Home Indústria Aeroespacial Gripen realiza primeiros disparos de mísseis Meteor de produção

Gripen realiza primeiros disparos de mísseis Meteor de produção

316
6

Gripen dispara míssil Meteor - foto FMV

Caça produzido pela sueca Saab tornou-se o primeiro do mundo a disparar essa versão do Meteor, que também equipará Eurofighter e Rafale

Em cooperação com a Administração Sueca de Material de Defesa (FMV), a empresa de defesa e segurança Saab conduziu com sucesso os primeiros disparos de testes da versão desenvolvida para produção em massa do míssil Meteor, armamento ar-ar guiado por radar. A informação foi divulgada em notas da Saab e da FMV nesta segunda-feira, 1º de julho.

Segundo as notas, com esses disparos o Gripen C/D se tornou o primeiro sistema de caça de combate no mundo com a capacidade de sisparar essa versão do Meteor, que foi desenvolvida para os caças Gripen, Eurofighter e Rafale.

Os disparos foram feitos no final de junho, visando um alvo controlado remotamente. O teste demonstrou o funcionamento da separação do caça e o link entre o míssil e a aeronave, assim como a capacidade do míssil adquirir o alvo, e verificou o apoio de comando desenvolvido para o piloto.

Gripen Meteor - foto SAAB

Michael Östergren, diretor de projeto do Meteor na FMV, afirmou que ficou “impressionado” com os resultados conseguidos conjuntamente e que isso confere “considerável confiança” no trabalho contínuo de integração do Meteor no Gripen.

O Meteor é uma arma do tipo BVRAAM (Beyond Visual Range Air-to-Air Missile – míssil ar-ar para emprego além do alcance visual) desenvolvida para engajar alvos aéreos a longas distâncias. O míssil é resultado de um projeto de desenvolvimento europeu colaborativo envolvendo Suécia, França, Itália, Espanha, Alemanha e Grã-Bretanha.

Segundo Lennart Sindahl, chefe da área de negócios aeronáuticos da Saab, ressaltou a liderança do sistema de caça de combate Gripen, “com grandes oportunidades para para a contínua integração de novas capacidades, como armas e sensores, de maneira rápida e custo-efetiva graças à nossa maneira eficiente de trabalhar e ao inovador projeto do Gripen.” Ele ressaltou que, no que se refere a defesa aérea, “o Gripen com seu radar Saab PS05 e o míssil Meteor representam o melhor do mundo.”

A equipe de testes incluiu pessoal da Saab, FMV e da britânica MBDA. Ao longo do outono (terceiro trimestre no Hemisfério Norte) testes adicionais serão realizados para que a entrega das novas capacidades possa ser feita ao longo de 2014.

FONTES / FOTOS: Saab e FMV

VEJA TAMBÉM:

6
Deixe um comentário

avatar
6 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors
Justin CaseIvanColombelliSoyuz Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Soyuz
Visitante
Member
Soyuz

Estes disparos de testes de armamentos em desenvolvimento realizados pelo Gripen é mais ou menos como a história da descoberta de gelo em Marte. Há uns 35 anos a NASA fez por outra divulga alguma “possível descoberta” de gelo em Marte. Isto serve para manter as coisas menos desinteressantes para a opinião publica.

Colombelli
Visitante
Member
Colombelli

Com sete misseis dete tipo, como apareceu em uma configuração, é um adversário assaz respeitável.

Colombelli
Visitante
Member
Colombelli

deste digo

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Interessante que todas as vezes que a NASA divulga alguma “possível descoberta” de gelo em Marte reforça minha convicção que há vida fora da terra. Da mesma forma toda as vezes que a Saab demonstra as virtudes dos seus caças, reforça minha convicção que é possível projetar, desenvolver, construir e operar sistemas de armas efetivos fora do eixo tradicional, ou seja, Washington – Paris – Moscou. Mas o que deve ser observado no uso do Gripen como primeira plataforma de testes do Meteor é a questão que este AAM de longo alcance foi criado para explorar a capacidade de lutar… Read more »

Colombelli
Visitante
Member
Colombelli

Muito bom seu comentário Ivan. De fato os sete são exagero e algo quase impossível de se ver, mas com 04 misseis já é uma ótima capacidade, até porque dificilmente seriam disparadas quantidades maiores por avião do que isso. Não me recordo de nenhum combate BVR onde tenha sido feito disparo de mais de 04 misseis por uma aeronave. Com 16 misseis disparados de um elemento de caça de 04 aeronaves não fica a dever nada a ninguem. Eu acho que o Gripen teria sido uma opção que cumpria missão pelo melhor preço e, se houvesse sido feita a escolha… Read more »

Justin Case
Visitante
Member
Justin Case

Amigos, A opção de leasing existe, mas há vantagens e desvantagens. O Nunão apresentou alguns exemplos em que isso foi realizado, mas acho que posso acrescentar algumas observações. Obviamente, leasing de avião de caça não é o mesmo que leasing de avião comercial ou de veículo automotor. Essas diferenças são importantes. Também podemos considerar que os aviões não serão comprados ao final da operação de leasing, pois não nos interessa ficar com esses aviões já “encostados” pelo país de origem, alguns por obsolescência, outros devido ao inadequado custo/benefício. 1. Um avião de caça exige uma infraestrutura especial para a operação… Read more »