Home Noticiário Internacional F-X2: Saito e Rossato prestam depoimento sobre participação de Lula na escolha...

F-X2: Saito e Rossato prestam depoimento sobre participação de Lula na escolha do Gripen

3840
32

O comandante da Força Aérea Brasileira, Nivaldo Luiz Rossato, e o ex-comandante, Juniti Saito, afirmaram nesta terça-feira (1º) em depoimento que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não influenciou a ex-presidente Dilma Rousseff na compra, pelo governo, de caças suecos entre 2013 e 2014.

Rossato e Saito prestaram depoimento à 10ª Vara da Justiça Federal, em Brasília. Os caças foram adquiridos pelo governo no período em que Juniti Saito comandava a Aeronáutica.

Lula e o filho dele Luiz Cláudio Lula da Silva, além de dois empresários, se tornaram réus após o Ministério Público Federal denunciá-los por tráfico de influência, lavagem de dinheiro e organização criminosa na compra dos caças, investigada no âmbito da Operação Zelotes.

Os depoimentos

Durante o depoimento, Juniti Saito relatou ter acompanhado os trabalhos internos para a escolha de três empresas que integrariam a lista a ser entregue a Lula em 2010.

“O comandante [da Força Aérea] bate o martelo. Foi o que aconteceu com o Gripen. Foi uma decisão do comando da Aeronáutica, por melhor preço, por manutenção e transferência de tecnologia, declarou.

Questionado, então, pela defesa do ex-presidente, se Lula influenciou o corpo técnico, Saito respondeu: “Ele respeitava a nossa opinião”.

Saito e Rossato relataram, em seguida, que quem decidiu sobre o modelo a ser adquirido foi a então presidente Dilma, já que Lula recebeu o relatório, mas deixou a decisão final para a sucessora.

O MP, nesse instante, indagou a Saito se ele poderia afirmar que “quem bateu o martelo foi a presidente Dilma”. O militar concordou.

Em seguida, Nivaldo Luiz Rossato relatou: “Eu me lembro. Em dezembro de 2013, durante almoço dos oficiais com a presidente Dilma, ela anunciou a decisão dela pela Gripen, apesar de a Força Aérea apontar que os três tinham capacidade técnica para cumprir os requisitos”.

“Nós entregamos todo o processo no inicio de 2010, a partir daí ficou a decisão do governo. Desconheço [interferência de lula], sei que a presidente Dilma apresentou a decisão dela”, acrescentou o comandante da FAB.

Além dos militares, a defesa de Lula havia arrolado como testemunha o ex-ministro da Advocacia Geral da União Luís Inácio Lucena Adams. Mas, pela segunda vez, Adams não compareceu ao depoimento. Segundo o juiz, desta vez, ele enviou uma declaração informando estar em viagem.
No início do processo, a defesa de Lula convocou 80 testemunhas. O juiz, porém, definiu que a lista deveria ser reduzida para 32.

Defesa de Lula

Após os depoimentos, o advogado do ex-presidente, José Roberto Batochio, disse que as declarações dos militares “fulminam” a suspeita de tráfico de influência por parte de Lula na escolha dos caças.

“Eles mostraram que quem optou pelo Gripen foi uma comissão da área técnica da FAB. Que a decisão não foi política. O brigadeiro disse isso com toda a clareza”, declarou.

Batochio afirmou, ainda, que a acusação contra o ex-presidente é uma “criação cerebrina dos membros do Ministério Público”.

“Estamos aqui diante de uma situação em que a defesa mostrou que não existiu crime. A prova de inocência apareceu com esses dois testemunhos”, completou.

Entenda o caso

A denúncia contra Lula, relacionada à Operação Zelotes, foi apresentada em dezembro do ano passado.

Segundo o MPF, os crimes foram praticados entre 2013 e 2015 quando Lula, como ex-presidente, teria participado de um esquema para beneficiar empresas junto ao governo Dilma Rousseff.

O MP apontou irregularidades na compra de 36 caças do modelo Gripen pelo governo brasileiro. Durante as investigações, não foram encontrados indícios de que Dilma tivesse conhecimento do suposto esquema.

Em troca, diz a denúncia, os empresários Mauro Marcondes e Cristina Mautoni teriam repassado cerca de R$ 2,5 milhões a Luis Cláudio Lula da Silva, filho de Lula. Segundo relatório da Polícia Federal, não houve prestação de serviço pela empresa do filho de Lula. A PF diz também que o material produzido pela empresa era cópia de material disponível na internet.

O Ministério Público Federal afirma também que Mauro Marcondes “comandou” a organização criminosa, fazendo a ligação entre as empresas beneficiadas e a família de Lula.

Já a mulher dele, e sócia, Cristina Mautoni, teria participado “ativamente” das contratações e do “fluxo de informações” com as empresas e com Luís Cláudio Lula da Silva.

De acordo com a denúncia, ao ex-presidente Lula coube “fazer os encontros com fortes indícios de que deu aval” para Mauro Marcondes e Cristina Mautoni propagarem, “para fins contratuais milionários”, o apoio e prestígio que tinha junto ao governo federal e à Presidência da República.

A denúncia afirma que a Luís Cláudio coube fornecer dados de uma das suas empresas a fim de receber o dinheiro a título de apoio do ex-presidente, mediante um contrato de fachada.

FONTE: G1

Subscribe
Notify of
guest
32 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Eder Mateus Nunes
Eder Mateus Nunes
3 anos atrás

Percebo que o Ministério Público vem exagerando feio em suas acusações. Será que há forças políticas orientando o MP a elaborar tais denúncias. A cada dia aparecem evidências claras e inescapáveis de que o MP esta cumprindo um papel fundamentalmente político. Cabe aos historiadores contar bem essas episódios nas próximas décadas.

diego
diego
3 anos atrás

Pelo que lembro a dilma ia fechar com boing f18, más… veio o probleminha da espionagem e ai deu gripen, enfim, quero ver o FX2 voando e RAPIDO, daqui a pouco vai ter f5 despencando do céu.

Gustavo
Gustavo
3 anos atrás

O que sabemos pelos boatos é que lula queria o Rafale, Dilma o Super Hornet e a FAB o Gripen NG. O SH seria empurrado pela dilma não fosse a espionagem, mas para a sorte da FAB, a espionagem veio na hora certa. Então eu acredito no Saito.

Hélio
Hélio
3 anos atrás

Qual será o raio de combate do gripen na configuração da imagem? 2 metros?

ednardo ferreira
ednardo ferreira
3 anos atrás

mas o Lula em 2009 anunciou o Rafale

J.Silva
J.Silva
3 anos atrás

Nesse caso, em particular, Lula parece ser inocente, por ele estaríamos de Rafale, se a decisão fosse aquela eu acredito que os depoimentos prestados pelos brigadeiros seriam diferentes.
.
Agora, provavelmente, como era praxe em todos os contratos do Governo Federal dessas gestões passadaa e atual, a decisão do Gripen também deve ter tido propina para ser fechado. Mas aí quem tem que ser ouvida, pela Procuradoria, é a senhora Dilma Roussef, Celso Amorim, e os lobistas que negociavam a favor da Saab.

João Augusto
João Augusto
3 anos atrás

A princípio pouco importa o que eles disserem. Valerá a convicção do julgador que, nestes dias, mais transparente do que nunca, não necessariamente precisa de fundamentação.

De qualquer modo, pelo que se dizia, foi o mais barato.

Flanker
Flanker
3 anos atrás

Hélio, isso depende de muitos fatores. Quando os F-39 estiverem operando normalmente e, se a FAB estiver equipada com essas armas todas, o caça pode decolar assim, completamente carregado e reabastecer com um KC-390 em algum ponto, ou pontos, da rota, tanto na ida como na volta. Não sei qual o limite de operação contínua do F-39, mas deve ser de várias horas. Esse limite é dado pela capacidade de resistência física do piloto do caça (ficar amarrado em uma cabine pequena como de um caça, por horas, é beeeem desgastante) e pela capacidade da aeronave operar por várias horas… Read more »

camargoer
3 anos atrás

Olá Diego. O que sabíamos era aquilo que a mídia publicava, talvez baseada em lobby das empresas, mas nunca houve nenhum comunicado ou decisão da Dilma pelos aviões americanos. O que houve foi uma pressão enorme do governo americano e da Boeing, inclusive contratando a ex-embaixadora. A impressão que eu tinha na época era que a FAB preferia o Gripen exatamente por ser um caça em desenvolvimento. A Dilma ficou irritada sim com a NSA, mas se fosse apenas para descartar a F18 então poderia ter escolhido o Rafale. Caro João, um juiz (ou um cientista) não decide por convicção.… Read more »

pangloss
pangloss
3 anos atrás

Nada de surpreendente. Nunca vi uma testemunha de defesa complicar a situação do réu que a arrolou. Se houvesse risco de falar algo que não interessasse à defesa, não seriam arroladas como testemunhas.

rinaldo nery
rinaldo nery
3 anos atrás

Os dois não são ¨testemunhas de defesa¨ de ninguém. Foram arrolados porque o Juiz federal assim achou por bem para maiores esclarecimentos. Nada mais lógico.

Ivamc
Ivamc
3 anos atrás

Ninguém é santo nessa história. Porém, quem escolheu o Gripen foi a FAB, ou melhor, o Brigadeiro Saito que bateu o martelo pelo Gipen NG, pelo motivo de TOT, preço menor e por aí vai. Eu até estou gostando da idea do NG. Embora, eu acho que o caça para FAB tinha de ser o F-18SH, mesmo eu gostando dos Flankers, opinião minha.
.
http://m.zerohora.com.br/284/noticias/9858408/decisao-dos-cacas-foi-tecnica-diz-comandante-da-aeronautica

Ivanmc
Ivanmc
3 anos atrás

Saiu errado o nome. Esse smarthphone, vou ter que tirar os escorpiões do bolso…

camargoer
3 anos atrás

Olá Pangloss.
Uma testemunha de defesa ou acusação deve responder as perguntas. O que já vi foi uma testemunha de acusação derrubar uma acusação e o juiz decidir em favor do réu. Não dá para generalizar nada. Provavelmente, se juntarmos nossas experiencias ainda não teremos números suficientes para fazer uma avaliação estatisticamente significativa. Não passam de “causos” que seriam melhor contados pelo Rolando Boldrim.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
3 anos atrás

Café pequeno.
O tema que vai pegar fogo ainda vai sair no naval.
O tempo …. sempre ele.
O Suécia deve comprar 4 ou 5 390, ai a poeira abaixa, veremos ?

Ivanmc
Ivanmc
3 anos atrás

Tem a cópia da decisão oficial, justificando a compra do Gripen NG para quem quiser:
.

http://webcache.googleusercontent.com/search?q=cache:W6UnQguUoc4J:www19.senado.gov.br/sdleg-getter/public/getDocument%3Fdocverid%3D678a8f91-74e5-4323-8e31-bc0ab42f1c32%3B1.
.
No computador é melhor.

João Augusto
João Augusto
3 anos atrás

Caro camargoer,

Então o caso é que não temos muitos juízes por aqui. E não falo só na seara penal…
E a crítica aqui está para além do bem ou do mal: não sei ainda se servirá como remédio ou veneno, mas a Lava Jato já entrou pra história como a exceção das exceções, ao menos dentre as notáveis para a mídia.

E que o salvador, que ignora as regras, não degenere nunca.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
3 anos atrás

Já escrevi isso no Naval esses dias. Testemunha é só testemunha. A acusação ou a defesa podem arrolá-las e, por isso, vulgarmente são chamadas de testemunha de acusação ou de defesa. Mas elas devem relatar o que sabem e não defender essa ou aquela parte. Além disso, o Juiz pode ele mesmo ouvir testemunhas por iniciativa própria, sem que tenham sido arroladas pelas partes.

Rafa_positron
Rafa_positron
3 anos atrás

“Questionado, então, pela defesa do ex-presidente, se Lula influenciou o corpo técnico, Saito respondeu: “Ele respeitava a nossa opinião”.” . DURANTE ANOS E ANOS eu li aqui o pessoal (vader, Tirelles, Bosco etc) afirmando com certeza que o Lula e o Jobim tinham recebido dinheiro da Dassault pra comprar o Rafale Esse pessoal afirmava com certeza que as proprinas vindas direto da França abasteciam as mansões do ex-presidente Lula… diziam que os filhos do Lula tinham ganhado até a Torre Eiffel de presente Se existe cavalheirismo e humildade em todas essas pessoas, é hora de reconhecer a MENTIRA que contaram… Read more »

pangloss
pangloss
3 anos atrás

rinaldo nery 2 de agosto de 2017 at 16:27 camargoer 2 de agosto de 2017 at 16:41 Rafael Oliveira 2 de agosto de 2017 at 17:37 ——————————————————– Prezado Rinaldo Nery, o texto afirma que foi a defesa de Lula que arrolou as testemunhas mencionadas, conforme o trecho que transcrevo abaixo: “(…) Além dos militares, a defesa de Lula havia arrolado como testemunha o ex-ministro da Advocacia Geral da União…” E, a rigor, não há testemunha de acusação ou de defesa, pois a prova testemunhal integra o processo como um todo. Mas a acusação ou a defesa que arrola uma determinada… Read more »

camargoer
3 anos atrás

Olá João.
(riso) é capaz de algum juiz pedir a quebra do blog e pedir nossos CPF para termos que explicar em juízo nossos comentários… boa sorte para nós.

Juarez
Juarez
3 anos atrás

O tempo, senhor de todas verdades, e elas virão, ahh virão…..
Vou fazer uma pergunta aos senhores que já fiz em outro espaço:

Alguém aqui em sã consciência acredita que um(a) político(a) presidente da república, candidato(a) a reeleição, em uma disputa acirradíssima indo para o segundo turno das eleições iria correr o risco de anunciar uma compra militar bilionária, com a economia dom país ladeira abaixo, correria este risco de ser trucidada pela mídia e pela oposição, sem algum interesse escuso????

G abraço

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
3 anos atrás

Caro Juarez, acho que tem caraço no angu, mas, convenhamos, que a compra do Gripen não causou repercussão negativa nenhuma na mídia. Aliás, salvo um outro, a maioria da população não está nem aí se vão gastar alguns bilhões com aviões para a FAB ou não. Políticos manipulam militares dizendo que não podem anunciar a compra por causa da rejeição da população, mas, a meu ver, a população não está nem aí para isso. É só pensar nas compras militares das últimas décadas e veremos que a população, e mesmo a opinião pública mais influente, nunca fez pressão contra elas.… Read more »

Antonio de Sampaio
Antonio de Sampaio
3 anos atrás

Pessoal, a testemunha não pode mentir, o réu pode mentir a vontade, faz parte do seu direito de defesa, ninguém é obrigado a construir prova contra si mesmo, então o réu pode mentir sem problema, mas a testemunha não pode mentir. Então acredito nos comandantes da FAB, o Gripen foi mesmo o escolhido por ser o melhor para a força. Testemunha que mente perante um juiz no tribunal, comete o crime de Perjúrio. Quem pagou propina pelo Gripen, se pagou, o fez sem necessidade. Deixo uma dúvida, o interesse do Lula pelo Rafale eu sei, mas qual o interesse da… Read more »

Leandro Costa
Leandro Costa
3 anos atrás

Juárez, o caso é que durante a eleição em que a anta foi reeleita, a propaganda dela pintava um Brasil maravilhoso, em pleno crescimento, lindo e bastante saudável econômicamente. Claro que qualquer pessoa com um pouco de bom senso sabia que era a mais pura balela e que estávamos em um mergulho de 90º direto para o abismo e sem freios de mergulho à lá Stukas. Mas como sabemos, a maior parte da população não tem esse pouco de bom senso. . O político brasileiro, por padrão já é mentiroso e boa parte da culpa disso é o eleitor, que… Read more »

FERNANDO
FERNANDO
3 anos atrás

Eu também tenho a impressão de que o MP, está sob orientação ideológica de algum grupo político.
Também concordo que existem políticos corruptos. Mas, será que pelo menos um não se salva?

ivo
ivo
3 anos atrás

o Gripen era a escolha dos militares pois sabiam que se escolhessem qualquer um dos dois outros eles não teriam verbas para manterem os aparelhos voando, o Rafale era a escolha do cachaceiro e devem imaginar o porque, acredito que a bruaca teria escolhido o Super Hornet só para dizer que a escolha foi sua, mas os senhores devem se lembrar que a gota dagua foi a visita do mandatário Frances que quando veio ao Brasil foi primeiramente falar com o molusco, e isso deixou a Bruxa muito furiosa ( e Dale quebrar os móveis do planalto!) e teve essa… Read more »

Hawk
Hawk
3 anos atrás

Quem não gosta da FAB e não queria ver ela como Grippen, F-18, SU-35, F-22, Rafale e assim por diante. Alguns países investe em armas e se preocupam com sua defesa, aqui o ESTADO só mantém os políticos, funcionalismo público, empresas estatais que não funcionam, ONGs, sindicatos, e corrupção! Não importa o partido ou a ideologia! É só ver quem da “situação vs oposição” votou a favor do “fim do foro privilegiado!” Se eles estavam “tão preocupados” em escolher um caça, só o dinheiro gasto entre a olimpíada e a copa compraria os “seis concorrentes” (pelo menos um esquadrão de… Read more »

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
3 anos atrás

Antonio de Sampaio, sem querer transformar o Poder Aéreo no Jus Navigandi, se a testemunha mentir estará cometendo crime de falso testemunho (Art. 342. Fazer afirmação falsa, ou negar ou calar a verdade como testemunha, perito, contador, tradutor ou intérprete em processo judicial, ou administrativo, inquérito policial, ou em juízo arbitral:).
Perjúrio ocorre quando a parte mente, mas esse crime não existe no Brasil – existe nos EUA e por isso estamos acostumados com a palavra por causa de filmes e séries americanas. Lá o réu tem o direito de ficar calado, mas não pode mentir.

Rodrigo
Rodrigo
3 anos atrás

Qualquer emrpesa que vencesse, teria que molhar a mão dos Petralhas ( se aconteceu com todos os contratos, por que não aconteceria no FX-2? E todo mundo sabe que nestes negócios envolvendo equipamentos militares, propina é lei). O mais bizarro desta história toda foi saber que a presendente da republica, nao usava o e-mail fornecido pelo governo, mas seu particular gmail. É muito amadorismo…

Vader
Vader
3 anos atrás

Um dia a verdade virá à tona… E aí vagabundo vai ter que engolir as m. que fala… Pilantra…

Oplita
Oplita
3 anos atrás

Essa canalhada do Ministério Público formada nos EUA estÁ destruindo a possibilidade do país ter e manter nichos estratégicos na defesa! Libertem o Almirante Othon!!! Tirem as patas do Gripen e do ciclo atômico!!!

PRONTO, FALEI!!!