Home Aviação de Ataque Saab oferece atualização de capacidade para os Gripen da SAAF

Saab oferece atualização de capacidade para os Gripen da SAAF

5109
11
Saab Gripen D da SAAF
Saab JAS 39D Gripen da SAAF

O grupo aeroespacial e de defesa sueco Saab propôs à Força Aérea da África do Sul (SAAF) adotar a última atualização incremental desenvolvida para o caça JAS 39C e JAS 39D Gripen. A atualização é designada MS20 (Material Standard 20).

“O Gripen foi desenvolvido com o conceito de upgrades contínuos – pequenas atualizações a cada segundo ou terceiro ano”, explicou o executivo de marketing sênior da Saab para Oriente Médio e África, Mats Lundberg, à Engineering News Online na exposição Africa Aerospace and Defense 2018. “Esta foi uma exigência da Força Aérea Sueca. Eles querem estar à frente das ameaças e ter a mais recente tecnologia. Acreditamos que podemos fazer isso melhor através de pequenos upgrades contínuos”.

A atualização MS20 já foi implementada pelas Forças Aéreas Sueca, Checa e Húngara. “Estamos propondo que os demais operadores do Gripen (África do Sul e da Tailândia) também adotem o mesmo padrão”, afirmou. “É mais fácil para nós apoiar o Gripen se todos forem do mesmo padrão – somos apenas uma empresa relativamente pequena!”

Os Gripens da SAAF estavam atualmente em um “padrão muito bom”, relatou ele. A aeronave havia sido operada na África do Sul por dez anos e já havia passado por várias atualizações. Mas o MS20, que era um pacote de software, permitiria que a aeronave integrasse novos sistemas e capacidades.

Por exemplo, permitiria que a aeronave operasse mísseis ar-ar além de alcance visual (BVRAAMs) – e a Denel Dynamics está desenvolvendo o Merlin BVRAAM. O MS20 também aumentaria o desempenho do radar do Gripen e permitiria a instalação de um sistema automatizado de prevenção de colisão com o solo. A Força Aérea Sueca está usando o MS20 para melhorar o desempenho de reconhecimento de seus Gripens.

“Um cliente não precisa adotar toda a gama de recursos oferecidos no MS20, apenas aqueles que eles precisam”, assegurou Lundberg. “O MS20 também aborda questões de obsolescência e faz parte do gerenciamento de obsolescência, quando se trata de software. Ele agiliza as coisas.”

O pacote MS20 pode ser personalizado para atender às necessidades específicas de cada operador. No caso da África do Sul, a Saab faria um estudo de desenvolvimento em conjunto com a indústria sul-africana e a SAAF. Em seguida, um MS20 personalizado pela SAAF seria desenvolvido na África do Sul e integrado à aeronave.

“Isso seria então verificado usando a capacidade de teste já estabelecida na África do Sul – o Gripen Fighter Test Center na área de testes da Denel em Overberg”, ressaltou. “Seria um programa de dois a três anos, feito na África do Sul, envolvendo sul-africanos. Não seria apenas um caso de adotar um sistema desenvolvido na Suécia.”

“Entendemos que o financiamento é curto na África do Sul e que o Gripen provavelmente não é uma prioridade no momento, mas estamos buscando um bom modelo financeiro, em colaboração com o governo sueco e a agência sueca de defesa”, afirmou. “Reconhecemos que isso levará tempo. Mas envolver-se no MS20 beneficiará a África do Sul, inclusive a indústria local. Também ajudará no desenvolvimento de sistemas de armas na África do Sul – com MS20, seria possível testar novas armas locais com o Gripen”.

FONTE: Engineering News

11
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
7 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
9 Comment authors
GeyzongussCarpophorusWalfrido StrobelGustavoBezerra(FN) Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Nilton L Junior
Visitante
Nilton L Junior

Nesse caso o NG também terá pacotes de atualização?

Leandro Costa
Visitante
Leandro Costa

Nilton, como o Washington falou, quando estiver pronto, o Gripen E/F será mais avançado, terá equipamentos melhores, mais capacidades que os Gripen C/D, mas a filosofia de atualizações será a mesma. Então se por exemplo o pessoal aqui do Brasil conseguir via futucadas no software fazer com que o radar fique mais eficiente, essa modificação poderá ser instalada em toda a frota de Gripens E/F em operação no Mundo, e por aí vai.

Bezerra(FN)
Visitante

Este pacote é para aproximar as capacidades dos Gripens A/B/C e D do atual E/F em desenvolvimento, um grande MLU.

Att
Cicero Beserra.
Adsumus

Gustavo
Visitante
Gustavo

o Gripen E já vai começar no padrão MS23 mais moderno que o MS20 dos Gripens C/D.
E a mesma filosofia se aplica aos Gripen E, que no futuro, também receberão novas atualizações do software e hardware.

Washington Menezes
Visitante

Amigo Nilton o NG já será mais avançado que este com sua atualização.

Delfim
Visitante
Delfim

Mas os J-39 da SAAF não estão estocados por falta de verba ? Ou já receberam $$$ da China por conta da neocolonização ?

Gustavo
Visitante
Gustavo

eles tinham em torno de 10 operacionais pela última vez que li, mas faz tempo. Lembro também disso que você comentou, alguns chegaram a ir para a estocagem, mas já fazem anos e não sei se a situação permaneceu a mesma.

Walfrido Strobel
Visitante
Walfrido Strobel

Iriam estocar o excedente, pois o cenário de fronteira não aponta para a necessidade de se manter toda a frota operacional.

Carpophorus
Visitante
Carpophorus

Off topic: Foi publicada hoje (25/09/2018) a Portaria do Comando da Aeronáutica 400-159 que regula a desativação de 24 A-1 AMX até o final do ano. Informando até que serão modernizadas 14 unidades 11 mono e 3 bipostos

Geyzonguss
Visitante
Geyzonguss

Que absurdo 24 amx desativados

Gustavo
Visitante
Gustavo

ridículo, deveriam modernizar 24 unidades em vez de desativa-las. Isso só se justificaria se amanha estivessem contratando o segundo lote de Gripen. Péssimo.