sábado, novembro 26, 2022

Gripen para o Brasil

A culpa é do motor

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Pelo menos esta é a informação dada pelas fontes da USNI em relação ao incêndio ocorrido com um F-35 recentemente

 

F135 foto Pratt & Whitney

O incêndio que danificou severamente um F-35 na Base Aérea de Eglin (Flórida)  no dia 23 de junho está, sem dúvida, relacionado com o motor F135 do avião, informaram várias fontes à USNI News.

O Pentágono “groundeou” toda a frota de caças F-35 em 3 de julho, depois que ficou evidente que o incêndio era muito mais grave do que se pensava inicialmente. O fogo, que começou na parte traseira da aeronave enquanto o jato se preparava para decolar, foi creditado inicialmente à unidade de potência integrada do caça.

O conjunto de potência integrada combina uma turbina a gás de 200hp com ma bateria e funciona como um motor de arranque para o motor F135.

Enquanto o Escritório do Programa Conjunto do F-35 se recusou a comentar sobre a investigação, o foco está no motor da aeronave. Fontes informaram, por unanimidade, que o motor está no centro das investigações.

“A fabricante do motor está com ele no momento e sendo completamente desmontado”, disse uma fonte militar
à USNI News. “Sem indícios, até o momento”.

Enquanto isso, o Pentágono ordenou inspeções adicionais de motores F135 instalados em toda a frota de cerca de 104 aeronaves Isso inclui todas as três variantes do avião. Funcionários da Pratt & Whitney disseram que a companhia está cooperando com a investigação.

“Estamos trabalhando em estreita colaboração com o Conselho de Segurança de Investigação da Força Aérea para determinar a causa central e inspecionar todos os motores da frota. A segurança é a nossa prioridade”, disse porta-voz da empresa, Matthew Bates à USNI Notícias na segunda-feira. “Uma vez que este incidente é objeto de uma investigação, não seria apropriado fazer comentários adicionais.”

A Força Aérea tem classificado o dano ao F-35A como um incidente Classe A, onde as estimativas de custo para reparos ou abates superam US$ 2 milhões.

USNI Notícias entende que o F-35A em questão sofreu graves danos e pode ser considerado como perda total.

O incêndio de junho é o incidente mais grave já ocorrido em mais de uma década do programa JSF, que apesar das derrapagens de custos amplamente divulgadas e mudanças no programa, mantém um registro muito bom na questão de segurança.

FONTE:
USNI (tradução e adaptação do Poder Aéreo a partir do original em inglês)

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

12 Comments

Subscribe
Notify of
guest

12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio Silva

Está começando a ficar difícil arranjar qualquer justificativa para os problemas do F-35…
Vida longa ao F-16 e ao F/A-18. E até ao A-10, que já foi “morto” uma vez e resurgiu das cinzas. Vai saber, né…
Ah, e ao F-15 também, embora a história seja outra.

SDS.

Augusto

Pentágono suspende negociações do contrato do F-35 até que se resolva o último problema ocorrido: http://www.janes.com/article/40551/pentagon-suspends-f-35-contract-negotiations-until-latest-failure-resolved

Carlos Alberto Soares

Caro Mauricio Silva

Vinda longa, concordo.

Até site normalista está dando manchete:

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/efe/2014/07/10/modelo-de-caca-mais-caro-da-historia-dos-eua-segue-sem-poder-voar.htm

Nick

Vão dar o “Go Ahead” do F-136? ? 🙂

[]’s

Iväny Junior

Eu ainda penso que o problema é de junta.

Carlos Alberto Soares

É junta mesmo, pode crer.

Clésio Luiz

A essa hora a P&W está agradecendo aos seus lobbystas pelo cancelamento do F136. A pressão para corrigir os problemas do seus motor serão menores, já que não tem concorrente. Mas mesmo assim, a cada problema novo imagino que a paciência do pessoal nas FAAs vai diminuindo. Quem estuda história sabe que programas importantes são cancelados. A lista nos EUA é grande, como XB-70, F-111B, Cayenne, Comanche, A-12, etc. Os lobbystas gostam de repetir que o programa JSF é grande demais para ser cancelado, não há opções, etc, etc, etc, mas foi nessa linha de pensamento e ineficiência que levou… Read more »

Marcelo

E até agora nem uma foto do estrago….
No caso do fogo no PAK FA, tínhamos fotos com boa resolução no mesmo dia do evento. Não deixa de ser irônico.

eparro

Fico imaginando os comentários, aqui, se ocorresse alguma coisa parecida com os aviões da Embraer.

Rinaldo Nery

E um amigo postou em outra matéria relacionada que ¨são problemas naturais de projeto¨…. Haja problema!
Imagina se não fosse!

Últimas Notícias

Russos dispararam mísseis de cruzeiro nucleares sem ogiva contra a Ucrânia

https://twitter.com/DefenceHQ/status/1596389927733927937 Aparentemente a Rússia está removendo as ogivas nucleares de antigos mísseis nucleares de cruzeiro e disparando as munições...
Parceiro

LAAD 2023

- Advertisement -
- Advertisement -