Home Noticiário Nacional Falso coronel é detido na BASP

Falso coronel é detido na BASP

8964
53

Ele insistia em visitar o paiol de armamentos da base

image (2) image

ClippingNEWS-PAEle tinha cara de militar, postura de militar, farda de militar e até estrela de coronel. E foi assim, todo paramentado, que ele conseguiu enganar uma equipe de soldados de plantão e entrar na Base Aérea de São Paulo (Basp), localizada em Guarulhos, nesta terça-feira. O suspeito se identificou como Antonio Luiz Morgon Filho, de 53 anos – nome que ainda está sendo investigado. Ele mostrou uma identidade falsa aos guardas que estavam de serviço para entrar no quartel. Mas a farsa no coronel caô não durou muito tempo. Ele chamou a atenção de militares que o prenderam após suspeitar do comportamento.

O falso coronel chegou de táxi até a base militar e disse que queria visitá-la para “matar as saudades”. Para ter acesso ao local, ele mostrou um documento falso de coronel da Aeronáutica. Ele disse que já havia trabalhado no local no passado e que, atualmente, estava em Brasília. O que chamou a atenção da segurança do quartel foi que o homem pedia insistentemente para ver o depósito de armamentos da unidade.

image (1)

O serviço de inteligência da Basp, no entanto, conseguiu verificar que o homem não era um antigo coronel da unidade e ele acabou preso. O homem carregava consigo uma maleta, na qual havia apenas dinheiro.

Em um áudio, recebido pelo EXTRA, um militar, que trabalha na Basp, falou sobre o ocorrido: “Ele se apresentou com esse 5º uniforme aí da foto, dizendo ser coronel full da reserva, que serviu aqui na base aérea, nos idos de 80 e pouco, e que queria passear pela base e ‘matar as saudades’. Como a gente tem aqui um sistema de avisar para o oficial de dia quando está chegando uma autoridade e manda essa autorização para a guarda por e-mail, isso (a chegada inesperada do falso coronel) gerou estranheza no soldado (da guarnição)”.

No áudio, o militar acrescenta que, após entrar na unidade militar, o homem conversou com uma major, que notou a farsa: “O major começou a desconfiar das informações que o falso coronel passava. Ele dizia ser da turma de alguns brigadeiros, citava os nomes de brigadeiros de verdade mesmo, mas só que na hora de falar o nome da turma (na qual ele serviu), não disse o nome da turma que existisse na academia. A inteligência foi caçar as informações e descobriu que ele realente não é ‘milico’ e estava fantasiado ali”.

Em nota, a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que: “Um homem foi preso na manhã desta terça-feira (23/02) na Base Aérea São Paulo (BASP) após tentar se passar por militar, apresentando identidade falsa e trajando uniforme da Aeronáutica. O suspeito está detido na BASP à disposição da Justiça Militar e pode ser denunciado pelos crimes de ‘uso de documento falso’, ‘ingresso clandestino’ e ‘uso indevido de uniforme, distintivo ou insígnia militar’”. A FAB não confirmou se o nome do homem preso, de fato, é Antonio Luiz Morgon Filho.

‘Coronel caô’ do Rio

Em outubro de 2009, o falso tenente-coronel Carlos da Cruz Sampaio Junior foi preso no Rio de Janeiro. Ele chegou a trabalhar na Secretaria de Segurança do Estado antes de ser descoberto. Com o crachá forjado de militar do Exército, ele se infiltrou nas salas de inteligência da Segurança, e chegou a coordenar operações, implantou sua metodologia e deu cursos de tiro para policiais em batalhões.

FONTE: Extra

53
Deixe um comentário

avatar
53 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
31 Comment authors
ivanstopJmgsbostonRenato B.DelfimCleber Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
David Soares
Visitante
David Soares

Olha, é interessante ver que não há sistema integrado de identificação digital nas bases. Basta apenas apresentar a carteira de militar e entrar sem justificativas ou maiores problemas.

Farroupilha
Visitante
Farroupilha

São tantas coisas a se falar, digitar, dessa fácil infiltração que é melhor ficar quieto. Ou vou desgastar meus dedos no teclado.

Contudo, só para não deixar totalmente em branco, observarei apenas uma coisa…
Algo relacionado (teste de segurança encomendado de fora) à OlimpÍada que está chegando?
Já tem delegação importante, com certos motivos, com freios pré acionados para virem.

johnatan warp drive
Visitante
Kolchak
Visitante
Kolchak

se nao me engano o quepe é de oficial general, ninguem desconfiou na hora?

Leonardo.
Visitante
Leonardo.

O de oficial general possui mais detalhes em prata, esse é o de oficial superior mesmo.

Leonardo.
Visitante
Leonardo.
Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

O cabra foi soldado na BASP em 1981. Mais importante é saber como e onde ele conseguiu essa identidade falsa.
Outra coisa que depôs contra ele foi esse uniforme, o 5°A, que não é de uso diário. Antes do 11 dd setembro era tão fácil entrar numa base da USAF como foi nesse caso. Em 2000 estive em Wichitta, KS, e andei bastante dentro da MacConnel AFB, com muita tranquilidade.

Victor
Visitante
Victor

Sinceramente eu acho que é algum tipo de teste de segurança das Unidades,algum órgáo superior testando a eficácia das nossas unidades.

Bosco
Visitante

Rinaldo,
Esse cara aí é bonitão e parece mesmo com coronel. Você é “posudo” desse jeito??? rsrssss

Bosco
Visitante

Mudando de pato pra ganso há de se ver a integridade mental desse cidadão. Ele não deve estar batendo bem da caçuleta. Antes de punir o rapaz é melhor mandar ele fazer um chek up antes.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Suspeita-se que faça parte de uma quadrilha. Tinha muito interesse pelo paiol.
Se tivesse problema mental comia m… e rasgava nota de cem. Não parece o caso.

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Eu tô mais inteiro. E minha turma já é Brigadeiro! Kkkkkķ

Rommelqe
Visitante
Rommelqe

Enquanto não recebe outra punição exemplar, o cidadão poderia pegar as vassouras ao seu lado e esfregar toda a pista…..

Celso Cruz
Visitante

existe este quadro na FAB (Cel AV-QO)??? eu prenderia toda a guarda porque dormiram no ponto.

Jose Souza
Visitante

é tão simples instalar biometria………ainda mais sendo área militar.

Mauricio R.
Visitante

E lá no site defesa.net teve o jornalista russo que pulou o muro do CIGS, pq queria visitar o zoo.
Deveriam ter soltado as onças nele!!!

groosp
Visitante

“Com o crachá forjado de militar do Exército, ele se infiltrou nas salas de inteligência da Segurança, e chegou a coordenar operações, implantou sua metodologia e deu cursos de tiro para policiais em batalhões.”

Isso que aconteceu na BASP foi menos ruim.

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

Depois do “Capitão de Köpenick”, agora temos o ” Coronel de Guarulhos”…

Duanny D.
Visitante
Duanny D.

Sozinho o impostor não conseguiu tudo isso, farda, identidade falsa, detalhes da base e nomes citados. Resto do grupo e o que planejavam descobrir Abin precisa.

Fábio CDC
Visitante
Fábio CDC

Mas sorte a dele que já estamos em outros tempos. Fosse pelo menos em 1985 para baixo, eu não daria nem 60 segundos para ele confessar rapidamente de onde conseguiu as roupas, documentação e dados para fazer tudo isso.

Mas os tempos são outros e nossa nova legislação pegará leve com ele.

Ednardo de oliveira Ferreira
Visitante

Digamos que ele REALMENTE fosse um coronel e quisesse ficar visitando a base. Aí poderia? se os praças tivessem tentado impedir ele de entrar, aconteceria o quê?

Infelizmente temos a cultura da carteirada. E quem tem juízo obedece.

—–

Claro que por companheirismo e gentileza, respeito à história de veteranos, acho normal que que se permita uma visita assim e algo do gênero.

Mas uma base militar é uma base militar. Tem seus procedimentos e atividades. Um oficial superior deveria saber, mais que ninguém, que não pode ficar zanzando numa unidade militar.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Kkkk …. Só rindo mesmo …. Não da BASP, mas do impostor. rs.
Cel RN invade MD trajado de Brigadeiro e proclama: “fora Aldo”, kkkk….

Billy
Visitante
Billy

E o russo que pulou o muro para dentro do CIGS, está preso, vai responder processo ou já se escafedeu?

Baschera
Visitante
Member
Baschera

O “russo” já está em Moscow tomando vodka à mais de um ano…..

Sds.

Baschera
Visitante
Member
Baschera

Fiquei sabendo deste caso ontem… quando um amigo (Brigadeiro da reserva) narrou que encontrara a figura falsa em uma agência de correio, por acaso, e até trocaram endereços de e-mail…. Mais do que ele apresentava visualmente, o impostor é bom de papo e até o cara dos correios confirmou ser ele “da FAB”, possivelmente pelo tipo de correspondência que recebia.

Sds.

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Digital é relativamente fácil de forjar, dependendo da sua expertise na área.
.
Nenhum sistema de segurança é perfeito, mas quanto mais camadas você colocar, melhor.
.
Ajuda também o fator humano, onde determinados comportamentos acabam denunciando o infiltrador e é aí que conhecer profundamente pessoas é a melhor segurança que existe.

DomSaf
Visitante
DomSaf

Aos advogados (e bacharéis em Direito) ou mais entendidos:

Ele responderá por Usurpação e/ou algo mais na “justiça Comum” ou responderá no âmbito Militar ?

Ednardo de oliveira Ferreira
Visitante

kkkkkkk este vídeo está comédia! 🙂 e o motorista mega alemão dos anos 40! fora o sotaque! 🙂

Ednardo de oliveira Ferreira
Visitante

Jerry Lewis é gênio demais!

Pangloss
Visitante
Member
Pangloss

Bosco 24 de fevereiro de 2016 at 22:11 “Mudando de pato pra ganso há de se ver a integridade mental desse cidadão. Ele não deve estar batendo bem da caçuleta. Antes de punir o rapaz é melhor mandar ele fazer um chek up antes.” Aqui no Rio de Janeiro, houve um pangaré que resolveu fazer exame médico no CEMAL, para obter brevê de piloto privado. Apresentou uma carteira falsa da ADESG, fantasiado de oficial da Marinha, com quepe!!!!! Não satisfeito, a carteira falsa ainda indicava, como posto, o de “capitão”. Mantendo a pose, apresentou-se à Justiça Federal dizendo-se, ainda, juiz… Read more »

Marco
Visitante
Marco

Por curiosidade: Pesquise o nome no google

Rinaldo Nery
Visitante
Rinaldo Nery

Funcionou mas o cabra foi preso pela PF. Depois desse caso ninguém leva mais nada em avião nenhum. Em 1995 um cabo do 8° BIS (Tabatinga) despachou uma mala num C-95 do 1°/15° GAV. Em voo abriram a mala e descobriram cocaína nela. Na chegada na BAMN a PF já estava aguardando, pois foi acionada pela própria tripulação, e o nosso cabo foi preso lá em Tabatinga. Ednardo, um Tenente, Capitão, Major, Coronel etc. vai adentrar QUALQUER Organização Militar da FAB a hora que quiser. Basta que esteja fardado convenientemente (se no horário de expediente), se identifique e se apresente… Read more »

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Tem todo tipo de louco no mundo. Eu lembro de um caso onde um indivíduo foi preso umas 30 vezes em Nova York por se fardar como funcionário e dirigir ônibus (ou metrô, não lembro) simplesmente porque ele queria trabalhar no departamento de transito da cidade desde criança. Curiosamente ele nunca causou um acidente, mas algo na cabeça dele sempre o faz voltar lá para satisfazer suas sandices.

http://www.foxnews.com/us/2013/08/12/new-york-man-with-autism-arrested-2-times-for-nabbing-buses-trains.html

Duanny D.
Visitante
Duanny D.

Domsaf, Não houve usurpação da função pública pois não houve prática de nenhum ato afeto a funcionário público.

Duanny D.
Visitante
Duanny D.

Quanto ao julgamento pela justiça militar lembro que inclusive civis podem ser julgados por ela se praticarem crime militar.
Se esse cidadão, por exemplo, estiver espionando e quisesse informações sobre o armamento da base para repassar para outro país, o crime é militar.
Portanto, depende do que ele estava pondo em prática lá na Base.

Duanny D.
Visitante
Duanny D.

Ex. No cod. Penal militar.
Art. 146. Penetrar, sem licença, ou introduzir-se clandestinamente ou sob falso pretexto, em lugar sujeito à administração militar, ou centro industrial a serviço de construção ou fabricação sob fiscalização militar, para colhêr informação destinada a país estrangeiro ou agente seu:

Duanny D.
Visitante
Duanny D.

Embora de cara ele enquadre:

Art. 172. Usar, indevidamente, uniforme, distintivo ou insígnia militar a que não tenha direito:

Pena – detenção, até seis meses.

Tadeu Mendes
Visitante
Tadeu Mendes

O sistema biometrico de escaneamento da retina, nao tem como falsificar.

Tambem se poderia implementar RFID em conjunto com um Chip implantado subcultaneamente.

Duanny D.
Visitante
Duanny D.

E nesse (que a meu ver absorveu o Anterior)

Ingresso clandestino

Art. 302. Penetrar em fortaleza, quartel, estabelecimento militar, navio, aeronave, hangar ou em outro lugar sujeito à administração militar, por onde seja defeso ou não haja passagem regular, ou iludindo a vigilância da sentinela ou de vigia:

Pena – detenção, de seis meses a dois anos, se o fato não constitui crime mais grave.

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

Quem não tiver saco para alemão, joga no tradutor:
.
https://de.m.wikipedia.org/wiki/Hauptmann_von_K%C3%B6penick

Fabiano
Visitante
Fabiano

Essa Raposa estava de olho grande para o paiol de armas rsrsrsrsrsrs,cada coisa na maior cara de pau ta louco.

DomSaf
Visitante
DomSaf

Duanny D.

Meus sinceros agradecimentos.

Cleber
Visitante
Cleber

Entrei aqui apenas para comentar uma experiencia minha; Eu morava próximo a BASP nos anos 80 e entrei nela apenas subindo o morrinho ao lado da Helio Smidt. Nao tinha segurança alguma e nem cercas, até uma criança com uns 12 anos de idade entrava lá. Estava no final da tarde, acabei descendo e não cheguei a me adentrar.

Cleber
Visitante
Cleber

Pra quem conhece a regiao eu morava no CECAP e estudava no Virgo Potens, tinha muita gente da base lá.

David Soares
Visitante
David Soares

Senhores, não me referia apenas a biometria mas também a banco de dados integrado com informação de militares (e suas permissões de acesso) e ex-militares. Ora, o cidadão apresentou uma carteira funcional e pela análise visual da mesma, foi permitida sua entrada na base!!! Cadê o banco de dados integrado para que os militares da guarnição pudessem averiguar se a pessoa é quem diz ser? Cadê o protocolo para entrada e permanência de não militares, ou mesmo de militares em visita, as instalações? Acesso biométrico, reconheço, é caro ser implantado em 100% das instalações mas um banco de dados com… Read more »

Delfim
Visitante
Delfim

Eu prestei serviço nas provas do extinto DAC, pediam um Papilocopista pra fazer parte da banca. Eu perdia o fim de semana mas ganhava 3 dias de folga.
Na hora marcada aparecia a viatura azul com soldados de infantaria da FAB pra me buscar, lá ia eu pra “Praça do avião”. Fazia a confirmação da identificação por amostragem, coletando a digital do polegar dos escolhidos e comparando com o documento.
Bons tempos. Depois fui de uma banca da ANAC pra nunca mais.

Delfim
Visitante
Delfim

Errata… PapiloScopista… quase 24 anos de serviço e digito errado…

Renato B.
Visitante
Renato B.

Pode ser falta de noção minha, mas não achei esse “fim do mundo” todo o ocorrido. Pelo que entendi ele apresentou um documento falso e entrou e logo depois foi pego. Quis entrar numa área sensível, relacionada à armas e munições e não chegou nem perto. Poderia ter um banco atualizado com os dados de todos os militares e ex-militares acessado por biometria funcionando em todas as bases? Poderia, mas seria uma nota e acho que mesmo no exterior isso deve ser feito apenas em instalações mais sensíveis. E nessas o banco de dados nem precisaria ser integrado, afinal não… Read more »

Jmgsboston
Visitante
Jmgsboston

Estou espantado não com o falso militar mas com a documentação dele. A FAB não tem como invester em hight tech card? São muito mais seguros. A identidade dele lembra aquelas antigas que quando o plástico descolava levavamos à papelaria para replastificar e ficava novinha em folha.

ivanstop
Visitante

Frank willian Abignail aprova isto!