terça-feira, outubro 19, 2021

Gripen para o Brasil

FAB cede dois helicópteros à Marinha

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

jetranger

PARQUE DE MATERIAL AERONÁUTICO DOS AFONSOS
EXTRATO DE CESSÃO DE USO
ESPÉCIE: Termo de cessão.
CEDENTE: União Federal, Ministério da Defesa, por meio do Comando
da Aeronáutica representada pelo Parque de Material Aeronáutico
dos Afonsos.
CESSIONÁRIA: União Federal, Ministério da Defesa, por meio do
Comando da força Aeronaval representada pela base aérea naval de São
Pedro da Aldeia.
Nº DO TERMO DE CESSÃO:03/PAMA-AF/2012. PAG Nº67111.000278/ 2012- 42.
OBJETO: Alienação, sob a forma de cessão , das aeronaves BELL
206B JET RANGER, H-4B de matriculas FAB 8590, 8591, e seu
suprimento , constante no PAG Nº67111.000379/2012-13, anexado ao
processo acima citado.
VALOR TOTAL:Para fins de contabilização a aeronave FAB 8590
avaliada por R$ 44.664,05(quarenta mil seiscentos e sessenta e quatro
reais e cinco centavos) , A FAB 8591 por R$ 240.342,69 (duzentos e
quarenta mil trezentos e quarenta e dois reais e sessenta e nove
centavos ) e seu suprimento por R$ 691.512,19( seiscentos e noventa
e um mil quinhentos e doze reais e dezenove centavos).
DATA DE ASSINATURA: 29/04/13

COLABOROU: Samuel “Jaguar” Pysklyvicz, via Contato Radar

- Advertisement -

11 Comments

Subscribe
Notify of
guest
11 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Daglian

Peço desculpas por repetir a analogia, mas que bom que a FAB cedeu os helicópteros à marinha e não aos bolivianos ingratos.

Sds.

Vader

Nossa, R$ 44.000 uma aeronave da FAB?

Vix, deve ser coisa de museu…

Gilberto Rezende

Pela foto eram modelos que serviram ao GTE ???

Marcos

Isso ai serviu à Presidência da República lá em mil e novecentos e antigamente.

Luis

Mas voa melhor dos que as Kombis francesas….

Fernando "Nunão" De Martini

Segundo o site do Rudnei Cunha (http://www.rudnei.cunha.nom.br/FAB/index.html), a FAB adquiriu sete helicópteros Bell 206A Jet Ranger em 1967, mas foram aquisições anteriores a esses dois aí citados na nota, que são do modelo 206B. As matrículas de três 206A utilizados no GTE iam de 8570 a 8572, e os outros quatro, que foram utilizados em tarefas de ligação e observação, iam de 8580 a 8583. Assim, há um hiato (comum para deixar “espaços” em matrículas para eventuais novas aquisições de um mesmo modelo) até esses dois 206B Jet Ranger II da nota, com matrículas 8590 e 8591 (justamente os números… Read more »

Guilherme Poggio

Nunão

Eles apoiavam os trabalhos no centro de lançamento de Alcântara.

Fernando "Nunão" De Martini

Sim, imaginava isso, mas antes disso esses dois 206B já haviam substituído os 206A no GTE ou nada a ver?

Isso porque, segundo o site do Rudnei, os 206A ex-GTE já tinham sido antes enviados para Alcântara.

calopesdasilva

Peças para o HI-1!!! A FAB doou recentemente alguns Esquilo Bi para a Polícia carioca, será que o HU-1 não faria melhor uso deles nos dois navios que estão fazendo as missões à Antártida? Afinal o 355 tem hora de voo mais cara que os 350 e não sei que necessidade operacional teria um biturbina para a Secretaria de Segurança (a não ser, é claro, levar o governador e seu cachorrinho à Angra com mais segurança e rapidez).

joao.filho

A manchete deveria ter sido: “FAB cede carcaças de dois helicópteros à Marinha”

bmbahia

calopesdasilva,
Na verdade, as SSP de TODOS os estados da federação deveriam dar mais atenção à missão de seus grupamentos aéreos e dotá-los de aeronaves bi-turbina para as missões mais críticas e deixar os mono apenas em missões de ligação e transporte.
Uma breve visita ao blog Piloto Policial e lendo os comentários sobre o acidente do Esquilo Mono dos Bombeiros do Rio, é possível ler várias comentários acerca do assunto.
http://www.pilotopolicial.com.br/bombeiro-05-do-corpo-de-bombeiros-cai-no-mar-de-copacabanarj-e-tripulantes-passam-bem/

Últimas Notícias

FAB realiza enlaces de dados entre aeronaves usando o LINK-BR2 pela primeira vez

Os voos foram realizados durante a execução da Operação Íris, como foi denominada a segunda fase de ensaios de...
- Advertisement -
- Advertisement -