Desdobramento Ala 21 em Jokkmokksbasen - foto 3 Forcas Armadas da Suecia

Ala Norrbotten da Força Aérea Sueca, abrigada normalmente na Base Aérea de Lulea, não desdobrava seus caças em Jokkmokk desde 2005, com exceção de exercício geral realizado em 2013

A Força Aérea Sueca vem buscando retomar, recentemente, a prática de desdobramentos de caças e equipes de apoio de suas alas de caças Gripen, e a Ala F21 “Norrbotten” tem capitaneado esse esforço de retomada da doutrina.

Em abril, já havíamos publicado matéria sobre as novas experiências realizadas pela F21, que é a ala de caças Gripen que atua no norte do país, para atualizar e praticar com mais frequência essa doutrina. Nesta última terça-feira, 10 de maio, o site das Forças Armadas da Suécia divulgou novas informações e fotos desse processo em andamento.

Desdobramento Ala 21 em Jokkmokksbasen - foto 8 Forcas Armadas da Suecia Desdobramento Ala 21 em Jokkmokksbasen - foto 7 Forcas Armadas da Suecia

Desta vez, caças Saab Gripen da Ala Norrbotten desdobraram-se para a Base Aérea de Jokkmokk, onde a unidade não realizava práticas rotineiras do tipo desde 2005 (a exceção foi um exercício geral da Força Aérea Sueca realizado em 2013). Jokkmokk fica a pouco menos de 200km de Lulea, no norte da Suécia.

Desdobramento Ala 21 em Jokkmokksbasen - foto 5 Forcas Armadas da Suecia Desdobramento Ala 21 em Jokkmokksbasen - foto 6 Forcas Armadas da Suecia

A operação na Base Aérea de Jokkmokk, realizada no final de abril, permite a prática com o típico clima da época na região: um dia de sol é seguido de um dia de neve. Assim, pela manhã veículos especiais frequentemente tiveram que realizar a retirada de neve da pista.

Desdobramento Ala 21 em Jokkmokksbasen - foto 9 Forcas Armadas da SueciaDesdobramento Ala 21 em Jokkmokksbasen - foto Forcas Armadas da Suecia

O pessoal desdobrado para Jokkmokk foi de pouco mais de 30 militares, que exercitaram o apoio às aeronaves em campo, incluindo a prática de rápidos reabastecimentos, controle do tráfego aéreo, entre outras atividades. Os controladores de tráfego aéreo são militares da reserva que atuam em outras bases e aeroportos.

Desdobramento Ala 21 em Jokkmokksbasen - foto 2 Forcas Armadas da Suecia

Segundo as informações disponibilizadas pelas Forças Armadas da Suécia, os integrantes da Ala 21 se misturaram à companhia fixa e variável da Base de Jokkmokk e a operação foi bem-sucedida, com realização de todas as atividades planejadas. Entre essas atividades, está o desenvolvimento de novos procedimentos de aproximação, que diminuem o tempo para os caças aproximarem-se para o pouso na base.

Para o futuro, a intenção é realizar esses exercícios com mais meios e maiores equipes conjuntas envolvidas.

Desdobramento Ala 21 em Jokkmokksbasen - foto 4 Forcas Armadas da Suecia

VEJA TAMBÉM:

Previous articleRadares meteorológicos da FAB voltam a operar após aporte de recursos do governo
Next articleGoverno da Dinamarca recomenda compra do F-35 e divulga justificativas
Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Clésio Luiz

A última foto mostra a junção suave entre a asas e a fuselagem do Gripen.

A eficácia disso foi demostrada pelo F-16, onde essa junção suave permitiu que a fuselagem contribui-se com a sustentação aerodinâmica.

A Dassault usou dessa artimanha no Mirage 2000, testando pelo menos 2 formatos de junção asa-fuselagem nos protótipos. Somado ao slats no bordo de ataque, soma o grosso das diferenças aerodinâmicas com relação ao seu progenitor Mirage III.

Clésio Luiz

A compra do Gripen pela África do Sul, deve ter tirado completamente as dúvidas da FAB sobre a operação do caça sueco em climas quentes. Especula-se que um dos motivos da FAB não ter optado pelo Draken em 1967, teria sido preocupações sobre um caça projetado para operar em climas gelados se comportaria nos trópicos.

Caçador Cometa

Me preocupa o fato de ainda não termos feito(se o fizemos não demonstramos) nada ainda para recebermos estas aeronaves. Falo em termos operacionais, táticos. Estas aeronaves foram projetadas para voarem conectadas a um sistemas de enlace de informações o qual não possuímos ainda. Este link BR2 é quase uma lenda urbana. Banco de dados de RWR quem nos venderá?? Nosso pilotos nem autorizados a ligá-lo na Suécia o foram, pois lá isto é assunto de segurança nacional, com toda a razão obviamente. Quando chegar a primeira unidade, creio que estaremos atrasados já neste processo e afirmo com toda a certeza… Read more »

Gustavo

Pergunta. Eles ja aposentaram todos os JA-37?

Rinaldo Nery

Caçador Cometa, me lembrei da música do cancioneiro. kkkk. Calma que você chega na primeira linha. Brincadeiras à parte, você tem uma parcela de razão. Só discordo do link BR2. Vai sair, mas é um tema complexo, e temos poucos especialistas. Lembrando que será o link das FFAA, e não só nosso, da FAB. EM 2009 participei de uma reunião sobre o tema, no EMAER. O IEAV ficou responsável por coordenar as ações dentro da FAB, na pessoa do então Maj Av Uruguay. Quanto ao tema Inteligência Operacional, concordo em gênero, numero e grau. A FAB necessita montar um curso,… Read more »

Gustavo

Outra pergunta. Gripen A/B ainda dao pro caldo? Serviria pra ser aproveitado por alguma força aerea? Vai que um presidente interino por ai queira ficar esperto com algum pais bolivariano engraçadinho e queira se prevenir de alguma investida deste pais….

BrancoF-16

Gustavo, comentário muito pertinente no entanto dias atrás aqui no poder já foi dito que até papel higiênico tá faltando em nossas forças, então logo suponho eu que não há grana para tal empreitada.

Mais como custar não sonha, quais são as capacidades desses gripen A/B estão a frente de um mirage 2000 no nível de um F-16 block 40 um pouco pior ou melhor ??? Qual o custo suposto de aquisição e hora vôo quais armas integradas poderíamos usar ?? Etc

Gustavo

Brancof16, realmente pertinente mas nao é chato saber que nossas defesas estão muito fracas? Continuando o sonho aqui. E se derrepente sem mais nem menos alguns AT-33 ou K-8 resolvesem passear por essas bandas? Não esses a gente ainda da conta, então e se alguns F-16 A/B ou uns sukhois fossem plotados no controle radar de Manaus? Como se diz no fantastico! Vc só tem uma chance. Sera que estamos preparados?

Rommelqe

Ainda sonho em ver uns 12 GripenC/D sulafricanos “”emprestados” imediatamente. Entendo que teríamos pelo menos seis unidades (tres elementos) operacionais e alocados em Boa Vista (ou pelo menos facilmente desdobraveis a partir de Manaus). Os F-5 de Manaus seriam deslocados para Camp Grande.

fonseca

Rommelque. Se eu fosse Temer, conseguiria pelo menos seis gripens sul africanos ou f16 de qualquer país, de preferência americanos, entregues operacionais garantidos pela fábrica

Galeao

Amigos, em caso de um cenário de guerra quem protejeria estes caças no chão? Uma vez q países potencialmente inimigos sabem onde eles treinam e onde poderiam desdobrar os caças ao redor do país, saberiam onde atacar, ou nestes desdobramentos também vai defesas antiaéreas também.

Sds
GC

Claudiney Martins

Rommelque e Fonseca, diria que este empréstimo é impossível. O governo que entra terá que cortar gastos violentamente se não quiser aumentar impostos, que ao meu ver é bem provável. Gripens C/D no Brasil, só de passeio. E possivelmente Gripens E/F só depois de 2020.

BrancoF-16

Gustavo e demais colegas, e me incluo junto no comentario que vou fazer. Vamos continuar apenas debatendo o assunto como meros entusiastas, poís sabemos que 3 coisas são um fato neste país, primeiro para a economia melhorar ainda vai ter que piorar mais um pouco, ou seja, nos próximos 4 anos a verba vai ser curta. Segundo a vontade politica seja ela em investir nos setores de segurança de modo geral forças armadas e policia é quase nula, e por fim a população acha que se um dia precisarmos usar a força para nos defendermos, em uma semana arrumamos a… Read more »

BrancoF-16

Depois do desabafo pessoal. Acho que o Gripen E/F foi uma boa escolha e com algum esforço ira caber em nosso bolso, no entanto as 36 unidades seriam proporcionalmente suficiente para defender uma área do tamanho do sul do país de forma satisfatória. Não só a FAB como Exercito e Marinha sofrem quando o tema é quantidade e qualidade de meios ao cumprimento satisfatório de suas obrigações, esse país possui inúmeras riquezas a proteger e ele tem um território imenso é imenso, seja em terra, mar ou ar, se rouba ouro na fronteira, se roubas pescado no mar, se invade… Read more »

galeao123

Valeu Nunao pelo esclarecimento, imagino que se quiséssemos adotar uma doutrina semelhante, seria possível, porem muito complicado pra nos, pois somos um pais muito extenso e poucos recursos, sofremos do cobertor curto.

sds
GC

Nonato

Ala F21? Jokkmokk?
Fiquei pasmo. Quando eu iria imaginar algo desse tipo…

ronaldo de souza gonçalves

O Brasil dentro da america latina e o que mais gasta com defesa. Essa de faltar até papel higienico acho um pouco estranho mande fazer uma auditoria dentro da Fab pela propria FAB para ver o que está acontecendo.

Rinaldo Nery

A SEFA faz auditoria em todas as organizações, todo ano. E a FAB tem um órgão chamado CENCIAR (Centro de Controle Interno da Aeronáutica), chefiado por um Major Brigadeiro Intendente. Além das auditorias do TCU.

Nonato

Nunão, desculpe. RS. Sei que a matéria tem sua importância e faz sentido.
Mas ficou meio engraçado.
O teor da matéria dá uma hora importância enorme ao fato.
Muito parecido com Galvão Bueno. Tipo há vinte anos o Brasil não perde para o Canadá jogando em casa.
Estatística.
Aí fala – ala f21 vai para a jokkmokk.
Aparentemente uma ala normal. Uma cidade comum que nem sei onde fica…RS.

Mauricio R.

OFF TOPIC…, mas nem tanto!!!! . Da série: “Quem tem de onde tirar dinheiro, vai as compras, quem não; chupa que a cana é doce!!!” . FMV da Suécia confirma conversações com Botswana, para a venda de 8 caças JAS-39C/D “Gripen”, via o site http://www.alert5.com: . (http://www.affarsvarlden.se/hem/nyheter/article3973548.ece) . PS: A fonte entre parenteses é um jornal sueco, citado pelo site: http://alert5.com/2016/05/16/swedish-fmv-confirms-talk-to-sell-8-gripen-cds-to-botswana/ . PSS: FMV, p/ que não está a par, é a “dona” de todo o material bélico das ffaa suecas, é responsável pela seleção, aquisição, reparo, reforma, venda, etc, etc, etc… Similar a DGA francesa. Se se quer evitar… Read more »