Home Noticiário Internacional Cortes na defesa dos EUA ameaçam encomenda australiana de F-35

Cortes na defesa dos EUA ameaçam encomenda australiana de F-35

209
34

Segundo reportagem do jornal australiano Canberra Times, o programa trilionário do F-35 norte-americano não irá sobreviver à última rodada de cortes no orçamento de defesa dos Estados Unidos. O aviso é do analista Peter Goon, do “Air Power Australia”. Goon afirma que daqui a aproximadamente um ano a quantidade de aeronaves do tipo encomendadas pelos EUA terá sido drasticamente cortada. Além disso, diz que ao menos uma das três versões do caça será cancelada, podendo mesmo chegar a duas.

Ainda segundo o analista, isso poderia trazer um impacto significativo nos planos da Austrália em adquirir até 100 caças F-35, por um custo estimado em 10 bilhões de dólares.

Especialistas opinam que se as encomendas dos EUA for reduzida o valor unitário para clientes como a Força Aérea Real Australiana crescerá. Para Andrew Davies, do “Australian Strategic Policy Institute”, as disputas internas dos Estados Unidos a respeito do orçamento de defesa poderão resultar em mudanças no programa do F-35. Porém, ele não espera que o resultado seja tão apocalíptico como sugere Peter Goon.

Para Davies, “futuros cortes (na quantidade de aeronaves encomendada pelas Forças Armadas dos EUA) são algo plausível. Mas o futuro da Força Aérea dos EUA é uma prioridade (para os norte-americanos). Não há uma opção de reserva. O que eles (EUA) poderão fazer? Ressucitar o F-22, que é mais caro ainda?”

Até 30% da produção do F-35 deverá ser destinada a clientes internacionais, como a Austrália. Mas o caça está em risco devido a uma lei de controle do orçamento, assinada em 2 de agosto pelo presidente dos EUA Barack Obama. E, até a próxima eleição nos Estados Unidos, o presidente Obama não deverá dar muita atenção aos pedidos dos Republicanos que, após insistirem em cláusulas punitivas, agora querem reverter os cortes.

FONTE: Canberra Times   FOTO: jsf.mil

34
Deixe um comentário

avatar
34 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
13 Comment authors
Antonio MasbuenoMarcosFernando "Nunão" De MartiniTadeu Mendes Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
edcreek
Visitante
Member
edcreek

OLá,

Ai está a dura realidade, para quem achava que os Gringos não teriam problemas(além dos tecnicos é claro) no super-mega-ultra F-35 a Australia pais serio e aliado classe 1 americano já acendeu a luz amarela, vamos ver o que vai aconteçer.

Anraços,

Ivan
Visitante
Member
Ivan

A referência é o AUSPOWER, que na página de abertura tem o seguinte parágrafo: “Air Power Australia was founded by Dr Carlo Kopp and Mr Peter Goon. The research findings presented by Air Power Australia are derived from rigorous quantitative analyses that have been peer reviewed in order to provide a benchmark for analytical technique and debate in Australia. Air Power Australia does not seek to dwell on the question of who is right or wrong when it comes to Australia’s defence capability needs; Air Power Australia will focus on what is right for Australia and future generations of Australians.”… Read more »

Marcelo
Visitante
Member
Marcelo

o F-35B está realmente em perigo. Lembram-se do Comanche? ótimo helicóptero, mas…

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Quanto às críticas ao JSF, tenho que concordar com o crescimento absurdo dos custos, culpa do malfadado e talvez mal intencionado contrato tipo COST PLUS que Dr. Barata já descreveu brilhantemente.

Mas, como o autor acima reconhece, os norte-americanos não tem outra opção de aeronave, tendo que lutar como puderem contra o contrato.
Vamos ver o interesses em jogo…

Para o resto do mundo ocidental, inclusive a Austrália, o caminho natural é o F-35 Lightning II… Desolé.

Sds,
Ivan, sem tempo.

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Em tempo, sem tempo:

As versões A, B e C do Lightning II vão decolar e operar regularmente.

São caras, mas há mercado garantido para elas.
E a demanda manda nestas horas.

Sds,
Ivan, acabou meu tempo…

Corsario137
Visitante
Corsario137

Duvido que cancelem qualquer uma das versões. Quanto ao número de unidades produzidas, deve haver corte sim.

Caro edcreek,

Fique tranquilo, no final eles devem cancelar o programa e comprar tudo em Rafales.

edcreek
Visitante
Member
edcreek

OLá, Corsario137 sem duvida ai estaria um bom negocio…. Falando serio, o F-35 corre risco sim, mas interno com cortes em numeros e talvez até em uma versão. Com a crise os EUA facilmente podem desviar recursos para novos up-grades e rejuvenescimento e até novas compras de F/A-18 Super Hornet, e dar mais longevidade aos F-16/F-15/A-10 com o sacrificio de unidades e uma versão de F-35, apesar dos pro-EUA não admitirem essa possibilidade se torna real a cada dia…Certamente que o projeto NÃO será cancelado, mas o numero de unidades pode ser reduzido SIM basta ver o tamanho do defit… Read more »

Clésio Luiz
Visitante
Active Member
Clésio Luiz

Eu não lembro se foi noticiado aqui, mas a USAF deu sinal verde para a Boeing estudar o aumento da vida útil dos F-15C/D/E. Se esses cortes no número de unidades do F-35 se confirmar, eles vão querer que o Eagle operem por mais 2 décadas. Vale lembrar que a frota de F-15C está bem rodada e próxima do fim da vida útil das células.

Ivan
Visitante
Member
Ivan

O que determina o nascimento, produção e venda de um produto é sua demanda, ou, em outras palavras, a necessidade que este exista em quantidade suficiente. Assim sendo TODOS os caças Stealth que estão em desenvolvimento hoje devem entrar em produção em mais ou menos tempo. Os americanos e seus aliados precisam do F-35 Lightning II nas 3 (três) versões. A versão A (CTOL) é a mais simples e atenderá as demandas das forças aéreas; a versão B (STOVL) é complexa em virtude da necessidade de pouso vertical, mas é única no mundo e essencial para equipar os pequenos porta-aviões… Read more »

Observador
Visitante
Observador

Senhores: A verdade é que a crise financeira deu origem a uma crise econômica, mas deixemos isto de lado. O problema do F-35 é o mesmo do Rafale, do Typhoon, do Gripen, do F-15, do F-18… O mercado comprador evaporou com a crise. Não apenas os compradores de aviões novos estão cancelando/revendo as aquisições, mas vamos ter, em breve, material de segunda mão à venda e muita coisa ainda no estado de arte. Logo, muitos países vão ter que se desfazer de seus brinquedinhos, pelo simples fato de não terem mais recursos para mantê-los voando. Ou vocês acham que a… Read more »

Vader
Visitante
Member

Air Power Austrália??? Ah pára com isso, vamos falar de gente séria… O que estes sem-vergonha do APA não querem admitir é que o JSF está PRONTO. Está voando, em breve estará sendo testado com suas armas, e daqui pra frente só restará resolver problemas menores e testar, testar e testar a aeronave e sua integração com outros sistemas até a exaustão, como aliás só os americanos fazem (russos, chineses e hindús preferem jogar a aeronave pra ser testada “na prática” ainda que isso implique em fazer algumas viúvas e órfãos… 😉 “Ah, mas com a crise as encomendas podem… Read more »

edcreek
Visitante
Member
edcreek

Ola,

Vejo que economicamente, no cenario atual o f-35 nao sera lucrativo num primeiro momento, isso vai depender de uma mudanca no cenario atual, economicamnte falando. Mesmo com a torcida americana falando que nao, havera cortes e serao expresivos.

Voces querendo ou nao, nesse momento isso nao interfirira mas daqui a uns 20 anos se continuar como esta teremos outro pais encabecando a lista se superpotencia. financeiramente a derrocata americana/eupopeia ja comecou depois vem a derroccada politica e por fim a militar. Nao gosto de futuro, mas me parece cada vez mais real a cada dia.

abracos,

Uitinã
Visitante
Uitinã

A maioria pró americana do Blog não assisti ou lê jornais os estados unidos estão indo pro ralo pasmem ou não o trauma soviético está chegando, aos americanos com 20 anos de atraso não adianta os americanos ficarem de picuinha que não vai adiantar seus servos leais europeus também estão indo pro ralo na mesma aguá suja. Eu conversando esses tempos com um amigo português, eu perguntei a ele como estava a crise em Portugal e quais eram as principais causas, ele me respondeu, imaginem que vc ganha 1000 euros por mês e gasta 1500 ao longo de 20 ou… Read more »

Uitinã
Visitante
Uitinã

Tem gente cega que não Vê a verdade, o F-35 pode vender pode dar lucros, mas e o futuro o que reserva pra essa gastança desenfreada,

Vader
Visitante
Member

Uitinã disse:
28 de novembro de 2011 às 19:07

Mostre suas fontes pra esse trilhão de dólares do qual você devaneia parceiro.

Ou então deixe de falar patacoadas pra sua torcida esquerdopata.

Tadeu Mendes
Visitante
Member
Tadeu Mendes

Uitina, O problema da pobreza nos EUA nao e o americano ( ainda que exista americano pobre), mas o gande percentual da pobreza nos Estados Unidos (talvez acima de 80%) e composto por “imigrantes”, digo assim entre aspas, porque a maioria deles sao invasores, pois vem pela fronteira com o Mexico (nem todos sao mexicanos) . Se voce soubesse o que se passa aqui dentro (EUA)???? Existe uma quantidade enorme de “imigrantes” (espanos, arabes, orientais) mamando na teta de vaca dos programas sociais. Nao sei se a economia dos EUA esta indo para o ralo. Espero que nao, porque se… Read more »

Observador
Visitante
Observador

Caro Vader:

Demanda pelo F-35 realmente há. O que não há é dinheiro.

Isto porque a crise que está aí é duradoura e atinge a todos os interessados na compra do F-35.

Muitos interessados vão rever as suas compras – para baixo – ou mesmo cancelá-las.

Mas como falei, é um problema geral e não ligado diretamente ao F-35. Pespectivas muito piores têm o Rafale, o Typhoon e Gripen NG.

Marcelo
Visitante
Member
Marcelo

Por que quem critica o programa F-35 JSF (ou o Gripen e o SH) é taxado como “esquerdopata” e “anti-americano”? Por que discussões técnicas/econômicas precisam ser politizadas? Acho que isso indica bem quem é que possui algum tipo de patologia por aqui…quero deixar claro que não sou filiado a nenhum partido politico e que muitas evidências apontam os erros cometidos neste programa em específico, especialmente com relação ao F-35B…

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Quack quack !!! 🙂

edcreek
Visitante
Member
edcreek

Olá,
Camarada patos ou GALOS como eu….

Mas um indicio dos EUA indo pro ralo teve um desfecho hoje:

A gigante American Air Lines pediu concordada, é como eu tinha dito não gosto do que vem acontecendo mas a soberania esta indo para o oriente, gostando o ocidente ou não.

http://not.economia.terra.com.br/noticias/noticia.aspx?idNoticia=201111291246_AFP_80544529

Abraços,

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Ed,

O Ocidente inclui Mickey Mouse, Donaldo Duck, Asterix e Obelix…

E pelo que aprendi na escola, somos uma mistura de europeus, africanos e índios… com uma pitadinha de japonês… mas quase nada de chinês.

Melhor ficar esperto, ou teremos novos colonizadores por estas bandas.

Sds,
Ivan.

Vader
Visitante
Member

edcreek disse:
29 de novembro de 2011 às 15:58

O que tem a ver a AA entrar em concordata com “soberania indo pro oriente”? Num força a barra Edcreek: a PanAm também quebrou e nem por isso o mundo acabou…

O que está a acontecer no (assim chamado pela antiamercanalha latrinoamericana), “Ocidente” (como se nós não fizéssemos parte dele) é o fim da gordura. Mas ainda tem muuuuuita gordura pra queimar.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Marcelo disse:
28 de novembro de 2011 às 14:02
o F-35B está realmente em perigo. Lembram-se do Comanche? ótimo helicóptero, mas…
———–
Não se sabe bem o destino do Comanche, mas…
não podemos esquecer daquele helicóptero usado no ataque à BinLaden.

Marcos
Visitante
Member
Marcos

Estão achando caro o F-35?
E quanto custa um Eurofighter?
E quanto custa um Rafale?

Tadeu Mendes
Visitante
Member
Tadeu Mendes

Prezado Edcreek,

A American Air Lines pediu Concordata (Bankruptcy Chapter 11), ou seja, pediu suspensao de pagamento aos credores.

A United e a Delta tambem fizeram o mesmo ha varios anos atras. E estao ai voando (in business), e a Amereican provavelmente sobrevivera.

O Vader lembrou a Pan Am. A Pan Am faliu, simplesmente assim.

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/e/e5/PAA_Flying_Clipper_Cruises_to_South_America_1941.jpg

Tive o previlegio de voar na Pan Am em 1982. Foi um voo entre Miami e San Francisco. O magnifico L-1011-500 Tristar era realmente grande por dentro. Nao dava como sentir claustrofobia, como se sente em alguns jatos da mesma epoca.

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Tadeu,

Voei em um Lockheed Tristar na mesma época, 1980 salvo engano.
Era impressionante.

Sds,
Ivan.

Tadeu Mendes
Visitante
Member
Tadeu Mendes

Ivan,

Nao foi no Brasil, certo??? Nao me lembro dessa aeronave voando na America do Sul.

De onde, e para aonde voce voou??

edcreek
Visitante
Member
edcreek

Olá, Ivan o terrivel, sabias palavras, basta ir no Brás e já vemos um pedaço da China no Brasil, com linguagem e leis proprias dentro de uma cidade. Vader, sei que fazemos parte do ocidente por isso escrevi no meu ultimo post: ” não estou gostando do que está acontecendo”…. Sobre a gordura não tenho duvida sobre isso, mas nenhum imperio cai derrepente( até alguns como os Aztecas ou Incas) mas em geral leva-se algum tempo, a derrocada vem aos poucos. Sobre a comparação com outras empresas aereas, não creio que seja o caso, a AA é apenas um num… Read more »

edcreek
Visitante
Member
edcreek

errata: “hora as peças acabam” = “uma hora as peças acabam”

asbueno
Visitante
Member
asbueno

Tadeu, não de de onde para onde o Ivan voou, mas creio que a TAP utilizou o L1011 por aqui.

Antonio M
Visitante
Member
Antonio M

Creio que o F35 é o que vai prevalecer mesmo, e a crise apesar de grave será combatida, é necessário.

E os EUA vão para o buraco desde a crise de 1929 mas muitos outros foram para o buraco e os EUA estão aí … …………….

Ivan
Visitante
Member
Ivan

Tadeu e Asbueno,

Ainda garoto, em 1980, fiz uma viagem com meu irmão aos EUA e México, com um sem número de conexões, voando em 737-200, 747, 707 (já era velho), Lockheed L-1011 Tristar e DC-10 (aquele que soltava o parafuso de sustentação da turbina).

Este DC-10 aterrisou na Florida com a turbina direita fumaçando, o corpo de bombeiro na pista e dois garotos (eu e meu irmão) entusiasmados por participar daquele ‘furdunço’ todo…

Lembro que na ida e volta foram aviões da Pan Am, mas dentro do roteiro pode ter havido outras companhias.

Sds,
Ivan.