domingo, fevereiro 28, 2021

Gripen para o Brasil

François Hollande é o novo presidente da França

Destaques

Defesa aérea da Sérvia atingiu outro F-117 durante a Operation Allied Force

A história de como um jato de ataque stealth F-117 Nighthawk da Força Aérea dos Estados Unidos foi abatido...

HENSOLDT: Sistemas antidrone e de proteção de áreas críticas e estratégicas

Nos últimos anos, a venda de drones cresceu muito no mundo. Esses objetos voadores, cada vez mais comuns em...

FAB coordena Operação Escudo Antiaéreo

Operação aconteceu de forma conjunta entre a Marinha do Brasil, o Exército Brasileiro e a Força Aérea Brasileira No período...
Edgarhttp://jelopes.com
Colaborador e TI dos sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres.

O candidato socialista François Hollande é o novo presidente da França, após vencer o segundo turno das eleições para o Palácio do Eliseu, neste domingo. O presidente conservador Nicolas Sarkozy reconheceu a derrota para o adversário, que assumirá o cargo em 15 de maio.

Hollande teve 50,8% dos votos, ante 49,2% do rival e candidato à reeleição Nicolas Sarkozy, com 67% das urnas apuradas, conforme divulgou neste domingo a rede americana CNN. Em pesquisa de boca de urna da emissora France 2, o socialista tem 51,9%, contra 48,1% de Sarkozy.

Em discurso a seus partidários, o presidente conservador já admitiu a derrota para o socialista e afirmou que ligou para Hollande, desejando-lhe “boa sorte”.

“Aceito essa derrota por causa dessa França aberta, democrática”, disse ele, aclamado aos gritos de “Nicolas, Nicolas” por uma multidão em Paris.

“Tentei fazer o melhor para proteger o povo francês. Apesar dos milhões que votaram em mim, nós falhamos. Vocês me apoiaram, mas não tivemos êxito”, acrescentou.

PARLAMENTARES

Sarkozy ainda pediu que o UMP, seu partido, permaneça unido para as eleições parlamentares, acontecerão em junho. “Não se dividam, permaneçam unidos. Temos que ganhar a batalha das legislativas”, afirmou o presidente em reunião fechada com partidários.

O chanceler francês do governo Sarkozy, Alain Juppé, foi o primeiro ministro a se manifestar sobre o pleito, e voltou a dizer que o foco do partido serão as eleições legislativas.

“Sarkozy fez uma campanha magnífica. Os milhões de franceses que votaram nele merecem essa consideração. Nós não o abandonamos, voltaremos na batalha das legislativas”.

Pouco antes do fechamento das urnas, pelo menos quatro institutos de pesquisa (CSA, TNS Sofres, Ipsos e Harris Interactive) já apontavam uma preferência eleitoral acima de 50% para Hollande.

Com essa virtual vitória, ele se torna o segundo presidente socialista da Quinta República Francesa fundada pelo general Charles De Gaulle em 1958, depois de François Mitterrand, chefe de Estado de 1981 a 1995.

NOTA DO EDITOR: adicionamos este clipping ao Poder Aéreo uma vez que o Governo Federal associou a prorrogação do prazo para a decisão pelo FX-2 à conclusão das eleições presidenciais francesas. Quais serão as consequências desta derrota de Sarkozy para o FX-2?

FONTE: Folha / FOTO: Reuters

- Advertisement -

16 Comments

Subscribe
Notify of
guest
16 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

Se c/ o napa marido da Carla Bruni já era ruim, c/ esse socialista prá lá de carteirinha, será pior ainda.
Para ele a França é perfeita, o que está errado é o restante do mundo.
Essa “parceria estratégica” existente entre Brasil e França, p/ ele é uma excelente maneira de exportar material bélico de duvidosa serventia a preços extremamente aviltados e de quebra proteger empregos franceses desses modismos de “transferência irrestrita de tecnologia”.

wallace

Visto que a “preferência” pelo Rafale derivava de um “acordo” “pessoal” entre os ex-presidentes (ambos já fora do cargo), não seria essa uma ocasião pra dona madama mandar os “fraçuar” se catarem ?

asbueno

Mauricio R. e Wallace:

Há quem diga que os laços serão estreitados (forca?), uma vez que Hollande é socialista, coisa e tal. Mas a política francesa não mudará, principalmente no tocante a a pontos sensíveis, como o protecionismo agrícola.

Agora, se o acordo era realmente pessoal, ou melhor, as bases foram decididas no cara-a-cara entre Lulá e Sarkô, então das duas uma: desfaz-se o pacto ou fazem-no novamente. Mas para isso será necessário nova conversa. mas isso tudo é advinhação.

O deadline está logo ali.

Marcos

O cara se elegeu prometendo proteger os empregos franceses, incluindo ai o setor agrícola francês, que vai de mal a pior. Isso
significa que vão levantar mais barreiras agrícolas.

O que nossos entreguistas vão fazer, não sei. Talvez terminar de afundar nossa cambalida indústria.

Marcos

Vou mais longe um pouco: a cumpanherada de esquerda latrino-americana deu a pau em cima de nós durante os últimos dez anos, rindo de nossa cara. Cumpanhero francês não será diferente.

Observador

Senhores,

Como muitos sabem, nunca acreditei na vitória do Rafale.

Até agora.

Agora o cenário mudou. Tem um SOCIALISTA presidindo a França. E se tem palavras como SOCIALISTA, COMUNISTA, ANTI-AMERICANO na jogada, podem ter certeza que os deslumbrados no GF farão de tudo para aumentar a parceria Caracu com a França.

Inclusive, acho que nossos maquiavélicos governantes já estavam traçando há tempos uma aliança estratégica com os socialistas franceses. Neste intuito, rifaram o Sarkozy e escolheram a Jaca, mas deixaram para fazer o anúncio para DEPOIS das eleições na França, para não ajudar na campanha do ex-aliado, agora desafeto.

wallace

Mas a presidenta, pessoalmente, paracer ser bem neoliberal (mudança de aposentadoria de servidores públicos, redução potencial de rendimento da poupança, etc…).

Apesar do PT ser “socialista”, a dona madama em si não parece ser…

Giordani RS

O Mauricio R resumiu tudo: Na Era miterrand o mundo sempre esteve errado. Agora com o “hollando lero” o mundo volta a estar errado.

A coisa é bem simples: O governo de pindorama vai usar a perda do sarkozy como mais uma desculpa para adiar o Forevis Xis…

Nick

Ideologicamente o novo presidente francês tem tudo a ver com o GF. Mas o Sarkoyi já tinha avalizado o negócio(como os descontos). O novo presidente deverá também avalizar e para isso terá de inteirar da venda. Se for Rafale deverá demorar mais uns meses(ou anos).

[]’s

Grifo

Senhores, vou postar aqui o comentário que coloquei em outro post. Quem faz uma análise de que a derrota do Sarkozy foi boa para as chances do Rafale em geral desconhece que a relação entre o presidente eleito Hollande e a Dassault é bastante ruim. Por exemplo, na campanha eleitoral do primeiro turno François Holland se recusou a dar entrevistas para o Le Figaro, jornal da família Dassault. Ainda acusou o grupo Dassault de promover o governo Sarkozy, e ameaçou acabar com esta situação onde um grupo de mídia tem empresas com contratos altíssimos com o governo: http://www.atlantico.fr/decryptage/francois-hollande-refuse-interview-menace-figaro-serge-dassault-serge-federbusch-328795.html?page=0,1 Do outro… Read more »

Darkman

Hollande já disse que vai se alinhar mas ainda com o Brasil, alguma dúvida que o Rafale ganhou, não tenho mas alguma, mas ainda vai querer ver o que foi proposto e outras conversas vão acontecer enquanto isso nas 1 ano vai se passando e nada de anúncio. E bem provável que não teremos o anúncio agora no meio do ano e sabe se lá qdo vai sair. Ainda vavi rolar muito papo e ainda vão querer baixar mas o preço da Jaca. Bem teremos uma nova temporada do seriado FX2. Aos amigos de blog vamos nos preparar pq vai… Read more »

Observador

Caro Wallace:

Eu também a considero pragmática, sem (a maioria) dos ranços ideológicos da esquerda festiva.

Creio que, por ela, era SH e fim de papo. Ela quer porque quer se aproximar dos EUA

Observador

Caro Wallace: Eu também a considero pragmática, sem (a maioria) dos ranços ideológicos da esquerda festiva. Creio que, por ela era SH e fim de papo. Ela quer porque quer se aproximar dos EUA e do seu gigantesco mercado consumidor. O problema é que o resultado do FX pode ser usado como moeda de troca em alguma disputa política, em troca de apoio necessário para a aprovação de algo que a presidente considere importante. Ela pode ser forçada a dizer: eu preciso encaminhar a reforma tributária. Em troca, assino embaixo do avião que a base aliada quer me impor. Eu… Read more »

Vader

Pra mim não muda nada, nem pró-jaca nem contra.

Mas acabou a lua-de-mel França/Alemanha. E o Euro está em mais risco do que nunca.

Antonio M

Eu gostaria da FAB com uma solução “hi-low” indo de SH e Gripen, com o SH em condições se serem entregues mais rápido e evitar o colapso da força e o Gripen servindo para formar outra parceria visando participar do projeto de um caça de 5º geração mas, pelo que vejo no GF isso seria quase uma “ofensa”, “heresia” à austeridade pregada pelo governo com os gastos nessa área e como algo impensável senão impossível para os aliados do GF, o que na verdade não discordo totalmente devido a falta de seriedade e continuidade dos governos (ex. o laboratório espacial… Read more »

Mauricio R.

Com o napa marido da Carla Bruni fora do Eliseu, dna Dilma está livre da sombra da quase decisão de seu antecessor, o apedeuta.
Rompe-se assim o último nó, que sustentava a absurda idéia de Le Jaca na FAB.

- Advertisement -

Combates Aéreos

Táticas de combate aéreo: ‘Head on Attack’

Este é o primeiro de uma série de vídeos da Força Aérea da República da Coreia (ROKAF) com manobras...
- Advertisement -
- Advertisement -