sexta-feira, outubro 22, 2021

Gripen para o Brasil

Infodefensa: Uruguai seleciona F-5 como seu futuro caça…

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

F-5 Tiger II e A-27 Tucano na BASC em 2003 - foto Nunão - Poder Aéreo - Forças de Defesa

…mas não foi revelado de quem o país vai comprá-los. Também poderá ser preciso enxugar esquadrões, frente à necessidade de desativar turboélices de ataque Pucará ou substituí-los por Tucano ou Super Tucano

Segundo reportagem publicada no site Infodefensa nesta quarta-feira, 26 de novembro, em recentes manobras realizadas entre o Exército e a Força Aérea Uruguaia foi confirmada a seleção, por esta última, do jato F-5 como seu futuro avião de caça. A confirmação foi feita pelo Ministro da Defesa do Uruguai, Eleuterio Fernández Huidobro.

Foi manifestado que jatos mais novos como o Yak-130 e seus “irmãos”, o italiano M-346 e o chinês L-15 (jatos treinadores de alto desempenho) são plataformas ideais para o Uruguai, a escassez de recursos levou a uma decisão pelo F-5 Tiger II, permitindo adquirir mais exemplares por um custo menor.

Também foi assegurado, segundo a reportagem, que no próximo orçamento se concentrarão verbas para a aquisição de materiais tanto para a Força Aérea quanto para a Armada, instituições que viram postergadas suas aspirações nas últimas décadas.

Porém, para a Força Aérea Uruguaia (FAU) a definição do avião é um primeiro passo que soluciona apenas uma parte do problema, pois toda a aviação de combate precisa de substituição urgente. Esse processo sofre com a dificuldade de manter em voo os cinco exemplares de bimotores turboélice de ataque FMA A-58 Pucará da Força Aérea, que em breve deixarão de voar se não houver uma troca de motores e manutenção geral das células.

A-29B - foto 10 Nunão - Poder Aéreo

Alternativas

Estão sendo analisadas opções para resolver a situação. A primeira seria concentrar o Esquadrão Aéreo 1 de Ataque e o Esquadrão Aéreo 2 de Caça numa única unidade de combate, que combine todo o material existente e a ser adquirido – no caso, os atuais jatos  A37B e os futuros caças F-5II.

A segunda opção seria comprar um substituto para o Pucará, que poderia ser aeronaves Embraer Tucano ou Super Tucano, oferecidas em várias oportunidades. Mas, também para isso, o fator econômico será decisivo.

A-29B Super Tucano - foto Nunão - Poder Aéreo

Site também confirma para esta quinta-feira, 27 de novembro, a transferência de três A-37B Dragonfly do Equador para a Força Aérea Uruguaia

Em outra reportagem publicada nesta quarta, o site Infodefensa informou que, finalmente, em 27 de novembro será assinada a transferência de três jatos Cessna A-37B Dragonfly do Equador para a Força Aérea Uruguaia. Uma delegação da FAU voará ao Equador para receber o material e fazer o traslado ao Uruguai.

Os três aviões foram considerados em excelentes condições segundo técnicos uruguaios, e serão acompanhados de um significativo volume de peças de reposição para a frota que o Uruguai possui da aeronave. Isso permitirá, segundo a reportagem, colocar em condições de voo alguma aeronave adicional.

O A-37 é hoje o principal meio de caça e ataque da FAU, e sua disponibilidade estava baixa por falta de peças de reposição, cada vez mais difíceis de encontrar no mercado internacional. Também foi ordenada a prontificação de vários motores desse tipo de aeronave, numa empresa americana, o que também ajudará a manter em condições de voo um maior número de exemplares de A-37 do Uruguai.

FONTE: Infodefensa (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em espanhol)

FOTOS em caráter meramente ilustrativo

COLABOROU: Zampol

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

14 Comments

Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
_RJ_

Gostaria muito de ver aeronaves A-29 voando com a bandeira uruguaia. São ótimos substitutos tanto para o Pucará quanto para o A-37. Seria uma boa redução nos custos operacionais e o suporte técnico bem pertinho aqui no Brasil.

Corsario137

Daria os parabéns ao Uriguai se estivéssemos em 1979!

jairo boppre sobrinho

Srs

Um país do tamanho do Uruguay, sem inimigos a curto prazo, tá muito bom A-29!

Abs

Joner

Caramba, como a Embraer não consegue convence-los do A-29?
Aviões novos e baratos para operar por 30 anos, só fica o problema com jatinhos de traficantes.
Para isso, no futuro iria muito bem uns 12 Gripens made in Brazil.

Gilberto Rezende

A solução do Uruguai está a caminho e é a mesma do Brasil, o pré-sal. Desde 2013 foi assinado um tratado entre o governo do Brasil e o do Uruguai prevendo o apoio brasileiro para a criação de uma companhia petroleira binacional para exploração da plataforma continental uruguaia. No ano que vem, 2015, além do início da exploração de petróleo em torno das Falklands pelos ingleses, a Petrobrás iniciará a operação de um navio-sonda no litoral gaúcho na chamada Bacia sedimentar de Pelotas (sic) para prospecção física o pré-sal gaúcho. Assim que se confirmar os dados geofísicos da estatal no… Read more »

Vader

Jesus… Vou me ater à matéria e pular certas poluições mentais que li…

Prum país soberano, por menor ou mais pobre que seja, é uma droga e uma vergonha não ter ao menos meia dúzia de aviões supersonicos.

A Banda Oriental precisa de um caça pra proteger seu espaço aéreo, ainda que seja F-5.

ci_pin_ha

Se passarem por uma boa modernização, esses F-5 serão uma ótima compra para o Uruguai.

juarezmartinez

Pessoal! Acordem, o Uruguai, país pelo qual eu tenho o maior respeito e admiração, não tem a menor condição de sustentar um esquadrão de F 5, apanham que nem cachorro para três ou quatro A 37 voando.
Vai ser que nem o Esquilo ‘gono” que a MB doou, quando der pau vão bater na nossa porta de pires na mão.
Podem comprar, mas jamais vão operar.

Grande abraço

Oganza

Pq nós latinos sulamericanos somos tão sem noção?

Sério, isso é uma questão antropológica muito séria, quem resolver isso pode até ganhar Nobel.

Sofremos de Delírius Latinus Sulamericus Agudis .

Grande Abraço.

Gilberto Rezende

É mesmo, seria bem melhor acabar com todo delírio agudo e se conformar que apesar de sua condição genética geográfica inferior ainda é possível se esforçar muito para ir morar um dia nos EUA. E assim fugir da fatalidade de ter nascido no local errado do mundo.
Quem sabe até ser aceito como cucaracha local e viver na plenitude de sua condição crônica de capacho de gringo…

ironic mode off

Oganza

Gilberto, só rindo e muito… não tive que me esforçar não, fui contratado antes de terminar a faculdade… isso se chama Reconhecimento de Competência 😀 Meu caro e complexado Gilberto, tenho muito orgulho de ser brasileiro, mas o bom mesmo é que hj eu contribuo muuuuito mais para o meu Brasil que vc por exemplo. Contribuo inclusive para o seu próprio emprego ai na sua cidade de Rio Grande, até a modernização que sua repartição terá que passar para funcionar direito nos próximos 15 anos é fruto em parte do meu trabalho, pq ela hj é ineficiente para os meus… Read more »

ricardo

O Uruguay deve ser respeitado,Avioes ja ultrapassados e sem futuro?? F5 ll . Praticamente ja sem vida ultil. Uruguay com A29 ,sim mas em um segundo momento. Favor antes de fazerem comentarios em uma pagina seria, pensem antes.

Últimas Notícias

Assista ao primeiro episódio da websérie Colaboração Real 4

Estreou hoje o primeiro episódio da quarta temporada da websérie Colaboração Real no canal do YouTube da Saab do...
- Advertisement -
- Advertisement -