Home Armée de l´air Certificados de aeronavegabilidade do Armée de l’air: a vez do Caracal

Certificados de aeronavegabilidade do Armée de l’air: a vez do Caracal

153
9

O Armée de l’air (Força Aérea Francesa) informou nesta quinta-feira, 19 de agosto, que foi feita a primeira certificação de aeronavegabilidade (certification de navigabilité – CdN) de um helicóptero Caracal EC 725. O certificado, recebido em 17 de agosto, também foi o primeiro da frota de helicópteros da força. Segundo o informe, 85 aeronaves de asas rotativas do Armée de l’air (Caracal, Cougar, Super Puma, Puma e Fennec) deverão passar pelo mesmo trabalho de certificação.

Até que a aeronave receba o CdN,  é necessário um longo trabalho de reconstituição do ciclo de vida da mesma, compreendendo origem, definição industrial inicial e evoluções técnicas à qual foi submetida, de forma a verificar se responde às normas específicas e se respeita as exigências de segurança de voo.

O exemplar certificado era, originariamente, um Cougar AS 532 que foi transformado em Caracal, em julho de 2005. O helicóptero foi submetido a diversos testes na Base Aérea de Cazaux, entre 2 e 6 de agosto, antes de receber seu CdN.

Para saber mais sobre o trabalho de certificação de aeronavegabilidade empreendido nas aeronaves do Armée de l’air, clique no primeiro link da lista abaixo. Para ver mais matérias sobre o emprego do Caracal naquela Força, e sobre a aquisição do EC 725 para as Forças Armadas brasileiras, clique nos demais links.

FONTE / FOTO: Armée de l’air (Força Aérea Francesa)

VEJA TAMBÉM:

9 COMMENTS

  1. Nossa, entao quer dizer que todo a Forca Aerea Francesa so possui 85 helis?! Pensei que fosse bem mais…

    Entao nao somos so nos na marezia.

    • Marine,

      Ainda bem que você reparou. Talvez eu tenha cometido um pequeno erro interpretativo na tradução do original francês, combinando o conteúdo desse trecho – Cette première certification est le début du long processus de labellisation de près de 85 hélicoptères (Caracal, Cougar, Super Puma, Puma et Fennec) de l’armée de l’air – com o desse outro:Le décret du 9 décembre 2006 relatif à la navigabilité impose en effet de nouvelles règles de sécurité à tous les aéronefs mis en œuvre par l’État.

      Assim, dizer “todas as 85 aeronaves de asas rotativas…” como eu havia escrito é uma inferência, não está exatamente no texto original. Por isso mudei agora o texto da matéria, retirando a palavra “todas”.

      Obrigado,
      Nunão

  2. Nunão / Vader

    Os EC-725 adquiridos pelo Brasil (principalmente os que serão utilizados pela FAB) irão substituir os classe Super Puma já existentes ou irão somar forças?

    Pergunto isso porque certa vez li que a intenção da FAB é a de substituir aos poucos os UH-1H (sapão) pelos BlackHawk!

    • Leandro,

      Creio que a resposta a esse tipo de questão está mais relacionada às características dos esquadrões de asas rotativas da FAB, e que tipo de missão cumprem, do que a uma visão mais geral sobre os tipos empregados pela força. Ou seja, há que se pensar mais numa relação missão – equipamento do que numa relação equipamento velho – equipamento novo.

      O que sei, até agora, é que os primeiros EC 725 a serem recebidos pela FAB deverão ser entregues ao 3º/8º GAV, que opera o Super Puma, para serem empregados nas mesmas funções. Como o Super Puma é empregado na unidade desde meados dos anos 80 (ou seja, há 25 anos), o fato dos novos somarem forças ou substituí-los depende do desgaste desses predecessores, do seu atual custo de manutenção etc.

      Vale lembrar que a quantidade de EC 725 que equipará a FAB (16 aeronaves, fora os dois para o GTE) é praticamente o dobro da dotação de Super Puma do 3º/8º. Então dá para pensar várias possibilidades a partir desses dados, o que deixo a cargo de outros leitores.

      PS – não vi comentário do Vader aqui, será que você não o confundiu com o Marine?

  3. Se tem uma coisa que eu não vi ainda, foi uma foto do Caracal operando com carga full pax no Afeganistão.

    A foto que eu vi que tinha mais gente não chegava a uma dúzia com a tripulação.

  4. Nunão disse:
    19 de agosto de 2010 às 19:09
    PS – não vi comentário do Vader aqui, será que você não o confundiu com o Marine?

    Toda razão Nunão, lapso meu…

  5. O Caracal é totalmente equipado e os nossos são 100% pelados.

    Caro Rodrigo, e pelo jeito vão continuar pelados, porque o dinheiro sumiu… Não tem nem para pagar o que já está no contrato.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here