Home Noticiário Internacional Compra de caças F-16 E/F Block 60 adicionais pelos Emirados ainda não...

Compra de caças F-16 E/F Block 60 adicionais pelos Emirados ainda não foi oficializada

449
5

F-16 dos Emirados Árabes Unidos em exercício Red Flag - foto 2 USAF

Segundo declarações dadas à Jane’s por um representante da Lockheed Martin, em 18 de novembro, a empresa ainda não recebeu nenhuma comunicação oficial dos Emirados Árabes Unidos (EAU) sobre a venda proposta de 25 F-16E/F Block 60 Desert Falcon adicionais, que foi anunciada no início deste ano (nota do editor: veja ao final matérias publicadas em abril pelo Poder Aéreo, sobre o assunto).

O executivo de desenvolvimento de negócios da empresa, Bill McHenry, disse no Dubai Air Show 2013 que a Lockheed Martin ainda aguarda a confirmação dos Emirados, após o anúncio do secretário de Defesa dos EUA Chuck Hagel de que caças F-16 Block 60 adicionais seriam fornecidos como parte de um pacote de armamentos estimado em 5 bilhões de dólares.

A Força Aérea dos Emirados Árabes Unidos opera atualmente 55 jatos F-16 E (monopostos) e 24 F-16F (bipostos), recebidos a partir de 2004. Os caças são a versão mais avançada do F-16, equipados com o radar AESA (varredura eletrônica ativa) AN/APG-80 da Northrop Grumman. Apesar do radar não estar mais em produção, segundo McHenry ainda existe a base produtiva necessária para sua fabricação, pois a produção só foi encerrada recentemente. Assim, os caças ainda poderiam ser entregues nas especificações Block 60, se desejado. Porém, ele deixou claro que a empresa não comenta sobre especificações ou requerimentos de seus clientes.

F-16 dos Emirados Árabes Unidos em exercício Red Flag - foto USAF

Atualmente, os Emirados mantém uma disputa para substituir seus 43 caças Mirage 2000, e o anúncio de que estaria para receber jatos F-16 adicionais levantou dúvidas sobre a necessidade imediata do país em relação a um caça alternativo. Porém, sem nenhum contrato oficial para apoiar o anúncio do secretário Hagel, aparentemente o programa de substituição de caças prossegue seu caminho, com os Emirados planejando colocar o novo tipo em serviço por volta de 2017.

O contrato para esses novos caças, que anos atrás parecia estar assegurado para o francês Dassault Rafale, ficou em aberto no final de 2011 quando um novo pedido de propostas (RFP) foi solicitado ao consórcio Eurofighter (Typhoon), e para a norte-americana Boeing (F-15 Eagle e F/A-18E/F Super Hornet).

FONTE: Jane’s (tradução e edição do Poder Aéreo a partir de original em inglês)

FOTOS: USAF

COLABOROU: Augusto

VEJA TAMBÉM:

5
Deixe um comentário

avatar
5 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
MarcosRoberto F SantanaGuilherme PoggioFernando "Nunão" De MartiniIväny Junior Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Iväny Junior
Visitante
Member
Iväny Junior

Nova perspectiva de compra dos deltas usados se abrindo. A galera vai á loucura.

Guilherme Poggio
Editor
Famed Member

Deus do céu!

Essa linha de produção do F-16 não vai acabar nunca?

Roberto F Santana
Visitante
Member
Roberto F Santana

The best fighter ever.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Uns vão de Block 60, outros de bloquinho!!