Home Aviação de Caça Depois de pousar caças em rodovia, Força Aérea Indiana quer pousar aviões...

Depois de pousar caças em rodovia, Força Aérea Indiana quer pousar aviões de carga

7545
48
Sukhoi Su-30 MKI pousando em rodovia no ano passado

A Força Aérea Indiana (IAF) pousou sete de seus aviões Sukhoi Su-30 e Mirage 2000 na seção Unnao da via expressa Uttar Pradesh no ano passado. Agora tentará pousar seus aviões de transporte na via expressa Agra-Lucknow em outubro.

É provável que o treinamento seja programado no dia da Força Aérea, que cai em 8 de outubro.

Um porta-voz do governo estadual disse que a IAF estava em negociações com eles e estava se preparando para pousar seus aviões de carga na estrada-pista na via expressa.

Esta será a primeira vez que um avião de transporte pousará em estrada na Índia.

A IAF tem uma variedade de aviões de transporte, e ainda não se sabe qual deles irá usar para o desdobramento rodoviário.

Alguns dos aviões de transporte proeminentes que a IAF tem em sua frota são: os gigantes — IL-76, C-30 Hercules ou Boeing C-17 Globemaster, de transporte estratégico/tático; IL-78 para reabastecimento aéreo; AN-32; Boeing 737 para transporte VIP, e outros mais.

A via expressa Agra-Lucknow tem a primeira pista de pouso de rodovia na Índia. O trecho de 3,3 km da via expressa de 302 km pode ser usado por aviões de caça e de transporte em emergências, quando os aeródromos militares não estão disponíveis.

Até agora, a IAF não pousou seus aviões nas estradas em nenhum outro estado.

A via expressa Agra-Lucknow foi construída a um custo de Rs 13,200-crore em 22 meses pelo antigo governo Akhilesh Yadav. A via expressa de seis pistas é a mais longa da Índia e pode ser expandida para oito pistas.

A IAF financiou as despesas de construção da seção da estrada, que foi construída com base nas especificações que forneceu. Ela também selecionou o local da pista.

A estrada-pista de decolagem é construída em um trecho totalmente nivelado e não tem estruturas altas próximas. A pista também não tem divisórias, torres telefônicas ou postes de iluminação. Há um excesso de área de terra em ambos os lados da estrada para implantação de sistemas de suporte para aviões.

FONTE: www.hindustantimes.com

48
Deixe um comentário

avatar
48 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
19 Comment authors
J.Silva_RR_Carlos Alberto SoaresWalfrido StrobelRenato Vieira Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Paulo Jorge
Visitante
Paulo Jorge

Aqui no Brasil eles detonariam o trem de pouso na buraqueira.

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Aqui no Brasil já se fez vários treinamentos de pouso em estrada, acho que com o Tucano, Xavante e Bandeirante. Tem muita estada larga e com retas grandes Brasil adentro, algumas inclusive com vegetação alta capaz de esconder aeronaves visualmente. Uma pena que não seja feito mais treinamentos nesse sentido. Acho uma capacidade importantíssima que uma força aérea como a FAB, que carece de sistemas sofisticados de defesa de suas bases aéreas:
.
https://www.youtube.com/watch?v=SrrH54kRxPI

Paulo Jorge
Visitante
Paulo Jorge

Clésio,

Não falo do passado.
No presente eles não fazem mais esse tipo de treinamento. Talvez a chegada do Gripen dê um novo ânimo, já que man suecia ele tem essa capacidade.

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Paulo, e se eu dissesse para você que eu pessoalmente conheço trechos de estrada com quilômetros de retas, feito na base do concreto pelo exército, sem nenhum buraco e com largura suficiente para aeronaves de pequeno porte como visto no vídeo? Quem passa por ela até se pergunta porque foi feito assim…

Humberto
Visitante
Humberto

Já tivemos um caso de F-5 da FAB que pousou em uma estrada, pois ficou sem combustível.
Nada preparado, o piloto teve que simplesmente aterrisar.
O grande problema destes desdobramento (que ocorreu na India) é ter que deslocar um bocado de gente, combutível e peças fora da base. Ótimo exercicio para demonstrar a prontidão da Força Áerea.

ScudB
Visitante
ScudB

Il76/78 nem precisa de pista nem asfalto :
http://www.youtube.com/watch?v=ra8uEo9HAgI

Nonato
Visitante
Nonato

Humberto, mas esse uso excepcional em caso de guerra.
Aí vale a pena essa mobilização toda.
Se bem que não sei se é factível esse uso “escondido” se demandar tanta logística.
Deveria ser algo prático.
Talvez um caminhão transportando mecânicos, mísseis, bombas, combustível…

nunao
Visitante
nunao

Nonato, vale lembrar que nessa área suecos têm um “pacote” bem prático, com poucos veículos, para apoio de caças em bases remotas de desdobramento, o que pode incluir operações em trechos de estradas:
http://www.aereo.jor.br/2016/04/07/suecos-voltarao-a-treinar-com-frequencia-o-apoio-disperso-aos-cacas-gripen/
http://www.aereo.jor.br/2016/05/12/ala-f21-de-cacas-gripen-volta-a-se-desdobrar-em-jokkmokk-no-norte-da-suecia/
PS – na segunda matéria, você chegou a comentar.

Antonio de Sampaio
Visitante
Antonio de Sampaio

Acho que o Brasil é o terceiro país do mundo com maior quantidade de aeródromos homologados, só perde para EUA e Rússia. Todos esses pequenos aeródromos podem ser utilizados como mini bases aéreas, um dos motivos da escolha do Gripen pela FAB foi justamente este, o seu uso pulverizado ao longo do território nacional, por ser um caça leve e fácil de operar, leva enorme vantagem em relação ao Super Hornet e Rafale, caças grandes e pesados, que demandam muito maior infra estrutura de operação. Não é improvável, que em alguns locais do país, existam auto pistas construídas com este… Read more »

LucianoSR71
Visitante
LucianoSR71

Me lembro dos videos do incrível Saab Viggen surgindo do nada e cruzando a estrada, ou ainda ele dando ré sozinho. Aliás, gosto muito mais do Viggen que do Gripen.

Plamber
Visitante
Plamber

@Paulo Jorge

Sua piada é inválida neste caso pois estamos falando da India, um país que em termos de “buraqueiras” é MUITO pior que o Brasil, mas MUITO pior MESMO!

Juarez
Visitante
Juarez

“A FAB tem um container específico que cabe no KC-390, dentro dele tem uma mini base aérea, incluindo enfermaria, cozinha e oficina” Deus do céu, nunca vi tanta asneira escrita em tão poucas linhas. Este projeto está engatinhando ainda, faz parte da reestruturação da FAB, aonde cada ETA receberá um 295 que poderá levar itens cativos de esquadrões para efetuar um desdobramento em bases operacionais ou aeroportos previamente preparados com fornecimento de agua, energia elétrica bi fasica e ar comprimido. O conjunto de apoio é modular e feito para caber em anv de transporte médio. O KC 390 não tem… Read more »

Paulo Jorge
Visitante
Paulo Jorge

Clésio,

Eu não duvido de você e espero que a malha seja pensada em pontos estratégicos para suportar esse tipo de operação.

Plamber,

No Sudeste eu concordo. Mas no Norte-Nordeste temos crateras lunares por todos os lados.

Antonio de Sampaio
Visitante
Antonio de Sampaio

Juarez 27 de julho de 2017 at 22:38 Chegou o “super safo”, essa aí é da linha de frente da turma dos “slates invertidos de derivada primeira calculado a partir de uma integral parcial, dividido-se o espaço tempo em partes infinitesimais, uma partícula realmente pode ao atingir uma velocidade próxima da luz, voltar a seu passado, como estabeleceu Einstein, levando-se em conta que m.v=p.y e que a escola monetária austríaca considerava que no longo prazo v e y são constantes, já que os déficits geminados em conta corrente tendem a serem controlados pelo efeito defasagem estabelecidos pelos neoclássicos durante a… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante

Antonio de Sampaio, se cabe dentro de um unico KC-390 é material para um acampamento, no máximo.

Flanker
Visitante
Flanker

Antonio de Sampaio, eu conheço o MAPRE e o RODOMAPRE, sistemas em forma de containers, que são utilizados pelo sistema de logística operacional da FAB. E esses não são o que você citou. Não conheço nenhum outro tipo de container que a FAB utilize para apoio logístico. Você lembra onde viu imagens ou referências ao sistema citado por você? Se puder, compartilhe conosco. Um abraco.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Antonio, sem querer defender o Juarez nunca ouvi falar desse “container mágico “. Acho que ele está certo. Ver “gravuras na net” não corroboram a existência. Se vc quiser, posso perguntar no COMPREP ou no COMGAP se isso existe. Nunca ouvi falar.

sergio ribamar ferreira
Visitante
sergio ribamar ferreira

Concordo com Clésio Luiz. Aeronaves em pistas curtas e se possível camufladas através da própria vegetação podem ser alternativas. O EB construiu, sim diversas estradas feitas na base do concreto. Só manter a doutrina. logística fácil se colocar dois ou três Gripens em localização pré determinada. Pode ser feito, sim.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

MAPRE é só pra comida. Usamos na CRUZEX 2006 em Anapolis. Aliás, a USAF copiou a idéia.

Antonio de Sampaio
Visitante
Antonio de Sampaio

Rinaldo Nery 28 de julho de 2017 at 0:04 Esse container é como um pequeno armazém de suprimentos, tem até o número de militares por graduação que o operam, tipo um terceiro cão e uns 4 cabos soldados, mais ou menos assim, serve para apoiar essas missões a partir de estradas ou pontos distantes, se não me engano, o exemplo era para dar apoio a dois Super Tucano, ali tem uma cozinha, enfermaria, munição…. é algo básico, mas que acredito que comporte o Gripen. Aliás o inconveniente do Super Hornet e do Rafale neste tipo de operação, segundo li, não… Read more »

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Volto a insistir: leu/viu aonde?

Antonio de Sampaio
Visitante
Antonio de Sampaio

Rinaldo Nery 28 de julho de 2017 at 0:27 Velho, posso te dizer que foi na “internet”, com certeza… se isso serve de algo. Agora se queres a url, aí é mais fácil a gente falar sobre explosões de hélio na coroa solar e sua influência no movimento das barbas do camarão, via campo eletromagnético da terra. Esse tipo de coisa não tem como inventar…. é o mesmo que achar que é possível ver algo com os periscópios de visão noturna do M-113, sem por a cabeça pra fora, não enxerga nada. Não lembro mais.. mas estes acima, são os… Read more »

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Obrigado, “velho”. Pelas gírias e linguajar percebo que é um cara novo. Vá “torar”, sim. Torar é estudar na gíria do Exército.

Flanker
Visitante
Flanker

Sim, Rinaldo. O MAPRE (Módulo de Apoio a Pontos Remotos) é somente para “rancho”. Por isso mesmo eu coloquei na pergunta que fiz ao Antonio de Sampaio, pois só conhecia esse e talvez ele estivesse confundindo. Mas como nós pedimos a fonte e ele “refugou”, acho que se houve uma intenção, em algum momento, da FAB ter algo nos moldes que ele disse, o falado container nunca chegou a existir de fato. Dois ex-fabianos (Juarez e Rinaldo)nunca ouviram falar do dito-cujo. Mas, se alguém achar algo referente à isso, por favor, compartilhe conosco.

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Lembro-me bem de uma dessas áreas onde a FAB chegou a fazer treinamento de pouso e decolagem em rodopista. Fica na Br 364 indo para Rio Branco AC proximo ao entroncamento para Guajará-Mirim. Passei muitas vezes por lá…

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

A estória dos containers provavelmente surgiu no site Sistemas de Armas, do Fabio de Castro. Eu lembro de ter lido lá, e somente lá, sobre a existência de tal equipamento/doutrina na FAB.
.
“A FAB tem capacidade de operar desdobrada em aeroportos a nível de esquadrilha (quatro aeronaves) e elemento (duas aeronaves). A FAB usa material modular em containers aerotransportados para facilitar a mobilidade aérea. Esses containers têm tudo que uma esquadrilha dispersa precisa, como combustível, munição, alojamento, laboratório fotográfico, cozinha, peças de reposição, centros de comando e comunicação, apoio médico, etc.”
.
http://sistemasdearmas.com.br/amx/amx11desepenhoarmas.html

Renato Vieira
Visitante
Renato Vieira

Rinaldo, no EB torar é dormir/soneca, estudar é papirar. Rssss, mas ele pode fazer as 2 coisas!

Renato Vieira
Visitante
Renato Vieira

Legal e estratégico esse tipo de treinamento, até porquê para uma força oponente é muito mais fácil destituir aeródromos isolados do que quilômetro por quilômetro de uma rodovia!

Renato Vieira
Visitante
Renato Vieira

*destruir

Walfrido Strobel
Visitante

Interessante o Radar Meteorológico Aerotransportado que a Indonésia comprou para este tipo de deslocamento de Bases Aéreas nas pistas das ilhas quando necessário deslocamentos, tambem ja foi usado no caso de pane no radar de aeroportos. Esta é a foto do sensor principal, ainda tem o gerador e o módulo do operador. . https://4.bp.blogspot.com/-zQDIH5AeSOs/UP83-JKSbyI/AAAAAAAAPMQ/sFNvnQMVmnQ/s400/1.jpg “Com isso em caso de pane de um radar fixo ou operações militares a Força Aérea poderá rapidamente equipar a região onde se faz necessária sua aplicação. São necessárias nove pessoas para instalar e operar o radar meteorológico, o Radar ficará na Base Lanud Abdul Saleh… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante

Este é o sistema de defesa aerotransportado para um deslocamento de base na Indonésia, o Oerlikon Skyshield 35 mm, ainda falta na foto o missil Chiron que é acoplado ao sistema.
Vejam que ja foi um C-130 para transportar o Radar meteorológico com seu gerador e console do operador e outro para o sistema de defesa.
” Indonesian Air Force acquired and operated Chirons since 2014 which was integrated with Oerlikon Skyshield 35 mm anti-aircraft gun system. The KP-SAM Shin-Gung or Shin-Kung is a South Korean shoulder-launched surface-to-air missile manufactured by LIG Nex1. It is marketed internationally as the Chiron.”
. http://jakartagreater.com/wp-content/uploads/2013/05/Skyshield_Radar_and_Guns.jpg

Walfrido Strobel
Visitante

Esta é a Mobile Tower usada pela Indonésia, vou parar por aqui, só mostrei estes 3 itens alemães comprados pela Indonésia para que os leigos tenham ideia de que não é fácil montar uma Base Aérea móvel.
. https://www.rohde-schwarz.com/us/solutions/aerospace-defense/air-traffic-control/references/atc-indonesia_64702.html

Walfrido Strobel
Visitante

Tenham paciencia, não vou mostrar tudo o que precisa para deslocar uma Base Aérea, so vou complementar a parte de controle aéreo e comunicações para mostrar que deslocar uma Base Aérea não é brinquedo.
Rússia, EUA e China tem equipamentos muito mais capacitados, mas mostro a Indonésia por ser um país com tamanho, capacidade financeira e população compatíveis com o Brasil.
Este é o Radar Móvel comprado por eles da Weisel dinamarquesa para estes deslocamentos e suprir a pane em alguma Base Fixa.
. https://m.youtube.com/watch?v=IKro59NiQ70

Walfrido Strobel
Visitante

Ultimo post, este é o veículo de comunicações da TNI-AU, montado por uma empresa indonesia sobre a base de um furgão Mercedes-benz com antena dobrável na medida para caber no C-130. “CMOV (COMMUNICATION and MONITORING, OBSERVATION VEHICLE) e COMOB (Mobile Communication) e Jammer Mobile. dispositivo que serve como o comando principal controlador em operações e exercícios realizados . Na operação, o equipamento funciona como uma ferramenta para monitorar dados de radar e aeronaves em comunicação com o exercício. Além disso, este equipamento é também equipado com um meio de ligação especiais, que podem ser utilizados para a comunicação segura e… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante

Correção: A empresa dinamarquesa que vendeu o radar foi a Weibel e não Weisel. ” More than 4,000 advanced Weibel radars are used in aerospace, defense, and missile defense industries in more than 40 countries. Our radars secure safety for NASA launches, qualify weapon systems, test long-range missiles, and watch over thousands of Indonesian islands. The same proven technology offers unique gap-filling tracking and discrimination capabilities to ballistic missile defense.” Weibel . A Indonésia ja comprou um radar meteorológico mais fácil de ser transportado, que não precisa ser desmontado. O antigo maior continua sendo útil para repor radares meteorológicos em… Read more »

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Caro Cel Nery
Caro Juarez
Eu também nunca vi:
https://www.youtube.com/watch?v=SQZFbPsxNmE

_RR_
Visitante
_RR_

LucianoSR71 ( 27 de julho de 2017 at 21:56 );
.
Falou tudo… hehehe
.
https://www.youtube.com/watch?v=4IaWn7kX4Es
https://www.youtube.com/watch?v=fBE41A9VT3Q
.
A mais bela ave da SAAB…

_RR_
Visitante
_RR_

Amigos,
.
Apenas para enriquecer o debate.
.
https://www.youtube.com/watch?v=49L9BlYQSjw
.
Creio que, atualmente, são os suecos os que estão melhor capacitados para operar de forma desdobrada. Tem a aeronave que considero a certa, e consequentemente puderam desenvolver a que observo ser a melhor doutrina.
.
E não é de hoje…
.
https://www.youtube.com/watch?v=PoQtnugT6A4

Walfrido Strobel
Visitante

Um país que anunciou e mostrou que em horas prepara uma rodovia comum em pista foi Singapura, neste vídeo usam o E-2C, F-5E e F-16 C/F Block 52+, este ano usaram o F-15SG tambem.
. https://m.youtube.com/watch?v=CBMD4QTSyqM

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Renato Vieira, obrigado pela correção, é isso mesmo. Praefectus, essa rodopista na BR-364 foi idealizada por mim em 1998, quando era S-3 do 2°/3° GAV. Tivemos o apoio do 5° BEC, que efetuou alguns reparos no trecho, retirando placas, cortando árvores e pintando as”zebras” nas cabeceiras. O DTECEA-PV apoiou com uma torre de campanha. E BAPV com ambulância, bombeiros e rancho de campanha (não existia o MAPRE). Interessante ressaltar que um dos pilotos foi o próprio Comandante da III FAE, Brig Adalberto. Seu filho hoje é Guardião. A III FAE havia recém retornado de Nellis, onde o 1°/16° GAV havia… Read more »

Walfrido Strobel
Visitante

Estas cozinhas transportadas em containers são uma ideia antiga e ja existem prontas a venda, é só ter vontade e $$$ para comprar.
O Brasil ja teve uma boa UCS(Unidade Celular de Saúde) que era aerotransportada e de boa qualidade, mas foi mandar para ajudar o México no terremoto dos anos 80 e o Pres. Sarney se empolgou e doou para eles.
Este projeto de UCI(Unidade Celular de Intendência) existe a muito tempo, mas sempre com recursos pingados.
Esta é uma cozinha em conteiner usada pelas forças armadas americanas.
. https://www.outdoorventure.com/our-products/multi-purpose-shelter-system/base-camp-and-training-solutions/ipanel-sip/lightweight-maintenance-equipment-shelter/ovc-engineered-solutions-llc/mobile-kitchen-units/expeditionary-field-kitchen

Walfrido Strobel
Visitante

Até a Força Aérea das Filipinas está bem de cozinha móvel, esta sobre caminhão parece ser muito boa, se bem que eles tem grandes enchentes todos os anos que exigem estes deslocamentos de tropas para ajudar.
Agora a cozinha móvel está na cidade de Marawi, o que começou como o “Conflito de Marawi” com o ISIS agora ja é considerado a “Batalha de Marawi” com mais de 500 mortos, 100 soldados filipinos e 400 guerrilheiros, existia o medo que subisse de escala e se transformasse em “Guerra de Marawi”.
. https://www.update.ph/2017/06/military-mobile-kitchen-on-its-way-to-serve-marawi-city-residents/18284

LucianoSR71
Visitante
LucianoSR71

_RR_ 28 de julho de 2017 at 22:02 Valeu. Só p/ lembrar que além de um design incrível, eles conseguiram modificar o motor civil Pratt & Whitney JT8D e arrancar 28 mil lbf c/ o afterburner. Aproveitando, assisti um documentário sobre a história da Saab ( que foi criada em 1937 p/ fabricar aviões ) e tem uma coisa curiosa : os primeiros carros que produziu eram todos pintados de verde e por uma motivo muito simples, ao fim da guerra havia uma grande quantidade de tinta verde sobrando nas forças armadas, a Saab então comprou esse estoque quase de… Read more »

J.Silva
Visitante
J.Silva

Paulo Jorge 27 de julho de 2017 at 23:20, “No Sudeste eu concordo. Mas no Norte-Nordeste temos crateras lunares por todos os lados.” . A BR-242, responsável pelo escoamento da safra do oeste baiano, entre os trechos de Barreiras (863 km de Salvador) a Ibotirama (652 km de Salvador), tem longuíssimas retas niveladas que atenderiam bem a este conceito. . Numa guerra em nosso litoral, suponho que seriam ótimas opções de recuo para operar aeronaves desdobradas. Pois ficam atrás da Chapada Diamantina, que é um enorme escudo natural, uma grande região de serra, no centro do Estado, que forçariam mísseis… Read more »

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

O MAPRE não é somente u a cozinha de campanha pois o segredo está no método de preparo das refeições. Idealizado por um oficial intendente, causou o interesse da USAF. Pode fornecer mais de 400 refeições diárias. As Unidades Celulares sempre existiram, e são utilizadas anualmente, seja nas Ágata e agora na Ostium. A UCS virou HCamp (Hospital de Campanha), e também é utilizado com frequência. Por ocasião dos workshop sobre o KC-390 patrocinados pela COPAC, em 2009, a DIRSA participou para opinar sobre suas necessidades de transporte do HCamp. A FAB possui capacidade para operar o centro de comando… Read more »

sergio ribamar ferreira
Visitante
sergio ribamar ferreira

Muito bom os comentários. Principalmente sobre construções de pistas e logística empregada…Gostei! Interessante.

Flanker
Visitante
Flanker

Não lembro o ano, mas foi entre o final da década de 80 e início da de 90, a FAB realizou uma operação rodopista com os AT-26 do Poker e do Centauro da BASM. Foi utilizado um trecho de uns 3000 metros de uma reta de mais de 10 km existente na BR-392, logo após a saída de SM em direção ao sul do estado. Foi algo simples de preparar, com pintura dos balizamentos e outras pequenas adequações. Uma “torre” de controle foi imstalada e o aparato necessário foi transportado por caminhões. As operações de pouso e decolagem ocorreram normalmente.… Read more »

PRAEFECTUS
Visitante
PRAEFECTUS

Meu caro Rinaldo Nery 29 de julho de 2017 at 11:45,
.
agradeço as informações, confesso que foi uma grata surpresa saber que foi o amigo que idealizou a utilização daquele trecho de pista. Belíssima região aquela.
.
Saudações, abraço!