sexta-feira, agosto 19, 2022

Gripen para o Brasil

Rússia conclui ensaios do caça MiG-35

Destaques

Alexandre Galante
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br
MiG-35

MOSCOU — A MiG Aircraft Corporation da Rússia concluiu os ensaios de fabricação de seu jato de combate multifuncional MiG-35, informou o escritório de imprensa da empresa à agência TASS na sexta-feira.

“Os ensaios de fábrica do jato de combate multimissão MiG-35 produzidos no interesse do Ministério da Defesa da Federação Russa foram concluídos. O certificado de conclusão dos ensaios foi assinado em dezembro de 2017”, disse o escritório de imprensa.

Durante os testes, os especialistas da MiG verificaram o equipamento rádio-eletrônico a bordo do caça, o sistema de visão e navegação, o radar, os motores e outros sistemas da aeronave. O trabalho foi realizado ao longo de 2017 com a ajuda de pilotos de teste do Ministério da Defesa da Rússia.

“Por seu potencial de combate, alcance e a eficiência de suas missões e a relação preço/qualidade, o MiG-35 é hoje um veículo de combate perfeito para operação em conflitos armados de alta intensidade”, disse o CEO da MiG, Ilya Tarasenko, pela assessoria de imprensa da corporação.

“A aeronave torna possível usar toda a gama de armamento russo e estrangeiro existente e em desenvolvimento, incluindo armas projetadas para caças pesados”, acrescentou Tarasenko.

O MiG-35 é um avião de combate multifuncional de 4++, desenvolvido com base nas aeronaves MiG-29K/KUB e MiG-29M/M2 produzidas em série.

Os testes de voo dos aviões de combate MiG-35 começaram em 26 de janeiro e a apresentação internacional do avião foi realizada na região de Moscou no dia seguinte.

O programa de armamento estatal da Rússia até 2020 estipula as entregas de jatos de combate MiG-35 à Força Aeroespacial da Rússia. Como presidente da United Aircraft Corporation, Yuri Slyusar, disse no fórum de investimento russo na quinta-feira, um contrato para a entrega de caças MiG-35 para a Força Aeroespacial da Rússia pode ser assinado este ano.

MiG-35

FONTE: TASS

- Advertisement -

48 Comments

Subscribe
Notify of
guest

48 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Ivanmc

Daí sim. ¡Aquí está la máquina!

Gabriel2

Cairia como uma luva para os peruanos

Rafael

Apesar de achar esse caça de concepção questionável ( Um SU-35 mais barato? E ainda com mesmo perfil), tem mercado e compradores para essa aeronave. É bom lembrar que o MIG-35 custa em média metade de Gripen.

Bizurado

Uma máquina dessas por US$ 30 mi. Não dá pra acreditar que os russos conseguem produzir tal aeronave a esse preço.
https://www.aircraftcompare.com/helicopter-airplane/Mikoyan-MIG-35/375

BMIKE

Penso que os Russos poderiam vender de 20 a 24 para a Argentina, sem embargos. Já que os países do ocidente não vendem algo novo e tecnologicamente atual para os Argentinos os Russos seriam uma boa opção. Resta saber se vão ter dinheiro para pagar…

Washington Menezes

100 Aeronaves por três bilhões, passa a régua e fecha a conta.Lógico desconsiderando o armamento.

Bruno

Se as capacidades dele for tão boas quanto à do Mig 29 foi em sua época, então temos uma aeronave de respeito no cenario mundial de caças.

Mauricio_Silva

Olá. Rafael 17 de Fevereiro de 2018 at 19:27 No final dos anos 60 Instituto Hidro e Aerodinâmico Central (TsAGI) da União Soviética apresentou um estudo para um futuro caça. Tal estudo foi repassado para dois escritórios de projetos; um foi o de Pavel Sukhoy (Su) e o outro de Artem Mikoyan e Mikhail Gurevich (MiG). Caberia a eles a proposta de dois novos modelos de caça multifuncionais, um “pesado” (da classe do F-15) e outro “leve” (da classe do F-16). O resultado foi o Su-27 “Flanker” e o MiG-29 “Fulcrum”. Ou seja, foram desenvolvidos de acordo com a política… Read more »

Fernando "Nunão" De Martini

Não custa nada lembrar: a primeira aparição do MiG-35 foi no Aero India de 2007, há mais de dez anos. E a primeira aparição (ou uma das primeiras) no Poder Aéreo em alguns meses fará dez anos. Foi em outubro de 2008, na matéria abaixo. Só não apareceu antes porque o site não existia antes, pois o Poder Aéreo “nasceu” no final de agosto daquele ano: http://www.aereo.jor.br/2008/10/11/mig-35-a-evolucao-do-mig-29/ E só depois de dez anos da apresentação oficial do MiG-35 é que foi terminado o desenvolvimento e testes de voo, e se chegou à fase de testes de fabricação e de contrato… Read more »

carcara_br

Fernando “Nunão” De Martini 17 de Fevereiro de 2018 at 21:35
Onde aperta pra da joinha no comentário? Kkkkk
Bem esta aqui ele de qualquer forma, parabéns!
.
Agora sinceramente demora extrema do projeto, espero que seja uma aeronave realmente baixo custo para que possa ter um bom futuro pela frente. Porque a concorrência é cruel…

Russian Bear

MiG-35: bom, bonito e barato. A Força aérea da Russa agora tem de uma aeronave capaz de garantir de forma complementar a cobertura aérea em zonas de combate como a Síria ou Ucrânia, e, paralelamente, a execução de manobras operacionais e táticas na retaguarda, neutralizando os sistemas de telecomunicações, centros de comando e as reservas mais próximas do inimigo. O potencial militar do avião cresceu, em mínimo, 2,5 vezes. Ele pode usar as armas de alta precisão contra alvos no terreno, que é algo de importância vital na hora de assistir às forças terrestres. Um MiG-35 custa US$ 17 milhões… Read more »

Carlos Alberto Soares

Com AESA ou sem ?

Rodrigo M

É impressionante…
Não pode sair nenhuma noticia sobre qualquer avião de caça dessa galáxia ou de outra, que sempre vai aparecer um estrategista militar com uma solução mágica e preocupado com argentina..
Se esse pessoal preocupasse com o Brasil tanto quanto se preocupam com a argentina estaríamos muito bem.
Já deu no sacolê isso…

Ivanmc

Para derrubar F-16 não precisa de aesa.

Nonato

Sinceramente, não me chama atenção.
Até torço para que faça sucesso para a Rússia não depender só da Sukhoi (assim como os EUA estão muito dependentes da LM).
Parece um avião antiquado.
Não sei de nada inovador nele.
A não ser que se considere apenas uma plataforma voadora para transportar mísseis.
O SU 35 pelo menos faz propaganda de que tem radar AESA com 400 km de alcance.
O Mig 29 não é aquele que o motor solta fumaça preta?

Oráculo

O caça mais lindo de todos, numa disputa acirrada com o F15.

Tem tudo pra vender bem.
A lista de operadores de MIGs é grande.
Se fizerem um bom trabalho de resgate comercial, conseguem deixar a linha de produção aquecida.

Tô pra dizer que dois ou três esquadrões desses aqui no Brasil iriam me deixar feliz da vida…

João Borges Queiroz Júnior

Como é esse Mig-35 comparado ao Gripen NG?

Mauricio_Silva

Olá.
João Borges Queiroz Júnior 17 de Fevereiro de 2018 at 23:43
Em termos de operacionalidade/função, são modelos equivalentes. Uma análise mais profunda envolveria a quantidade de carga/alcance, custo da hora de voo, tempo entre manutenções, capacidade de integração de armamentos, taxa de disponibilidade, etc.
De qualquer forma, não haveria discrepâncias “absurdas”; no máximo, um modelo poderia levar vantagem em relação ao outro em algum ponto específico, mas seriam condições pontuais.
São dois aparelhos modernos e eficazes, que podem ser bem efetivos se bem utilizados/mantidos.
SDS.

Wagner

Um vetor muito interessante! Espero que a MiG tenha resolvido o problema do excesso de carga de trabalho ao piloto que essa aeronave possuía em suas versões iniciais.
Excelente no mano-a-mano.
Desde que voe em espaço aéreo sem nenhum F-22. Senão é pato.

Mauricio_Silva

Olá.
Oráculo 17 de Fevereiro de 2018 at 23:38
São belos aparelhos mesmo.
Mas…
Ainda fico com F-14. E com o MiG-25.
Fetiche, eu sei lá…
SDS.

Tadeu Mendes

Lindo por fora. Belíssimo. Agora falando sério, como será por dentro? Avionics, Glass cockpit? Ou será que is russos ainda estão defasados em eletrônica?

Rui chapéu

Ivanmc 17 de Fevereiro de 2018 at 23:29
Para derrubar F-16 não precisa de aesa.
————————-

Na verdade pra derrubar f-16 o avião só não pode ser Russo heueheueehe
O único que derrubou foi um Mirage, os avioes russos quando enfrentaram f-16 só tomaram pau. Não deve mudar o histórico com esse Fusca retrofitado com ar e direção.

Paulo Jorge

Proposta interessante, só que chegou 20 anos atrasada. Faria sucesso lá em 1997 na mesma época em que a Boeing trabalhava no Super Hornet.
Vai ser difícil convencer alguém a abrir o cofre pelo Mig, mas nada impossível.

Sds

Luiz Floriano Alves

É um projeto bem mais robusto que o Grippen. Dois motores e empuxo vetorado fazem uma grande diferença. Maior carga bélica e grande raio de ação. Eletronica digital e adaptavel a um AESA. Grande experiencia de combate e fabricação da MIG. Se colocar motores ocidentais fica bem no mercado. Bem que caberia na FAB ou na MB com versão naval. Temos carencias tremendas e estamos atrelados a um contrato com uma firma que não tem capacidade de acelerar as entregas e o inicio da linha de montagem não tem cronograma garantido. Atá pode melar com a entrada da Boeing na… Read more »

João Felipe

É muito superior ao Gripen. O Brasil sempre atrasado nesse quesito.

Ivanmc

Rui chapéu 18 de Fevereiro de 2018 at 7:19.
.
É isso aí. Eu estava só descontraindo um pouco. Porém, um combate aéreo entre essas aeronaves, hipoteticamente, não tem grandes favoritos, dependerá das condições, lugar e de quem tiver maior apoio avacs por exemplo. Minha opinião.

Ivanmc

Corrigindo: “Awacs”…

Oráculo

“Mauricio_Silva 18 de Fevereiro de 2018 at 0:00
São belos aparelhos mesmo.
Mas…
Ainda fico com F-14. E com o MiG-25.
Fetiche, eu sei lá…
SDS.”

O F-14 fez história. Era belíssimo. Além de ser uma caça formidável.
O MIG 25 também era “nervoso”.
E fetiche todos nós que gostamos desses “brinquedos” temos… rsrsrsrs
SDS

João Borges Queiroz Júnior

Como assim, 20 anos atrasado?
Esse Mig-35 está pronto bem antes do Gripen NG.

MARCOV

Gosto não se discute, mas pra mim este continua a ser o caça mais bonito, principalmente em uma versão monoposto.
A versão naval deve ser mais fácil de ser desenvolvida pela experiência com o MiG-29K.

Lúcio Antunes

Acredito que as vendas do MIG-35 terão dificuldades em superar as do Gripen e dos JF-17 (seus concorrentes diretos). Os potenciais clientes que eram as ex repúblicas soviéticas.Hoje estes países, ou alinhados com a OTAN ou estão em uma situação financeira não muito favorável. Já para países mais poderosos e ricos como a China, Índia, Irã ou demais países do oriente médio não alinhados com Washington; suas escolhas já recaíram sobre a família Su-30, SU-33 e SU-35. A única saída para a Rússia conseguir vender o MIG-35 é aceitar commodities no negócio.

José Lemos filho

Será que em uma possível compra do MIG35 pelo Brasil, o governo russo sederiam a tecnologia também assim como fez a SAAB ? A máquina é muito bela, linda mesmo.

Ronaldo de souza gonçalves

No Brasil acho difícil o mig-35,o grispen servirá bem aõ nossos proposito que é um bom caça,com custos reduzidos.vejo que poderia interessar a argentina mas seria mais no hangar pois os custos deles proibiria ter muitas horas de voõ anuais,o Peru seria interessante pois eles já estão familiarizados com os mig.Não vejo grandes mercados abertos para os migs pois a demora no seu desenvolvimento fez varias países optarem por outras aeronaves,que o preço dele é interessante é sim,Paises africanos talvez interesse,acho que até o Uruguai possa adquirir uns 6 aparelhos,

Saldanha da Gama

Adoraria ver um f18 ou este mig, ou su35 capitaneando uma esquadrilha de gripes, a1 e f5m. Teríamos uma combinação de hi med low, teríamos uma senhora defesa do espaço aéreo, ataque ao solo e marítimo. Sou a favor de termos variedade de fornecedores para não ficarmos restritos para apenas 1 vetor, não como a Índia claro! Usar os f5m e a1 enquanto puderem ser efetivos e condições normais de manutenção!

Saldanha da Gama

Ahh faltou tb o ou do rafale! Sei que os custos de alguns são proibitivos sua hora de vôo e manutenção, mas iríamos ter uma senhora força aérea, pequena mas de impor respeito e temor para algum aventureiro!

Tadeu Mendes

Jose Lemus Filho
Será que em uma possível compra do MIG35 pelo Brasil, o governo russo sederiam a tecnologia também assim como fez a SAAB ?

A resposta a sua pergunta e um redondo NAO. Seria mais facil aos EUA passarem tecnologia dos F-35 ao Brasil do que a Russia deixar qualquer dica de como fabricar um parafuso para o MIG, ou qualquer outro produto feito por eles.

Entao voce pode conluir que: se com os EUA ja seria dificil, com a Russia seria impossivel.

Vader

Pode ser, vai ser, quem sabe, será, talvez…
.
Lembro dessa mesma notícia da época do MMRCA indiano…
.
Esse caça nasceu duas décadas atrasado. MiG cagou nele e agora procura um tonto pra desovar essa quizumba que nem os escravos aéreos do Putin querem.
.
Piada…

Heyarth

Não gosto muito do mig 29/35, lembro de um vídeo da força aerea polonesa, se não me engano, em que o mig29 toma pau pro f16 no dog fight. Pra mim o F16 ainda é uma das melhores opções de caça 4g que existe no mercado. O Brasil deveria era ter adquirido uns 12 de segunda mão como caça tampão, até a chegada do gripen.

Ivan

Heyarth, . MiG-29 com Helmet Mounted Sight (HMS) era mortal (ainda é) a curta distância, com vários informes de sucesso em exercícios da OTAN de forças aéreas ex Pacto de Varsóvia. . Transcrevo um trecho do AEREO de 2009: “A Federação de Cientistas Americanos alegou que o MiG-29 é igual ou melhor do que o F-15C em algumas áreas, tais como combates a curto distância, por causa do Helmet Mounted Sight (HMS) e melhor manobrabilidade em velocidades lentas.” “Isto foi demonstrado quando os MiG-29 da Luftwaffe participaram de exercícios conjuntos DACT com caças americanos. O HMS foi de grande ajuda,… Read more »

Ivan

MiLord Vader,
.
O MiG-35 é um MiG-29 totalmente reprojetado, possivelmente corrigindo todos os defeitos do anterior, como escrevi logo acima.
Mas, como você também vislumbra, talvez tenha chegado muito tarde ao mercado.
.
Abç.,
Ivan, o Antigo.

Luiz Trindade

Russian Bear,

A gente não pode esquecer que colocar o MIG-35 num país sul-americano que não tem armamentos russos não é tão fácil pagando um preço mais em conta, excetuando Cuba, Venezuela e Peru. Os outros países teriam que comprar armamentos russos fora modificar sua doutrina conforme as características do caça em questão, no caso MIG-35!

Heyarth

Ivan 19 de Fevereiro de 2018 at 17:56

Obrigado Ivan, suas afirmações são bastante coerentes!
Esse mig deve ficar muito bom pra quem não quer gastar muito, mas no caso do Brasil acho muito difícil alguma compra de aviões russos.
Só espero que não fique apenas nos 36 gripens N/G…

Bardini

Os Russos estão querendo uma versão embarcada do MiG-35…

Ivan

Bardine,
.
MiG-29K.
O MiG-35 tem muito do que foi desenvolvido para o MiG-29K da força aeronaval,, inclusive os modernizados turbofans Klimov RD-33MK.
.
Abç.

Bardini

“Eles querem o MiG-35”
.
Eles querem fazer uma versão naval do MiG-35…

Ivan

Bardini,
.
Como já fizeram o MiG-29K acredito que não será problema desenvolver um ‘MiG-35K’.
Seria inclusive uma oportunidade para sanear os problemas do ’29’ naval, conforme relatado por indianos.
.
Abç., I.

F-5

Caracas!!!

Há quanto tempo não vejo o “Vader” por essas bandas!!!

Saudações!!!

Últimas Notícias

B-52, JAS Gripen e F-35 em missão conjunta sobre a Noruega

Hoje cedo, caças suecos e noruegueses escoltaram bombardeiros estratégicos americanos B-52 sobre o território norueguês. Esta é a primeira...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -