terça-feira, janeiro 18, 2022

Gripen para o Brasil

FAB auxilia nas buscas ao submarino argentino ARA San Juan

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

P-3AM Orion

A Força Aérea Brasileira (FAB) comunicou pelo Twitter que irá empregar, a partir deste fim de semana, uma aeronave SC-105 Amazonas (busca e salvamento – SAR) e um P-3AM Orion (patrulha) para auxiliar nas buscas ao submarino argentino ARA San Juan que está desaparecido.

A Marinha do Brasil (MB), por intermédio do Comando de Operações Navais (ComOpNav), informa que foram enviados para a área de buscas o Navio Polar Almirante Maximiniano, que se deslocava para Estação Antártica Comandante Ferraz; a Fragata Rademaker, que regressava de uma Operação com a Armada do Uruguai; e o Navio de Socorro Submarino Felinto Perry, que desatracou da Base Almirante Castro e Silva, localizada no Rio de Janeiro.

O porta-voz da Armada Argentina, Enrique Balbi, informou hoje que quase 50% da área onde o submarino está sendo procurado foi coberta; mais aviões e navios estrangeiros chegam para colaborar na busca.

A Armada Argentina informou que as buscas não detectaram o submarino ARA San Juan, com o qual eles perderam contato na quarta-feira passada, então “o protocolo de busca foi para a fase de resgate”.

Para saber mais sobre a operação de busca ao submarino argentino desaparecido, acesso o site Poder Naval clicando aqui.

SC-105 Amazonas

- Advertisement -

20 Comments

Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
MATHEUS

FAB 6550 pousou em POA deve decolar ainda hoje: https://www.flightradar24.com/data/aircraft/fab6550

ivo

o SC 105 Amazonas é aquele que foi incorporado recentemente?

Nunão

Provavelmente. Mas não lembro se alteraram a denominação dos modelos anteriores do esquadrão Pelicano que não tinham tantos equipamentos quanto o mais recente, então poderia ser um dos antigos. Mas a lógica seria mandarem o novo. Seria a questão de checar a matrícula.

Nunão

Roberto, não foram desativados quando deixaram Recife. Passaram a compor parte da frota normal de transporte, e podiam ser reconhecidos pelas janelas. No Galeão, ainda podem (ou pelo menos podiam até recentemente, pois a frota está na diagonal de desativação gradual coordenada com a chegada prevista dos KC-390) os C-130 fazer SAR quando acionados.

MATHEUS

Nunão, É o SC-105 Persuader. Ou seja, aquele incorporado recentemente, especializado em SAR matrícula FAB 6550. Abraço. 🙂

Walfrido Strobel

Os SC-105 antigos tem um radar misto no nariz de pouca capacidade, o mesmo do C-105 e os novos SC-105 tem o mesmo radar Elta EL/M 2022A dos P-3AM fazendo a busca com um custo menor a 400 km da costa, só seria necessário um P-3AM se fosse no meio do oceano atlantico.
Mas para aproveitar mandaram os dois para os Esq. participarem, tanto o SAR quanto o de Patrulha.

Nunão

Valeu, Matheus.
É o novo mesmo. As matrículas dos anteriores são 2810 e 2811, que já fotografamos em outras ocasiões.

hammadjr

É impressionante como a realidade se impõem aos fatos, mesmo com a quantidade de parafernalha eletrônica e alta tecnologia nem sempre se consegue obter sucesso no seu uso, desejo que a tripulação seja resgatada.

Carlos Alberto Soares

O R 99 tinha que seguir também.

Jacubao

“Walfrido Strobel 18 de novembro de 2017 at 21:05 Os SC-105 antigos tem um radar misto no nariz de pouca capacidade, o mesmo do C-105 e os novos SC-105 tem o mesmo radar Elta EL/M 2022A dos P-3AM fazendo a busca com um custo menor a 400 km da costa, só seria necessário um P-3AM se fosse no meio do oceano atlantico. Mas para aproveitar mandaram os dois para os Esq. participarem, tanto o SAR quanto o de Patrulha.” Penso diferente amigo!!! O principal sensor para ajudar nesse tipo de busca, seria o MAD que equipam os P-3AM, equipamento esse… Read more »

Roberto

primeiro Boeing C-17 Globemaster acaba de descer em Comodoro Rivadavia com equipes SAR

Rinaldo Nery

O radar do C-105 é meteorológico. Não serve pra nada nesse caso. O ELTA do SC-105 só servirá se o submarino estiver acima da linha d’água. O radar SAR do R-99 poderia identificar alguma mancha de óleo sobre a água, caso o submarino tenha sinistrado. Como foi feito no caso do AF447. Ambos, P-3 e SC-105 podem triangular emissões de rádio (VHF/UHF). O R-99 também.

XO

O MAD é eficaz quando o sub está a pequenas profundidades… e a aeronave tem de passar quase que on top… mas certamente, estando disponível, deve ser empregado nas buscas… continuamos torcendo pelo bom desfecho desse drama…

Sérgio Luis

Se estão buscando na superfície é um bom sinal!
Mas se teve problema submerso e desceu além dos 200 metros seria pouco provável que estejam vivos!

overandout

Seria interessante no futuro ver versões do kc-390 equipadas para SAR assim como um Persuader

Walfrido Strobel

O C-295 tem o MAD como opcional, mas como não teria serventia para o Pelicano SAR e não foi pedido, alguns C-295 ASW do Chile tem o MAD, os C-295 MPA do Chile não tem MAD porque sua atividade principal é busca na superfície.
Como ja foi dito acima o MAD serve para localizar submarinos escondidos a pouca profundidade, não serviria para localizar um submarino naufragado a grandes profundidades.
Foto do C-295ASW do Chile junto com um PC-7 de instrução avançada e limitada capacidade de ataque, a instrução primária e básica é feita no T-35 da FACh.
. https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSkSkbd4S43h6U2KftDoTmual3CWFcreviMnULVECgbgHDZ7OuCnkbwLyYr

Walfrido Strobel

overandout 19 de novembro de 2017 at 12:25
Seria interessante no futuro ver versões do kc-390 equipadas para SAR assim como um Persuader
Overandout, se alguem pedir e bancar não existe nunhum impedimento, com certeza a Embraer faria e seria uma boa plataforma, mas com certeza mais cara que um C-295 para adquirir e operar.

Wagner

Desejo que encontrem. Emergência em sub deve ser terrível.

Wagner

Alguém sabe se irão fazer uso de sonoboias?

MATHEUS

Overandout, A Embraer já ofereceu o KC-390 especializado em SAR pro Canadá. Ia ter um radar de abertura sintética enorme no nariz. Acho até que seria útil na FAB. Mas, infelizmente já fomos de C-295.

Últimas Notícias

Chile quer comprar aeronaves britânicas E-3D Sentry ‘AWACS’ aposentadas

Uma fonte disse ao UK Defense Journal que o Chile está procurando comprar “mais de uma” aeronave E-3D aposentada...
- Advertisement -
- Advertisement -