Home Aviação Comercial Boeing quer ter o controle de até 90% da ‘nova Embraer’

Boeing quer ter o controle de até 90% da ‘nova Embraer’

4730
145

Por Vanessa Adachi e Fernando Torres | De São Paulo

Proposta que a Boeing apresentou ao governo na semana passada prevê que a gigante americana controlaria de 80% a 90% de uma nova empresa que receberia toda a área de aviação comercial da Embraer, tanto de jatos regionais quanto executivos, conforme noticiou ontem o Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor. Além da participação minoritária na nova empresa, a fabricante brasileira ficaria com a área de defesa, que o governo insiste em manter sob controle nacional.

O plano agradou o governo e agora deverá ser detalhado. Se aprovado pelas partes – governo, Embraer e Boeing -, será então submetido aos acionistas da companhia brasileira, no melhor cenário no 2º trimestre. Novas reuniões com Brasília só deverão ocorrer após o Carnaval.

A proposta preserva a estrutura acionária da Embraer, com os mesmos acionistas e a ‘golden share’ do governo. O contrato com a sueca Saab para compra dos caças Gripen também fica preservado, evitando problemas diplomáticos que se desenhavam. Essa solução ajuda o governo a construir um discurso favorável à operação.

Os americanos deixaram claro que para eles é imprescindível ter o controle da empresa de aviação comercial que será criada, reportando-se diretamente a Chicago, sede da Boeing. Só assim, acreditam, poderão comandar os negócios com a agilidade que julgam necessária.

Se o plano vingar, a Boeing pagaria à Embraer o equivalente a até 90% de seu capital em dinheiro, com a maior parte sendo distribuída aos acionistas, na forma de dividendos. Só assim uma proposta dessa natureza teria chance de ser aprovada, já que 85% deles são estrangeiros, quase todos de natureza financeira.

FONTE: Valor Econômico

145
Deixe um comentário

avatar
144 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
81 Comment authors
jobertoJoão BoscoAndré BuenoGilson MouraFrancisco Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Eduardo Holanda
Visitante
Eduardo Holanda

Nacionalistas em clima de velório a seguir…

Flick
Visitante
Flick

Quer e vai.
Foi-se.

ECosta
Visitante
ECosta

Não tem nada de benéfico nisso para o Brasil. Que pena.

Gustavo Adolfo Franco Ferreira
Visitante
Gustavo Adolfo Franco Ferreira

A EMBRAER foi até a borda do telhado!
A NOVAER caiu lá de cima.

Engenheira Gata
Visitante
Engenheira Gata

Seja bem vinda Boeing ! Precisamos da mente brilhante do Ray Conner na Embraer Commercial Aviation. O Paulo Cesar atual presidente é economista, não nasceu na aviação, não tem a parte técnica no sangue, só quer ver números, e pagar a multa milionária de compliance. O Conner Praticamente já morando no Golden Tulip em São José, já vi ele correndo duas vezes na praça do aquárius. O negócio já está muito adiantado, para ele estar tão à vontade em São José.

shambruno
Visitante
shambruno

ja foi tarde mais poderia rolar uma technologia especial para a base de alcantara como e que ficou aquilo?se naum rolar Sistema especial para mim vai ser beico dos gringo preserver a tech de defesa e questao de sobrevivencia mesmo assim boa sorte f.a.b kkk

ODST
Visitante
ODST

Até que demorou, mas tudo na vida tem um começo, meio e fim, e a hora dessa fabricante chegou. A Embraer no futuro ainda vai se arrepender muito da decisão. Não terão mais autonomia alguma, seus engenheiros vão começar a partir e nunca mais irão avançar para lugar algum. Mas agora já era, acabou-se um dos poucos orgulhos dos VERDADEIROS BRASILEIROS, a garota de programa foi finalmente vendida por nosso DESgoverno! Agora é rezar para que o próximo governo tome vergonha na cara e tome o controle daquilo o que restou, e que não se faça nenhum tipo de negócio… Read more »

BrunoFN
Visitante
BrunoFN

So acho q ainda da tempo de tirar o Gripen da EMBRAER … continuar com esse o investimento e o mesmo q pagar salario pra defunto ….pensar q o Gripen vai dar alguma coisa nas maos do q sobrar da EMBRAER e piada .. perda de tempo e dinheiro … tregédia consumada restou a FAB e gov brasuca minimizar e se proteger dos efeitos disso ..q com toda ctz … e mediante a tal proposta e lesivo ao todos .. so beneficia uma nicho de acionista e a própria BOEING

shambruno
Visitante
shambruno

melancolia sofrimento e pavor agora naum sobrou nada no brasil agora e botar pra frente o setor de defesa da embraer a base de alcantara e a novaer que horror como pode um pais ser destruido assim a embraer deveria de ser estatal mais os estado naum tem verba ai fica passando esse pavor putz

Engenheira Gata
Visitante
Engenheira Gata

“Vejo com honra esse convite. Quando pensamos na Embraer, sabemos que uma gigante como a Boeing não ligava para a nossa expressão. Essa negociação é o reconhecimento do tamanho da empresa hoje e do que ela representa no mercado da aviação”,

Silva, Ozires. 2017

RicardoFerreomodelismo
Visitante
RicardoFerreomodelismo

“Engenheira Gata 6 de Fevereiro de 2018 at 17:59 “Vejo com honra esse convite. Quando pensamos na Embraer, sabemos que uma gigante como a Boeing não ligava para a nossa expressão. Essa negociação é o reconhecimento do tamanho da empresa hoje e do que ela representa no mercado da aviação”, Silva, Ozires. 2017” Engenheira Gata, seja elegante por gentileza e não distorça as palavras dele … Fonte: http://www.valor.com.br/empresas/5237329/boeing-nao-quer-controle-da-embraer-diz-ozires-silva “Pergunta: A Boeing tem interesse em adquirir o controle da Embraer? Ozires Silva: O controle não está em discussão. A ideia é continuar como está. Existe um novo posicionamento no mercado de… Read more »

Marcos
Visitante
Marcos

Ou seja, vai sobrar apenas a área militar = absolutamente nada

Vai virar uma FAdeA e por fim morrer lentamente antes que alguém desligue os aparelhos e decrete o óbito.

Eu não acho certo vender a Embraer. Quando a Boeing já fabricava o 737 a Embraer estava engatinhando com o Bandeirante. A Embraer resistiu todo esse tempo e vai resistir por muito mais tempo.

Comer nas mãos da especulação é muito perigoso.

A FAB, Exército e a Marinha deveriam intervir nesse acordo.

Diego
Visitante
Diego

O cara sai de casa não tem asfalto, calçada, iluminação, segurança, mas tá preocupado com o que a Embraer faz ou deixa de fazer…

Marcos
Visitante
Marcos

A Embraer vai virar uma espécie de Engesa em nossas lembranças.

BrunoFN
Visitante
BrunoFN

Futuro da parte ”militar” da EMBRAER e cair nas mão de alguma empresa de Israel .. vai ter mt ”Brigaderio” fazendo lobby pra isso .. podem ter ctz ..saindo esse acordo e o fim do setor aeroespacial Brasuca … ironico ne .. ate 3 meses atras era so motivo de confiança e alegria .. do nada .. ”isso”

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Muito fatalismo. O Brasil não vai acabar. Ainda.

RicardoFerreomodelismo
Visitante
RicardoFerreomodelismo

“Diego 6 de Fevereiro de 2018 at 18:08
O cara sai de casa não tem asfalto, calçada, iluminação, segurança, mas tá preocupado com o que a Embraer faz ou deixa de fazer…”

Diego, você pode perguntar aos mais de 17.000 empregados da empresa o que eles dizem a respeito …

Eduardo Holanda
Visitante
Eduardo Holanda

Diego

Você foi direto ao ponto. Corrupção, caos na segurança pública, etc e o nacionalista está preocupada com o destino de uma empresa privada com ativo estrangeiro, na qual sua existência ou não fará diferença alguma em sua vida, além de realçar seu ufanismo desenfreado.

Yuri
Visitante
Yuri

Podem até terem a maioria da nova empresa, mas 90/10 é putaria. 70/30 no maximo. 1 – Garantia de continuação das linhas de montagem já existentes no Brasil ad aeternum. 2 – Se o E2 decolar, qlqr nova linha de montagem que seja preciso, parte delas no Brasil. 3 – Hub de compenentes da Boeing no Brasil 4 – Se usar a Embraer pra um novo 73x ou 797, que parte das aeronaves sejam feitas aqui. Algo fora disso é retrocesso. Se n garantir as linhas de produção ja existentes, daqui uns 5 anos eles fecham tudo com a desculpa… Read more »

Eduardo de Castro
Visitante
Eduardo de Castro

E lá vamos nós, vendendo nossas escassas indústrias de ponta. Galinhas, pedras, vacas e porcos, eis nossos produtos de exportação. E assim, caminhamos a passos rápidos e largos para nos transformarmos numa grande Venezuela.
E eu, bobo, achava que essa projeto era exclusividade do Foro de São Paulo.

marcius
Visitante
marcius

Não sou muito entendido do assunto, mas sempre torci pela Embraer, tenho muito orgulho da empresa. No caso então não vai ser parceria nenhuma, é venda mesmo da parte comercial? Estava até contente com uma possível parceria, um ganha, ganha, mas venda no caso então em que a Boeing terá até 90% de controle é thau, tchau Embraer. O setor de defesa terá condições de se manter e investir, produzindo Gripens, mais Kc-390, e outros projetos, ou vai ficar sempre dependendo de verba do governo que é difícil de sair para desenvolver esse setor? Maaassss é a vida, talvez como… Read more »

BrunoFN
Visitante
BrunoFN

Rinaldo Nery
Fatalismo ? .. ok .. NOVAER ”ontem” quebrando a cara .. e a Embraer ”hj” com tal ”acordo” .. o q sobra? … Brasil n acaba mesmo .. setor aeroespacial sim …

Luiz Trindade
Visitante
Luiz Trindade

Senhores… O que não esta sendo discutido aqui são os segredos que a Embraer tinha na construção de seus aviões que vai agora para Boeing. Nós ainda não tínhamos ainda alçado vôo para aviões maiores por falta de recurso, pois senão estaríamos dando dor de cabeça para as grandes como Boeing e Airbus. E o que foi muito bem dito pelo Marcos, o setor de defesa área que o governo insiste dizer que é seu não vai fazer nada com 20 ou 10% da Embraer. Olhe lá se o KC 390, Super Tucano não vão morrer precocemente depois dessa venda!… Read more »

JT8D
Visitante
JT8D

Se o Super Hornet tivesse ganhado o FX-2, a parte de defesa teria ido junto. Só não foi por que isso geraria um incidente diplomático com os suecos

Adolfo Brum
Visitante
Adolfo Brum

Saiu a pouco no site da Exame:

https://exame.abril.com.br/negocios/boeing-e-embraer-se-aproximam-de-acordo-para-aeronaves-comerciais/

A Boeing apresentou suas propostas ao governo brasileiro, que manteria uma “golden share” (“ação de ouro”), ou seja, direito a veto sobre decisões estratégicas da nova companhia.

Pode ser erro da reportagem, porém vale pesquisar.

carcara_br
Visitante
carcara_br

A casa grande chama um senhor da senzala e pergunta se ele gostaria de trabalhar nos afazeres domésticos depois de anos de trabalho duro nas plantações, então ele responde:
“Vejo com honra esse convite. Quando pensamos na Embraer, sabemos que uma gigante como a Boeing não ligava para a nossa expressão. Essa negociação é o reconhecimento do tamanho da empresa hoje e do que ela representa no mercado da aviação”,

Silva, Ozires. 2017

O candidato que prometer revisar o programa fx-2 terá meu voto…

ODST
Visitante
ODST

@Diego Você sabe o porque disso? Justamente por não sermos um país sério! Como um país pode ser sério com esse tipo de negociação? Olha a Rússia, tem menos dinheiro que nós, vivem sofrendo sanções, mas mesmo assim não se desfazem de suas estatais, muito pelo contrário, cuidam muito bem delas, pois eles sabem muito bem a importância que elas representam para a soberania do país. Além disso, o meu dinheiro também está em jogo aqui, ou você acha que as tecnologias que o governo repassa para a Embraer são de graça? Enfim, espero que desta enorme palhaçada a gente… Read more »

PauloR
Visitante
PauloR

Não vejo nada de vantajoso nesse acordo para EMBRAER que terá apenas 10% da empresa e terá que seguir as ordens da sua nova MATRIX americana.
Só quem ganha são os acionistas, a Boeing e os liberais que gostam de entregar patrimônio estratégico para o controle estrangeiro a preço de nada para depois entrar na internet e rir dos esquerdista como se estivesse cantando vitória.

PauloR
Visitante
PauloR

Embraer futuramente se chamará Embraex, igual ao que tentaram fazer com a Petrobrax no governo FHC.

Diego
Visitante
Diego

A Embraer não pode ser comprada pela Boeing. Devo avisar o seu zé aqui da esquina para não vender seu mercadinho para o Walmart.

Delfim Sobreira
Visitante
Delfim Sobreira

Aviação militar sempre depende do Estado, em qualquer lugar do mundo. Como a Northrop, que arriscou e se deu bem com o F-5, e depois se deu mal com o F-20, nenhuma empresa faz mais. O problema é confiar que o Estado brasileiro banque projetos militares continuamente. . Será que os gringos entendem o “fica para depois do carnaval” ? Isso quando não fica para depois da Páscoa… nos EUA só há 3 feriados certos (Ano Novo, Independência e Ação de Graças). . Será que haverá alguma restrição contratual, proibindo a Embraer militar de projetar aviões civis, se tornando assim… Read more »

John Kuallquer
Visitante

Relaxa! Ainda temos o refrigerante Dolly. (nosso verdadeiro orgulho nacional)

Andrigo
Visitante
Andrigo

Meu palpite é que a Boeing quer de todo jeito levar os engenheiros da Embraer embora, para estes trabalharem no sucessor do 737, ou seja, este poderia ser um “E2 crescido.
Usa um produto novo, eficiente e consolidado e de quebra elimina um futuro possivel concorrente.
Mas como eu disse no início, é só um palpite.

eduardo
Visitante

Boa noite Senhores ; Sempre falei que Parceria com a Boeing e Embraer NAO SERIA bom para o Brasil e nem para a propria Embraer ,e so verem PESQUISEM o HISTORICO de Empresas da area de areonautica AMERICANA e suas parcerias com Empresas desta respectiva area em que atuavam que foram feitas tanto aquisiçao como tbm foi feita Parcerias e NAO DERAM EM NADA . Estao falidas ou em precesso de falencia ou fechadas e algumas para nao fecharem foram socorridas pelos respectivos Gonvernos, Um Desastre Tanto para AS[EMPRESAS PARCERIAS OU COMPRADAS como TBM OS SEUS PAISES] .Esta Terceira Empresa… Read more »

ODST
Visitante
ODST

@Luiz Trindade Esse 10-20% não são da compra da Embraer em si, pois o controle dela não está em jogo, neste caso, a Boeing controlará 80-90% dessa terceira empresa que poderá vir a ser criada, e ela não terá a área de defesa sob seu controle, então os produtos/programas militares estão a salvo das garras da Boeing. O que vai acontecer em um futuro não tão distante é que a Boeing, com todo esse estranho interesse em ajudar com as vendas do KC-390, vai acabar fazendo o mesmo que aconteceu com o Super Tucano, ou seja, vão arranjar um contrato… Read more »

Engenheira Gata
Visitante
Engenheira Gata
Nonato
Visitante
Nonato

Paulo R com esse mantra das campanhas petistas…
O problema aqui é vender a Embraer.
O nome é o que menos importa.
Para mim, é uma decepção enorme.
Não tenho mais a menor alegria quando dizem KC 390 fez isso, aconteceu aquilo com o E 190 2.

Jr
Visitante
Jr

Se o governo aceitar essa proposta, garanto para vocês que teremos uma batalha judicial pela frente, isso vai ser resolvido na justiça, aliás como quase tudo no Brasil, vamos ver se a Boeing vai ter paciência e capacidade de aguentar a pressão

MATHEUS
Visitante
MATHEUS

Engenheira Gata 6 de Fevereiro de 2018 at 17:53 Seja bem vinda Boeing ! Precisamos da mente brilhante do Ray Conner na Embraer Commercial Aviation. O Paulo Cesar atual presidente é economista, não nasceu na aviação, não tem a parte técnica no sangue, só quer ver números, e pagar a multa milionária de compliance. O Conner Praticamente já morando no Golden Tulip em São José, já vi ele correndo duas vezes na praça do aquárius. O negócio já está muito adiantado, para ele estar tão à vontade em São José. What?? Paulo César de Souza e Silva não é presidente… Read more »

Gripen BR
Visitante
Gripen BR

Divisão Boeing x Embraer. https://youtu.be/Xyq1Ou_bTJQ

ODST
Visitante
ODST

@Diego

Até porque, o seu zé emprega centenas de engenheiros, desenvolve muitos produtos sensíveis, com alto valor agregado e com tecnologia de ponta para o seu mercadinho, sendo assim, um pequeno negócio invejado e visado por todo o mundo, não é mesmo?

É cada coisa que a gente lê…

ODST
Visitante
ODST

@Gripen BR

kkkkk, boa, está sendo bem por aí mesmo essa “negociação”, mas fazer o que né, garotas de programa só sentem amor pelo dinheiro…

Engenheira Gata
Visitante
Engenheira Gata

O Paulo Cesar é o CEO da po##a toda ele que manda em tudo, inclusive é o chefe do John, que inclusive não é brasileiro. Cadê os braUcae ?

Caerthal
Visitante
Caerthal

PauloR,
Não comente o que você não sabe. Difícil falar mal do governo FHC depois de uma gestão tão desvairada quanto a que vimos nos anos Lula/Dilma. Nem vou falar na desonestidade, que faz parte do DNA dos esquerdismo da AL.

Como lembra o mestre Delfim: O socialismo termina quando acaba o dinheiro dos outros.

PS: sou petroleiro desde 2001.

Engenheira Gata
Visitante
Engenheira Gata

Ray Conner seria a pessoa ideal para presidir a “Nova Embraer”. O que ele fez para aviação mundial é notório. Poucas pessoas no mundo saberia encarar a crise do 787 igual ele passou e superou. Tudo indica que será ela.

Engenheira Gata
Visitante
Engenheira Gata
MATHEUS
Visitante
MATHEUS

Assim como o presidente da Embraer Executive Jets não é brasileiro. É Americano.

Aerococus
Visitante
Aerococus

Eis uma interessante entrevista com o ex-CEO da BCA. Vejam o que a “Mente Brilhante” que para a Boeing:
http://www.king5.com/mobile/article/tech/science/aerospace/boeing-vice-chairman-ray-conner-to-retire/281-499347292

Não precisamos dele, precisamos de um Ozires ou de um Botelho. Se ficássemos com medinho de encarar o mercado em 69 ou em 94, não estaríamos aqui sendo fagocitados por Seattle/Chicago.

John Kuallquer
Visitante

As vezes podem ter lido a informação de ponta cabeça, não seria 60% ??? — Meu, que notícia bad! (vamos saudar a mandioca)

Engenheira Gata
Visitante
Engenheira Gata

E todos estamos chorando pq a Embraer vai cair mão do americanos. Praticamente já estamos com esta liga de executivos .