Home Aviação de Caça Deputado critica e ministro defende aquisição de aviões de caça da Suécia

Deputado critica e ministro defende aquisição de aviões de caça da Suécia

210
30

Gripen NG Demo decolando de Malmen - 7 - foto A Galante - Poder Aéreo

Valor final da aquisição dos aviões será de 5,4 bilhões de dólares

 

ClippingNEWS-PA

O ministro da Defesa, Celso Amorim, defendeu a aquisição pelo Brasil de 36 aviões de caça Gripen, de fabricação sueca, em audiência realizada nesta terça-feira (9) pelas comissões de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados; e de Fiscalização Financeira e Controle.

Deputados integrantes do colegiado manifestaram preocupação com os custos da aeronave e com o fato de a Suíça ter desistido de adquirir este modelo, o que lança incertezas sobre o cumprimento da parceria com o Brasil.

De acordo com Amorim, os valores foram atualizados porque as propostas eram antigas e a própria Força Aérea Brasileira (FAB) requisitou adaptações no projeto. Segundo ele, “os valores da proposta eram de 2009, e o contrato só foi assinado em 2014”. Ele afirmou que o Brasil deve receber o primeiro avião em 2019 e, até 2025, terá seu esquadrão completo.

Mais caro

O Brasil assinou um contrato 900 milhões de dólares mais caro que os valores anunciados quando o Programa FX-2 foi concluído. De acordo com o deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP), o custo aumentou de 4,5 bilhões de dólares para 5,4 bilhões de dólares.

“Houve, por parte do governo, tentativa de explicação com a mudança de projeto, mas evidentemente, vamos analisar mais profundamente as respostas do ministro porque ficou sem uma explicação adequada esse aumento nos custos”, disse Macris.

Segundo o parlamentar, o ministro não soube responder a pergunta que ele lhe foi feita sobre as condições econômicas do País para os próximos anos, com a perspectiva de cortes pesados para poder adequar o Orçamento à realidade que o País vive.

“O ministro afirmou que negociou com a equipe econômica que está saindo, não com a próxima”, criticou o deputado, que reconheceu que equipar as forças armadas é importante, mas questionou se este seria o momento adequado.

Foto matéria audiência CREDN em 9-12-2014 - foto A Araújo - Câmara dos Deputados

Parceria

O ministro destacou a importância da parceria para o desenvolvimento da indústria nacional. Do total de 36 caças, 13 serão construídos na Suécia com supervisão de engenheiros brasileiros. Também na Suécia, oito aviões serão construídos por brasileiros com supervisão sueca, e os restantes 15 caças, no Brasil.

De acordo com Celso Amorim, mais de 100 engenheiros brasileiros participam do projeto. Ele disse ainda que não haverá “caixa-preta” em relação ao projeto com o Brasil e à transferência tecnológica.

A audiência foi requerida pelos deputados Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP), Emanuel Fernandes (PSDB-SP), Rubens Bueno (PPS-PR), Duarte Nogueira (PSDB-SP) e Eduardo Barbosa (PSDB-MG), presidente do colegiado. Além do ministro, participaram o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito, e o presidente da Comissão Coordenadora Aeronave de Combate, brigadeiro José Augusto Crepaldi Affonso.

FONTE / FOTO DE BAIXO: Câmara dos Deputados (Agência Câmara Notícias)

VEJA TAMBÉM:

30
Deixe um comentário

avatar
29 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
15 Comment authors
ZampolRafael OliveiraVaderOganzaCorsario137 Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Clésio Luiz
Visitante
Member
Clésio Luiz

“…reconheceu que equipar as forças armadas é importante, mas questionou se este seria o momento adequado.”

Não. O mais adequado é quando precisarmos deles já iniciado um conflito. Os suecos podem colocá-los em cima de um caminhão cegonha e eles chegam aqui antes da segunda feira…

Lyw
Visitante
Lyw

Belíssimo trabalho da oposição!

Por isto que eu digo, esta classe política, independente de partido, não ta nem aí pra o assunto defesa!

Justin Case
Visitante
Member
Justin Case

Amigos,

Aqui estão os links que encontrei para a Audiência Pública da CREDN:
1. Arquivos de vídeo:
http://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/credn/videoArquivo?codSessao=51294&codReuniao=37519

e…

Justin Case
Visitante
Member
Justin Case
Antonio M
Visitante
Antonio M

A política no Brasil é apenas isso mesmo: situação e oposição que quando trocam de lado, mantém os mesmos discursos e que se dane a coerência ….

Antonio M
Visitante
Antonio M

E quando vi no noticiário sobre o congresso americano discutindo se o B52 ainda deveria ser usado ou retirado de serviço, a mesma coisa com o A10 e os navios da classe Yowa e etc, entende-se o porquê estão onde estão.

Para chegarmos a esse nível vamos levar uns 50 anos se começar agora.

Mas o engraçado é que com as doações de material militar não vejo tanta preocupação por parte dos mesmos que agora estão preocupados com a aquisição do caça sueco …. ……

juarezmartinez
Visitante
juarezmartinez

Eu respeitosamente nao concordo com os colegas.
Talvez se estes mesmos politicos tivessem questionado com firmeza o projeto do EC 725 nao estariamos pagando o custo exorbitante.
Colocara o rabo na janela com o projeto desnecessariamente, e rezem para nao termos um Gripao.

Grande abraco

lujuttel
Visitante
lujuttel

Os deputados estão fazendo o que sabem fazer e o fazem sempre: politicagem.
Basta ver que são todos da oposição, só querem incomodar a situação com esta convocação e aparecer na tv com discursos raivosos (e falsos…).
Entender que defesa é interesse nacional e não de partidos, nem pensar

mdanton
Visitante
mdanton

O Brasil proclamou a republica por puro modismo de época.
NUNCA deixo de ser monarquia.
Nossos governantes querem REINAR, por isso vivemos escutando idiotices saídas das bocas desses vermes:

“Estou na política há 50 anos”
Como se isso validasse seu curriculum. Deveriam sentir vergonha de usarem a política para ganhar a vida.
São os Duques, Barões, Condes…Oligarcas espúrios e falsos.

Temos a oligarquia sindicalista, empresarial e militar que nos brinda diariamente com cenas teatrais e riem de nós na área do cafezinho do congresso…
Até quando santo DEUS?!

Oganza
Visitante
Oganza

mdanton,

“Oligarquias”, o Sr foi no centro… 🙂

O Brasil tem muito mais característica dela do que de qualquer outra coisa… mas o pior são as pitadas de um sentimento/desejo velado de/por uma sociedade estamental que beneficie não a sua classe, mas a si mesmo.

Até quem “consegue/adquire” uma mobilidade social, abdica de seu próximo degrau para que outros não o acompanhe e entra em “desespero” quando percebe a “competição”. Tudo por um temor velado de ser ultrapassado.

No fim, nos comportamos com crianças em playground.

Como meu Pai dizia: – “Se vc não sabe brincar, não dessa para o play.”

Grande Abraço.

Lyw
Visitante
Lyw

juarezmartinez 10 de dezembro de 2014 at 7:21

Meu caro, acredito que uma coisa é criticar valores, outra coisa é:

“… reconheceu que equipar as forças armadas é importante, mas questionou se este seria o momento adequado…”

Você pode discordar da escolha do EC-725 e dos valores pagos nestes, mas discordar da compra de helicópteros para as forças armadas do quinto maior país do mundo seria ou leviandade, ou total falta de desconhecimetno do assunto. Acredito que não é o seu caso, mas é o caso deste político e tantos outros reunidos em Brasília.

mdanton
Visitante
mdanton

Oganza! Em 2015 os destinos do Brasil e consequentemente de TODOS os projetos das FA, estarão nas mãos de 11 do STF. Esta um NOJO de tão aparelhado que se tornou; um acinte à REPÚBLICA. Este STF esta mais para um Conselho de Juristas da MONARQUIA. Agem como Duques, como Barões…pensam que são Condes, quando não Viscondes; seguidos de perto (muito perto, quase no saco) por uma patuléia de funcionários públicos que se acham LORDs. Pobre BRASIL! Um STF que MASSACRA AS LEIS para extrair subterfúgios legais e livrar seus padrinhos. Cheios de rompantes absolutistas quando inquiridos pelas “vozes das… Read more »

juarezmartinez
Visitante
juarezmartinez

Caro Liw, talvez eu tenha me expressado mal.
Me refiro a forma como isto foi feito.
Ja que tocou no assunto eu lanco um desafio:

Alguem que apresente alguma requisicao de aeronaves desta categoria e neste numero para as 3 FAS.
A unica que vao achar e uma da FAB para aquisicao de ate 12 helis para substituir UH1H.

Grande abraco

Oganza
Visitante
Oganza

Na boa,

usar jargões como “quinto pais do mundo”, “nós somos a Xº economia mundial”… etc etc etc… Quando nos comportamos interna e externamente como uma republiqueta, como o centésimo país do mundo e que apesar de “ser” uma democracia trata seus cidadãos como se fossem a escória de alguma ditadura africana qualquer de quinta categoria…

Isso sim é ser leviano pra mim!!!

Isso é ser tão descarado quanto esses “representantes” ai da CREDN.

Pq do jeito que está, vou questionar a compra de teco-teco… ops esses eles doam “prus amiguxs”.

Grande Abraço.

ci_pin_ha
Visitante
ci_pin_ha

O problema é que perdemos o período de bonança para adquirir esses equipamentos e por uma serie de politicas econômicas equivocadas, teremos de fazer alguns ajustes duros. Por isso, entendo o que diz o deputado, mas esse tipo de alerta quanto a compras de armamento, também deveria ser dado quando dos aumentos dos salários dos políticos e da colocação de mais 30 bilhões de reais no BNDES para serem emprestados aos amigos do rei.
Espero que um dia façam uma audiência a respeito dos EC725

Gilberto Rezende
Visitante
Gilberto Rezende

Meus caros o tempo de discutir o EC 725 já passou faz horas ! Pode-se discutir sempre se este ou aquele equipamento era melhor e etc… O EC-725 foi um projeto duplamente político de plantar a um alto custo uma “fábrica de helicópteros” no Brasil e de acostumar os nossos militares com eventuais programas que veem de cima a partir do Ministério da Defesa. Como modelo não solicitado e imposto as três armas todo mundo fez beicinho e pelo problema do rotor a coisa piorou. Mas as aeronaves estão sendo entregues a solução definitiva supostamente chegou e o limão inexoravelmente… Read more »

Oganza
Visitante
Oganza

“O EC-725 foi um projeto duplamente político de plantar a um alto custo uma “fábrica de helicópteros” no Brasil e de acostumar os nossos militares com eventuais programas que veem de cima a partir do Ministério da Defesa.”

má qui buniiiito… qualquer semelhança com Totalitarismo não será coincidência.

Mas tb foi um recado né? Pois quem manda aki, inclusive na defesa somos nós (o ParTido) e não vc’s… (us milico)

…e não importa tb se nós (o ParTido), não entendemos nada de defesa… será o que a gente quer… já disse, já disse, já disse!!!

Esse é o famoso pensamento azeitona… 🙂

Corsario137
Visitante
Corsario137

Organza,

Sem dúvida foi um dos comentários mais absurdos que já li em todo esse tempo!

Vixe!

Corsario137
Visitante
Corsario137

Ah, eu escrevi Oganza mas o iPhone segue insubordinado.

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Não que eu goste do EC725 (muito pelo contrário), tampouco faça vistas grossas ao seu custo (e as comissões envolvidas), muito menos acho que o Ministério da Defesa possua quadros competentes. Mas, não vejo nenhum problema no fato do Ministério da Defesa escolher programas e impô-los às Forças Armadas, afinal, elas são subordinadas a ele. A questão aí é a qualidade do programa imposto. Nosso MD precisa ser melhor qualificado, com quadros da reserva ou especialistas civis do assunto. Mas, se a gente ver bem, até que as FAs mereciam tomar uma dessa. Parecem colecionadores de helicópteros de tantos modelos… Read more »

Oganza
Visitante
Oganza

Rafael Oliveira, “A questão aí é a qualidade do programa imposto. Nosso MD precisa ser melhor qualificado, com quadros da reserva ou especialistas civis do assunto.” – Certíssimo “Mas, se a gente ver bem, até que as FAs mereciam tomar uma dessa. Parecem colecionadores de helicópteros de tantos modelos diferentes que possuem, muitos deles,…” – Erradíssimo. Meu caro, vc está pensando certo e concluindo errado, temos que entender o pq de nossas FFAA ao longo da história ter “colecionado” essa variedade sem sentido de vetores… o EB teve que sair no tapa para conseguir montar a AvEx… enfim, essa e… Read more »

Oganza
Visitante
Oganza

Corsario137,

no problema rsrsrs 🙂

Grande Abraço.

Vader
Visitante
Member

O EC-725 foi escolhido por Lula de ressaca, porque vendido pelos irmãos Viana, lobbystas da Airbus, na churrascada do dia anterior, como um programa que agradaria até os “Tucanos”, no caso Aécio Neves, à época governador de MG. Já na “escolha” do Rafale no fatídico 7 de setembro de 2009 Lula não estava de ressaca. Estava mesmo é de porre. Tanto é que teve que pagar o mico de ser desmentido no dia seguinte por seu Min Def, o nefasto Nelson Jobim de triste memória. É gente deste naipe que escolhe o equipamento com o qual nossos filhos e netos… Read more »

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Caro Oganza, desculpa a demora, mas hoje tive um dia de cão no trabalho rsrs. Vou “insistir” na minha conclusão e acho que você me deu mais motivos para tal. Concordo que pagamos por colecionar decisões erradas nos últimos 40 anos. O que eu penso é que se deixarmos para as 3 FAs continuarem decidindo a bel prazer, continuaremos tomando decisões erradas por outros 40 anos. A MB está escolhendo um novo helicóptero de treinamento, por exemplo, em vez de buscar padronizar com as outras FAs. Acho que até pela natureza das instituições militares, elas tem a tendência de não… Read more »

Oganza
Visitante
Oganza

Concordo plenamente que as 3 FFAA não podem descidir individualmente ao bel prazer, não temo$ e$$e luxo, mas vamos tirar o presidente desse imbróglio, ele tem poder de mais e isso é errado. Quem tem que frear as coisas, inclusive do presidente é o legislativo, ele não pode ficar “reinando” por decreto como anda acontecendo não… Presidente não pode definir compra de caças ou seja lá o que for sozinho não, ele precisa da aprovação do legislativo, ele precisa ser questionado, ser convocado a dar explicações, ele tem que ir lá dar a cara a tapa em público. E vc… Read more »

Rafael Oliveira
Visitante
Rafael Oliveira

Caro Oganza, aí o buraco é mais embaixo. “Em tese” o Legislativo pode fazer isso. “Na prática”, não faz. No mais, o Legislativo é tão subordinado, “de fato”, ao Executivo que daria na mesma. Um fato interessante: veja que nessa audiência os deputados simplesmente não recebem detalhes. Acho até que não tem acesso ao contrato. Então fica aquela coisa: o deputado indaga o porquê do aumento de US$ 900 mi e o Amorim e o Saito dizem que é por isso e por aquilo, mas não mostram, por exemplo, uma planilha, especificando e fundamentando as diferenças de valores. Que se… Read more »

Zampol
Visitante
Zampol

Bom domingo a todos! Modo brasileiro (mas também sulamericano e latino em geral) de interpretar a divisão de Montesquieu: os poderes são três; tem o Executivo, o Executivo e o Executivo. Precisamos fortalecer as instituições e gerar clareza e independência entre elas. O Parlamento é fundamental. Deputados e Senadores individualmente são falíveis, como certamente o são professores, juízes, padres, militares ou comentadores de blogs de defesa. É um reflexo da sociedade da onde cada um deles provém. Nada a ver com as instituições que eles representam, construções ideais, imprescindíveis para o modelo democrático/ocidental e talvez o único modo de construir… Read more »

Zampol
Visitante
Zampol

Desculpem: Para melhorar o Brasil cada um tem que olhar para o seu círculo, o seu âmbito de relações…

Vixe! Cada erro…

juarezmartinez
Visitante
juarezmartinez

No aso especifico do EC 725 aconteceu uma confluencia de interesses para o mal como poucas vezes se viu. GF, lobistas, legislativo, governo e mineiro e alguns militares, deixando o pessoal da ala operacional das tres FAs pasmos com o tamanho da trambicagem.
O pior foi que foram levados de modo muito rasteiro pelos Franceses a receber uma aeronave obsoleta,que nao cumpre a missao e cheia de problemas.
Esperem para ver quando comecarem as inspecoes de maior grau estas aeronaves sendo encostadas, e nao se surpreendam se as ditas versoes operacionais levarem 20 anos para terminarem.

Grande abraco