo, somente a fatos registrados e comprovados pela maioria das fontes existentes em episódios reais de conflito.

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Salim
1 ano atrás

Eu leio este site há quatro anos e não vi nada de especial do que você disse. O que você acha que é “largura de banda insuficiente”? O sistema de defesa aérea sírio é de fato destruído e é um sistema de defesa antiaérea bastante fraco, que consiste principalmente de sistemas de defesa antiaérea soviéticos. Novos sistemas de defesa aérea, como o Pantsir e o Buk, são muito poucos e espalhados pelo país. E porque eles não podem cobrir todo o território da Síria. A Rússia não usa seus sistemas por razões puramente políticas. Quem não sabe, a Rússia não… Read more »

paulof
paulof
1 ano atrás

Um ponto que pode estar influenciando um maior azedume para a união entre russos e turcos são a descoberta de um grande campo offshore (bloco 10)no Chipre pela ExxonMobil / Quatar Petroleum, além do possível começo a produção do Campo Afrodite (bloco 12 – são outras companhias), Erdogan , já alertou repetidamente que atualmente exploram Chipre não devem faze-las na zona de exploração econômica do Chipre. O bloco 10 é adjacente ao enorme campo de gás de Zohr descoberto pelo Egito em 2015, levando a especulações óbvias do mercado que poderia haver uma grande quantidade de recursos que poderiam ser… Read more »

Marcos Cooper
Marcos Cooper
1 ano atrás

É o que restou aos turcos….ajudar a financiar essa bucha russa! quem sabe agora vai…

jagderband#44
jagderband#44
1 ano atrás

kkk só rindo mesmo

Jeff
Jeff
1 ano atrás

O problema dos turcos é que…. São turcos!!!
Quem confia neles? Hora vão pra um lado, hora vão pro outro. Querem ser uma ditadura comunista sem perder o status europeu. Querem ser da Otan e comprar equipamentos russos se não receberem os F-35.
Se comprar o F-35 vão passar informações pros russos e chineses. Se comprarem su-57 e S-400 vão negociar os dados com os americanos.
São complicados ali naquele lugar.

Heli
Heli
1 ano atrás

O que eu acho mais triste, ou patético, nos fóruns net à fora são as pessoas de comportamento bem infantil que se comportam como cheerleaders, a maioria pró USA (dado o massacre midiático cultural pró USA: filmes de Hoolywood, propagandas, american way of life, etc é bem compreensível) e a minoria pró Russia (talvez saudosa do poderio da antiga URSS). Os pró USA agem como se fossem acionistas da LockeedMartin, Raytheon, Boeing, Hughes, etc. Esses analistas geopolíticos esquecem, ou negligenciam, que a Turquia é um pais soberano e pode comprar de quem bem entender… Finalmente, esse comportamento de torcida empobrece… Read more »

Bosco
Bosco
Reply to  Heli
1 ano atrás

Heli, Os editores propuseram um tema: A Turquia pode comprar o Su-57 e o S-500 da Rússia. Os editores sabem que seu espaço é frequentado por americanófilos e russófilos/chinesófilos e nós, só estamos reproduzindo o comportamento de manada esperado pelos editores. Culpe a eles pelos temas escolhidos. O tema é propositadamente provocativo já que alega que a Turquia, que pertence à OTAN, inclusive abrigando armas nucleares, PODE comprar duas armas russas fodásticas que sequer existem de fato, insistindo numa aproximação Rússia/Turquia igual alguns insistem no afastamento Bolsonaro/Mourão, que nunca se consuma. Ou seja, é um tema feita pra “lacrar” já… Read more »

Oiseau de Proie
Oiseau de Proie
Reply to  Heli
1 ano atrás

Mas Graças a Deus temos comentaristas como vc…

Jeff
Jeff
Reply to  Heli
1 ano atrás

Turquia é um país soberano, e daí? Coréia do Norte também é um país soberano. Idem Venezuela, Irã, Afeganistão, Líbia… Isso nada tem a ver com soberania. Podem comprar de quem bem entender sim, e vão arcar com as consequências, esse é o ponto central da matéria.

André
André
Reply to  Heli
1 ano atrás

Mas ninguém aqui falou que a Turquia não pode comprar de quem bem entender. Talvez você viu isso em outro fórum e veio desabafar aqui… Se você leu com atenção, sem as lágrimas de saudades bloqueando seus olhos, verá que a grande crítica é ao fato do su57 e do s500 não estarem prontos, ao fato do su57 não ter sido vendido nem para o país produtor (não em quantidades razoáveis) e ao fato dos sistemas russos terem desempenho pífio em campos de batalha recentes (s300 na Síria). Mas em nenhum momento alguém disse que a Turquia não pode comprar.… Read more »

Paulo Costa
Paulo Costa
1 ano atrás

A verdade é que nenhum Pais do mundo é capaz de fazer frente ao poder militar supremo dos EUA com todas as suas tecnologias, armas, tanques, aviões e navios …
A Russia tenta se igualar mas nao consegue pelos grandes investimentos que essa corrida necessita, então uma venda de caças SU-57 seria ótimo para a Russia ter vendas externas e também para a turquia usar a experiencia adquirida no desenvolvimento futuro da sua própria aeronave de 5ª geração

Edu.tha
Edu.tha
Reply to  Paulo Costa
1 ano atrás

Concordo ê óbvio que a Rússia não conseguirá manter seus programas militares por muito tempo e por isso mesmo procura parceiros para ajudar a financiá-los. E também é indiscutível o poderio norte americano, portanto é muito bom ver países fazendo frente a esse poderio, para tentar manter a balança equilibrada, por que no dia em que esse desequilíbrio for evidente é terceira guerra na certa.

paulof
paulof
1 ano atrás

Vitória da oposição em eleição para prefeitura de Istambul é anulada por comissão eleitoral indicada por Erdogan, além dessa eleição importante, o PPK terá eleições nacionais este ano, a Turquia deve subir em muito os tons com ocidente, a cartada nacionalista e anti-americana sempre foi uma forte alavanca eleitoral até por que a lira turca vem perdendo força desde março. Por isso existem vários fatores para aproximações, mas o que irá pesar no final é o projeto de poder de Erdogan para que lado inclinará Ancara nas futuras compras militares, inclusive as de reprimir as população pelas manifestações anti-corrupção e… Read more »

Carlos Eduardo Broglio Gasperin
Carlos Eduardo Broglio Gasperin
1 ano atrás

Incrível como aqui tem gente muito inteligente. Tão inteligentes que as demais opiniões são inválidas. Aliás esse é o site de debate que tem mais donos da razão que conheço. Parabéns àqueles que tem boa fé e que sabem respeitar o próximo, com bons argumentos.