Home Aviação de Ataque Comandante sueco diz que novo Gripen é matador de Sukhois – e...

Comandante sueco diz que novo Gripen é matador de Sukhois – e stealth é irrelevante

47755
327
Saab JAS 39E Gripen
Saab JAS 39E Gripen

Por Alex Lockie

  • A Força Aérea da Suécia diz que seus caças Gripen E são projetados para matar os temíveis caças Sukhoi da Rússia, e que eles são “faixa preta” nesse tipo de combate.
  • O Gripen E não pode carregar uma carga muito grande de armas e não possui uma verdadeira capacidade stealth. E não é o jato com maior alcance, o mais rápido ou mais barato. Mas tem uma capacidade de guerra eletrônica maciça e respeitada.
  • O Gripen E é a solução barata da Suécia para derrotar jatos de combate e mísseis terra-ar da Rússia, e a Rússia provavelmente não pode fazer muito a respeito.

O comandante da Força Aérea da Suécia, Mats Helgesson, fez recentemente a afirmação ousada de que o caça Saab Gripen E de seu país pode superar a formidável frota de jatos Sukhoi da Rússia, sem nenhuma das caras tecnologias stealth dos EUA.

“O Gripen, especialmente o modelo E, é projetado para matar Sukhois. Nós temos a faixa preta” nesse tipo de combate, Helgesson disse ao site Yle em uma apresentação na Finlândia, onde a Suécia está tentando exportar os jatos.

Os caças Sukhoi da Rússia alcançaram uma espécie de status lendário por sua capacidade de manobrar melhor que aviões de combate dos EUA em combates aéreos e fazer acrobacias perigosas e agressivas no ar, mas o Gripen pode ter “quebrado o código”.

O Gripen pode não carregar muitas armas e não possuir uma verdadeira capacidade furtiva. E não é o jato com maior alcance, nem o mais veloz ou o mais barato. Mas tem um foco singular que faz dele um pesadelo para os caças russos.

Justin Bronk, um especialista em combate aéreo do Royal United Services Institute, disse ao Business Insider que, como o A-10 Warthog foi construído em torno de um canhão enorme, o Gripen foi construído em torno da guerra eletrônica.

Saab Gripen E
Saab JAS 39E Gripen

Praticamente todos os jatos modernos realizam algum tipo de guerra eletrônica, mas o Gripen E fica acima do resto, de acordo com Bronk.

Os pilotos do Gripen não gostam de mostrar suas cartas, demonstrando o poder total da capacidade de interferência (jamming) do jato em treinamentos. Mas a única vez que eles fizeram isso, inverteram completamente o curso da batalha simulada no treinamento, disse Bronk.

“Vários anos atrás, os pilotos do Gripen se cansaram de ser ridicularizados pelos pilotos alemães do Typhoon e tiveram que demonstrar sua capacidade de bloqueio eletrônico de tempos de guerra e deram a eles uma tremenda dificuldade”, disse Bronk. Um dos Gripens foi “supostamente capaz de aparecer na asa esquerda de um Typhoon sem ser detectado” usando sua capacidade de interferência eletrônica “extremamente respeitada”, disse Bronk.

“Seria justo supor que o Gripen é um dos mais capazes combatentes eletrônicos do mundo”, disse ele, acrescentando que os Gripen que desconcertaram os Typhoons foram da série C/D, que têm capacidades de guerra eletrônica muito menos poderosas do que os Gripens da série E que Helgesson descreveu.

Sistema de guerra eletrônica do Gripen E
Sistema de guerra eletrônica do Saab JAS 39E Gripen

Quem precisa de furtividade?

Para derrotar os terríveis caças da Rússia e seus os mísseis terra-ar, os EUA se voltaram em grande parte para aeronaves furtivas (stealth). A furtividade custa uma fortuna e deve ser construída em torno do formato do avião.

Se a Rússia de alguma forma quebrar o código de detecção de caças furtivos, o F-35 dos EUA – o sistema de armas mais caro da história – está condenado.

Mas a Saab adotou uma abordagem diferente e mais barata para combater os caças e mísseis da Rússia, concentrando-se no ataque eletrônico (jamming), o que lhes dá uma vantagem sobre a furtividade, porque eles podem evoluir o software sem uma reconstrução completa da aeronave, de acordo com Bronk.

A Saab planeja atualizar o software no Gripen E a cada dois anos, dando-lhe mais flexibilidade para enfrentar os desafios em evolução, de acordo com Bronk.

Mas Bronk observou um problema com a guerra eletrônica.

“O problema de basear uma estratégia de sobrevivência em torno de uma suíte de guerra eletrônica é que você realmente não sabe se ela vai funcionar”, disse ele. “Mesmo que isso aconteça, será uma batalha constante entre o seu adversário e você” para obter vantagem sobre os caças inimigos, pois as formas de onda e os métodos de ataque mudam continuamente.

No entanto, a Suécia se beneficia de um foco russo sobre caças norte-americanos. “A Suécia é pequena demais para ser o foco de preocupação da Rússia em otimizar suas capacidades de guerra contra-eletrônica”, disse Bronk.

Se a guerra estourasse entre a Rússia e o Ocidente, a Rússia provavelmente se esforçaria para superar a guerra eletrônica dos EUA, ao invés de ir contra o Gripen E da Suécia, do qual haveria apenas algumas dúzias de aeronaves.

Sukhoi Su-35
Sukhoi Su-35 (Flanker-E)

Flankers, cuidado!

Todo o conceito do Gripen E é “operar em território sueco, aproveitar todos os tipos de terrenos acidentados sob a cobertura de mísseis terra-ar amigos ​​com uma excelente suíte de EW (Electronic Warfare) que deveria, em teoria, mantê-lo a salvo da maioria dos  mísseis e ameaças aéreas russas”, disse Bronk.

Além disso, o Gripen E pode disparar quase qualquer tipo de míssil feito nos EUA ou na Europa.

“Se você acoplar um radar muito eficiente com uma excelente capacidade de EW e um míssil Meteor, o mais eficaz míssil ar-ar de maior alcance que é resistente contra jammers da Rússia… não há razão para assumir que não seria muito eficaz, Bronk disse. “Se você é um piloto flanker, será provavelmente uma coisa muito assustadora para enfrentar.”

As cargas externas do Gripen E. Clique na imagem para ampliar
As armas e cargas externas do Saab JAS 39E Gripen. Clique na imagem para ampliar

FONTE: Business Insider Australia

327
Deixe um comentário

avatar
84 Comment threads
243 Thread replies
2 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
141 Comment authors
pedroIsraelCarlos BrancoTheo Nunesjodreski Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Pedro S.
Visitante
Pedro S.

Má notícia para um certo ditador bigodudo sul-americano.

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Ainda mais que ele usa a versão “pé de boi” do Sukhoi e não tem AWACS

Jeferson R de Souza
Visitante
Jeferson R de Souza

Quando os F-39 forem operacional aqui no Brasil, MADURO de velho apodreceu e caiu!! Não acha?

Ageu Rocha
Visitante
Ageu Rocha

São muitos meu caro! Olhe e veja?

Chris
Visitante
Chris

Ele nem seria louco de atacar o Brasil… Sabe que os EUA viriam nos defender… E ainda daria o pretexto necessário para os EUA entrar com tudo por lá….

Silva
Visitante
Silva

Como é que é, compadre? Nós brasileiros precisaríamos dos EUA para nos defender da “temível” máquina de guerra venezuelana? Pra você é como se a Venezuela fosse a Alemanha Nazista de Hitler e o Brasil fosse a indefesa Polônia? Seria completamente o oposto. Se o Exército Brasileiro invadir a Venezuela, Maduro é quem terá que sair correndo latindo, pra pedir um possível arrego para os russos. kkkkkkk… Se bem que bastaria a FAB “bombardear” a Venezuela com sestas básicas, que ganharíamos a guerra. A população venezuelana está mais preocupada em ter o que comer, do que se prestarem de escudo… Read more »

francisco
Visitante
francisco

Pra você ver como tem brasileiro com complexo de vira-latas. Tem gente aqui tremendo de medo da Venezuela. É uma piada.. Quando foi que aquele minúsculo pais ameaçou o Brasil?
Somente os que acreditam piamente na propaganda norte-americana podem pensar que a Venezuela, algum dia, teria a coragem de enfrentar o Brasil.
O Perigo para o Brasil não é A Venezuela ou qualquer outro pais Sul-Americano. O Perigo vem do Henisfério Norte.

Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

O perigo real vem da china que quer dominar militarmente o mundo todo e fazer todos seus escravos como ameaçou durante a assembleia no discurso do partido ditador chines, o atual imperador chines.

A china em breve tera uma frota naval capaz de invadir outros paises desavisados como o Brasil para ” Roubar ” nossas riquezas ja que nao tem mais amiguinhos no poder politico aqui no Brasil.

E claro que existem outros países no mundo vulnerareis a china e eles com certeza vao invadir também, mas o Brasil tem muitas muitas riquezas e faz dele um alvo potencial para ditadores ladroes

Denis
Visitante
Denis

A China foi o primeiro parceiro em tecnologias estratégicas do Brasil. Sem falar que somos um dos maiores parceiros comerciais deles. Tínhamos excelentes relações industriais no setor espacial com eles. Até mesmo as marinhas dos dois países realizaram algumas operações conjuntas num passado recente. Eram ótimas relações, pelo menos até dezembro de 2018. Aí um certo alguém resolveu chutar o balde e melar tudo.

Theo Nunes
Visitante
Theo Nunes

Pra que a China comunista iria negociar com o Brasil se eles podem tomar? Em oito anos de governo Obama (banana) a China construiu somente 250 ilhas artificiais!! Isso mesmo, 250 ilhas para controlar inicialmente os mares de seu controle e principalmente os mares a 2000 km, reinvindicando pra si sendo que existem países a 50 km dos mesmos apenas… China quer dominar o mundo mas não o fez ainda graças a a existência de uma tão potente nação chamada EUA!

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Sim, a sobrevida do regime venezuelano e de Maduro está por questão de semanas…

Tiago
Visitante
Tiago

A Venezuela nunca teve intenção de se envolver em qualquer tipo de enfrentamento militar aéreo com o Brasil. Seria muito problema para ter, como recompensa, floresta e pequenas vilas ao alcance. Para chegarem às capitais ou cidades maiores da região, precisariam de vôos longos, sobre um território notadamente bem vigiado. Enquanto isso, eles têm na Guiana tanto um adversário de uma disputa de fronteira histórica quanto um inimigo com capacidade militar muito menos capaz. Maduro só não faz nenhum movimento contra eles, como forma de tentar aumentar sua popularidade – afinal criar um inimigo externo é um artifício notadamente comum… Read more »

Willber Rodrigues
Visitante
Willber Rodrigues

Todo ditador tem que, um dia, arranjar confusão com o país vizinho pra tentar unir a população e fazer o povo esquecer dos problemas internos.
Mas acho que, no caso do Maduro, o povo tá tão p…… com ele, que mesmo que ele invadisse a Guiana,o povo continuaria p….. com ele, e não ficaria unido contra um “inimigo comum”

Camargoer
Visitante
Camargoer

Caro colega. Seu raciocínio se aplica também ao discurso militarista de alguns de invadir a Venezuela.

Chris
Visitante
Chris

Pede pro Maduro cuidar melhor do seu povo entao… Pois na situação atual… Até Deus agradeceria uma intervenção…

francisco
Visitante
francisco

Você vive na Venezuela ou está apenas repetindo o que lê na imprensa? Toda notícia tem dois lado (duas versões) e, portanto, é preciso saber qual a ideologia de quem dá a notícia para não ser enganado. Alguém aqui acredita que os USA estão preocupados com o povo da Venezuela? ou será que os USA estão preocupados somente em evitar uma aliança do Maduro com a Russia e uma possível instalação de misseis apontados para a América do Norte? Quem acredita na bondade de um povo que vive atacando os outros e que destruiu covardemente, por meio de bombas atômicas,… Read more »

mcremp
Visitante
mcremp

Francisco, fale do Gripen que é o assunto do post e deixa esse papinho de “americano malvado” pra outra hora. Nenhum povo é bonzinho durante uma guerra, nem deve ser. Tendo uma chance de ganhar a guerra, ganha. Ou você acha que se o Japão tivesse bombas atômicas em 1945 não as usaria, por “bondade” ?

Delfim
Visitante
Delfim

A Guiana é membro da Commonwealth, súdita de S. M. Britânica.
Eu no lugar de Maduro não arriscaria tanto.

Daniel Ricardo Alves
Visitante
Daniel Ricardo Alves

Ele não tem para onde correr. Se mexer com o Brasil, é capaz de arrumar encrenca com todo mundo, inclusive EUA, Rússia e China. Se for para a Guiana, Reino Unido. Se for para a Colômbia, EUA. Se for para as ilhas do Caribe, EUA e/ou OTAN. O único país que ninguém está nem aí, seria Cuba.

leonidas
Visitante
leonidas

Vejo muito ufanismo nesse assunto. O Brasil ser mais forte militarmente que a Venezuela de forma alguma é sinal ou motivo de orgulho pois neste continente no tocante a defesa não há planejamento de longo prazo e somos “molekes” no assunto essa é a realidade. E Nicolas Maduro não tem condições de nos atacar e nós muito menos de ataca-lo pois INEXISTE capacidade logística neste pais para um conflito digno desse nome. Um conflito convencional onde se deve conquistar a superioridade aerea, ter apoio cerrado e capacidade logistica para rapido deslocamento em território inimigo com o devido suporte aereo não… Read more »

Thales
Visitante
Thales

Ainda tem gente esperando pela esquadrilha da fumaça kkk

Fernando
Visitante
Fernando

Quando o Brasil possuir o primeiro esquadrão de Gripen E o mandato do Maduro na Venezuela já terminou. E depois todas essas promessas até agora não passam de conversas de vendedor.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

O primeiro esquadrão de Gripen estará operacional ao final de 2021. Maduro não dura até o final deste ano, pelo andar da carruagem.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

O Maduro ainda vai ficar uns 10 anos no poder???

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Maduro não dura até o final deste ano, pelo andar da carruagem. E o primeiro esquadrão de Gripen estará operacional ao final de 2021.

Thiago Telles
Visitante
Thiago Telles

Ja terá caido qdo os nossos chegarem. É questão de pouco tempo.

PauloSollo
Visitante

Esta afirmação do comandante sueco não me surpreende porque sabemos que, fatos historicamente comprovados, Migs e Sukhois nasceram para serem abatidos como patos pelos caças ocidentais. E outro fato é que a família de caças derivados do SU-27 nunca provou nada em combate. Até agora só mostraram serem exímios dançarinos de balé em shows aéreos.

Viktor
Visitante
Viktor

Seja mais informado colega, acho que você não sabe nada da guerra da Coréia e do Vietnã.

jose
Visitante
jose

com o nivel operacional dos sukoi venezuelanos, até os F-5 derrubam aquelas engenhocas. poderia haver um combate mano a mano com um bom piloto russo, pra gente ver como fica.

Tutu
Visitante

E ainda tem gente que diz que nossos gripens são equivalentes ou poucos superiores aos f-16 chilenos.

Tutu
Visitante

Na minha humilde opinião de leigo, o único f-16 que pode ser comparado ao f-39br é o block 70V

Sérgio Santana
Visitante
Sérgio Santana

Tutu, o Gripen NG será mais avançado que qualquer versão do F16…

Kemen
Visitante
Kemen

Colega, ele não será, ele já é…

Ricardo N. Barbosa
Visitante
Ricardo N. Barbosa

Gripen-E e F-16V são bastante equivalentes. O F-16V possui mais raio de ação e capacidade de carga, enquanto o Gripen-E possui um datalink intra-voo caso o cliente queira. De resto, são basicamente equivalentes.

Sérgio Santana
Visitante
Sérgio Santana

O Gripen NG terá aviônica (incluindo um IRST orgânico) e armamento superiores, além de ser de concepção mais nova. No contexto da FAB tera o Link BR2 que é bem mais que um datalink intravoo…

Augusto L
Visitante
Augusto L

Os F-16 Block 70 tem IRST se o cliente quiser.
Tanto que os F-16 grecos e dos emirados tem.
E ainda pode ser escolher entre o APG-83 e o APG-82, sendo que o ultimo é mais avançado que o radar do gripenNG, e o APG-83 equivalente.
É claro o Gripen é mais manobravel que o F-16, mas em termos de sensores são no mínimo equivalentes.

BILL27
Visitante
BILL27

O unico porem do F- 16 é não ser supercruise ,de resto ,se equivale ou ate mesmo é superior em alguns quesitos.

fabiano
Visitante
fabiano

O gripe ng tem a RCS 10 vezes menor, atira primeiro quem vê primeiro!!!

Ricardo N. Barbosa
Visitante
Ricardo N. Barbosa

O F-16V pode utilizar o IRST Legion, possui dois AESA disponíveis, EW digital, e uma gama de armamentos ar-solo incomparável. Definitivamente não entendo onde a aviônica e gama de armamentos do Gripen E é um conjunto superior. Sim, pontualmente o Gripen-E possui suas vantagens, assim como o F-16V. Tente, por exemplo, transportar 2 bombas de 2000lb, 2 tanques de 300gal e 4 mísseis no Gripen-E e ele ultrapassa sua carga máxima. O F-16V também entrega 12.000h de vida útil. Para um país pequeno, iria fácil de Gripen-E, para um país maior e com possibilidades de utilizar o Link-16 em operações… Read more »

Sérgio Santana
Visitante
Sérgio Santana

1-IRST orgânico é mais um cabide livre 2-A depender do cliente qualquer armamento pode ser integrado. Até o Meteor…Os Flanker indianos que o digam… 3-A suite de EW do Gripen NG é superior, de concepção mais nova… 4-Carga máxima ou peso máximo de decolagem ? Nenhuma, absolutamente nenhuma aeronave decola com carga máxima de combustível e de armamento… 5-Vida útil pode ser estendida com atualização de meia vida e revisão da célula. 6-Pra operar Link-16 não precisa comprar F-16 (rimou…kkk). Os Gripen suecos já voam com ele faz tempo. Questão de mera integração… 7-O Gripen já nasceu multifuncional. A sigla… Read more »

Rafael Coimbra
Visitante
Rafael Coimbra

1-irst orgânico o f16v tb tem
2-integrar armamento f16v …. ok
3-com certeza a concepção da eletrônica do F16v não vem os anos 70
4-Se nenhuma aeronave decola em peso máximo… e o Gripen tem menor capacidade que o F16v…. o Gripen leva menos ainda…..
5-a vida útil do f16v lógicamente tb pode ser estendida…. obviamente
6- link 16… lbr2…. etc…. fica a gosto e necessidades do cliente….
7- O f16v tb nasceu multifuncional… o f16v nao é o mesmo projeto da decada de 70
8- …..o f16v Já tem….. rsrsrs
Próximo…..

Ricardo N. Barbosa
Visitante
Ricardo N. Barbosa

Sérgio Santana 1- O IRST no F-16 fica em um cabide próprio para pods (que são dois aliás), ou seja, não interfere em nada nos cabides de armas. 2- Na teoria sim, na prática o cliente tem que pagar todos os custos de integração e normalmente só faz isso quando um armamento é extremamente necessário, no F-16V não existirá esse dilema, pode utilizar praticamente toda a gama de armamentos dos EUA. 3- Então isso significa que o Gripen-E é de fato incapaz de levar 2 bombas de 2.000lb e 2 tanques alijáveis (F-16 faz isso desde a Guerra do Golfo).… Read more »

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Ricardo, de onde tirou a ideia de que o Gripen E não pode transportar duas bombas de 2.000 libras?

Munhoz
Visitante
Munhoz

Na verdade o Gripen e F 16 V são equivalentes em termos gerais.

No entanto o F 16 tem bem menos praticidade em operações em pistas rudimentares e estradas, ou seja uma capacidade de dispersão bem menor!

E todos sabemos os problemas da grande entrada de ar dos F 16 !

Munhoz
Visitante
Munhoz

Só para complementar o Gripen tem mais motor e é projetado para dispersão como disse no comentário anterior, no entanto tem uma carga útil um pouco inferior, de resto são equivalentes, praticamente os mesmos upgrades do F 16 podem ser instalados no Gripen e assim por diante !

Não podemos comparar as armas e sensores pois isso pode variar muito !

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Ricardo, tanto os três pilones sob a fuselagem como os dois internos das asas podem levar mais do que 2.000 libras. O Taurus KEPD 350, por exemplo, pode ser transportado pelo Gripen e pesa 1.400 kg, bem mais do que 908kg (2.000 libras). E o Gripen pode transportar dois deles. E ainda sobra para levar tanques extras e 4 mísseis (5, no caso do Gripen NG). O Gripen pode levar dois tipos de tanques extras: o de 300 galões (ou 1.100 litros) e o de 450 galões (1.700 litros), sendo que este segundo somente o Gripen NG pode levar. O… Read more »

Israel
Visitante
Israel

Não existe transferência de tecnologia e armas para o F16… Seríamos no máximo, um simples e reles montador de peças…

Chris
Visitante
Chris

É… Embora sejam praticamente similares… Sempre achei o Gripen mais vantajoso, principalmente pelo RCS… Mas a notícia de que o F-16V incorporou muitas das tecnologias do F-35 e F-22, incluindo o radar, assusta !

De qquer forma, nosso Gripen ainda seria melhor do que os 4500 F-16 ja produzidos anteriormente.

Acho que a unica vantagem significativa para o Brasil seria o fato do F16 ser muito mais barato. Poderíamos ter muito mais celulas.

Sérgio Santana
Visitante
Sérgio Santana

Quem afirma isso padece de ignorância acerca do assunto…

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

As versões dos F16 chilenos devem mais antigas que os Gripens C/D o que possivelmente os torna inferiores por serem menos modernos, quanto mais em relação aos nossos Gripens E/F. Mas um, upgrade poderia deixá-los compatíveis!

Wellington
Visitante
Wellington

Sem falar no vôo de super cruzeiro, que o f-16 não tem.

Daniel
Visitante
Daniel

Virou, novamente, super trunfo.

Marcos10
Visitante
Marcos10

Seria interessante saber de parte dos indonésios as reais diferenças entre os sistemas embarcados e o suporte logístico de aeronaves ocidentais e russas, já que operam F16 e Su30.

Sérgio Santana
Visitante
Sérgio Santana

Eu não acredito que um comandante de Força Aérea falaria isso por marketing. Junte-se à capacidade EW uma célula muito ágil e armas como o Meteor e a reconhecida capacidade dos caçadores suecos e se terá uma plataforma prática e de respeito.

Almeida
Visitante
Almeida

Só faltou citar os a capacidade AEW e AWACS pra completar o quadro de superiodade aérea sueca.

Sérgio Santana
Visitante
Sérgio Santana

O comandante de uma força aérea respeitada como a da Suécia não falaria isso por marketing. E tem acesso a um nivel de informação sobre o sistema inalcançável ao público comum. Portanto, junte-se o nível de EW do NG, armas top como o Meteor, a experiência sueca em datalink, a reconhecida capacidade do caçador sueco e uma plataforma ágil e se terá um inimigo de respeito…

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Perfeito contra a Venezuela

Fabio Araujo
Visitante
Fabio Araujo

Por falar nisso colocaram dois no ar num recente exercício conjunto da marinha com a força aérea.
https://youtu.be/03XxnjNSyX4

Rustam
Visitante
Rustam

Fabio Araujo,

they don’t fly – experts in Brazil tell us ))))) This is filmed in Russia at a Russian film studio. )))

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

Fora daqui espião russo

Rustam
Visitante
Rustam

Go to school to do homework ))

SmokingSnake 🐍
Visitante
SmokingSnake 🐍

You are the one that need to go back to school with that awful english. And i thought that HOMEwork was supposed to be made in home 🤣

Rustam
Visitante
Rustam

I understand)) on the material you have something to say? other than your delirium about the attack on Venezuela?

Pedro S.
Visitante
Pedro S.

Temos um infiltrado da KGB kkkkk

Rustam
Visitante
Rustam

Is Brazil going to fight? Gripeny already in the Air Force? Go sleep out )

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Teste

Rustam
Visitante
Rustam

Explain it SmokingSnake – who was going to attack Venezuela tomorrow))

Aerokicker
Visitante
Aerokicker

Pelo visto os MAV da propaganda russa, instigados pela notícia, já entraram em ação.

O que confere veracidade a essa informação. Realmente o Brasil fez uma excelente escolha com os Gripens. Só faltou esse tio da força aérea sueca ser menos empolgado, falar que dispensa stealth é forçar a amizade.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Por que a preocupação com a Venezuela? Não representa nenhuma ameaça ao Brasil.

Ricardo N. Barbosa
Visitante
Ricardo N. Barbosa

O que mata são essas frases de efeito. Normalmente são carregadas de uma dose cavalar de bravata. Um bom caça vende-se sozinho. O Gripen-E teoricamente será um excelente 4.5G, nem mais, nem menos. Dito Isso, pode conter caças 4.5G high-end como o Su-35S, que é o objetivo do programa de fato. Como a espinha dorsal da Rússia será de 4.5Gs por mais duas a três décadas, o Gripen-E será competitivo dentro daquilo a que se propõe. O Gripen-E, porém, não é comparável a um Stealth, todos os caças high-end das principais forças buscam essa capacidade, mesmo que não alcancem de… Read more »

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Exatamente Ricardo! Ele ao falar que Stealth é irrelevante forçou demais, até porque a própria SAAB assinou ano passado um MoU com a BAe Systems para trabalhar em uma plataforma dessa natureza.

Adriano Madureira
Visitante
Adriano Madureira

Parece que era sobre o FS-2020 heim HMS🤔❓

Sérgio Santana
Visitante
Sérgio Santana

É simplesmente outra maneira de tratar o mesmo problema (“como evitar ser detectado e destruído ?”). Há quem prefira gastar bilhões em pesquisas de tecnologia stealth. Há quem prefira investir menos em guerra eletrônica. Os dois enfoques tem prós e contras. Lembremos que já existem contramedidas eficazes contra furtividade e também contra recursos EW. Mas estes exigem bem menos investimentos que um eventual upgrade de capacidades stealth e permitem um grande leque de opções…

Ricardo N. Barbosa
Visitante
Ricardo N. Barbosa

Stealth e EW não são mutuamente excludentes, na verdade o Stealth amplia proporcionalmente a capacidade EW. O F-35 por exemplo, mesmo sendo stealth possui uma suíte EW extremamente avançada, que vai desde um radar com poder efetivo jammer na banda X 10 vezes maior do que o EA-18G, até uma capacidade ESM igualmente capaz. O Gripen E fica “apenas” na capacidade EW, que apesar de avançada, não tem como concorrer com tudo o que é oferecido por um 5G.

Júlio Costa
Visitante
Júlio Costa

Ocorre que no caso do F-35, a suíte stealth somada a capacidade de EW é uma solução muito cara. Todos os relatórios divulgados sobre o F-35 informa que essa aeronave entregará menos do que o prometido e a um custo maior do que o esperado. Guerra não é apenas uma questão de qualidade de equipamentos, mas sobre táticas, doutrinas, treinamento, números de equipamentos, disponibilidade de equipamentos, reposição das perdas e logística. Não é a toa que muitos equipamentos mais avançados e complexos foram preteridos em favor de equipamentos mais baratos e mais simples. Além disso, a capacidade stealth é um… Read more »

Sérgio Santana
Visitante
Sérgio Santana

1- Onde eu falei que stealth e EW são excludentes ?
2- Atualizar a capacidade furtiva de uma aeronave é mais caro e exige mais tempo em comparação à sua capacidade de EW.
3- O tema do texto era Gripen NG versus Flanker. Dava pra deixar o F-35 de fora ao menos dessa vez ? Quem sabe na próxima, né ?

Augusto L
Visitante
Augusto L

O problema é que existem medidas mais eficazes contra EW do contra a furtividade.
Ou seja, a EW não entrega eficacia nem eficiência sobre a furtividade contra um adversario high-end.
Julio a Siria não é tem uma IADS integrada forte e moderna, por isso os israelenses penetram, com facilidade.

Edison Castro Durval
Visitante
Edison Castro Durval

Ricardo, não são excludentes, mais o custo do stealth o torna proibitivo, daí a melhor tática e investir na solução de interferência e contra medida eletrônica.
Veja como está difícil prós EUA fazer as duas coisas no F35, o custo está nas estrelas, o ideal é fazer como eles, mais quem tem o dinheiro pra bancar isso???

WFonseca
Visitante
WFonseca

Se é simplesmente outra maneira de tratar o mesmo problema, alguém deveria recomendar à França/Alemanha, UK, China e Rússia a não cometerem o mesmo erro dos americanos, investindo bilhões em projetos stealth, bastaria a eles a abordagem sueca de um sólido sistema EW.

Sérgio Santana
Visitante
Sérgio Santana

Pois é, mas há várias maneiras de fazer a mesma coisa…Umas mais baratas, outras menos…

Augusto L
Visitante
Augusto L

Guerra eletrônica não susbtitui a furtividade.
Alias com sistemas de radares modernos tem uma grande capacidade contra EW, sao extremamente digitalizados e são integrados com os sistemas de suporte eletrônico ESM/MAGE, ou seja, para uma IADS moderna não é difícil saber que esta sendo jammeada e quebrar o jammer, sem contar nas medidas ativas como triangulação da plataforma de ataque eletrônico para solução de tiro.
Como diz o Ricardo, furtividade e guerra eletronica se complementam, a EW aumenta a furtividade e a furtividade protege as emissoes eletrônicas, tornando-as mais difíceis de serem detectadas.

Ricardo N. Barbosa
Visitante
Ricardo N. Barbosa

Exatamente WFonseca. A EW como única contramedida não é mais suficiente em entregar uma capacidade de sobrevivência e efetividade aceitável dentro de uma zona AA/AD, algo percebido pelos americanos ainda na década de 70. Como um stealth, por exemplo, com RCS 1000 vezes menor necessita de 1000 vezes menos poder jammer, o ideal é unir stealth e EW.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Nao conheço nenhuma medida anti-stealth eficaz!
Somente há medidas.

Adriano Madureira
Visitante
Adriano Madureira

Não esqueça que além da grande capacidade EW no Gripen, a nossa FAB desenvolveu e está testando uma tinta que permite dar mais furtividade aos aviões (dificuldade em ser identificado por radares inimigos) em janeiro deste ano. A nova tecnologia é resultado de anos de trabalho de pesquisadores do instituto, localizado em São José dos Campos (SP), e parte de um projeto iniciado em 1998 denominado MARE (Materiais Absorvedores de Radiação Eletromagnética) pela Divisão de Materiais.

Ricardo N. Barbosa
Visitante
Ricardo N. Barbosa

Nada que o F-16 não use desde os anos 90. Pesquise Have Glass V. Essas tintas dão um ganho marginal, muito longe de equiparar-se a um 5G.

MGNVS
Visitante
MGNVS

Ricardo Saudacoes O Grippen nao é comparavel com um stealth e nem precisa. Igual foi citado no texto, se um dos adversarios do EUA conseguirem quebrar o codigo de deteccao dos stealths americanos entao eles realmente terao um grande problema, serao bilhoes de dolares em prejuizo. Vc mesmo fez excelentes materias sobre os caças e misseis russos no seu blog e tbm fez um artigo excelente sobre as capacidades dos sensores do F-35 e por ter lido todos e aprendido um pouco mais sobre o assunto entao eu percebo que o comandante sueco nao esta de todo errado quando diz… Read more »

MGNVS
Visitante
MGNVS

Sergio Santana e Ricardo Barbosa Saudacoes Primeiro quero dizer que admiro muito o conhecimento de vcs, seus comentarios e os artigos que postam, parabens aos dois. Todavia parece estar havendo um pequena rixa entre vcs dois para ver quem tem mais razao sobre determinados assuntos que os dois conhecem bem mas aos quais tem visoes diametralmente diferentes. No meu pontos de vista vcs dois sao grandes articulistas e conhecedores da area e cada um tem razao num determinado ponto, nao ha pq vcs ficarem medindo força para ver quem esta mais certo. Por favor nao se rebaixem ao nivel dos… Read more »

Manuel
Visitante
Manuel

O próprio comandante entrou em contradição. Ele afirma que a guerra eletrônica pode não funcionar. Se for um stealth o formato seria mais um trunfo (baixa observabilidade), caso os equipamentos de jamming não funcione, para manter o caça inteiro em ambientes hostis. Eu acho que a análise do stealth é o custo benefício. Um país como a Suécia, de tamanho diminuto, precisa de caças stealths??? Diferentemente de Rússia (1º em tamanho de território), EUA (4º em tamanho de território) e China (3º em tamanho de território), que levam guerras ao quintal de outros, o stealth é uma necessidade.

Caleb
Visitante
Caleb

A Russia abriu a boca, tapou com a mão, fechou e abriu os olhos e nada mudou

Bardini
Visitante
Bardini

O salto tecnológico que a FAB dará na próxima década será incrível…

Mauro
Visitante
Mauro

Foi o maior salto tecnológico que a FAB já deu na história. Não esqueça do armamento acoplado e do KC-390 entrando em serviço também.

Siarom
Visitante
Siarom

Será que os suecos compartilharão conosco a mesma capacidade de EW que seus caças terão? O ocidente só ficou sabendo da capacidade de data link dos Viggen anos depois, não creio que eles nos entreguem a mesma capacidade.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Siarom, o datalink do nosso será diferente do Sueco. Será até melhor, pois será nosso, para as nossas necessidades. Será o LinkBR2, desenvolvido pela Mectron e Embraer D&S. Usará os mesmos software radio padrão da linha Rohde & Schwarz. O LinkBR2 será padrão nas FAs brasileiras, sendo usado por aeronaves da FAB, da MB e do EB, além de navios e veículos.

rodrigo
Visitante
rodrigo

uma guinada de 360º da FAB.

Eder Albino
Visitante

Quer dizer que a FAB vai continuar com os F5M?

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

À medida que os Gripen forem entrando em serviço, os F-5M mais voados vão dando baixa.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Guinada só pode ser de 180º. Se for de 360º é dar uma volta e voltar para o mesmo lugar… 😉

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Mitou..😎

BILL27
Visitante
BILL27

kkkkkkkkk

Camargoer
Visitante
Camargoer

Olá Alexandre. A guinada de 180 graus significa voltar para trás. Acho que uma guinada de 90 graus representaria melhor a mudança que vai ocorrer na FAB. O que acha?

Antonio Palhares
Visitante
Antonio Palhares

Caro Bardini.
E é isto que verdadeiramente conta. E gente ainda defende compra de prateleira.

Paulo1
Visitante
Paulo1

Sem palavras, grande emoção. O super galáctico sqn. la pulga voladora y matadora!

Thales
Visitante
Thales

kkk

Brunow Basillio
Visitante

Matadores de Sukhois …. Esta apenas usando a “ameaça Russa ” para tentar vender alguns , mas como já foi dito em alguns comentários acima, trem quando e bom se vende por sua qualidade e não por frase de efeito….
E em termos de vendas esta devendo…
Se perder na Finlândia , Índia e Suíça, vão acabar as frases de efeito…

Tiago
Visitante
Tiago

Material militar de alto custo não têm suas compras decididas apenas por militares e geralmente o peso político na decisão final é o fator mais importante, sobressaindo aos fatores técnicos. E nós sabemos que nesse ponto, o Gripen é muito fraco. As empresas dos EUA têm seu governo, com imenso poderio comercial e militar para dar lhes dar respaldo. Fica muito difícil competir contra isso. Quando a escolha é entre o Gripen ou os caças dos EUA (que são sim, excelentes, não ponho isso em dúvida), a opção na verdade é: “Vamos pegar esse excelente caça e ficar bem com… Read more »

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Existem três medidas principais consideradas na compra de um caça: comprimento, envergadura e política.

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

Minha crítica é essa, que o Gripen calçou bem no pé do Brasil e é uma baita aeronave não há dúvida, a dúvida é sobre o quanto a plataforma vai ser difundida, isto pode ser um problema no futuro do mesmo jeito que os EUA enfrentam problemas com a cadeia de produção do F-22!

rodrigo
Visitante
rodrigo

Um Viggen NG seria um matador de Sukhois, muito melhor que o Gripen.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Rodrigo, o Gripen NG é muito superior ao Viggen. O Viggen foi muito bom em sua época. Era superior à maioria dos caças de sua época. Hoje não, mesmo que fosse um Viggen NG. A técnica de construção aeronáutica mudou muito de lá para cá.

Leonardo de Araújo
Visitante
Leonardo de Araújo

O ovo da galinha consegue conquistar adeptos por esta fazer barulho ao ser posto. Caso contrário seria o ovo de pata o mais consumido por ser mais nutritivo. Esse é um velho jargão de quem trabalha com vendas e marketing. A Suécia está certa em falar alto na sua campanha de vendas, só assim consegue ressonância aos que duvidam da capacidade do produto. Com esta atitude se propõe a um desafio aberto contra um oponente de peso, ao qual tecnicamente o Gripen NG realmente tem poder de dissuasão. Não duvidem que o F-39E tem sim competência para tanto. Não é… Read more »

Marcos
Visitante
Marcos

Espero que FAB não adote aquela camuflagem brega na pintura dos Gripen

Thales
Visitante
Thales

Imagina. Já disseram acima que vai ser uma suvinil invisível kkk

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Certamente será o mesmo padrão de camuflagem dos F-5 atuais, correta, eficiente e bonita.

Salomon
Visitante
Salomon

Engraçado com a vontade de ser do contra, inata, e o viralatismo brasileiro afloram nessas horas. O bicho é matador, é bom, vai nos dar um gás legal e orgulho, mas não..ficam debatendo simplesmente com o comandante da Força do país que fabrica o equipamento, dizendo que os chilenos são melhores e patati patatá…que troço chato…tá certo que a alma mais honesta das galáxias está metida com esse caça, mas isso não impede dele ser de primeira!

Nuke
Visitante
Nuke

Realmente, o viralatismo campeia nesses site de defesa.
Se não for ‘americanou’ não presta e pronto. Esse povo quer ser mais americano que os próprios, deve ser bom ter vassalos assim.

MGNVS
Visitante
MGNVS

Salomon e Nuke
É exatamente isso, se o armamento nao é americano ou israelense entao nao presta
Aqui no blog tem uns “americanistas” de araque que poluem os comentarios com besteirol ideologico inutil. Esses lambe-botas americanos seriam os primeiros a vender o proprio Brasil para os EUA.

Luis Fernando
Visitante
Luis Fernando

Pode-se dizer o mesmo dos lambe botas russos ou chineses , o pessoal antigo de Paranoá não larga o osso , credo !!!! O negocio está sendo muito bom para o Brasil , foi o melhor que poderiamos ter feito , agora precisamos de ter muito mais do que apenas 36 , e eu particularmente falando gostaria de ter o Gripen vigiando céus e terras brasileiras e ter F18 SH vigiando nossos mares , ter uma resposta rápida eficaz e eficiente contra qualquer navio estrangeiro que viesse a querer tirar onda conosco , vide caso do navio pesqueiro chinês querendo… Read more »

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Essa história de que Lula está envolvido na compra do Gripen é balela. Ele está sendo investigado, junto com o filho e os sócios do escritório M&M por “venda de fumaça”. A Saab é vítima e testemunha no processo:

https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/ex-presidente-lula-e-filho-sao-denunciados/

Ednardo Sombra
Visitante
Ednardo Sombra

Resta à nós brasileiros saber se a versão brasileira terá a mesma capacidade eletrônica que os suecos.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Melhor… Enquanto os suecos não se decidirem pelo nosso monitor panorâmico. Além de quê ainda teremos o biplace, cuja capacidade fica mais refinada.

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Já decidiram que irão adorar nosso WAD.

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Adotar*

Leonardo de Araújo
Visitante
Leonardo de Araújo

A Flygvapnet já adotou o WAAD da Elbit. Será a mesma na nacele da FAB

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Farroupilha, desde o ano passado a Saab (e a Força Aérea Sueca, claro) decidiu que o WAD, o HUD e o HMD Targo serão usados em todos o Gripen E/F produzidos. Sejam brasileiros, suecos ou de qualquer país. O Targo, na verdade, já havia sido adotado pelos suecos antes. Mas agora o WAD e o HUD também serão os mesmos. Ednardo, os caças brasileiros e suecos serão iguais.

Henrique de Freitas
Visitante
Henrique de Freitas

Senhores, entendo a declaração do comandante com vários recados que é possível se discutir por horas. A questão do Stealth acredito que a referência seja muito parecida com a máquina de códigos enigma. Uma vez decodificado o padrão e a chave, a codificação perde a utilidade. Ao meu ver o pensamento é claro, o stealth de hoje não será o stealth de amanhã. Acredito que a linha de pensamento dele seja essa.

Abraços

Kemen
Visitante
Kemen

Exatamente Henrique, a furtividade é uma pequena vantagem hoje, mas já estão sendo desenvolvidos radares e IRST que vão anular mais ainda essa furtividade, aqueles que estão desenhando seus furtivos agora (p.e. França+Alemanha) vão chegar tarde e gastar muito para ter um ganho muito pequeno.

Chen
Visitante
Chen

A furtividade de amanhã TB não será igual a de hoje. Tecnologias sempre evoluem um dia deve chegar a star Trek. Um país como a Suécia tem que escolher entre tecnologias muito caras e caras. . países maiores não, investem nos 2.

Kemen
Visitante
Kemen

É possivel que ocorram melhorias, mas no meu entender a furtividade física (de desenho, extrutura e materiais) tem limites que os sistemas eletrônicos não tem, eles seguem sempre evoluindo com novos ships que permitem novos sistemas.

Sérgio Luís
Visitante
Sérgio Luís

Meu posicionamento sobre a furtividade é a mesma desse general sueco!
Utopia!!!

Foragido da KGB
Visitante
Foragido da KGB

Os órfãos do Pacto de Varsóvia vão fazer um mimimi danado com essa matéria ai. Aceitem que dói mesmos 🙂

Plinio Jr
Visitante
Plinio Jr

O vetor foi projetado para enfrentar todos as aeronaves de combate russas em operação no momento, não o subestimem, os suecos são bons nisto, desde época da Guerra Fria.

Chen
Visitante
Chen

Os suecos são bons em defender o território deles e só. Os caças suecos foram criados tendo isso em mente . Mas a Rússia não constroi pra isso e sim pra enfrentar os americanos Numa guerra aberta. Numa guerra com os suecos basta a saturação que tomam tudo. E se não quiserem perder naves podem fazer uma saturação nuclear e tornar aquilo tudo inabitável. Mas é um bom caça pra maioria dos paíseses mas não pra potências mundiais.

Mauro Oliveira
Visitante
Mauro Oliveira

Só quem já viu um caça perder o Lock do míssil e do radar, sabe o valor que a guerra eletrônica tem. Se não acreditarem, pergutem aos iraquianos….

Rustam
Visitante
Rustam

Killer SU? I love the Swedes, they are looking for submarines at home and can not find them, they are waiting for the invasion of Russia))

I wonder how soo? Ubitsa SU-22? ))) Su-30 and Su-35 to deal with it with ease, even the Su-27SM3

I wonder why Gripen loses everywhere in contests? )

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Вот и все, Рустам. Gripen не побеждает ни в одной сверхдержаве, потому что это тактический боец, легкий для точечных и только защиты.
………..
That’s it, Rustam. Gripen does not win in any superpower because it is a tactical fighter, lightweight for point and only defense.

Rustam
Visitante
Rustam

Brad of the General of Sweden can be considered true? Tell this story to the Germans who constantly win on the Typhoons against Gripen! And the Su-30MKI of the Indian Air Force simply destroyed (defeated) the British on their Typhoons with a score of 12 – 0

Here and pick up which plane is better)

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Sure enough, there is a report that the gripen on the Indian MD has lost on everyone if directions to others in the competition. Greetings.

Augusto L
Visitante
Augusto L

I dont think so.
Gripen+meteor is better than Typhoon without aesa +Araam c5.
The SU-30 win the British in close combate without HMS.
Dont tell lies Rustam.

Diogo de Araujo
Visitante

Jesus, your english is terrible man. That’s what happen when you use google translator to form your sentences

Kemen
Visitante
Kemen

Alemania nunca compraria Gripen de Suecia porque hacia parte del grupo que participo del Eurofigther, ademas del pais tener dinero suficiente para mantener cazas biturbinas que soportan mas peso en armas, sencilho. India tiene colaboración historica con los cazas de Rusia, solamente ahora a escogido unos pocos cazas europeus, el Rafale

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Falas o que gostavas que fosse verdade, e não o que é verdade, os Indianos sempre tiveram, e têm caças Europeus. Outra coisa, os Indianos quando contruíram a sua capacidade nuclear militar, foram ajudados pelos Franceses, a Europa militarmente é auto suficiente, constroí tudo que quer, sem ajuda.

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

Ganhou ao typhoon em close combat, em bvr não quiseram lutar, além de que eram os primeiros typhoons, o actual ganha em qualquer combate, bvr, ou close, e os indianos sabem isso, por isso compraram o único caça sem ser de 5G, que lhe dá luta, o Rafale, e também para terem acesso ao melhor míssel ar-ar de longo alcance, o Europeu Meteor.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

” lightweight for point and only defense”

Sorry but isnt true, you dont know what your talking about 😛

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Não sei o que estou falando?
Não vale a pena.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira
Augusto L
Visitante
Augusto L

Ate um gripen c/d da forca aérea sueca lida com o Su-35, e tidos os outros.
Eles tem o meteor e o data-link TIDLS.

Augusto L
Visitante
Augusto L

“Su-35, e os outros Sukhois”*

Rustam
Visitante
Rustam

The Su-35S is,

– Н035 “Irbis” with a range of 400 km

– Optical-location station OLS-35

– EW complex “Khibiny-U

– airborne defense complex, also produced by SPK SEC. Infrared missile warning system consists of six sensors located in the front of the fuselage to provide all-coverage. The system can record the launch of MANPADS missiles at a distance of 10 km, air-to-air missiles – 30 km, and large surface-to-air missiles – from 50 km – A similar system exists only on Rafal airplanes (REP complex “Spectra”)

– The SU-35S aircraft has engines AL-41F1S with thrust vector control

– new missiles RVV-SD – 110 km

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

“– Н035 “Irbis” with a range of 400 km”

400km against which fighter? With which RCS?
400km is the maximum radar range.

Marcelo-SP
Visitante
Marcelo-SP

Na boa, se não sabe inglês, não use! Pode escrever porcarias em russo mesmo, já que ninguém quer ler! Escrito em inglês de analfabeto só torna ininteligível…

Rustam
Visitante
Rustam

It’s all? It is clear that in knowledge you are 0 and you are not interested! I am not writing for you, but for others who understand at least a little in the military sciences

Go read the latest newspapers from the United States about the dictatorship of Putin )))))

Foxtrot
Visitante
Foxtrot

Kkkk só rindo.
Falar de um projeto que ainda está em evolução, não completamente funcional.
Contra projetos mais que testados e provados em combate, prontos e operacionais.
Meu deus, até vocês suecos?
Só falta falar que o Gripen vence qualquer caça moderno, ocidental ou oriental!
Bobó é quem compra essa propaganda.

Guina
Visitante
Guina

Sempre a mesma desculpa de “projeto que já foi testado e comprovado”. Se levar essa lógica pra tudo, nada que é novo presta.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Foxtrot, o Gripen foi projetado para enfrentar e vencer qualquer caça moderno. O Rafale e o Super Hornet até poucos anos atrás também não eram “testados em combate”. O F-22, também não. E daí? O que é isso, senão marketing? A versão atual do Gripen operou na mesma área de conflito em que operaram o Rafale e o Super Hornet, na Líbia. Cumpriram missões de reconhecimento, sendo os primeiros e os últimos sobre os alvos. Não cumpriram missões de ataque porque o Parlamento Sueco não permitiu.

_RR_
Visitante
_RR_

Amigos, Vamos por partes… Primeiro: se estivermos falando de dogfight, não tenho dúvidas do potencial do Gripen. Sendo um delta com canard de estabilidade relaxada e FBW pleno, é certo que deixaria qualquer piloto de ‘Flanker’ em alerta. Já quanto a capacidade eletrônica… Não restam dúvidas de que o caça sueco é excepcional. Contudo, cabe dizer que esta aeronave foi concebida para desempenhar-se em seu melhor como parte de um complexo sistema de defesa, que envolve toda uma série sistemas em solo, ar, mar e espaço, sistemas esses que são absolutamente necessários para que se possa ter o máximo desempenho… Read more »

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Um comentário sensato e fundamentado, enfim.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Gripen E/F a melhor opção!

Fico extremamente feliz de ter sido a escolha da FAB, era meu caça favorito na disputa e hoje, após conhecer um pouco mais sobre aviação militar e sobre o mundo geopolítico, tenho total certeza de que era e é a melhor opção para o Brasil!

F-39+E-99+KC-390

Elton
Visitante
Elton

Resta saber se a versão BR vai ter o mesmo sistema da versão sueca ou eles vão fazer um downgrade de sistemas igual os americanos e russos quando exportam armas avançadas.

Felipe S
Visitante
Felipe S

O Gripen BR será igual ao sueco. Nós entramos no projeto. A diferença é que os nossos terão 40% de conteúdo nacional quando fabricados aqui.

Elton
Visitante
Elton

A suíte EW vai ser fabricada aqui ou será sueca?

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Será a mesma dos suecos, provavelmente virá pronta da Suécia.

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Essa declaração do comandante sueco parece mais uma tentativa deseperada de venda do NG para o mundo, porque do contrário será difícil conseguir manter a linha.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Eu acho que ele foi sincero, o Gripen é um caça leve, ágil, letal, carrega o suficiente de armas e tem alcance suficiente, totalmente compatível com o tamanho da célula, tem como seu ponto forte a capacidade de atacar de modo coordenado e de sobreviver aos ataques realizados pelos inimigos. Sou da seguinte opinião, se o tiro do inimigo não te acerta, você não será abatido, e tanto faz se a aeronave é stealth devido ao formato ou se é stealth devido ao uso de EW, desde que o tiro não acerte é o que importa. E de que adiantaria… Read more »

WVJ
Visitante
WVJ

O melhor pra mim é ver que nossas decisões estratégicas por parte dos militares estão bem acertadas. O gripen é o caça certo.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

O Gripen NG não é um caça leve. É um caça médio, do mesmo porte de um Mirage 2000, por exemplo. Cerca de 17 ton de PMD.

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Esta é a minha impressão, também, Roberto F. Santana.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Lembro da história da “Jaca invendível” ou “Le Jaca” Rafale, muita gente pagou a língua rsrsrs.

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

São de categorias diferentes, como declarou a Dassault.
“Lamentamos que a escolha tenha sido pelo Gripen, aeronave que não pertence à mesma categoria do Rafale e que conta com muitos equipamentos de países terceiros, especialmente norte-americanos”, disse a fabricante francesa.”

http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/12/dassault-diz-lamentar-escolha-de-caca-sueco-boeing-fala-em-decepcao.html

No fundo eu torso para que o NG dê certo para nós, é um bom vetor, com certeza, Alex Nogueira. Até porque precisamos de uma plataforma nova e atual.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Dizer que o Gripen NG não pertence à mesma categoria do Rafale mostra porque os franceses perderam no Brasil. O engraçado é que passaram a campanha toda falando e tentando mostrar como o Gripen era inferior… Se não era ameaça ao produto superior deles, porque passavam todo o tempo falando do Gripen? Era o que sempre eu dizia na época…

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Pois é, no “conjunto da obra”, o Gripen foi superior aos concorrentes e venceu a licitação brasileira.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

É um padrão seguido na indústria, levar as coisas devagar, estendendo ao máximo o tempo de entregas (ganhando tempo) tal qual a Dassault faz com a linha do Rafale, a Boeing faz com o F-15, F/A-18 Super Hornet e a Lockheed faz com a linha do F-16.

Por outro lado, aposto que se necessário a SAAB pode aumentar a taxa de produção de maneira simples, quem sabe a Suíça consegue desenrolar a encomenda dessa vez e da um up na produção né?

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Com certeza, Roberto F. Santana, esse descompromisso parece desídia, mais precisamente. Espero que não.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

A qual descompromisso com datas está se referindo?

Augusto
Visitante
Augusto

Após o comandante da Força Aérea da Suécia, Mats Helgesso, ter falado das qualidades da aeronave, Justin Bronk, um especialista em combate aéreo do Royal United Services Institute, disse o mesmo. A FAB selecionou o Gripen. Todos os especialistas estão errados, mas você está certo. Acorda.

Kemen
Visitante
Kemen

Na minha opinião, esse militar sueco esta apenas mostrando as vantagens do Gripen para paises que querem um monomotor com baixo preço e custo e com capacidade para enfrentar qualquer outro caça. Lembrando que a Africa do Sul, Hungria, Reino Unido, República Checa, Tailandia, Suecia e Brasil operam ou operarão o Gripen. Meu receio é com o KC-390 que até Portugal participante do projeto não definiu se compra.

Humberto
Visitante
Humberto

Roberto,
Creio que não colocam bombas burras pois querem demonstrar a integração com as armas mais avançadas, que não existe a necessidade de pagar a mais para o uso destes artefatos.
A bomba burra não é desprezado, muito pelo contrário, o uso de armas inteligentes é mais exceção do que regra (muito pelo seu custo).
Abraços

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Engano seu. Não abandonaram não. Nem Israel.

Augusto L
Visitante
Augusto L

A Otan abandonou.
Bomba so com kit de guiagem

Kemen
Visitante
Kemen

Furtividade não é invisibilidade. Tempos atras fizemos os cálculos no posição do melhor rcs do F-35, com um radar PESA com bom alcance (não me recordo qual) e o F-35 poderia seria detectado a uns ~25 / 30 Km. Um outro detalhe é que apesar do IRST ter pouco alcance, já existem desenvolvimentos que estão aumentando seu alcance. Furtividade é vantagem: SIM até os próximos anos, mas não justifica custos tão altos. Outro detalhe a considerar é que o jamming pode ser detectado por algumas aeronaves, mas o detalhe é que não se identifica qual é o tipo de aeronave… Read more »

Mauricio R.
Visitante

E a FAB trocou a capacidade de EW sueca, por uns pods israelenses…

J.Silva
Visitante
J.Silva

Pode ser mais específico Mauricio R.? Pergunta sem ironias, apenas por interesse mesmo em saber o que estaríamos perdendo…

737-800RJ
Visitante
737-800RJ

A ênfase em guerra eletrônica é sempre uma constante quando se fala em Gripen NG, então fica a pergunta:
isso excluiria a necessidade/desejo de um Gripen “Growler” ou de aeronave similar pela FAB, já que o Grifo já possui esta habilidade inata?
Pode até ter uma boa dose de marketing o que este oficial disse, mas sinto que o Gripen E vai surpreender muita gente por aqui…

Chen
Visitante
Chen

Foi uma ótima escolha pro brasil.mas jamais seria pra países que vivem em conflito como EUA e Rússia ou mesmo França e inglaterra.estes precisam de muito mais do que uma vantagem em guerra eletrônica

Augusto L
Visitante
Augusto L

Nao, a cPacidade do eletrônica do gripen não se compara há uma plataforma dedicada.
Somente cacas de 5 geração tem capacidade eletronica comparavel à aeronaves dedicadas.

Carlos Campos
Visitante
Carlos Campos

o pod Arexis vai melhorar ainda mais o Gripen

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

O Arexis do Gripen E/F já vem embutido organicamente na aeronave, não precisa de Pod.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Arexis não é pod. É todo um sistema, totalmente integrado à aeronave.

Kemen
Visitante
Kemen

Colega, poderia especificar os pontos fracos do produto? Obrigado.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Isso não são pontos fracos, apenas características diferentes claras entre os dois que o comandante citou (e que, ao contrário de pontos fracos são é fortes… pois carregam uma série de vantagens, perante grandes caças bimotores, como menor tempo de manutenção, maior flexibilidade para pousos e decolagens, menor tempo de municiamento, maior facilidade para abastecimento, menor custo para hangares etc). Além, do quê, para ter maior alcance se usa reabastecedores aéreos. Para maior carga se usam mais caças (inclusive o Gripen-E será especialista, no estado da arte, para missões em rede, e será um erro usar o Gripen-E de forma… Read more »

Chen
Visitante
Chen

Tá parecendo pato. Não faz nada bom realmente mas serve pra culinária.serve pra muitos países que não estão sempre em conflito. Mas países que precisam do estado da arte tecnológica. Nem pensar.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

Ótima observação: Conjunção adversativa.
Quanto a monomotor tbm está na área o F-35, o caça multifuncional istelti dos isteitis e seus brothers, para muitos ataques estratégicos de penetração.
Sendo que a diferença para o Gripen-E é de apenas vários milhões de trumps, um pequeno gradiente de RCS, mais um balaio de abacaxis.
FAB + GripenNGBR-E-F = Senta a Pua S-21 (século 21).

CipherNine
Visitante
CipherNine

Roberto F. Santana parece até que o comandante está jogando super trunfo…

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Para as necessidades do Brasil e da Suécia, o Gripen “sobra” em todas com tranquilidade. É como você disse, para necessidades “estratégicas” um caça maior e mais caro (em todos os sentidos) pode ser melhor, mas para necessidades “táticas”, que é o caso do Brasil e da Suécia (e também de muitos outros operadores, como a Suíça), o Gripen, monomotor, leve, ágil e letal, sobra com facilidade. O Brasil, até mesmo por motivos expressos na constituição, não tem como necessidade, buscar a luta além do nosso território, ou seja, nossa estratégia de luta é baseada em defesa (assim como o… Read more »

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Gostaria de saber as “vantagens” de uma aeronave multimotor em relação a uma monomotor, num “contexto de combate real” e em “ataque estratégico” . Poderia fazer uma lista?

Kemen
Visitante
Kemen

Não tem caça monoturbina que carregue mais armas, tenha o alcance e a velocidade do Gripen E, é o melhor monoturbina disponivel no mercado atual, seu custo de manutenção e seu preço sai mais barato que o F-16, sem mencionar a robustez de poder aterrisar e decolar em ruas, mesmo de terra. Excelente escolha de monoturbina da Aeronautica. Eu particularmente adoraria que no futuro, além de mais Gripen, a Aeronautica tivesse mais verba para comprar uns 18 biturbina que poderiam ser, por exemplo, Super Hornet, Strike Eagle ou mesmo Rafale mas com AESA.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Para que Rafale ou Super Hornet, se o Gripen NG com um motor faz a mesma coisa, ou melhor? Dobre os motores e dobre também os problemas (custo, manutenção, etc). Caças tem dois motores por uma razão: obter uma relação empuxo-peso próxima de 1. Pode acreditar: se os projetistas de um caça puderem fazê-lo monomotor, vão fazê-lo!

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

General sueco com síndrome de almirante chinês.

Menos, bem menos. Muito pouco, quase nada…

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Dizer que o Gripen NG é muito pouco quase nada é que é “menos, bem menos. Parece até que a Suécia não sabe nada sobre desenvolver aviões de combate. E parece até que a Guerra Fria acabou para eles. Ao contrário, continua muito viva.

Maurício.
Visitante
Maurício.

O Gripen é um excelente caça, é o primeiro 4° geração puro sangue, esqueçam esse papo de 4.5 e 4.5+, isso é balela. Agora, falando exclusivamente da capacidade do caça, não podemos negar que ele é inferior ao Rafale, no F-X2 não era o meu favorito, eu gostaria que desse Rafale ou SH, mas para quem voa F-5, o Gripen está mais do que bom, teremos um caça moderno e realmente efetivo, ele até pode ser o caça ideal para a FAB por essa suposta falta de verbas, mas não é a última bolacha do pacote como esse comandante da… Read more »

Ivanmc
Visitante
Ivanmc

Bem longe de ser a última bolacha do pacote, talvez do outro lado. Mas você disse certo, o NG está mais do que bom.
A declaração ufanista desse Comandante Sueco lembra a citação do Grouxo Marx: “Inteligência Militar é uma contradição em termos.”

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Grouxo Marx era um ïntelectual¨…. Grande pensador…

Carlos Gallani
Visitante
Carlos Gallani

O Gripen é bom e qualquer pessoa sensata sabe disto mas é uma plataforma de baixo custo e ponto final, não tem milagre, pés no chão, o Brasil não escolheu o melhor caça, escolheu o que atendia melhor suas necessidades então ficar comparando o mesmo com os caças topo de linha de outra potências militares (ênfase no “potências”) é uma covardia, cada um no seu lugar sem forçar a barra!

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Quem disse que o Gripen NG é inferior ao Rafale? Nem o Gripen C/D é inferior ao Rafale em combate.

MFB
Visitante
MFB

Sem fazer pouco caso das capacidades do Gripen, essa declaração aí parece de vendedor de carros. Sabemos o motivo dessa declaração, claro que sabemos.

Thales
Visitante
Thales

Quem vende goiaba podre não diz que ela tá bichada.

Kemen
Visitante
Kemen

Bombas “burras” apenas precisam da eletrônica para serem liberadas dos pilons, o Gripen E poderia lança-las. além disso, as nossas BLG, BINC e SMBK estão integradas, além das SPICE, MARK e LIZARD.

Antunes 1980
Visitante
Antunes 1980

A cada dia fica evidente que o Brasil fez a melhor escolha ! Parabéns FAB e todos os envolvidos.
A única coisa que falta é uma maior quantidade de vetores Gripen E/F em nosso inventário.
Sempre acreditei nas capacidades deste vetor, um projeto em constante evolução e capaz de utilizar todas a tecnologias e armamentos disponíveis !
Só espero que a Suíça e outros compradores também escolham o Gripen por suas capacidades e não por questões políticas.

Bardini
Visitante
Bardini

Gripen E/F é uma aeronave no estado da arte, que vai ter parte da cadeia logística nacionalizada. Temos acesso ao código fonte e sistemas de armas, saberemos mexer com isso. Teremos como projetar, montar e dar manutenção nos sistemas das aeronaves, incluindo a motorização by GE. Além disso, empresas daqui estão mantendo profissionais altamente qualificado com o fornecimento de componentes e serviços, algumas até para outros operadores, caso da AEL. . Os conhecimentos da FAB serão totalmente ampliados. Eles vão forjar uma força ainda mais dominante na região, que estará equipada com tecnologias e conhecimentos que não são facilmente ou… Read more »

Rustam
Visitante
Rustam

Blah blah blah – it is clear that for the Brazilian Air Force is a leap!

But tell me how he can beat Su? )) But if some gentlemen politicians did not lobby western companies, the reality for the Brazilian Air Force in the face of the Su-35 would be in this decade

_RR_
Visitante
_RR_

Rustam, Rustam, A guerra aérea tem muitos outros elementos, que estão além da aeronave em si. Sempre há de se pensar em que situação as aeronaves haverão de atuar e qual o status das mesmas… Ora, observe… Estarão operando sós ou com apoio de uma rede de defesa? Do que disporá esta rede? De quais mísseis disporão? Qual o nível e o tipo de treinamento dos pilotos e equipes de solo? Quais os sistemas embarcados nas aeronaves de ambos os lados e suas potencialidades? É ilógico pensar em um combate aéreo sem levar em conta esses e outros fatores. A… Read more »

Augusto L
Visitante
Augusto L

Gripen-E + Meteor > SU-35 + R-77-1.
Gripen tem radar de matriz AESA, EW com tecnologia GaN, suupercruise, ESM digital, tela WAD.
Não é uma vantagem absurda mais é superior ao qualquer Flanker, não precisa nem de contexto como o RR, nos apresentou.
O Gripen ganha e ganha no supertrunfo.

Rustam
Visitante
Rustam

_RR_, – 1) I understand the choice of the Brazilian Air Force, they need a single-engine aircraft with minimal operating costs – 2) The Su-35 is a born killer, stuffed with the latest defense systems, which is why it is superior only to the F-35 and F-22 – although in Syria the F-22 could not escape from the Su-35C and this is a fact – 3) Read our teamwork in Portuguese (I think you saw it) with my late friend Anderson LaMarca – Su-35S full description of the aircraft and its systems! – 4) Which aircraft in the world has… Read more »

rui mendesmendes
Visitante
rui mendesmendes

O alcance do Meteor não é 100km, mas + de 100km.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Rustam, sabemos que o SU-35 é um excelente avião, mas no FX-2 os russos nem quiseram conversar sobre transferência de tecnologia. Por isso saiu da short list. Eu estava na COPAC à época (2009). Você sabia disso?

Rustam
Visitante
Rustam

It was like this, but in 2013 they were ready to pass on! + They offered to rent 12 Su-27SM planes to rent to try – why was Celso Amorim afraid of this offer?

paddy mayne
Visitante
paddy mayne

Se nem o antiocidental Amorim topou a oferta russa, é porque não devia ser bom negócio. Agora, com as investigações sobre suborno na compra dos caças, talvez tenhamos mais informações para compreender o processo.

Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Que investigação é essa? você faz parte do TCU? é auditor? posta ai tenho interesse em conhecer essa investigação.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Não há investigação sobre suborno na venda dos caças. A Saab nem mesmo é investigada ou acusada. Ela é vítima de uma tentativa de “venda de fumaça” e é testemunha no âmbito da Operação Zelotes. São quatro pessoas denunciadas na operação: Lula, seu filho e os casal sócio de escritório M&M. Por favor, pessoal, vamos nos informar melhor antes de sair por aí escrevendo as coisas.
Essa matéria explica bem o caso:

https://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/ex-presidente-lula-e-filho-sao-denunciados/

Guizmo
Visitante
Guizmo

Melhor comentário, lúcido. O ganho operacional será enorme

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Concordo totalmente com o Bardini! Nos TOs em que o Brasil teria mais probablidade de atuar, o Gripen será muito eficiente e superior, em varios aspectos, por exemplo, aos SU. Logico que ai estamos contando nao apenas com os vetores em si (o que seria, por si só suficiente) mas com apoio dos R99, KC390 etc. Outro fator: porque gastar uma fortuna com um F35 se ele nao encontraria um ambiente hostil minimamente comparavel com um pais asiatico? So acrescento que, para ameaças maritimas, com a necessidade de eventualmente enfrentar navios dotados com recursos extremamente sofisticados, eu tambem daria uma… Read more »

Augusto L
Visitante
Augusto L

Rustam me perdoe, mas o SU-35 nao é nem melhor que os F-15c da USAF, com radar APG-82.
Hoje o melhor caca de 4° geração é Rafale F3R.

Rustam
Visitante
Rustam

Seriously? )

– Target detection range with EPR of 1 sq. M. m is APG-82 about 145 km

– H035 “Irbis” – Russian aeronautical mixing radar with a phased antenna array, developed by NIIP and GRPZ. The average radar power of the radiation – about 5 kW, the maximum – 20 kW. Electronic beam control (with mechanical turning of the antenna web by a two-step electrohydraulic drive for increasing the beam deflection angle). Detection range of air targets up to 400 km

Augusto L
Visitante
Augusto L

No is not.
Its around 200km.
The APG-63 (v) that has a range of 140-150km.

Augusto L
Visitante
Augusto L

And the Irbis-E dont have 400km, it have 200km.
The SU-35 can reach 270 km with localized shearch, with close detection aperture, but it’s not a advantage of Shukoi because all eletronic array radars has that mode.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Actually the F-15E that received the APG-82, the F-15c operated the APG-63 (v3), all these 2 are AESA and have detection range around 200km for a fighter.

Augusto L
Visitante
Augusto L

And the USAF F-15’s operate AIM-120D superior in range and NEZ in coparation with R-77.

Augusto L
Visitante
Augusto L

Comparation*

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Rustam,
400km para detectar alvos com qual RCS? Outra coisa: um radar que emite sinais que chegam a 400km é detectado por seu “alvo” também.

Salim
Visitante
Salim

Gripen NG caça 4,5g com super cruise’ RCS menor em relação aos demais aviões de mesma categoria, contra aviões geração 4,5g e com a eletrônica refinada que tem, será um oponente espetacular, com suporte AWACS e link avançado só sera superado pelos 5g ( genuínos, claro ).
Na America do Sul náo terá oponentes em conjunto com E99.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

O que seria melhor? 1 F-16V Block 70 voando ou 2 Gripen E/F voando? 1 F-18 E/F voando ou 3 Gripen E/F voando? 1 Rafale F3/F4 voando ou 4 Gripen E/F voando? 1 Typhoon tranche 3 voando ou 5 Gripen voando? 1 F-15X voando ou 5 Gripen E/F voando? 1 F-35A voando ou 5 Gripen E/F voando? Sei que muitos podem falar, prefiro 1 F-15X ou 1 F-35 que da conta de todos os Gripen de uma vez… mas, por mais que sejam caças extremamente letais, nenhum deles podem estar em mais de 1 lugar ao mesmo tempo, então EU… Read more »

Paulo1
Visitante
Paulo1

“1 F-16V Block 70 voando ou 2 Gripen E/F voando?
1 F-18 E/F voando ou 3 Gripen E/F voando?
1 Rafale F3/F4 voando ou 4 Gripen E/F voando?
1 Typhoon tranche 3 voando ou 5 Gripen voando?
1 F-15X voando ou 5 Gripen E/F voando?
1 F-35A voando ou 5 Gripen E/F voando?”

Uns 12 Su-35 dá conta disso tudo aí. Ainda manda uma selfie com F22.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Não. Não dá conta não.

Bardini
Visitante
Bardini

36 Gripen por U$ 5,4 bi
36 Super Hornet custariam mais de U$ 7 bi
36 Rafales custaria mais de U$ 9 bi
.
36 * disponibilidade de 60% = praticamente 20 aeronaves disponíveis.
.
Para ter ao menos 36 caças disponíveis, seriam necessários praticamente 60 caças no inventário, baseado nessa conta de padaria. And THAT, is the point…

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

So para reforçar: nao acredito – e todos os dados disponiveis na midia comprovam isso – que uma equipe de solo (da FAB ou de qualquer outra força que seja) consiga colocar um Rafale e/ou um F18 em condiçoes de combate em menos do que o dobro do tempo requerido pelo Gripen! Assim, por essa otica, quem teria uma capacidade de combate com 36 Gripens necessitaria de uns 45 Rafales para equivaler. Se considerarmos , por exemplo, a base aerea de Manaus ( ambiente umido e adverso para avioes mais “sensiveis”). Outro fator muito importante é que um Gripen biposto,… Read more »

bjj
Visitante
bjj

Mas a capacidade de destruir o inimigo passa por um número suficiente de aeronaves bem como pelo treinamento, manutenção, disponibilidade, armamento, etc, e tudo isso custa dinheiro.

Não podemos pensar apenas no super trunfo de qual aeronave é melhor. Tudo é uma questão de custo benefício, o melhor que podemos ter pelo quanto podemos pagar.

bjj
Visitante
bjj

Na sua opinião, qual aeronave deveríamos ter adquirido então?

bjj
Visitante
bjj

Tecnologicamente o Gripen E não perde nada para os concorrentes.

Sobre o SH: pouca margem de crescimento, custo maior de aquisição e operação, não teríamos acesso aos códigos-fonte, integração de armas (incluindo o A-Darter) bem mais complicada, sem falar no escândalo de espionagem do governo americano que estourou na época.

Rafale: custo bem maior de aquisição, custo hora/voo mais que o dobro do Gripen e pouca superioridade em desempenho, ou seja, custo benefício menor.

No final das contas, o Gripen E foi uma aquisição bem acertada. É o melhor que podemos ter pelo quanto podemos pagar.

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Que besteirol. É justamente isso. Qual país não busca adquirir o “mais adequado” pra sua necessidade? Você tá chovendo no molhado pra tentar continuar com aquele teu mesmo discurso da época do FX2. O SH tinha o melhor alcance e poderia ser entregue em um breve período? Sim e sim. Mas os americanos não aceitaram as concessões que a FAB precisava. Ter domínio sob parte do processo de produção e acesso ao sistemas de armas era indispensável. Os franceses aceitaram as concessões, mas sob preços estratosféricos. Outro fator extremamente relevante era a estimativa de custo de operação/manutenção. E, nesse quesito,… Read more »

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Corrigindo: “meteor”, “míssil” e “Rafale”.

Felipe Morais
Visitante
Felipe Morais

Sim, há mais. E está no restante do texto.

Mas enfim. Continue com a mediocridade de chorar as mangas a cada vez que se publica algo sobre o Gripen. Como se diz no futebol, o choro é livre.

E, ainda bem, que a FAB não se importa com sua opinião e sabe o que faz.

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

De graças a deus por você ter condições de ir ver de perto essas máquinas que para a maioria dos pobres mortais que aqui comentam (eu me incluo nessa rsrsrs) só são vistas por fotos 🙁 .

Traga bastante fotos para compartilhar conosco 😀 .

*Se tiver algum piloto dando bobeira por lá, pergunte alguma coisa técnica, curiosidades e se já tiveram chance de fazer algum combate dissimilar entre os modelos de aeronaves presentes, ia ser show!

Alex Nogueira
Visitante
Alex Nogueira

Realmente Roberto o WAD parece ser a tendência do futuro, mas eu também considero o painel do Rafale um show à parte, sem dúvidas é de um design bem a frente do seu tempo.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

O Super Hornet tinha o menor alcance entre os finalistas. O avião de maior alcance era o Gripen NG.

Bosco
Visitante
Bosco

Alexandre, O alcance de translado do SH é dito ser de 3300 km. O do Gripen NG é de 3200 km e o do Rafale é de 3700 km. Uma boa base para se calcular o “alcance” de um caça é partir do alcance de translado. Aí, é só tirar combustível e substituir por carga útil. Não me parece que o SH tenha o menor alcance dentre todos os três. Vale salientar que na divulgação do “alcance” é onde os fabricantes usam e abusam da criatividade retórica. Não há uma padronização entre os fabricantes para divulgar esse tipo de desempenho.… Read more »

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Não, Bosco. O alcance do JAS 39C Gripen é que é de 3.200km (mesmo assim, superior ao do AMX, que é de 3.100km). O alcance do Gripen NG é de 2.200 milhas navais, ou 4.070km. Quanto a esse tipo de comparação a que você se refere, não se preocupe, a FAB as fez. Não apenas estipulando diferentes cargas como também os diferentes perfis de voo para cada um dos concorrentes. Aqui, neste caso, a FAB não comparou fichas técnicas e nem usou dados “maquiados” pelos fabricantes. Testou as configurações desejadas e comprovou de verdade o que cada caça podia fazer.… Read more »

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

Então, por seu raciocínio, a FAB escolheu bem e escolheu o melhor. Pois o Gripen NG, além de garantir a transferência de tecnologia desejada, tem o maior alcance entre os finalistas, entre outras vantagens. Conversei com um ex-presidente da COPAC uma vez, que era anterior ao Brigadeiro Crepaldi Affonso e ao Brigadeiro Bonotto. Ele acompanhou todo o processo de avaliação dos caças e a opinião dele sobre o Gripen NG foi que o avião é surpreendente. E vejo aqui muitos questionando a decisão da FAB como se ela fosse composta por chimpanzés e burros e não soubessem o que queriam… Read more »

JT8D
Visitante
JT8D

É inacreditável quererem comparar o Gripen E ao F-16. Um é um caça super manobrável, com supercruise e arquitetura eletrônica revolucionária, do qual teremos acesso aos códigos fontes e poderemos fazer upgrades periódicos. O outro é um bom caça, mas para integrarmos um novo míssil ou atualizarmos um radar precisaríamos da autorização do Congresso Americano. Mas os vira-latas não param de abanar o rabinho

MGNVS
Visitante
MGNVS

JT8D
Concordo totalmente com vc.
Vc falou tudo em poucas palavras.
Seu raciocinio foi perfeito.
Só nao entende quem nao quer entender.

Nilson
Visitante
Nilson

Achei interessante a matéria porque o comandante sueco deu a precisa definição do Gripen: é um caça feito primordialmente para defesa, por isso não precisa tanto de tecnologia stealth, pois não vai adentrar territórios defendidos. Isso casa bem com a estratégia sueca, que claramente não é ofensiva. Situação que também se aplica ao Brasil, apesar de não termos os “terrenos acidentados” nos quais o Gripen sueco se esconde para se defender e surpreender eventuais invasores. De qualquer forma, o defensor leva vantagens por estar lutando em seu território, com todos os seus equipamentos disponíveis e integrados. É, aliás, o motivo… Read more »

JT8D
Visitante
JT8D

Mas aí você está comparando o Gripen a caças de quinta geração

Nilson
Visitante
Nilson

Não se trata de comparação entre as gerações. Trata-Se de esclarecer porque o stealth não é tão relevante para países com o Suécia Brasil e Finlândia. Para mim essa foi a tônica da matéria, além de demonstrar pontos fortes e fracos do Gripen comparado com modelos de mesma geração.

J-20
Visitante
J-20

Se você mesmo dúvida da capacidade de seu próprio equipamento, como você espere que alguém o compre e que o inimigo o tema?

Paulo1
Visitante
Paulo1

Estou de castigo.

Paulo1
Visitante
Paulo1

O Comandante acha que vai vender algo bancando o corretor. Campanha: “Meu Gripen minha vida”.

Thales
Visitante
Thales

Quantos sukhois este balaio de jaca já matou?

Mig35
Visitante
Mig35

Esse é o Thunder com grife.

Rustam
Visitante
Rustam

0 – but in their thousands of fantasies )

Kkkkkkkkkkkkkk

PauloSollo
Visitante

E quantos outros os Sukhois já mataram? Basta uma rápida olhada nos dados históricos para ver que Sukhois e Migs nasceram para serem abatidos como patos pelos caças ocidentais. São os números, e este SU-35 assim como as outras variantes do SU-27 nunca entraram em combate, nunca provaram nada. Até agora o que sabemos de fato é que sabem dançar balé com maestria e shows aéreos.

Alexandre Fontoura
Visitante
Alexandre Fontoura

E quantos caças de qualquer tipo o Flanker já matou?

HMS TIRELESS
Visitante
HMS TIRELESS

Jaca era a escolha “político etílica “ que tentaram empurrar goela abaixo da FAB no dia 07/09/2009

Delfim
Visitante
Delfim