Home Aviação de Caça Tô lhe manjando, Anápolis!

Tô lhe manjando, Anápolis!

474
50

Bolacha do Esquadrão Pacau pintada na fuselagem de caça F-5EM - foto Nunão - Poder Aéreo - Forças de Defesa

Caças F-5EM do Esquadrão Pacau, baseado em Manaus, podem estar de mudança marcada para o Planalto Central

vinheta-exclusivoCircula na FAB a informação de que, como opção para cobrir a lacuna da desativação dos caças Mirage (F-2000) de Anápolis no final deste ano, o Esquadrão Pacau (1º/4º GAV) deslocaria seus jatos F-5EM de Manaus para o Planalto Central. A aquisição de um “caça tampão” usado não é vista como solução para a baixa do Mirage, pois significaria matar de vez o programa F-X2.

Uma decisão como esta, caso se confirme,  traria consigo um importante componente simbólico, na nossa opinião: a FAB estaria “desguarnecendo” a Amazônia de seus jatos supersônicos, o que contraria ações preconizadas pela Estratégia Nacional de Defesa, justamente para conseguir manter a defesa do espaço aéreo sobre a Capital Federal, de onde há mais de uma década não sai nenhuma decisão sobre a compra de novos caças.

dia da aviacao de caca 2013 - dois M-2000 e um F-5M - foto 6 poggio

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
50 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fighting Falcon E/F
Fighting Falcon E/F
7 anos atrás

Gente, Reforço o que venho falando, não é o que era esperado, mas uma redistribuição de F-5 seria uma “solução” para esse gap. Dos 36 que temos em operação (efetivos) tirando o que estão em revisão – conforme comentário do Nunão ontem às 10:37 no link http://www.aereo.jor.br/2013/08/01/so-mais-cinco-meses/#comment-257738), retira os 6 que devem ficar alocados no 1º/4º GAv e redistribui os 30 da seguinte forma: 1º GAvCa: 11 aeronaves 1º/14º GAv: 11 aeronaves !º GDA: 8 aeronaves Reduz a quantidade de pessoal no GDA e aguarda uma definição quanto ao futuro. Essa distribuição poderia ser alterada com a chegada dos F-5FM… Read more »

Fighting Falcon E/F
Fighting Falcon E/F
7 anos atrás

Ahhh,
Se der uma enxugada nos esquadrões, dá para montar um no Nordeste e saciar a vontade de alguns ficando assim:
1º/4º GAv: 9 aeronaves “FM”
1º GAvCa: 14 aeronaves
1º/14º GAv: 15 aeronaves
1º GDA: 14 aeronaves
Nordeste – NT ou FZ?: 14 aeronaves
Isso dotação total, disponibilidade vamos ver como ficam as revisões parque, peças, etc, etc

Vader
7 anos atrás

Manaus acabou de receber caças supersónicos, depois de décadas de reivindicação.

E agora essa: a amazônia novamente desprotegida.

Galeão Cumbica
Galeão Cumbica
7 anos atrás

Amigos,

da pra fazer esta atualização que esta sendo feita no F5M e instalar este kit nestes F 2000, sei que os aviões são diferentes, mas as vezes daria pra fazer um bem bolado e mandar estes pra reforma aqui mesmo.

sds
GC

Vader
7 anos atrás

Galeão Cumbica disse:
2 de agosto de 2013 às 10:30

Não.

Não dá, os franceses não deixam (instalar equipamento israelense), a FAB não quer e, acima de tudo, não compensa financeiramente.

Sds.

eduardo pereira
eduardo pereira
7 anos atrás

E pegando um gancho no comentário do Galeao Cumbica, por que nao modernizar também os F-103 que conforme postado aqui foram desativados ainda podendo voar bastante ??
Por que nao temos condiçoes de dar manutençao nestes bichos sozinhos até hoje ??
O Irã que ta de parabens pois aprendeu na marra a manter seus caças ocidentais e até ja fabrica modelos similares e nós aqui só na vontade!!

eduardo pereira
eduardo pereira
7 anos atrás

Vader,
enquanto escrevia vc ja respondia minha pergunta !!rs

Galeão Cumbica
Galeão Cumbica
7 anos atrás

Lord Vader, acredito que este “não compensa financeiramente” é tudo vontade politica, acho que neste caso é mais a FAB não querendo enterrar de veiz o FUNERAL X 2!! Pois se compensa comprar aqueles destroços da Jordania pra reformar, pq não compensaria reformar este que estão aqui.

E mande os franceses ir catar coco la na BAHIA!!!

sds

GC

Nick
Nick
7 anos atrás

Desguarnecer novamente a Amazônia significa que o cobertor velho que já era curto, só cobre o “centrão e o sul” deixando o resto sem proteção. O ideal mínimo mesmo era algo em torno de 180 caças. Abaixo de 88 já se torna crítico e com 46 não dá para fazer nada praticamente.

[]’s

Fighting Falcon E/F
Fighting Falcon E/F
7 anos atrás

Vader,
Os franceses não autorizam só por causa do “roubo” do projeto que deu origem ao Kfir?
Uma dúvida minha:
Se comprei a aeronave, paguei eu não tenho poder de decidir o que vou usar? Eu não tenho a propriedade dela? Não foi transferida para mim?
Se fosse um leasing tudo bem, estou arrendando algo que não tenho a posse, mas não tenho a propriedade, correto?

Fighting Falcon E/F
Fighting Falcon E/F
7 anos atrás

É Nunão,
Talvez com esse valor seria melhor investir na compra de Mirage 2000-5 ou do 2000-9, caso estivessem a venda.

Galeão Cumbica
Galeão Cumbica
7 anos atrás

@#@#%#$¨

Poxa os franceses sabem cobrar caro não apenas nos restaurantes!!!

sds
GC

Apollo
7 anos atrás

Já disse e repito, uma boa parte do problema é de política também no alto estalão da FAB. Se eles tivessem um mínimo de coragem deveriam alegar qualquer problema técnico e deixar Brasília sem proteção nenhuma, o resto a imprensa faz……..

Soldat
Soldat
7 anos atrás

‘Se comprei a aeronave, paguei eu não tenho poder de decidir o que vou usar? Eu não tenho a propriedade dela? Não foi transferida para mim?
Se fosse um leasing tudo bem, estou arrendando algo que não tenho a posse, mas não tenho a propriedade”.

É por isso que sou contra a compra de armamento Americano para mim não interessa se os armamentos deles são os melhores ou não, se não posso fazer nada com o armamento comprado ele não me pertence na realidade.

Tomara que os F-5 que vão sair da Amazônia seja somente temporário.

Guilherme Poggio
Reply to  Soldat
7 anos atrás

Tomara que os F-5 que vão sair da Amazônia seja somente temporário.

Caro Soldat. Veja bem, isto é apenas uma hipótese.

Ninguém aqui afirma de pé junto que o Pacau vai sair de Manaus para Anápolis.

Fighting Falcon E/F
Fighting Falcon E/F
7 anos atrás

Boa Nunão,
Por isso que não entendi o comentário do Vader às 10:30h.
Como assim que os franceses não deixam?

PS: A discussão é só sobre a observação da “vontade dos franceses”. Independente se é economicamente viável ou não a modernização das aeronaves.

Soldat
Soldat
7 anos atrás

Fernando “Nunão” De Martini

Oi agradeço pela informação eu não sabia disso que o Brasil podia fazer modificação no armamento comprado dos Americanos, é por isso que adoro desse blog, gosto de aprende.

thank you very much

ricardo_recife
ricardo_recife
7 anos atrás

Modernizar o F-2000 não vale a pena. O caça veio usado até o osso. Para uma modernização precisaria de uma revisão extensa, além disso tem o problema de que tecnologia empregar. O Mirage 2000 usa padrões específicos, quem ninguém mais usa, limitando bastante os fornecedores. É roubada!

Abs,

Ricardo

Galeão Cumbica
Galeão Cumbica
7 anos atrás

Soldat,

sei que é so um detalhe, mas estes aviões em voga, são Frabrique en France, ou coisa parecida, e não Americanos.

sds
GC

Vader
7 anos atrás

Amigos: No tempo do guaraná de rolha e de amarrar cachorro com linguiça você pegava um Gloster Meteor (exemplo) seu, garibava e passava uma massa de funilaria no PAMA, botava uma metralhadora alemã, um lança foguetes inglês, um míssil israelense, pneus russos e ia pro pau. Era tudo ou quase tudo mecânico. Aço, alumínio e pólvora. Vai tentar fazer isso com um Mirage-2000 que, apesar de velho, é todo eletrônico (FBW, etc.). Só conheço um povo que faz, e ainda assim volta e meia apanha e se estrepa (e olha que os caras fazem isso há 50 anos): ISRAEL! I… Read more »

Carcará 01
Carcará 01
7 anos atrás

Clap clap clap!!! É isso mesmo Vader. meter o pau nos americanos por algo que TODOS fazem é coisa de gente que quer desviar o foco do assunto pra paranoia anti americana de sempre, e que provadamente até hoje não resolveu NADA. Quer queira, quer não, os melhores materiais bélicos (a exceção de uma ou outra peça, como os FAL) são de origem ianque. Observe o que vc mesmo falou: “que não se importam de transferir quase de graça ou a preço simbólico tecnologias que para nós são o “Ó do Borogodó”, mas que para eles é quase domínio público… Read more »

Carcará 01
Carcará 01
7 anos atrás

Ahhh, quando falei do FAL falei da qualidade, durabilidade e robustez da construção e não, obvio, da modernidade do produto ok…

juarezmartinez
juarezmartinez
7 anos atrás

O que vai acontecer provavelmente um rodízio entre os três esquadrões de caça de Mike para tirar o alerta da BANN, o 14 já começou a planejamento, com o” congelamento” temporário de algumas células.

Grande abraço

Wagner
Wagner
7 anos atrás

Off topic

Hoje já estou feliz !!

” Earlier on Friday, RF Deputy Defence Minister Yuri Borisov said that in 2013, Irkut will deliver to the Russian Air Force 18 Yak-130 planes and 14 Su-30SM fighters.”

Já estão melhorando… 14 Su 30 só esse ano, para tempos de paz já é uma taxa de produção melhorzinha. Fora os Su 35 da outra fábrica. ( aí não sei quantos Su 35 serão entregues nesse ano).

A VVS está em plena recuperação. Eu disse que conseguiriam… eu seeempre disse…

Já nossa FAB… aaiii…

nunes neto
nunes neto
7 anos atrás

Eu já havia cantado essa pedra, F5M, para Anapolis, mas ……

nunes neto
nunes neto
7 anos atrás

Se a escolha do FX2.3.1…. sair esse ano talvez , tenhamos um tampão do vencedor

Joner
Joner
7 anos atrás

Se for SH, poderia sim vir alguns para cobrir a lacuna, se for NG, também pode vir alguns Gripens dos estoques da Suécia, mas se for Rafale, se vier alguma coisa vai ser M2000 ou manutenção dos M2000 que temos!!!

Wagner
Wagner
7 anos atrás

E a Argentina terá os Mirage F1, mais uma modernizada, pronto, eles podem penetrar no Rio Grande do Sul e os F 5 Em não terão velocidade para pega-los…

Brincadeira…

Control
Control
7 anos atrás

Senhores A solução aventada da transferência do Pacau para Anápolis parece ser a menos traumática para a presente situação. Como foi bem citado pelo Nunão, a “proteção” da Amazônia pelo Pacau corresponde ao entorno de Manaus e fim. Na verdade, com a atual distribuição de forças, há proteção aérea no entorno do Rio de Janeiro, em parte do Rio Grande do Sul e; com boa vontade, lembrando que os M2000 estão desdentados, na região de Brasília. Se considerarmos que os alvos estratégicos mais importantes do país, s usinas de geração de energia elétrica e seu sistema de transmissão estão, em… Read more »

ernaniborges
ernaniborges
7 anos atrás

Senhores. A solução para esse GAP e outros problemas na área da defesa chama-se U. S. A. O recente anúncio de que serão retirados de serviço 3 NAe Norte Americanos, a visita da presidente em futuro próximo aos EUA, a vitória do ST para o Tio San, a previsão de uma segunda esquadra na MB e a aproximação da Boeing com a EMBRAER, me permitiram sonhar com o seguinte quadro: – Os Vespões de um ou mais NAe serviriam como tampões no GDA, enquanto os novos estiverem sendo produzidos; – Dois NAe seriam capitâneas das duas frotas e a terceira… Read more »

ernaniborges
ernaniborges
7 anos atrás

Os Gringos economizariam uns trocados na operação desses meios e nas manutenções necessárias e em contrapartida, nós executaríamos o serviço antes destinado à quarta frota americana, no Atlântico sul.

Colombelli
Colombelli
7 anos atrás

Control, de fato a área crítica para a defesa aérea está entre o norte do RS, com 05 usinas hidroelétricas e o sul do estado de São Paulo, passando pelo Estado do Paraná com 05 usinas no RIo Iguaçu e mais Itaipu e suas duas linhas de transmissão de 750 e 600 KW. Nesta área tambpém temos os principais porto do país em movimentação. Porém não devemos esquecer que as bases de Santa Cruz, Canoas e Anápolis são bases para tempo de paz. A FAB trabalha com o conceito de bases de dispersão, e as bases de operação em caso… Read more »

Joner
Joner
7 anos atrás

Caro ernaniborges, acredito sim que se os USA retirarem mesmo de serviço estes NAEs, o tio sam vai “por a venda varios Hornets e Super Hornets, como outras aeronaves de apoio”, mas quanto aos NAEs, não acredito, são equipamentos estratégicos demais para eles, e se hipoteticamente o colocassem, não seria o Brasil que teria U$$ para comprar!

Joner
Joner
7 anos atrás

Mas aposto todas as minhas fichas que vai dar Hornets ou Super Hornets, talvez usados, ou se tudo der certo para nós, SH novinhos!

Wagner
Wagner
7 anos atrás

Off Topic de novo

Pelo que entendi, mais 16 Su 30s foram encomendados pela VVS, mas esses serão produzidos em Komsomolsk.

Ou seja, além dos da Irkut, mais 16 fora encomendados em outra fábrica !!

To mais feliz ainda !!!!!

🙂

Control
Control
7 anos atrás

Prezado Colombelli Se considerarmos que, apenas, quando em guerra, nossa força de caça deva ser posicionada adequadamente, pode-se argumentar que nem precisamos do GDA em Anápolis, deixando para alocar caças lá apenas se houver guerra. Também pode argumetar que não há necessidade da disponibilidade de caças em regime de alerta. Observe que, em geral, entende-se que um sistema de defesa aérea esteja de prontidão 100% do tempo e tenha por razão de ser a defesa das áreas e instalações mais estratégicas do país. Aliás, foi esta a razão da criação do GDA e da construção da base dele em Anápolis.… Read more »

ci_pin_ha
ci_pin_ha
7 anos atrás

Os F5 que deveram ser aposentados em 2017 poderiam ter a vida útil alongada?

Justin Case
Justin Case
7 anos atrás

ci_pin_ha disse: 3 de agosto de 2013 às 20:42 “Os F5 que deveram ser aposentados em 2017 poderiam ter a vida útil alongada?” ci_pin_ha, boa noite. A decisão de fazer uma revisão geral ou um reparo estrutural depende apenas da expectativa de retorno deste investimento (por quanto tempo essa aeronave será utilizada). Não há qualquer problema técnico. No entanto, não há dúvida que a realização desse reparo e da revisão é absurdamente mais simples, mais rápida e mais econômica do que a aquisição de qualquer F-5 descartado por outro país. Além do valor e do tempo necessário para a modernização… Read more »

Justin Case
Justin Case
7 anos atrás

ci_pin_ha,

Agora existem duas opiniões. Pode colocar na peneira e formatar a sua própria.
Abraços,

Justin