Home Aviação de Ataque Alemanha favorece Eurofighter para substituir Tornado

Alemanha favorece Eurofighter para substituir Tornado

3268
14
Eurofighter Typhoon no RIAT 2016

BERLIM (Reuters) – O Ministério da Defesa alemão disse na segunda-feira que o avião de combate europeu foi o principal candidato para substituir seus jatos Tornado, que quer começar a eliminar em 2025.

A posição do ministério parece contrariar a da Força Aérea Alemã, cujo chefe indicou no mês passado que ele preferia o F-35 de Lockheed Martin, que atende aos requisitos militares das capacidades operacionais furtivas e de longa distância.

Em uma carta a um legislador dos Verdes que havia perguntado sobre as deliberações, o ministério disse que os caças F-35 e Boeing F-15 e F-18 eram opções secundárias.

“A visão indicada do inspetor da Força Aérea de que o F-35 Lightning II é um sucessor especialmente adequado ao sistema Tornado não é a posição do governo federal”, escreveu o ministro adjunto da Defesa Ralf Brauksiepe na carta.

O Eurofighter Typhoon é um projeto conjunto entre o grupo de defesa britânico BAE, o Airbus francês e o italiano Finmeccanica.

A preferência do ministério pelo Typhoon não é surpresa; França e Alemanha disseram no início deste ano que trabalhariam juntos para desenvolver um novo caça europeu, à medida que expandem a cooperação em defesa e segurança.

Muitos aliados dos alemães na Europa, incluindo a Noruega, Holanda, Grã-Bretanha, Itália, Turquia e Dinamarca selecionaram o F-35 e alguns receberam entregas iniciais. A Bélgica deverá tomar uma decisão no próximo ano.

O contrato para substituir os 85 jatos Tornado da Alemanha, que estarão fora de serviço em 2030, poderia valer bilhões de euros.

Uma nova compra de caças teria que ser aprovada pelo parlamento nos próximos dois anos e um contrato assinado até 2020 ou 2021 para garantir entregas até 2025. Nenhuma decisão final é provável antes que um novo governo seja formado, após as eleições de setembro passado.

A chanceler Angela Merkel vai abrir negociações na quarta-feira com os social-democratas (SPD) na renovação de sua aliança, que governou a Alemanha desde 2013. Ela voltou-se para o SPD depois que os esforços para formar uma coalizão com os ambientalistas dos Verdes e os Democratas livres pró-negócios falharam.

FONTE: Reuters

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gabriel2
Gabriel2
2 anos atrás

Os caras estão queimando dinheiro mesmo….

Nonato
Nonato
2 anos atrás

Queimando dinheiro por quê?
Se a Alemanha, a quarta maior economia do planeta não puder comprar 85 caças novos…
E desde quando a Airbus é francesa?

Luiz Trindade
Luiz Trindade
2 anos atrás

É meu caro… A diferença é que eles estão queimando dinheiro da sobra e nunca da boca do povo como aqui no Brasil!

Bonnie
Bonnie
2 anos atrás

Pergunta de iniciante. O typhoon ainda tem fôlego para acompanhar a nova geração de caças que estão surgindo?

Diogo Lima
Diogo Lima
2 anos atrás

Normal a força aérea alemã querer o F-35A e o governo querer o Typhoon, o governo quer fazer política.
Mas seria interessante fazer esse mix Typhoon/ F-35, como os britânicos estão a fazer.

André Luiz.'.
André Luiz.'.
2 anos atrás

Bonnie 12 de dezembro de 2017 at 13:26
Acho que o Typhon tem ‘fôlego’ sim; entenda-se: o sistema de armas Eurofighter Typhon pode vir a ser modernizado em sua suíte eletrônica e de armas para cumprir muito bem a missão de ataque tático, em substituição aos Tornados. E, afinal, qual seriam os caças interceptadores de ele teria de enfrentar?…

Ricardo da Silva
Ricardo da Silva
2 anos atrás

Ué ? Mas uma das proposituras do Typhoon não era a de substituir os Tornados IDS, ECR e ADV ?
A “lenda” não diz que Dassault saiu do Eurofighter por que o caça europeu estava ficando “pesado” pelo forte perfil de caça-bombardeiro ? E que os francesas queriam um caça multifuncional otimizado para superioridade aérea ?

Ricardo da Silva
Ricardo da Silva
2 anos atrás

Além do que os alemães não tem alguns Typhoon no chão ? Não é melhor colocá-los pra voar em vez de comprar mais aviões ?

Robsonmkt
2 anos atrás

“Ricardo da Silva 12 de dezembro de 2017 at 15:38 Ué ? Mas uma das proposituras do Typhoon não era a de substituir os Tornados IDS, ECR e ADV ?” Prezado Ricardo, que eu me lembre a questão foi outra. Na época, enquanto a França queria um caça multitarefa desde o início – tanto assim que o slogan do Rafale é que ele é um caça “omnirole” – o Typhoon foi projetado desde o início como um caça de superioridade aérea e somente na versão Tranche 3 começou a ter real capacidade de ataque ao solo. A questão é política:… Read more »

Wagner
Wagner
2 anos atrás

ué? Mas não era o f35 o favorito?

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
2 anos atrás

Mas eu disse,lá na época da reportagem, que o normal seria o Eurofighter substituir os Tornados (pra mim um avião ainda espetacular, sem mimimi como esses de 4. geração).

Os governos europeus colocaram muito dindin neste projeto que ainda tem fôlego pela frente.

Eles sabem que o F-35 está dando muitos problemas e vão esperar estes serem sanados durante a operação pelos vizinhos.

Gabriel2
Gabriel2
2 anos atrás

Nonato
O custo operacional é altíssimo e estariam abrindo mão de uma aeronave mais avançada por um preço igual ou mais barato…dinheiro do contribuinte deve ser gasto de maneira inteligente.

Bavaria Lion
2 anos atrás

Opa, eu cantei essa bola.
Valoriza o mais capaz de sua geração, ele ainda tem lucro a gerar.
O de 5ª geração é que vem torando.

Soldat
Soldat
2 anos atrás

Bom so sei que amo esse escudo na nave rsrs….