terça-feira, novembro 30, 2021

Gripen para o Brasil

Ataques com A-10 e AC-130 destroem frota de caminhões do ISIS

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Veículos eram utilizados pelos extremistas para contrabandear petróleo e gerar receita financeira para o grupo.

030128-O-9999J-026 Intensificando a pressão sobre o Estado Islâmico, aviões de guerra dos Estados Unidos atacaram nesta segunda-feira (16/11) pela primeira vez centenas de caminhões que o grupo extremista tem usado para contrabandear petróleo bruto produzido na Síria, disseram autoridades norte-americanas.

De acordo com uma avaliação inicial 116 caminhões foram destruídos no ataque, que ocorreu perto de Deir al-Zour, uma área no leste da Síria, que é controlada pelo Estado islâmico.

Os ataques aéreos foram realizados por quatro A-10 e dois AC-130 baseados na Turquia.

Os planos de ataque foram estabelecidos bem antes dos atos terroristas em Paris, ocorridos na última sexta-feira, e isto faz parte de um amplo plano para perturbar a capacidade do Estado Islâmico de gerar receita para apoiar as suas operações militares e governar seu território.

Até segunda-feira os Estados Unidos se abstiveram de golpear a frota utilizada para o transporte de petróleo, estimada em mais de 1.000 caminhões-tanque, por preocupações em relação à eventuais mortes de civis.

Para reduzir o risco de ferir civis, dois F-15 lançaram panfletos cerca de uma hora antes alertando os motoristas dos caminhões a abandonar seus veículos, e passagens com disparos de canhões foram realizadas para reforçar a mensagem.

syria-oil-rig-daesh-2013-AFP

A área de estacionamento dos caminhões tem sido monitorada de perto por drones de reconhecimento. Até 1.000 caminhões foram observados no local esperando para receber sua carga de óleo ilícito.

Na segunda-feira, 295 caminhões estavam na área e mais de um terço deles foram destruídos, disseram autoridades dos Estados Unidos. Os-10 lançaram duas dúzias de bombas de 500 libras seguidas de passagens com rajadas de canhões de 30 milímetros. Os AC-130 atacaram com seus canhões de 30 milímetros e com o canhão de 105 milímetros.

Ainda segundo um autoridade , as tripulações da USAF viram vários motoristas correndo para uma tenda nas proximidades mas não os atacaram e não houve relatos imediatos de vítimas civis.

 

FONTE/FOTO: The New York Times (tradução e edição do Poder Aéreo a partir do original em inglês) USAF/AFP (meramente ilustrativas)

- Advertisement -

51 Comments

Subscribe
Notify of
guest
51 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Delmo Almeida

F-15 lançando panfletos?

Luciano

Esse é um caminho, estrangular a economia do ISIS. Mas tem que se verificar a outra ponta do comércio: quem compra! Tem que afundar os navios tanques e/ou aplicar sanções econômicas, além de divulgar os nomes dos compradores!

Alexandre Samir Maziz

Amigos lembram algum tempo atrás a USAF estava aposentando seus A-10 ?? esta ai prova que esse “canhao” voador ainda é muito útil pois os americanos não tem nenhuma outra avião que desempenha essa função …

sergio prado

É isso ai. Tem que pegar no bolso deles onde vem os recursos para compra de armas, munições e todo tipo de ilegalidade.

Ederson Joner

Dá para ouvir o canhão sob o som dos motores? Acho difícil!

Pedro

Olá senhores! Se o canhão do A-10 (30 mm) já é o inferno imaginem o 105 mm do AC-130! Eu chego a ter um pouco de pena dos caminhões tanque sem blindagem! Agora se a pergunta que não quer calar: Quem estava comprando esse combustível contrabandeado? Um ataque mais cirúrgico seria prender quem esta comprando, vocês não acham?

Nonato

E é assim? Um ano ou mais 1.000 caminhões para lá e para cá transportando petróleo numa Boa? Nem mesmo os aviões sírios os atacaram? Nem americanos nem russos? E para onde vai esse petróleo? Quem compra? E esses caminhoneiros são civis? O grande problema na Síria é esse. Todo mundo entra todo mundo sai… O governo sírio tem dificuldades. Mas é outros países? A coalizão, a Turquia? O Líbano? Não existe uma operação da ONU da qual o Brasil participa para impedir a entrada de armas por ar? Quanto a caminhoneiros, se fosse no Brasil, o Governo mandava a… Read more »

Bernardo R.

Senhores, não escondendo minha ignorância, pergunto-vos:

Dos Super Tucanos vendidos ao Iraque, quantos foram entregues e estão em operação?
Caso esteja em ação, ele serve “apenas” como um vetor tático para forças terrestres ou pode realizar ataques a caminhões isoladamente, como um A-10 o faz?

Tem poder de fogo para sair em missões deste tipo?

Abs,

Iväny Junior

O AC 130 Gunship spectre é pesado. Por causa dele eu gostaria de ver um “spectre” AC-390 Gunship.

Carlos Campos

Bernardo R. desconheço essa venda para o Iraque, que eu sei há venda foi para os afegãos, e não estão operando ainda e sim, o super tucano tem duas metralhadoras .50 e pode levar mísseis, foguetes e bombas.

Guizmo

Ivany, no post do 1o voo do protótipo do KC 390 eu havia sugerido isso tbm, acho que seria vetor ideal para a FAB em missões de apoio aéreo aproximado.

Com relação a matéria em si, na boa, eu não avisaria. Avisar antes? dar tempo de reagrupar? de colocar caminhões com qqr coisa dentro, menos petróleo? de jeito nenhum…..Ali não se aplica Convenção de Genebra

Bernardo R.

Verdade Carlos!!

Iraque ainda não possui Super Tucanos…. em junho o Ibrahim Al-Jaafari, ministro iraquiano visitou o Brasil e demonstrou interesse mas não houve nenhum contrato assinado.
Devo ter me confundido com Afeganistão ou Emirados.

De qualquer maneira, minha dúvida era em relação a sua possível atuação nesse cenário mesmo… Não me lembro de ver notícias sobre operações com ele.

Antonio Oliveira

Seria o caso de um novo vetor, para ataque cirúrgico ao solo em grandes proporções, com maior capacidade de destruição desses caminhões?
Concebido já no conceito de terrorismo e guerras assimétricas, sem risco de combate aéreo e com boa relação custo-benefício e boa blindagem.
Um A-10zão ou Tucanão, visto que 4 A-10 e 2 C-130 destruiram 1/3 do alvo, que já eram somente 1/3 do total.

Luiz

Na boa: destruir apenas 1/3 dos caminhões que estavam estacionados no local não parece ser um número bem baixo? Estamos falando de caminhões-tanque, sem blindagem, sem armamento defensivo, e que, segundo a própria notícia, os motoristas preferiram abandonar e procurar refúgio em uma tenda…

Se for apenas o primeiro ataque de uma série, vá lá…

Mas, se a intenção é estrangular essa fonte de renda do ISIS, então poderiam ter caprichado um pouco mais, até para mandar um recado…

Renato B.

Espero estar errado, mas isso ainda me soa como a PM daqui pegando uns traficantes de vez em quando. Alta tecnologia e poder aéreo para enxugar gelo.

Augusto

Só devia estar os 1\3 dos caminhões estacionados

MigBarSan

Como assim Poggio, o que tem nas passagens com o canhão de 30mm? Não seria o mais $natural$ dado o teatro de operação?

Imaginem também que é um campo de petróleo, este não deve reagir bem a explosões. (risos)

Fernando "Nunão" De Martini

MigBarSan, o Poggio falou em passagens do F-15 atirando com seu canhão de 20mm, não das passagens do A-10 com seu canhão de 30mm, estas sim o mais natural no caso da operação.

Anderson Petronio

Galera, se destruir tudo de uma vez, quem compra o óleo vai apelar pra outros paranauê, causando “pressão” na cotação do óleo, Uma vez que é contrabando, o valor é bem abaixo do mercado. Neste caso a lógica é inversa. Isso foi um mega recado a quem compra sim…pára de comprar ou tu é o próximo, Traçar uma linha de 600 km a partir do Noroeste da Síria para o Sul, e vcs vão ver pra quem foi o recado. Tem gente que posa de aliado, mas tá financiando o inimigo do Ocidente e ninguém tem culhão pra dizer o… Read more »

Delfim

Muitos caminhoneiros devem trabalhar pro EIIL por livre e espontânea pressão, então o trabalho é evitar danos colaterais.
Sim, se o EIIL vende alguém compra, ou refina pro EIIL ter combustível pros seus veículos.
Atacar as refinarias em área do EIIL também pode surtir efeito.

joseboscojr

Luiz,
Seis aeronaves destruíram 116 caminhões. Não é de todo ruim. Não se sabe como eles estavam distribuídos pelo terreno.
Teoricamente cada aeronave destruiu 19 caminhões.
Sem falar que muitos podem ter tido o tanque perfurado por estilhaços e estarem imprestáveis.
Se os caminhões estavam estacionados em linha essa linha teria mais 4 km de comprimento.
Uma arma ideal seria as bombas cluster em vez das bombas de emprego geral de 500 lb, mas pode ser que os EUA não as estejam utilizando para reduzir os danos colaterais.

Luciano

Nonato, muito material foi tomado pelo ISIS no Iraque e na Siria. Sem falar no material que os EUA forneceu ao exército do Iraque.

A Toyota pouco tempo atrás abriu uma investigação justamente para saber como centenas de suas caminhonetes foram parar no ISIS.

granito19@yahoo.com.br

Seria este o motivo do petróleo estar numa cotação tão baixa? Quem ganha e quem perde, certamente não nós da Petrobras/Brasil.

Paddy Mayne

Observa-se o temor em fazer vítimas civis. Do contrário seria interessante ver o uso de armas massivas, como a BLU-82 ou GBU-43. Além da destruição de todos os caminhoes, deixaria a moral do ISIS abaladíssima. Ou ainda, o clássico “carpet bombing” usado no Vietnam. Imaginem uns 04 b-52, lançando 96 mk82 cada um. Nem precisava ser JDAM.

Rinaldo Nery

Tem que exterminar essa corja maldita.

Nonato

Luciano, isso mesmo. Mas é impressionante como “rebeldes”, de repente, têm tantas picapes com metralhadoras antigas aéreas. O mesmo aconteceu na Líbia. Nem sei se o exército do Iraque ou do Brasil têm esses equipamentos em quantidade… E como ninguém sabe de onde surgiram as picapes? Talvez nem toda a frota de picapes da Síria e do Iraque (não falo das forcas armadas) se compare ás centenas de picapes do EI. Quanto aos caminhões, parece que a coalizão perdeu uma grande chance. Se é para destruir, destrói logo tudo. É possível com canhões ter precisão? Esses canhões são virados para… Read more »

Rinaldo Nery

É possível ter muita precisão com canhão. O tiro é feito em mergulho, com ângulo entre 10 e 20 graus. O canhão está alinhado com o eixo longitudinal da aeronave, exceto os montados na fuselagem do AC-130. 20mm é canhão, assim como 30mm.
Imagino que os alvos são no os, e não devem ser fáceis de encontrar e definir como alvo válido. Já postei em outra matéria que processo de seleção de alvos é complexo, e precisa de muita e boa inteligência operacional.

Nonato

Colegas. A título de discussão. Parece que esses ataques da coalizão e russos, apesar de destruírem vários alvos importantes, não foram suficientes para quebrar as pernas do EI. Imagino que uma possível estratégia seria utilizar homens infiltrados por trás das fileiras rebeldes. Jogo rápido. Algo semelhante ao ataque a Bin Laden. Paraquedistas ou homens em helicópteros entrariam à noite, sem serem percebidos, realizariam tarefas que canhões ou bombas não podem realizar (resgatar reféns, incendiariam o que entendessem necessário, invadiriam o esconderijo dos líderes, usariam gás lacrimogêneo, etc). E depois seriam resgatados (ou não) por helicópteros. Isso poderia ser feito com… Read more »

Nonato

Quanto ao KC 390, acredito que poderia ser usado como bombardeiro ou algo do tipo.
Canhões, bombas e mísseis. Ora se os Orion 3 da marinha ja levam uns mísseis antinavio por que o KC 390 não poderia fazê-lo?
20 toneladas de carga paga…Talvez com um blindagem reforçada… a média altura…
Acho até que a Embraer deveria bancar o restante do desenvolvimento do KC para começar a vender logo…
A procura pode ser enorme…

Nonato

Já que não querem correr o risco de matarem civis, poderiam jogar gás lacrimogêneo todos os dias…E vez por outra descerem lá…Isto é, os caras nunca saberiam se é quando commandos iriam descer realizar ataques cirúrgicos… ou algum gás que os fizesse dormir…

Rafael

Nonato desdo de 2010 eu acho o Japão tem acordos com o iraque tipos o brasileiros da decada de 80 Passat por oleo, nesse caso é Hilux por oleo, como o EI conquistou vastas áreas do Iraque eles tomarão esses carros

Nonato

Vendo na Sputnik. Na reunião do G20, Putin mostrou fotos de satélites. Comboios de dezenas de quilômetros… Não sei se de caminhões…
Se os editores não se opuseram aí vai o link…http://sputniknews.com/politics/20151116/1030199114/isil-financing-g20-putin.html

Rafael

O sputinik podia mostrar as fotos do satélite né , mas falando sério com a volta dos EUA na região não faz mas sentido AS e nem a Turquia financiarem o EI para combater os xiitas

Rafael

No caso da Turquia é combater os curdos e não os xiitas

Eziquiel Martins

Como diz o ditado: “Isso é história pra inglês ver”

Então todo mundo sabe quem compra e como paga. É este dinheiro que financia a carnificina dos jihadistas. Caso os americanos estivessem interessados em evitar derramamento de sangue, poderia deixar que fazer vista grossa disso ao invés de lançar panfletos com F-15.

Fernando "Nunão" De Martini

Não entendo essa encanação com o lançamento de panfletos antes de um ataque, que vi em mais de um comentário. Isso é feito praticamente desde que se inventou o bombardeio por aviões, há 100 anos, e nos séculos anteriores podia-se mandar avisos por mensageiros de que seria feito um bombardeio por artilharia. Tudo isso conforme o atacante quisesse ou não deixar claro que alertou antecipadamente a população civil. Na verdade, serve para justificar até mesmo para o público interno que se está fazendo a guerra de forma razoavelmente “civilizada” (e aí sim concordo com o “para inglês ver” do comentário… Read more »

Eziquiel Martins

Meu comentário saiu pela metade. Eu me referia a venda de petróleo cru do EI.

Eu tenho a impressão que os russos são os únicos interessados em realmente por um fim nisso.

Ricardo

Hoje (17/11) Holland comentou que a Síria é a maior fábrica de terroristas da Terra e ele está certo. Por outro lado, Putin questionou quem é que está financiando essa gente e comprando seu petróleo. Claro, são as monarquias do golfo. Ah, mas com a Arábia Saudita ninguém se mete. Até quando os EUA terão o rabo preso com Riad?! Cedo ou tarde esses assassinos vão atacar a América e veremos a reação. Essa frouxidão do Obama com a ISIS não engana ninguém, ele está achando que se pegar leve com esses terroristas os EUA serão poupados.

Eziquiel Martins

O meu ponto é que se os americanos estivesse realmente interessados em evitar derramamento de sangue então poderiam estancar as linhas de financiamentos que permitem que os jihadistas continuem executando a carnificina na região. Como bem levantado pelo Nunão, a panfletagem é meramente um agrado para a opinião interna americana para sugerir uma guerra “limpa”. Da mesmo forma que a operação parece ter viés meramente publicitário.

joseboscojr

E por que é cobrado só dos americanos? Que poder eles têm que a Rússia por exemplo não tenha?
Eu já acho que se a Rússia estivesse mesmo querendo combater o EI ela deveria estancar as linhas de financiamento que permitem que os jihadistas continuem executando a carnificina na região.

Eziquiel Martins

Bosco, o Putin pode simular o quanto quiser, mas todos sabemos que a Rússia possui apenas uma fração (talvez nem isso) do poderio e da influência que os americanos têm na região. Que influência Moscou exerce sobre os xeiques sauditas?

obs. Sem cair na luta de ideologias EUA x Russia, porque acho isso um saco.

Nonato

Oi, Bosco.
Não apoio comunismo fora nem dentro do país.
Mas não nego alguma admiração pela Rússia. Rs.
Todos percebemos que parece estar faltando uma vontade maior um empenho maior para combater o EI.
Já que todos são contra é incompreensível que dezenas de caminhões fiquem para lá e para cá sem serem incomodados.
Vi agora na Sputnik.
A Rússia degringolou de vez.
Estão usando até bombardeiros táticos…
Acredito que uma ação mais séria deixaria o EI a ver navios em no máximo um mês…
Claro, combinado com as ações terrestres do exército sírio e forças iranianas e xiitas.

http://sputniknews.com/middleeast/20151117/1030173378/russian-syria-operations-isil-tergets.html

Rafael

Gente o Riad financiou o Daesh entre 2011 a 2013 porque os americanos o deixaram na mão no combate aos xiitas , com a volta dos EUA não faz mais sentido apoiar o EI tanto que a uma coalizão sunita liderada pela AS atacando o EI , caramba é difícil entender isso , aliás cade as fotos do satélite do putin , os americanos pelo menos mostram as suas quando fala alguma coisa. Aliás tds países da região financiam ou já financiaram alguma vez o terrorismo

Rafael

Aliás acho que as coisas ficaram como estão a Rússia irá atacar qualquer um que seja contra asad e os EUA combateram o EI eo asad. Isso só vai mudar se os Russos aceitarem um novo governo na síria sem a participação ou influência do irá o problema nem é o asad ou a presença russa mas sim a influência xiita, enquanto não cortarem a influência xiita de outros países do OM o problema não vai acabar, porque os sunitas sentiram-se ameaçado s e vão criar outros EI, ou então acabem com tds países islâmicos de uma vez

Halley

Concordo com o Bosco. Qualquer país que pondera a atuação de algum membro da coalizão, deve entrar no páreo, assumir papel ativo e as consequentes responsabilidades e despesas. Meses atrás a Dilma criticou a atuação americana na Síria. Pois então mande o Brasil atuar de alguma forma no combate ao EI. Todos sabemos que a FAB não tem sequer condições plenas aqui, diria então fora do país. A demagogia petista ficaria apenas nisso que é, demagogia. É uma vitória ampla tantos veículos destruídos em uma incursão com poucas aeronaves e um ataque à sustentação financeira do EI é um dos… Read more »

Mauricio R.

Cada um desses grupos étnicos, sunitas, xiitas, alauitas e curdos, todos necessitam de um quadrado p/ chamarem de seu, ocorre que nem todos os demais atores envolvidos concordam.

Eziquiel Martins

Pouca gente percebeu, mas o Putin já obteve sua vitória na Síria. Durante a reunião do G20, Obama e Putin se reuniram e, numa conversa de 20 min, concordaram em uma saída para o conflito que envolva a Rússia, os EUA e o governo Sírio. Ou seja, Assad fica, pelo menos por enquanto.

Wellington Góes

Agora sim (quando querem) chamaram as aeronaves certas para cumprir a missão. Aço na cabeça desses FDP!!! rsrsrs

carlos alberto soares

Não se faz omelete sem quebrar ovos, é guerra …. portanto …. tenta-se evitar o pior ….. mas ….. é guerra ….. portanto …..

carlos alberto soares

E complementando A 10 aos poucos sendo “reativado” …. ótimo. Mas o ST também contribuiria nessas missões.

Últimas Notícias

Atech levará tecnologia brasileira a eventos internacionais de Defesa e Segurança

Reconhecida como uma 'System House' brasileira, a empresa estará presente na EDEX e  ExpoDefensa 2021 A Atech, empresa do Grupo...
- Advertisement -
- Advertisement -