Home Aviação de Caça 60 anos da estreia do míssil Sidewinder em combate

60 anos da estreia do míssil Sidewinder em combate

3157
6
Um AIM-9B Sidewinder no Phillippine Air Force Aerospace Museum
Um AIM-9B Sidewinder no Phillippine Air Force Aerospace Museum

O míssil ar-ar AIM-9 Sidewinder estreou em combate em 24 de setembro de 1958, em Wenzhou, China.

Quatro F-86Fs da Força Aérea da República da China (RoCAF) armados com o GAR-8, designação inicial do AIM-9B, abateram quatro MiG-17 da Força Aérea da República Popular da China (PLAAF) durante uma missão para cobrir jatos RF-84F da RoCAF.

Um total de seis GAR-8 foram disparados durante a batalha. Outros cinco MiG-17 da PLAAF foram abatidos por metralhadoras M3 Browning ponto 50 dos F-86.

Uma arma secreta da época, um lote de mísseis GAR-8 e seus trilhos de lançamento foram entregues a Taiwan apenas um mês antes, em 18 de agosto.

Família AIM-9 Sidewinder
Família AIM-9 Sidewinder
F-86F da RoCAF com míssil AIM-9B
F-86F da RoCAF com míssil AIM-9B

SAIBA MAIS:

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Delfim
Delfim
1 ano atrás

Foi nesse combate, ou outro seguinte, que um MiG-17 da PLAAF retornou com um AIM-9B não-detonado em sua tubeira, o qual caiu em mãos soviéticas e possibilitou o surgimento do Atoll AA-2 ?

Leandro Costa
Leandro Costa
1 ano atrás

Bom, bonito e barato. Esses abates feitos pela RoCAF meio que ‘mascararam’ a real performance do míssil em combate aéreo de curto alcance, mas mesmo assim, e posteriormente mesmo com linhas de desenvolvimento diferentes, o Sidewinder mostrou ser um dos mísseis mais confiáveis e baratos de operar de todos os tempos.

Overandout
Overandout
1 ano atrás

Um divisor de águas no combate moderno!

Marcos10
Marcos10
1 ano atrás

F86F ou K?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Marcos10
1 ano atrás

F-86F mesmo. Não precisa de radar para disparar o Sidewinder, a menos que seja da pouquíssima produzida versão ‘C’ que era guiada por radar semi-ativo e foi desenvolvida para equipar os F-8 Crusader. Foi descontinuada após poucas unidades serem fabricadas.

Kemen
Kemen
1 ano atrás

Um verdadeiro sucesso comercial em todas as suas modernizações (versões), deu certo, foi muito eficaz, atualmente esta caindo em desuso devido aos que estão disponíveis no mercado.