Home Asas Rotativas Escalado para a Copa das Confederações, Sabre treina emprego de armamento

Escalado para a Copa das Confederações, Sabre treina emprego de armamento

392
15

AH-2 Sabre em exercícios de tiro - foto FAB

Manobra operacional do Esquadrão Poti, de Porto Velho, vai até o próximo dia 24 no Campo de Provas Brigadeiro Velloso, no Pará

Integrantes do Esquadrão Poti (2º/8º GAV), sediado em Porto Velho (RO), treinam até quarta-feira da semana que vem (24/4) o emprego de armamento no helicóptero AH-2 Sabre. A manobra, denominada Zarabatana, é realizada no Campo de Provas Brigadeiro Velloso (CPBV), um dos estandes de tiro aéreo da FAB, localizado em Cachimbo, sul do Pará.

O helicóptero de ataque da FAB é uma das aeronaves escaladas para atuar na defesa do espaço aéreo durante a Copa das Confederações. Cada piloto deve somar pelo menos 10 horas de voo empregando o canhão em torreta 23 mm, foguetes e flares.

AH-2 Sabre em exercícios de tiro - foto 2 FAB AH-2 Sabre em exercícios de tiro - foto 3 FAB

De acordo com o comandante do Poti, Tenente-Coronel-Aviador Claudio Wilson Saturnino Alves, além da formação e do aprimoramento operacional dos pilotos, a manobra é importante para exercitar a mobilidade logística das áreas de manutenção e armamento em uma base desdobrada. “Não basta chegar ao local da missão. É preciso ter combustível, material bélico, manutenção para operar e conseguir realizar as decolagens”, afirma.

Alvos – Os quatro helicópteros executam, em média, 15 surtidas diárias. A tarefa dos  pilotos é identificar e atacar os alvos. No retorno, as equipes de material bélico trabalham rápido para recarregar o canhão com torreta móvel que utiliza munição de 23 milímetros e o lançador de foguetes nas asas. A aeronave é equipada com flare, um dispositivo de defesa, também utilizado em aeronaves de caça de alta performance como o F-5, que guia a munição inimiga para longe do helicóptero.

AH-2 Sabre em exercícios de tiro - alvos em Cachimbo - foto FAB

FONTE / FOTOS: FAB (Agência Força Aérea)

VEJA TAMBÉM:

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
HRotor
HRotor
7 anos atrás

Finalmente, a FAB divulga um pouco mais o emprego real de armamento pelos Sabres!
Pena que o emprego dos mísseis ar-solo pelos pilotos do Poti, em outras ocasiões, foi praticamente escondido do publico, parece ate tabu…
Vale lembrar que, ha cerca de quatro anos, um desses anônimos guerreiros foi o primeiro da FAB a disparar um míssil ar-solo.

wwolf22
wwolf22
7 anos atrás

o Sabre pode disparar os misseis nacionais ?? MAR, Piranha, o futiro A Darter, …

HRotor
HRotor
7 anos atrás

wolf,

O Sabre foi desenvolvido desde o rascunho como plataforma d’armas, o que significa dizer que sua estrutura, materiais, fontes de energia, potência, configuração, sensores optronicos, etc, contemplam a possibilidade de múltiplos tipos de armamento.
Havendo a necessidade operacional, e certo dizer que ha meios de integrar novos armamentos, alem daqueles oferecidos pelo fabricante.
Essa atividade pode ser realizada pelo pessoal do Ensaio em Voo do CTA, a “quatro mãos” com o fabricante da arma.

Hamadjr
Hamadjr
7 anos atrás

Alguém sabe dizer qual é patente do operador de armas?

juarezmartinez
juarezmartinez
7 anos atrás

Rotor disse: 15 de abril de 2013 às 15:38 Finalmente, a FAB divulga um pouco mais o emprego real de armamento pelos Sabres! Pena que o emprego dos mísseis ar-solo pelos pilotos do Poti, em outras ocasiões, foi praticamente escondido do publico, parece ate tabu… Vale lembrar que, ha cerca de quatro anos, um desses anônimos guerreiros foi o primeiro da FAB a disparar um míssil ar-solo. Leia mais (Read More): Escalado para a Copa das Confederações, Sabre treina emprego de armamento | Poder Aéreo – Informação e Discussão sobre Aviação Militar e Civil Meu nobre HRotor, como é que… Read more »

HRotor
HRotor
7 anos atrás

Nobre Juarez

foi nas estepes russas, por um dos pioneiros…!
Sds

HRotor
HRotor
7 anos atrás

O operador dos sistemas d’armas é também oficial aviador (certamente um Tenente…).

Baschera
Baschera
7 anos atrás

wwolf22 disse:
15 de abril de 2013 às 15:54

Não. nem sequer os Sbat-70 (foguetes 70 mm não guiados produzidos pela Avibrás).

Se dê por contente que os russos ensinaram ao menos o abc do dia a dia…. agora, revelar os códigos de integração do software … aí já é querer demais !!

Além disto, tudo o mais alí está em cirílico….

Sds.

Marcos
Marcos
7 anos atrás

wwolf22 perguntou:
– O Sabre pode disparar os misseis nacionais ?? MAR, Piranha, o futuro A Darter …

Rotor respondeu:
– O Sabre foi desenvolvido desde o rascunho como plataforma d’armas, o que significa dizer que (…) contemplam a possibilidade de múltiplos tipos de armamento.

Baschera também disse:
– Não, nem sequer os Sbat-70 …

Marcos
Marcos
7 anos atrás

Baschera

He, he, he… quer dizer que o heli russo veio sem os códigos fontes?

Cadê aquela turma adoradora de Nossa Sapiência???

HRotor
HRotor
7 anos atrás

Desnecessario polemizar.
O comentario foi “em tese”, purista, quase institucional.
Os Sabres foram comprados por determinação do GF, por conta de critérios de balança comercial. Código fonte, alguem deve estar viajando… E não estranharia se encontrasse Microsoft, Apple, Intel ou Texas Instruments na avionica russa.
Nefte paiff, hoje em dia, o que importa e comprar, emprego e desenvolvimento não e prioridade.

champs
champs
7 anos atrás

Alguém sabe informar se o último lote do Mi-35 já foi entregue?

Caro Marcos, você não quer que os russos entreguem o código fonte de sua tecnologia por causa de míseros 12 helicopteros não é?

Os códigos de integração do software para integrar o armamento dependeria de compras significativas (que não precisa ser necessariamente do Mi-35) em que houvesse o poder de barganha a nosso favor, aí sim teríamos a vantagem para exigir coisas do tipo.

wwolf22
wwolf22
7 anos atrás

Agora eu fiquei com uma pulga atras da orelha…
quer dizer que estamos “presos” aos russos no que se refere ao armamento utilizado pelo Sabre…
pensei que poderiamos incrementar a gama de armamentos utilizados no heli com as nossas producoes locais…. seria muito interessante ver o Sabre dotado com o MAR… e quem sabe num futuro nao tao distante, ver o Sabre disparando o Matador… sonhando…

joseboscojr
joseboscojr
7 anos atrás

Interessante sobre o canhão GSh-23 é seu sistema de acionamento, inédito no Ocidente.
Ele usa um conceito chamado de Gast, de 2 canos, não rotativos, em que a queima de um cartucho de uma câmara e recuo de um dos canos aciona o sistema de alimentação da outra câmara, isso faz com que a cadência seja bem mais alta que se fosse um canhão convencional, além de dividir o desgaste nos dois canos.

Baschera
Baschera
7 anos atrás

champs disse:
16 de abril de 2013 às 9:09
Alguém sabe informar se o último lote do Mi-35 já foi entregue?

El director del Servicio Federal ruso de Cooperación Militar Técnica (FS VTS), Alexandr Fomín,….también anunció que en el próximo otoño boreal Rusia entregará a Brasil los restantes tres helicópteros Mi-35M, de un total de 12 que se comprometió a suministrar mediante un contrato de 2008.

Fonte: RIA Novosti

Outono boreal é ótimo, não ??

Sds.