domingo, junho 20, 2021

Gripen para o Brasil

Incidente entre caça chinês e aeronave da USN no Mar da China Oriental

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Um avião de vigilância dos EP-3 da Marinha dos EUA foi forçado a tomar medidas evasivas para evitar uma colisão com dois caças chineses no domingo, disseram autoridades da defesa norte-americanas.

A aeronave de vigilância eletrônica estava voando em águas internacionais no Mar da China Oriental, a 80 milhas náuticas ao sul de Qingdao, na China, quando dois caças J-10 chineses se aproximaram por trás, disse o porta-voz do Pentágono, Jeff Davis.

Um dos caças voou sob o avião de vigilância e apareceu em frente a ele, “forçando o avião a realizar manobras evasivas”, disse um segundo oficial de defesa americano que falou sob condição de anonimato.

Na segunda-feira, os funcionários chamaram a manobra de insegura e advertiram que poderia ter levado a erros de cálculo e uma possível escalada entre os EUA e as aeronaves chinesas.

“Eles estavam armados”, disse o funcionário sobre o J-10, enquanto o EP-3 não.

Além disso, “não houve comunicação” entre as aeronaves chinesa e americana, o que tornou a manobra mais perigosa, disse o funcionário.

As notícias da interceptação surgem num momento em que a administração do presidente Donald Trump decidiu aumentar o número de patrulhas navais planejadas no Mar da China Meridional, onde a China construiu e militarizou um arquipélago de ilhas artificiais, disse o funcionário.

O planejamento das patrulhas exige uma frequência mensal, confirmou o funcionário, embora o tempo entre essas operações possa variar.

FONTE: Military Times (tradução e edição do Poder Aéreo a partir do original em inglês)

- Advertisement -

45 Comments

Subscribe
Notify of
guest
45 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
winner oliveira

Que tamanha audácia desses chineses.

Zica

Esses chinas estão precisando de uma lição para entender definitivamente quem manda. Alguém tem dúvida que é o tio Sam? Pobre daqueles que acham que os EUA mostram ao mundo todo seu poderio bélico e tecnológico. Cartas na manga eles tem de sobra. A questão é quando e onde vai usar todo seu potencial militar. Não há chances para a China ou qualquer outro país contra os yankees.

Eduardo dos Anjos

Zica, Os americanos pensavam a mesma coisa quando invadiram o vietná, o resultado todo mundo sabe!

Jeff

Lição?? Americanos voam o tempo todo no quintal de todo mundo e a culpa é dos chinas? Queria ver o mimimi se algum avião radar de qualquer país chegasse perto da borda deles.
.
Um dia ainda vão tomar um S-400 no traseiro, vão gritar, vão espernear, mas no final vão ficar quietinhos igual aos russos, que foram brincar no quintal dos vizinhos e tomaram sarrafada.

Emmanuel

Mais do mesmo.
E segue a semana…

Abraço a todos.

Nonato

Trump precisa tomar uma atitude.
Os chineses estão cuspindo fogo, se achando os tais.
Agem igual à Alemanha.
Os aliados foram deixando a Alemanha colocar as unhas de fora…

Gustavo

Jeff já disse tudo.
Ta certo a China, se fosse avião de patrulha chines na costa americana era abuso? Queriam o que, bota dois caças no ar e desejar boas vindas para os americanos?
“Por favor, venham nos espiar aqui mais próximo da costa. Fique a vontade!”

Flanker

Onjato, o que você sugere a ser feito com a China? Forçar todos os países do mundo a não comprarem o que eles produzem? Sim, porque todos compram de tudo da China. Desde quinquilharias de 1 dólar ate equipamentos eletrônicos de valor elevado. Acredito inclusive que o maior comprador desses produtos da China são os EUA! O mundo inteiro, com as compras de peodutos chineses, financiam os investimentos deles em defesa. E sem falar no mercado doméstico deles, que com o crescimento vertiginoso da economia, aumemtou o poder aquisitivo da população, incluindo milhões de pessoas no mercado consumidor interno. Ou… Read more »

Flanker

Onjato = Nonato ….. desculpe, esse meu teclado é uma porcaria

Marcelo Andrade

Será que haveria a mesma manobra arrojada dos chineses se o EP-3 estivesse escoltado por F/A-18E?

No mais, se os EUA voam aonde querem, mesmo em águas internacionais, os outros tb podem fazer o que quiserem tb.

Mas há limites de segurança que deveriam ser respeitados!!

Johan

Só para constar os chineses estão “namorando” a Petrobas e já vieram algumas vezes no COMPERJ, segundo alguns, eles irão se associar para tocar o barco, mas pelo que se comenta, irão assumir o controle por terem $$. A meretriz escarlate está com fome de poder e vai chegar a época de muita gente ter saudade quando o mundo era dominado pelos EUA.

Ivanmc

O “Vigorous Dragon” tem que botar para correr mesmo, expulsar a força, não pode dar espaço.
Esse caça J-10 é fantástico.

Leandro Costa

Vocês são loucos. Foi uma interceptação insegura em espaço aéreo internacional. É coisa de perigo à navegação aérea mesmo. E sim, a Rússia faz a mesma coisa nos EUA, vide Bears testando a prontidão de aeronaves em QRA no AK.
.
Em espaço aéreo internacional, todo mundo pode voar aonde e como bem quiser, desde que dentro de padrões de segurança internacionalmente acordados e reconhecidos.

Gustavo

80 milhas é território Chines, visto que as águas territoriais são 200 milhas náuticas.

Control

Srs Águas internacionais são, como indica o nome, internacionais e é um consenso e direito reconhecido que qualquer país tem livre transito nelas (incluso o espaço aéreo acima). Portanto não cabe a China ter chiliques por aviões e navios de qualquer outro país transitarem em águas internacionais próximas a sua costa. Aliás, os chineses também têm o direito de transitarem por águas internacionais próximas aos EUA, Rússia e qualquer outro país (aos que não sabem, águas nacionais vão apenas até o limite de 12 milhas). Por outro lado é estranho toda a torcida organizada de brasileiros pró China. Afinal, os… Read more »

Leandro Costa

Gustavo, leia atentamente o que o control postou. Não confunda águas territoriais com ZEE, por favor.

Carlos Alberto Soares

O J 10 foi inspirado no Lavi Israeli, afirmam que o projeto foi “vendido”.
http://www.aereo.jor.br/2017/06/10/o-programa-lavi-2/

Jacinto

Leandro Costa,

Inclusive os EUA e a antiga URSS (sucedida pela Rússia) têm entre si um “protocolo” de interceptações seguras para evitar acidentes. Chama-se “Prevention of Dangerous Military Activities Agreement”, o que demonstra que, quando um não quer, dois não brigam.

Leandro Costa

Exato, Jacinto. O cumprimento dessas convenções é de interesse mútuo.

claudio

NÃO VAI DAR EM NADA ….SEGUE A SEMANA

Ivanmc

Carlos Alberto Soares 25 de julho de 2017 at 11:55

“O J 10 foi inspirado no Lavi Israeli, afirmam que o projeto foi “vendido”.
.
É isso aí, o LAVI vive, personificado e com seus devidos avanços no J-10.
Mazal tov!

Hawk

Jeff 25 de julho de 2017 at 9:21 concordo também com você, isso desde lá dos tempos da Guerra Fria.
Mas você viu quanto eles (os americanos) estão gastando só esse ano com as força armadas?
Eles não são russos, principalmente com o Trump na presidência que é um misto de “político, showman e porra louca” e não mais o Obama.
Ninguém sabe o que está se passando na cabeça dos Americanos, Chineses ou Russos, só sabemos que eles querem ter o mundo todo pra si.

Ádson

Engraçado é que ninguém aqui meteu o pau no P-3 americano. Para os nossos se lêem: sucata, ultrapassado, peça de museu.

Ivan BC

Control 25 de julho de 2017 at 11:40 Concordo! Brasileiro gosta de torcer…até agora o Brasil é apenas uma colônia de exportação de matéria-prima (gerando riqueza para meia dúzia de pessoas) para a China e ponto final. Dentro desse contexto de comércio, perdemos empregos e empresas, pois não podemos competir com eles; na outra ponta somos consumidores de produtos industriais chineses e para complementar a situação os caras estão comprando diversas empresas privadas e estatais dentro do Brasil, inclusive áreas imensas do pre-sal e setor de minérios. Enfim, brasileiro torcer pelo crescimento chinês é o mesmo que torcer contra o… Read more »

Leandro Costa

Só acho que nossa compra de P-3’s foi atrasada. Compramos justamente quando estão começando à serem aposentados. Na função de patrulha marítima, os P-8 estão assumindo, que é justamente a função na qual nós utilizamos os P-3. Não duvido muito que os EP-3 também estejam com os dias contados. Sempre achei que poderíamos ter solução nacional para a mesma função. Mesmo assim é um bom avião.

PRAEFECTUS

Eduardo dos Anjos 25 de julho de 2017 at 9:20,
.
morri de rir com essa resposta. O zica saiu zicado com essa…rs
.
O que ocorre meus caros, é que cada um aí tá no seu papel, EUA tentando dar uma espiadinha dizendo que isso não tem problema algum e ziriguidum…e os china mostrando os dentes dizendo; “isso aqui é TUDO meu, já elvis fii…”
.
Agora, tem um ditado que diz assim; “Pote que tanto vai a fonte, uma dia volta quebrado…”
.
Grato

Emmanuel

Queria ver “cacinha” chinês fazendo palhaçada com um par de super hornets, falcons ou eagles na cola.
Aham…vai fazer mesmo.
Caça chinês e que nem caça russo, ótimo para eles. Não para os outros.
Eles ainda tem muito dever de casa para fazer até ser “gente grande”.
Segue a semana.

Abraço a todos.

Ádson

Leandro Costa 25 de julho de 2017 at 13:45
Leandro, P-3 não é uma boa plataforma, é uma excelente. O erro da FAB foi não trocar as asas.

theogatos

Como o Control trouxe, por padrão são 12 milhas náuticas… Alguns países que não possuem outro que “dispute” sua costa pode ter até 24 milhas náuticas se não me engano (acho que é zona contígua que se chamam essas 12 milhas adicionais), se não fica nas 12 mesmo ou até menos… . 200 milhas náuticas são ZEE e não extensão territorial… País tem direito de exploração econômica, mas se não me engano não são território do país em si… Além das 200 milhas já é território internacional… Isso também em países que não têm outro à sua frente em menos… Read more »

Bravox

Quanto tempo até a china entrar em guerra com algum pais proximo ?

Fabiano

O avião patrulha dos Estados Unidos estava em águas internacionais! Será que alguns aqui não leram a matéria?

Leandro Costa

Basicamente essas 200 milhas de Zona Economica Exclusiva significa que o país pode fazer exploração econômica dessa zona ou seja, pesca, petróleo, etc. Qualquer outro país que venha fazer isso, sem autorização dentro do país, é passível de atuação por parte de autoridades competentes desse país. Dêem uma olhada no episódio da ‘Guerra da Lagosta’ que terão um bom exemplo.
.
Mas a navegação é livre para qualquer navio até as 12 milhas náuticas da costa padrão ou mesmo a zona contígua.

Felipe

Queria ver o mimimi se fosse uma aeronave de vigilância (espionagem) chinesa voando a 80 milhas da costa norte-americana. Iriam chover cirticas à “audácia” chinesa, tipo “como é que podem”, “que absurdo”, etc…

Rodrigo M

Impressionante como uma turminha aqui, toma partido e fica nervosa, por conta de país alheio.
Os chineses estão certos em monitorar seu quintal, e tenho certeza que vão continuar fazendo, gostemos ou não.
Ideologias a parte, país que leva sua defesa a sério não brinca em serviço.
Só mesmo brasileiro fã-boy, acredita que o mundo é cor de rosa e as nuvens são de algodão.
Os EUA fariam o mesmo fosse uma aeronave chinesa voando em águas internacionais sobre o golfo do México.

Lúcio Sátiro

Me dê o comando de um caça americano e eu testo os chineses para saber se eles tem coragem !Americanos, sempre muito comportados !

Leonardo

Besteira. O china quis fazer gracinha e quase causou um acidente e essa foi a reclamação dos pilotos americanos.

Jeff

Em 1982 os caças brasileiros interceptaram um Vulcan inglês, durante a guerra das Malvinas. Lembram a qual distância o bombardeiro estava, quando foi emitido o alerta para interceptação? Nem a FAB permitiu “passeios” na nossa borda.

Leandro Costa

Lembro bem, Jeff. A aeronave inglesa estava sendo acompanhada e foi dado o alerta quando tornou-se óbvio que entraria em espaço aéreo brasileiro, ou seja, a 12 milhas da costa, e não a 80…

Jeff

Leandro, os aviões estavam sendo acompanhados a mais de 100 milhas da costa brasileira pelos nossos radares. A que distância da costa será que os F-5 chegaram no Vulcan? Vale o comparativo.

Leandro Costa

Pouco antes de passarem da linha costeira, Jeff. Nada impediria que interceptássemos ainda mais longe, seja a 12, 50, 100, 200 milhas (se a aeronave tivesse capacidade para tal). De acordo com convenções internacionais não haveria problema algum, assim como no caso dos chineses. A navegação aérea é livre, mas em caso de interceptação, não se pode ordenar a mudança de curso em situações normais. A interpretação/acompanhamento tem que ser feita de maneira segura. . Na época das Falklands ainda havia o agravante do conflito no qual o Brasil era oficialmente neutro, mas que supriu a Argentina com algumas coisinhas.… Read more »

Juliano Bitencourt

Huummm, a China tá irritadinha! Será que é por que o comunão do Obama não tá lá mais dando colher, ou melhor, PÁ CARREGADEIRA de chá? Depois de 8 anos fazendo o que quiz, roubando espaço em águas internacionais, chegou Big “Trump” Macarthy e disse: no man, isso aqui não é teu não.
Deu chilique.

aderbal justino

Não vejo dificuldade em boicotar a China. Afinal, eles não criam tecnologia, copiam tudo ou produzem com licença dos fabricantes.

PRAEFECTUS

Amigos,
.
situações como essa acontecerão com mais frequência daqui pra frente em todas as áreas quentes ao redor da Europa e Asia.
.
Pra se ter uma ideia o Ministério da Defesa russo manifestou perplexidade com um incidente ocorrido ontem dia 25 sobre o Mar Negro, em que um caça Typhoon da RAF foi enviado para interceptar quatro aviões russos(dois bombardeiros Tu-22 e dois caças Su-27), em vôo de treinamento. Peitudo eles hein…
.
Lembrando que o caça britânico se encontra baseado na Romênia como parte do esforço da OTAN para conter a “ameaça russa”….
.
Grato

sergio ribamar ferreira

Concordo com o Sr. Ivan BC. Temos de dar prioridade a nós e não a país a ou b. temos de Reconhecer que os estadunidenses são uma super potência bélica e que a China mesmo com todo desenvolvimento ainda não é capaz de superar os norte -americanos. Esqueçam :EUA, Rússia , China, França, Inglaterra e a própria Alemanha são países que se tornaram protagonistas, Senhores da Guerra. Existem os desenvolvidos e àqueles que vendem comódites e vivem na periferia. Brasil é um país periférico e a muito foi superado. Somos uma nação capenga que não chegamos ao desenvolvimento desejado e… Read more »

Jeff

Leandro, obrigado pelas informações.

Reportagens especiais

Conheça as armas do caça Saab Gripen E/F da FAB

As armas e pods compatíveis com o caça Saab Gripen E, mas a FAB só adquiriu uma parte até...
- Advertisement -
- Advertisement -