Home Operações Aéreas Mais fotos do TLP na Espanha, agora com Rafale

Mais fotos do TLP na Espanha, agora com Rafale

298
71

Rafale em voo no TLP - foto Ejercito del Aire

Quando do último informe publicado sobre o TLP – Programa de Liderança Tática da OTAN – e mostrado aqui no Poder Aéreo, a Força Aérea Espanhola (Ejército del Aire), infelizmente não havia disponibilizado fotos em que o Rafale aparecesse em destaque. Mas neste informe mais recente, de 24 de maio, não faltaram fotos do vetor francês, algumas das quais destacamos agora.

Este primeiro TLP de 2010 está sendo realizado na Base Aérea de Albacete, na Espanha,  com a participação de aproximadamente 1.300 militares em seus cursos (600 deles provenientes de outros países). De todos esses, 44 são pilotos e tripulação de voo, que até o momento do informe já haviam realizado cerca de 90% das missões programadas.

linha de Rafale e Mirage no TLP - foto Ejercito del Aire

linha de F-16  e outros no TLP - foto Ejercito del Aire

Segundo o Ejército del Aire, apenas duas missões tiveram que ser cancelada, devido a questões externa: fortes ventos numa ocasião e, na outra, o movimento das nuvens de cinzas do vulcão islandês Eyjafjalla para a zona de operações.

Participam do TLP 28 caças-bombardeiros das Forças Aéreas de seis países que fazem parte do programa. Oito outras aeronaves desempenharam o papel de forças oponentes. Entre as aeronaves de apoio, participaram dois aviões AWACS (sistemas de controle e alerta aéreo antecipado), 2 helicópteros italianos, 1 avião de transporte e outro de vigilância marítima franceses e 3 aviões-tanque. O curso também contou com a participação de unidades terrestres espanholas e de outros países, além de navios de guerra franceses e da Marinha (Armada) Espanhola.

EF-18 no TLP - foto Ejercito del Aire

Tornado no TLP - foto Ejercito del Aire

FONTE / FOTOS: Ejército del Aire (Força Aérea Espanhola)

VEJA MAIS:

71 COMMENTS

  1. Olá,

    A aparencia robusta do tornado com esses tanques “pesados” impressiona e desing delta do Rafale é fantastico.

    Abraços,

  2. Eu já acho linda a dupla empenagem dos Hornets hehe. Mas no conjunto da obra o Rafale bate todos.

    Sobre a notícia, legal saber que os Rafales estão cada vez mais participando de exercícios aéreos.

  3. E uma pena que o Rafale nao tenha um programa upgrade CONTINUADO como o Gripen tem.

    Chega a doer o coracao ver esse vetor no ostracismo aereo devido a politica do eu-desenvolvo-tudo-so.

    Se ainda o Rafale fosse 100 por cento frances, mas nem isso ele e.

    Falta comprador, falta ESCALA, faltara desenvolvimento, faltara pecas de reposicao e preco justos.

    Ah, se eles tivessem continuado no consorcio do Typhoon.

    Como eu disse, e uma pena.

    Pena para o pais que tera dificuldades crescentes com esse vetor.

    Pena que a populacao francesa tera que pagar com o seu suado dinheiro pelo erros de seus politicos, ainda mais em epoca de crise economica.

    E, definitivamente, uma pena.

  4. Ue, levar o F-X2 para o topico bem abaixo, pode.

    Trazer o F-X2 para este topico, nao.

    Ta bom, ta bom, ta bom.

    Vamos falar do Rafale, sem mencionar o F-X2.

    Alias, falar que ele nao tem escala e havera dificuldade de pecas de reposicao, assim como o preco caro das mesmas, nao e necessariamente estar falando do referido programa da FAB.

    Pois bem, vamos falar de outros aspectos do Rafale.

    Como ele e bonito.

    Ele ate voa.

  5. Um outro colega perguntou em outra reportagem e como ninguém respondeu, eu gostaria de saber o seguinte: Por que o Rafale sempre aparece levando carga extra de combustível sub alar??? Sempre aparecem aqueles “torpedões” nas fotos. Tem algum motivo especial?

  6. A galera quer vincular tudo ao F-X2 e acabam limitando seus argumentos.
    Acho que todos sabemos quais são os pontos positivos e negativos de cada aeronave.Não precisa ficar repetindo em toda matéria do blog!

    Abs.

  7. Uma outra pergunta

    Para que REALMENTE serve o ESCUDO DE PLASMA do Rafale que, alegadamente, o tornaria invisivel aos radares e quica, ao olho humano tambem.

    Se alguem tiver uma foto do alegado escudo de plasma, favor postar uma foto para o pessoal.

    Em tempo, os americanos poderiam desenvolver um escudo de plasma desse para botar no F-22.

    Assim, ele nao so ficaria invisivel ao radar, mas aos olhos humanos tambem.

  8. Ze,

    O chamado escudo de plasma do Rafale, é na verdade um anteparo que fica na frente da antena do radar, ele é um tipo de filtro que tem a função de evitar o rcs da antena do radar. Existem algumas fotos dos testes do radar AESA que mostram esse anteparo dentro do cone do radar.

    Nessa foto fica bem claro a existência desse anteparo, fica claro que ele tem atuação por meio de conectores eletrodigitais.

    http://img442.imageshack.us/img442/8048/rbe02xo5.jpg

    Existe muita especulação a respeito, mas poucos fatos, eu apenas chutaria duas das possibilidades, ele teria dois modos de operação, num deles deixaria os sinais passarem por ele, no outro modo ele vira uma superfície que absorve ondas de radar. Tipo ligado e desligado, outra possibilidade seria a filtragem das ondas permitindo somente a passagem de sinais e ondas do RBE e desviando outras bandas de frequências.

    [ ]´s

  9. Então olha como o boato ou factóide começou, e quem começou ele, e ainda até hoje a Dassault não especifica para que servem aquelas antenas AESA na base dos canards do Rafale. O cara que fez a declaração hoje já subiu de posto, só que não fala absolutamente nada mais a esse respeito.

    ” A Defense Technology Blog

    A Stealthier Rafale?

    Posted by Bill Sweetman at 4/5/2010 5:30 AM CDT

    Our colleagues at Air & Cosmos report that the French government is funding a demonstration of improved stealth technology for the Dassault Rafale fighter, with a focus on active cancellation techniques. The story itself is not online but is being discussed at the Key Military Forum.

    Dassault

    Active cancellation means preventing a radar from detecting a target by firing back a deception signal with the same frequency as the reflection, but precisely one-half wavelength out of phase with it. Result: the returned energy reaching the radar has no frequency and can’t be detected.

    It’s quite as difficult as it sounds. Some reports have suggested that the so called SP-3 or ZSR-62 “radar jamming device” planned in the early days of the B-2 program was an active cancellation system. It did not work and was scrapped in 1987-88. In 2005, Northrop Grumman paid $62 million to settle a False Claims Act case involving the system.

    This may not be the first French attempt to implement AC on the Rafale. At the Paris air show in 1997, I interviewed a senior engineer at what was then Dassault Electronique, about the Rafale’s Spectra jamming system. He remarked that Spectra used “stealthy jamming modes that not only have a saturating effect, but make the aircraft invisible… There are some very specific techniques to obtain the signature of a real LO aircraft.”

    “You mean active cancellation?” I asked. The engineer suddenly looked like someone who deeply regretted what he had just said, and declined any further comment. (As Hobbes once put it after pouncing on an unsuspecting Calvin: “We tigers live for moments like that.”*)

    The fact that a new demonstrator is being contemplated suggests that the technology may not have been up to the job the first time round – but since AC depends on electronics and processing, that picture may have changed. MBDA and Thales, which absorbed Dassault Electronique and is now the prime contractor on Spectra, have since confirmed that they are working on active cancellation for missiles.

    The whole Spectra program has been a major venture, including the construction of four new indoor test ranges, including the colossal Solange RCS range discussed in Ares in 2007. That facility will probably play a major role in the new demonstrator program.

    * It should be noted that Calvin’s response was “Not for long you don’t.””

    http://www.aviationweek.com/aw/blogs/defense/index.jsp?plckController=Blog&plckBlogPage=BlogViewPost&newspaperUserId=27ec4a53-dcc8-42d0-bd3a-01329aef79a7&plckPostId=Blog:27ec4a53-dcc8-42d0-bd3a-01329aef79a7Post:a516b9ad-cec2-4ad8-b583-d79faa5b3052&plc

  10. Mas de onde saiu essa de Escudo de Plasma do Rafale?

    Nunca tinha ouvido falar nisso. E pelo visto nem o povo da Dassault:

    “ALIDE: Os tão comentados “Escudos de Plasma” são mais do que “folclore” ou existe algum potencial real aí para a significativa redução da assinatura radar de um caça?

    JPC: Eu não saberia dizer. O Rafale inclui algumas funções de baixa visibilidade que já se provaram muito eficientes.”

    http://www.alide.com.br/joomla/index.php/capa/75-extra/660-alide-visita-dassault-na-franca-e-faz-uma-mega-entrevista

    É como se um maluco qualquer peguntasse: e os torpedos de fótons do Gripen? Só pra jogar uma bobagem no ar. E depois se ficar discutindo a incapacidade da SAAB em criar um caça que dispara torpedos de fótons, ou então argumentar que se trata de mais um factóide da SAAB…é o fim!

    mas segue o enterro.

    abraços a todos

  11. Prick, meu caro

    não entra nessa. Não entra nesta discussão que é “grupo”, como diria o Didi…hehe

    A suíte eletrônica do Rafale, como sabemos, é extemamente avançada. provavelmente uma das mais avançadas que existem no mundo de hoje. Mas isso não tem nada a ver com o tal escudo de Plasma.

    abração

  12. Caro Hornet,

    Sei lá o que esse pessoal entende por “escudo de plasma”!. Apenas coloquei o que existem de fatos a respeito, que poderiam ser traduzidos como “escudo de plasma”, veja que em nenhum momento me referi a esse termo.

    [ ]´s

  13. Prick,

    eu sei, e é por isso mesmo que estou dando este toque.

    Aqui pra se confundir tomada com focinho de porco, propositadamente, não custa nada.

    O cancelamento ativo do Rafale, o Spectra e tudo o mais, sem dúvida que poderíamos discutir e conversar a respeito…mas sem os “ruídos” de informação que vira e mexe aparecem aqui só pra confundir tudo. Entende? sei que sim.

    abração brother!

  14. O plasma do Rafale é o que o piloto tem que ter disponível no hospital da base depois de tentar voar uma missão de combate nesta jaca.

  15. O Spectra pelo que eu entendi é a versão francesa e simplificada do ALR-94 do Raptor.

    Os franceses precisam enaltecer os seus produtos dando nomes e os americanos dão simples siglas.

  16. Hornet e Prick….

    A diferença de conteúdo técnico sobre os vetores de combate entre vcs e a tchurminha é algo gritante, ainda bem vcs ainda postam no blog, pq de resto já virou piada.

    Forte abraço aos dois

  17. Rodrigo,

    SPECTRA é uma sigla também.

    Que quer dizer: Systeme de Protection et d’ Evitement dês Consuites de Tir du RAfale.

    Não há diferença nenhuma nisso, dos franceses, com os americanos ou javaneses.

    ——–

    LBacelar,

    também gosto de seus comentários.

    abração

  18. Olá,

    Sobre o combustivel adicional nesse caso me parece necessario para o exercicio, veja que todos aviões estão utilizando os tanques adicionais.

    De maneira geral nunca vi o Rafale sem os tanques fora da França, corre um boato que é para mascarar o real RCS do avião, como disse é um boato.

    Um video do Rafale sem os tanques, na França:

    http://www.youtube.com/watch?v=HzxoXwn2Ik4&feature=related

    Sobre o escudo de plasma, nunca ouvi falar….

    Abraços,

  19. Grifo,

    pelo o que eu sei, o cancelamento ativo ainda não está operacional nos Rafales atuais. E, portanto, não tem como te mostrar a antena ainda.

    Não sei se estará no lote de F-3, recentemente encomendado, ou se é para o F-4.

    Entretanto, mesmo sem o cancelamento ativo estando operacional, o SPECTRA ainda possui uma série de capacidades tecnológicas que possibilitam uma sobrevivência muito efetiva do Rafale em termos de guerra eletrônica moderna.

    Se alguém se interessar em ver, aqui tem o link da THALES com informações sobre o SPECTRA:

    http://www.thalesgroup.com/Pages/Solution.aspx?id=3243

    abraços

  20. A unica vez que ouvi falar de escudo de plasma, foi em uma avião russo(Sukhoi…), que o usava para refletir as emissões de radares.
    Do mais, o Rafale ja conta com o supercruise e com o AESA? E se contar é esse o nosso Rafale?

  21. Rafael disse:
    26 de maio de 2010 às 16:54

    Prezado Rafael,

    O nosso Rafale virá sim com radar AESA que está em fase final de homologação, quanto ao Super cruise não faz parte dos requisitos do FX2

    abcs

  22. Grifo,

    As antenas ativas AESA ficam na base dos Canard´s, e a Dassault mente sobre elas, diz ser LWR, porém as anteas de LWR ficam da deriva e na frente dos dois lados do canopi. Existem ainda duas outras antenas, uma na base da deriva, no meio das turbinas, que dizem ser de e outra para a frente da deriva onde tem aquele retângulo no alto, que dizem ser de JAMMER, no mesmo retângulo ficam o LWR, o RWR e o Alerta IR de mísseis.

    Na frente da aeronave temos duas grandes antenas passivas do lado das tomadas de ar da turbina, duas antenas ativas na base dos canard´s e duas LWR uma em cada lado do canopi. Todas essas antenas compõe o SPECTRA.

    [ ]´s

  23. Vlw LBacelar
    Mas não impede de vir ou impede? Não entendo muito de licitações,E acho que para competir com Sukhois, o Super Cruise seria de grande valia.

  24. Caro Paulo Rick, obrigado. Meu interesse estava especificamente sobre a antena usada pelo suposto sistema de cancelamento ativo de radar. Esta antena precisaria ser obviamente ativa, e suponho que precisaria ser também móvel (ou usar várias antenas cobrindo os principais ângulos) já que o cancelamento tem que ser direcionado à fonte de emissão.

    Como não vejo nada disso nos atuais Rafale, suponho que tal sistema de cancelamento ativo não existe. Agradeço evidências do contrário.

    Caro Hornet, obrigado. Os F3 já estão sendo entregues e não vi nada que pareça ser um sistema deste tipo.

  25. Trocando do saco pra mala, não vi nenhum avião de combate com a capota mais bonita que a do F-16, que visão 360° tem piloto!

  26. Edcreek disse:
    26 de maio de 2010 às 16:35

    Usam tanques porque na hora de missão real, precisam de pernas longas.

    PORQUE O RAFALE NÃO TEM O ULTRA-LONGO-MASTER ALCANCE QUE VOCÊS FALAM.

    Como todos os outros aviões diga-se de passagem.

    É até estranho o Rafale precisar dos tanques, já que os seus motores são mais fracos que a concorrência, também deveriam ser mais econômicos.

    Isto porque o Rafale é mais leve que a concorrência e mesmo assim os prováveis compradores sempre questionam o motorzinho 1.0 dele.

    Vídeo de demonstração em show aéreo com carga full de combate só o SH, a bichinha francesa voa sem nada e com menos de meio-tanque.

  27. “Se alguem tiver uma foto do alegado escudo de plasma, favor postar uma foto para o pessoal.”

    Oras bolas, pessoal! Esta eh a primeira vez que os Rafales estao com o escudo de plasma desligado! Eh por isso que demorou tanto para tirarem fotos deles! Os “bichinhos” estavam invisiveis! De verdade!! Nao dava para tirar foto, pq nao se via nada! E ainda dizem que o Gripen eh o aviao da Mulher Maravilha! Oh, pah!

    Inclusive, li num blog que os pilotos esqueceram de desligar o escudo ao chegarem para na Espanha, e depois de debrifar nao achavam mais onde tinham estacionado! Ficaram 4 dias procurando os Rafales… mas depois que acharam, ficou tudo bem porque eles botaram um daqueles chaverinhos que vc assobia, e ele responde fazendo pi-pi-pi. Aih nao perderam mais. 😀

    😉

    Custos e pepinos a parte, podemos deixar de lado o traumatico F-X2 e dizer que o design dos Rafales eh bonito mesmo, neh? Se eu fosse decorador ou arquiteto, mandava instalar um em cada projeto que eu fizesse!

    Abs!

  28. Caracas….amanha o blog vai por uma matéria aqui falando sobre discos voadores que apareceram na França. Vai encher de comentário falando mal do Rafale. Na minha opinião, isso diminui muito o nível das conversas. Mas, como dizem, segue o enterro.

    Obs: Não tou falando que é culpa do blog

    Sobre o Rafale: lindo avião, moderno, eficiente ao realizar as missões para as quais foi projetado. um excelente caça. Adoraria vê-lo nas cores da FAB e servindo satisfatoriamente ao Brasil.

  29. Grifo

    De modo nenhum, o radar, o OSF só cobre o setor dianteiro, do mesmo modo que a antenas ativas, isso se deve pelas caracteristicas do meio, são os aviões AEW e de inteligência que tem obrigação de cobrir 360 graus com seus sensores. Um caça não.

    [ ]´s

  30. Essa celeuma dos tanques de combustivel sob as asas… divertidissimos os comentarios!

    Entao, porque eles tem uma RCS muito baixa, eles precisam esconder isso pondo tanques? O Rafale eh o 1o aviao com RCS stealth do mundo! 😀
    Nao existem outras formas melhores de esconder uma RCS baixa? Sei lah… embalar o “bicho” em papel aluminio, por exemplo? 😀

    Rodrigo, [atencao: modo cinico ON] nao eh tao mal o Rafale levar estes trambolhos de tanque de um lado para o outro… dah ateh a impressao que eles sao mais fortes! E dah ateh para calcular o combustivel que eles precisam usar em cada surtida (ou, no caso deles, seria uma “surtada”?). Sei lah… palpite meu… [modo cinico OFF]
    😀

    Mas o que me intriga eh que eu nunca vi um video do Rafale decolando e pousando em um porta-avioes, carregado com os tancoes. Seria legal, neh? Se alguem tiver um link desses e puder postar… soh pra mostrar que ele consegue.

    Abs!

  31. Flavio,

    Os azulados estão deseperados, então resta eles ficar tentando melar o processo e falar mal do melhor, eles estão perdendo em todas as frentes, e isso leva o pessoal ao desespero. 🙂

    [ ]´s

  32. Os tanques sub-alares são usados para o translado, para ocultar o RCS e aumentar a penalidade em manobras. Por sinal, a maioria dos caças costumam usar esse subterfugio.

    [ ]´s

  33. Shungria, respondi lá no tópico…vou colar aqui, pois o papo é Rafale mesmo, para ver se ajuda:—–

    Amigo Urutau,

    uma das características do Rafale, Gripen e do M2000 é poderem carregar, dadas as proporções, all-time, em suas asas, sem fadiga das mesmas – por serem deltas e com área de fixação bem maior – (observe, no desenho que vou postar, o link, que o bordo de ataque – “Lâmina” frontal da asa – é substancialmente menor que a área de fixação total das asas) sem grande comprometimento de desempenho, isso gera segurança em vôo e mais tempo e disponibilidade para treinar! observe que o SH quase sempre é visto com tanque subdominal…, a fadiga que causa estes grandes tanques em asas como a do SH é bem maior que no Gripen, Rafale e M2000 por exemplo! observe que a asa do SH, por não ser delta, é mais longa… e, tendo a´rea de fixação menor, logicamente é mais frágil contra fadigas! o peso destes tanques subalares é enorme, maior que a as armas terra-ar existentes…
    Em suma, não se deve acreditar que o Rafale não tem tanque interno! e muito menos que suas turbinas são muito mais gastadoras que as americanas… isso não tem fundamento algum, esta diferença, se existir, não passaria de 3%…, mágica não existe, se existisse, carro americano não seria sinônimo de “gastador!” e neste quesito a frança não é ícone! pelo contrário!
    O Fato de se ver o Rafale com tanques gigantes sob as asas é pq ele pode voar com eles sem comprometimento de estrutura – caso não fosse certamente a ADL não permitiria tal doutrina! simples assim! já outros… quem sabe…

    Vejo que as fotos do Rafale, com suas características e equipagens lhe chamou a atenção! eu estou enganado?

    Segue link do desenho:

    https://fc06.deviantart.net/fs46/f/2009/191/b/8/Dassault_Rafale_B_by_bagera3005.png

    Abraço meu caro!

  34. Que eu tenha lido, o cancelamento ativo funcionaria na forma de devolver ao inimigo informações falsas, como? “roubando” sua frequência. funcionaria apenas contra radares não aesa (que são a grande maioria hoje – na AL não haveria nenhum), que trabalham em frequências pré-determinadas!
    Ora, se um caça pode “perceber” quando está sendo iluminado… e se ele, imediatamente, recebendo esta radiação, identifica esta frequencia e devolve a mesma “corrompida” ou alterada… gerando ecos diferentes e posições diferentes… para o inimigo… pq não haveria de funcionar? a dúvida é se se consegue isso! se sim!
    O Rafale poderia anular mísseis como o AMRAM guiados por radar ativo… olha só… já pensaram nisso! pode não ludibriar o Radar AESA do SH, mas pode interferir nas armas do mesmo… ah meu deus! rsrsrsrs
    Mais uma coisa para os Vespete e Ngetes perderem o sono…

    Sds!

  35. Cancelamento ativo eh uma ideia muito anterior ao uso de radares.

    Um browse rapido na Wikipedia (argh!) nos mostra o basico:
    http://en.wikipedia.org/wiki/Active_noise_control
    http://en.wikipedia.org/wiki/Noise-cancelling_headphones

    A ideia que que o som emitido por uma fonte sonora pode ser cancelado por emissoes equivalentes, mas “em negativo”. Ao que eu saiba, o efeito com ondas sonoras nao eh perfeito, mas eh muito bom.

    Agora, se funciona com radares… aih jah sao “outros 500″…

    Abs!

  36. De modo nenhum, o radar, o OSF só cobre o setor dianteiro, do mesmo modo que a antenas ativas, isso se deve pelas caracteristicas do meio, são os aviões AEW e de inteligência que tem obrigação de cobrir 360 graus com seus sensores. Um caça não.

    Caro Paulo Rick, eu não estou falando do radar nem do OSF, mas sim do suposto sistema de cancelamento ativo que o Rafale tem ou teria.

    Neste caso, pela descrição do sistema que aqui foi feita, o Rafale teria que emitir uma onda eletromagnética na direção da fonte para sei lá como impedir a reflexão. Minha pergunta então é onde estão as antenas para fazer esta emissão. Elas não podem estar só na frente – caso contrário o cancelamento de sinais só funcionaria enquanto o Rafale estivesse voando na direção do radar adversário.

  37. funcionaria apenas contra radares não aesa (que são a grande maioria hoje – na AL não haveria nenhum),

    Caro Francisco AMX, se realmente for assim este tal sistema de cancelamento ativo nem existe e já está obsoleto.

    Nossos R-99 possuem radar AESA. O México também possui um. Se não me engano o AEW “Condor” do Chile também usa um radar AESA.

  38. Mas e o resto Grifo??? e se ele funcionasse não poderia tentar cegar os mísseis com radar ativo? se sim, este teriam que ser vetorados pelo atacante, expondo o de modo satisfatório ao Rafale… pense nisso!

    Sds!

  39. Olá,

    Bom o motor deve atender bem a necessidade Francesa já que eles não tem previsão de aumentar a potencia do mesmo. Sem falar que opera em navios Aerodromos o que requer consideravel potencia considerando a carga de até 9T que o Rafale pode levar.

    Um video interessante, mas não de show aereo, se atentar aos 1:00 minuto, o Rafale fez uma manobra bem interessante com 3 tanques adicionais, 2 misseis de cruzeiro scalp, e dois micas nas pontas das asas certamente mais de 6T já que os scalpes pesam mais de 1 Tonelada cada e o tanques adicionais pelo que vi pesam no minimo uns 1.1T, mas diria que são de 1.5T cada:

    http://www.youtube.com/watch?v=KWz-T9NTP_I

    Abraços,

  40. Caraca, cada vez que volto aqui nesse post descubro que há uma nova Bambooshka no Rafake! 🙂

    Brandalise, ahahahahaha…

    Ow, caras, como tem nego puxa saco aqui! Tem uma meia dúzia aqui que só falta pedir pra “dar uma bitotinha”… 🙂

  41. Essa história do motor é balela, o Rafale com duas turbinas digamos mais “franzinas” possui um desempenho superior ao super bug.

    Potência e desempenho nunca foram problemas no Rafale.

    Rafael disse:
    26 de maio de 2010 às 18:10

    Brother, nem o Super Hornet e nem o Rafale possuem a capacidade do Super Cruise nas versões atuais. Talvez o Rafale consiga essa capacidade com as novas versões da M882.

    Sem dúvida o Super-Cruise é uma capacidade extraordinária, no FX2 apenas o Gripen NG deverá ter essa capacidade na configuração AR-AR de curto alcance.

    abcs

  42. Edcreek disse:
    27 de maio de 2010 às 8:41

    Pois é…

    É aquilo que eu digo É ÓTIMO PARA A NECESSIDADE FRANCESA, os clientes internacionais sempre citam este fator como um problema da mocinha francesinha.

    Motores fracos são sempre um ponto de crítica dos aviões franceses, com o Mirage III e 2000 era a mesma coisa.

    O vídeo infelizmente não tem como eu ver daqui, mas a noite eu dou uma olhada..Fiquei curioso para saber esta “manobra interessante”

  43. Edcreek, o pior cego é aquele….

    Apesar de muitos já terem visto o Rafale barbarizar com suas “paradas e retomadas” a baixa altura, suas decolagens com 6toneladas ou mais do CDG… mesmo para exercícios, manobrar, rolar com cargas pesadas… eles continuam afirmando nesta bobagem de falta de motor, isso sim um mito!

    Se o SH vai ter uma turbina melhor… como eles afirmam… é um avanço do que já é o melhor motor de todos os tempos… do universo… estranho é eles quererem investir se já é um sonho? não, é normal… business…
    mas se aparece uma notícia de evolução do motor do Rafale, é pq ele não tem motor… pq isso e aquilo… parem de ir na onda da contra-propaganda americana! e de qualquer uma… abram os olhos!

    Vcs adoram dizer que o Rafale pode ser melhor… mas é muito mais caro e a diferença de desempenho não significa nada! ora… mas quando veem um Rafale ganhando prêmio de melhor exibição a baixa velocidade e altura, dado por uma comissão de especialistas… sem carga, como os outros concorrentes… porém levando o troféu! frente até mesmo aos acrobáticos vetorados russos, ao Typhoon, Gripen… F-16 e F-18 na Inglaterra (não foi na França) … lhe falta motor? ah tá bom!….
    fico imaginando se o Rafale tivesse motores mais potentes… vcs também devem estar, ogora, refletindo sobre isso… eu sei… rsrsrsr

    Sds!

  44. O Cancelamento Ativo é viável só em teoria, se fosse prático, já existiria integrado ao famoso SPECTRA, Visto que a idéia do projeto do caça era ser LO pelos materiais RAM e VLO apoiado pelo Cancelamento Ativo.

    Estamos na versão F-3 e com o avanço dos radares torna-se cade vez mais difícil a idéia de um sistema como esse. Haja capacidade computacional, para detectar, calcular o comprimento da onda, a potência e retornar exatamente a metade para a origem…. Isso contra radares capazes de mudar a frequencia e a potência milhares de vezes por segundo . Se os franceses conseguirem isso, seria fantástico e seria capaz de tornar qualquer aeronave “stealth” 😀

    []’s

  45. Rodrigo, na boa, vc já viu um M2000 decolar?

    eu já vi, um da ADL, aqui no sul, na BAC, estava do lado de um major e um sgt especialista em aeronaves (hoje retirado) – amigo meu – da FAB, e te digo, haviam 2 tanques de 1500 litros… o caça saiu do chão em uns 250/300m… se isso é “não ter motor”…
    lembro ainda que o Major comentou sobre a potência soberba do M2000… este major é piloto de F-5… já pilotou F-16C…

    Sds!

  46. Mas e o resto Grifo??? e se ele funcionasse não poderia tentar cegar os mísseis com radar ativo?

    Caro Francisco AMX, eu também quero saber. E ele consegue se evadir de mísseis de radar ativo?

    Este cancelamento ativo me parece ser mais uma daquelas coisas que se fala em fóruns de Internet, mas quando se pergunta como é que ele funciona, onde estão as antenas, quais as condições de operação, onde foi testado, quando entra em produção, etc. ninguém sabe, ninguém viu.

    Somado ao fato do conceito em si já ser bastante problemático, e que nem o suposto fabricante nem a AdlA jamais comentaram nada sobre ele (algo completamente atípico em se tratando de quem está desesperado para vender), me dão a impressão que o tal cancelamento ativo está na mesma categoria do saci-pererê, da mula-sem-cabeça e do boitatá.

  47. Rodrigo, na ADL o Rafale não faz nada disso… relamente… vc já teve melhores argumentos, com todo respeito… tu bem sabe que se continuar esta lamúria na FAB, gastando dinheiro onde não é preciso, nem SH… nem F-16 vão sair do chão…
    Agora tu tocou num ponto interessante, devo confessar, o SH é para a USN ou para o GDA? sim pq está mais que claro que o SH “morre” em 2015… e nada mais significativo será feito em sua célula! logo… estaremos na mesma de hoje, tendo que catar peças e modernizar em Israel o SH… lá por 2030… onde, lá na casa do Tio Sam, o F-35 reinará absoluto! já o Rafale é a única alternativa da França, sua política de se manter autônoma não cessará tão cedo! o Rafale em 2025 estará em sua versão F5/6/7… sempre recebendo modernizações significativas… de fábrica… não por kits que “qualquer” um pode ter acesso… só pagar…
    Te digo… quando o SH estiver estagnado, mas ou menos como ele é hoje, o Rafale já estará anos a frente… tentando acompanhar as pontas de lança da aviação mundial… os caças de 5 e 6 geração, para esta tentaiva ele certamente trará adendos de sistema, armas e eletrônica on-time… e o SH nem com IRST decente contará… somente aquele arremendo no tanque de combustível… fato que demonstra a real vontade da Boeing em evoluir com o SH… mesmo hoje os movimentos já parecem estagnados neste sentido… acredito que até a Boeing estará abandonando investimentos no SH dentro em breve! já era!

    Sds!

  48. Pode ser Grifo, pode ser… pode ser que o NG exista um dia… mas

    Eu acredito que se houvesse um sistema deste tipo, talvez ele não tivesse uma precisão ou uma garantia de funcionamento tão eficaz ainda… vejo isso como um addon as contramedidas modernas…

    Sds!

  49. Francisco AMX disse:
    27 de maio de 2010 às 11:32

    Desculpe..
    2 tanques de 1500L e mais o que ?

    Você compara a potência do M2000 com o que ?

    Se for para comparar com o F5, MIII e outros antigos não tem cabimento.

    Em show aéreo eu já vi o M2000 e o F16C e fazem até chover e nunca o F16 foi o top de linha nos EUA.

    Quero ver em combate e o quanto ele vai conseguir subir com uma carga full e o quanto de combustível ele vai queimar até lá.

    O M2000 era e ainda será por um tempo o vetor principal francês.

    Diga-se de passagem o M2000 está mais para F16 que para F15.

    Quantos upgrades significativos estão GARANTIDOS para o Rafale ? F4, F5, F6, etc…são sonhos que vocês acalentam em fóruns.

    Observe quantos upgrades foram feitos no F16, F15 e F18 e quantos foram feitos no Mirage2000, que teremos uma base de quem deixa de desenvolver o seu produto.

    O SH foi feito pelo requisito da USN, mas não serviu somente para ela…Já tem cliente externo com pedido RECEBIDO.

    O seu amado, só tem intenções e com sérias condições.

    Acredito que os Australianos também sejam idiotas de comprarem um avião morto e que o operarão até 2030.

    Você tem o direito de ter as convicções que você quiser, mas EXISTEM DOCUMENTOS OFICIAIS QUE ESTÃO JUNTOS DA PROPOSTA AO BRASIL QUE ELE CONTINUARÁ EM OPERAÇÃO NO MÍNIMO ATÉ 2030 NA USN.

    Melhor ainda seria se os gringos tirarem o SH logo de operação, o estoque de peças para nós seria praticamente infinito.

    Não é do feitio da USN deixar o vetor obsoleto, diga-se de passagem os novos motores já estão sendo testados e o Block III entrará em serviço em 2012.

    Enquanto isto na França, eles sofrem para colocar um F3 em produção e integrar uma arma inteligente francesa e vocês falam ainda em futuros desenvolvimentos significativos.

    Já que você citou Israel, vai ai uma novidade…

    Vale ressaltar que os nossos novos EC725, não virão com equipamento de missão francês, por causa de preço( maneira chique do franceses de embargar) e no fim com os novos helis já tem gente ligando para Jerusalém, para tentar dar um mínimo de utilidade militar que não seja o transporte para eles.

    Veja só..

    Se prefere acreditar nisto, boa sorte!

    Só procure não afirmar, use sempre o EU ACHO, EU ACREDITO para não passar por __________________.

    Não uso argumentos com você, porque você é __________________.

    Então só mostro os contrapontos e fatos a total e absoluta superioridade francesa que só você, o Prick e o Ed acham que existe kkkkk

    COMENTÁRIO EDITADO
    RODRIGO, ASSIM COMO O FRANCISCO AMX, VOCÊ ESTÁ SENDO AVISADO PARA PARAR AGORA COM ESSA DISCUSSÃO COM OFENSAS PESSOAIS.

    SOLICITAMOS QUE CONTRIBUAM COM OS EDITORES PARA QUE NÃO PERCAMOS TEMPO COM EDIÇÃO DE COMENTÁRIOS. DELETÁ-LOS PURA E SIMPLESMENTE SERIA MAIS RÁPIDO, E É O QUE SERÁ FEITO SE INSISTIREM EM TROCAR OFENSAS PESSOAIS.

  50. Olá, Rodrigo

    Como eu tinha dito antes não quero ser mais encoleirado pelos EUA, a quem quer continuar como a propria FAB e os adoradores dos irmãos do norte. É uma preferencia sua, como já tinha dito antes só acho que SH valeria a pena com assinatura conjunta da venda de no minimo de 100 ALX e a entrega imediata de um lote de no minimo de 50 AIM-120-C caso contrario chega de ir pedir subindo a America com o chapeu na mão.

    Abraços,

  51. Caros Amigos, Edcreek, Rodrigo, Francisco AMX, Grifo e demais amigos do Blog.:

    A minha opnião no ponto de vista econômico:

    Belas fotos do “Dassault Rafale” em voo e do “Panavia Tornado” mesmo um pouco mais antigo ainda apavora os adversários com sua postura robusta e potente.

    Agora vale sim destacar o “Dassault Rafale” que é um bom avião de combate, mas, será que o Brasil pode manter estas máquinas voando 100%?

    Será que o “Saab Gripen” por ser mais barato e econômico não seria mais viavél para o Brasil?

    …afinal tanto a Dassault como a Saab sabem bem fazer aviões.

    Muitos dizem que o “Saab Gripen NG” é um avião que não existe, mas, já existe um protótico, e o “Saab Gripen NG” é nada mais, nada menos que um “Saab Gripen JAS” um pouquinho maior e pesando 1 ou 2 toneladas a mais.

    Acho que no atual momento o “Saab Gripen NG” é o mais indicado, devido a parceria “Saab” + “Embraer”, e também a grande participação do Brasil no “Saab Gripen NG”.

    “Saab Gripen NG” e “Dassault Rafale F-3” são duas boas máquinas de guerra, cada um com suas qualidades e desempenhos.

    Abraços.

  52. Edmar…
    Gripens não são baratinhos de operar….
    África do Sul mesmo está tendo dificuldades em operá-los…uma boa parte estão parados…
    E o NG oferecido ao Brasil terá asas maiores e fuselagem modificada e mais pesado para alojar mais combustível e aumento de alcance…então precisará de um protótipo novo pra ser testado e bancado pelo Brasil…

  53. Rodrigo,

    te contrariar é ser fanático???

    ________________________________

    tenho te tratado com educação e cordialidade até agora… mas vou deixar de lado, e te falar umas verdades, queres goste ou não… após este seu grotesco post, sem argumento algum…
    tu só tem uma qualidade, apenas uma, para mim, e respeito isso: pragmatismo

    ______________________________

    Eu vejo qualidades no SH já cansei de falar isso, e ficaria contente com ele na FAB, ao contrário de vc que

    ______________________________

    mas vou te ganhar nos argumentos mesmo!:

    Quantos F-16 são de último bloco na USAF? cara tem F-16C que nem “lança” AMRAM na USAF! e ainda utiliza o AIM-9L, e são a maioria
    Agora que F-15 mais antigos estarão recebendo algumas “novidades”… pois o F-22 está encerrado, provavelmente pelos custos e pela superioridade “desnecessária” e cara para os próximas décadas!

    Numa demonstração, onde todos voam com pouco combustível, o que se sai melhor em sustentação/retomada/manobra/giro, com estas características, provavelmente será o que se sairá melhor totalmente carregado, ainda mais se este tiver um arrasto menor! mas para vc as leis da física jogam contra os franceses apenas… eles são imbecis, você é que é conhecedor (usando seu tipo de argumento) e, depois de 2 décadas, conceberam um caça aeronauticamente inferior a um caça dos anos 70… que é o projeto do F-18… mas, para vc, tudo que vem do Tio Sam já nasce perfeito! é uma relação estranha esta sua para com outro país que não a sua nação…

    Vc fala de um comprador externo do SH, depois de mais de 400 unidades produzidas pela marinha americana… não achas pouco? pq o resto do mundo não compra esta maravilha tecnológica que vc imagina ser o SH? pq a IAF está analisando ainda? pq ela não comprou de cara? até mesmo na Austrália se criticou bastante esta aquisição…

    Quer continuar achando que por ser francês não tem motor, pois é isso que tu passa, preconceito! continue se afundando!

    Não sou anti-americano, não sou anti-nada neste sentido, mas vc é sim! na verdade

    _______________________________

    Se vc acha que a FAB estará bem servida como SH, direito seu, vc pode estar certo até, mas não tens certeza disso! ninguém tem, pois esta dinâmica de disponibilidade que muitos falam está agregada e geopolítica, que vc esquece ou ignora.

    Por mim estaríamos voando de F-16B60 e depois de F-35! esta é nossa diferença! eu não tenho preconceito quanto a nacionalidade dos bons equipamentos! já vc… ah, eu não recebo nada de ninguém, tenho e-mail válido e os que me conhecem sabem quem eu sou e o que faço profissionalmente…

    Sim sempre falei que o que coloco é minha opinião e ela é tão válida e crível quanto a sua, e nunca te ataquei por defende-la! elogiei até, mas vejo que errei, tu não merece um elogio de ____________________

    COMENTÁRIO EDITADO
    FRANCISCO AMX, ASSIM COMO O RODRIGO, VOCÊ ESTÁ SENDO AVISADO PARA PARAR AGORA COM ESSA DISCUSSÃO COM OFENSAS PESSOAIS.

    SOLICITAMOS QUE CONTRIBUAM COM OS EDITORES PARA QUE NÃO PERCAMOS TEMPO COM EDIÇÃO DE COMENTÁRIOS. DELETÁ-LOS PURA E SIMPLESMENTE SERIA MAIS RÁPIDO, E É O QUE SERÁ FEITO SE INSISTIREM EM TROCAR OFENSAS PESSOAIS.

  54. Chicão e grifo

    acho que um dos problemas de se conversar acerca do cancelamento ativo é achar que ele seria uma forma um tanto quanto “mágica” de tornar um avião de quarta geração um avião furtivo (de tornar o Rafale um PAK-FA ou um F-22, eletronicamente). E pelo o que eu sei, o sistema não é bem para isso. Existem várias limitações que impedem, mesmo com o cancelamento ativo, um avião não furtivo de se tornar um avião furtivo de fato. Mas essa é uma outra questão, passo a vez por hora.

    pelo o que se sabe, o cancelamento ativo foi pretendido pelos EUA, ainda na época do desenvolvimento do B-2 e dos outros Stealth americanos da época (bem antes do F-22). Seria um complemento de furtividade, um complemento aos materiais usados, ao formato do avião etc. Não sei se foi adiante ou não, pois não sabemos quase nada, de fato, sobre o B-2 e afins. Mas enfim…

    A eficácia do cancelamento ativo (que não é uma invenção francesa, assim como o avião também não é uma invenção nem francesa e nem americana e nem suéca, antes que comecem com as disputas bobas aqui), creio eu, está mais na penetração do caça, para um ataque ao solo (ou a navios, por exemplo), que propriamente para a defesa aérea do caça em combate contra outros caças. Claro que no combate aéreo isso possa ajudar também (dependendo do radar adversário entre outros fatores). O Chicão colocou uma questão interessante, sobre a interferência no próprio míssil, enfim… Seja como for, o sistema de defesa do Rafale está no SPECTRA, e não no cancelamento ativo.

    Assim, (mera dedução minha), numa missão de penetração em terreno defendido com SAM, ou num ataque naval, o cancelamento ativo pode ser eficaz, uma vez que a fonte de emissão de ondas está fixa e vem de baixo pra cima e na direção frontal do caça, podendo ser anulada mais facilmente.

    Ou seja, o cancelamento ativo é um dado a mais, assim como os materiais compostos para reduzir RCS usados no caça, entre outras. É uma capacidade a mais, mas isso não transforma o Rafale em um caça stealth de fato. Acreditar nisso é a mesma coisa que acreditar no tal “Gripen Stealth” (que estaria sendo “desenvolvido”, mesmo com o pessoal da SAAB dizendo o contrário e a realidade mostrando o contrário também).

    Sobre a entrada operacional do sistema, um amigo da França me passou um email (acho que já repassei este email pro Chicão, salvo engano. Já passei Chicão? Se não, depois te passo), com o planejamento da Dassault-Thales para o desenvolvimento do Rafale, nos próximos anos, do F-3 ao F5 e ao MLU, posterior. Não vou colocar todo o cronograma, para não alongar ainda mais o comentário. Vou colocar apenas o F-5 (“Batch 5”, como está no email):

    “4. Rafale Batch 5(2018 ~ 2023):
    A. Active stealthy techonology.
    B.Upgrading RBE-2 AESA radar +/- side-looking airborne radar antenna.
    C. GMTT mode.
    D. OSF-NG (Techonology of laser radar image).
    E. DDM-NG upgrading.
    F. Upgrading for Data Fusion/SATCOM.
    G. Upgrading for SPECTRA EWS.”

    Ou seja, entre 2018 e 2023 estariam se aplicando estas tecnologias (junto com modernizações e tal) no Rafale.

    O que eu sei é isso.

    abração aos dois

  55. Falar de tecnologia é muito bom, mas falar ofensas um ao outro é muito ruim!!!

    Ser educado é bom e ser culto e elegante não faz mal a ninguém.

  56. Sei que não sou nada…, mas Francisco AMX e Rodrigo, vamos ser amigos e falar de idéias e pensamentos… sem ofensas. Vale muito mais uma amizade do que uma ofensa.

  57. Caros amigos.:

    Falam muito dos “SU-30” venezuelanos, são bons aviões, mas é a versão mais simples deste modelo.

    Um “Dassault Rafale F-3” ou “Saab Gripen JAS” ou um “Saab Gripen NG” armados com mísseis “ar-ar meteor” poderiam sim interceptar um “SU-30”.

    Estou dizendo isso não por fazer dismerecer o “SU-30” venezuelano, mas porque esta versão é a mais simples.

    Abraços.

  58. Caros amigos.:

    Se no primeiro FX o Brasil tivesse adquirido uns 48 caças “Saab Gripen JAS” mesmo que não tivesse um alcance desejado, pelo menos teriamos uns aviões por até 2025 ou até 2028 e poderiamos estar participando de um projeto de 5 Geração.

    Esses aviões são do mesmo nível do “F-16” e estariamos bem melhor do que com estes “Mirage 2000” que vão se aposentar em 2013.

    Mas infelizmente como já foi dito, os governos anteriores e os governos atuais não fizeram nada e por isso que a FAB está carente.

    Com 48 caças “Saab Gripen JAS” poderiamos dividir em 4 esquadrões sendo 12 em Canoas RS, 12 em Santa Cruz RJ, 12 em Anápolis GO e 12 em Manaus AM.

    Os nossos “F-5M” poderiam ser divididos em 3 Esquadrões e equipar a base aérea de Natal RN, Campo Grande MS e São Paulo SP.

    Abraços.

  59. Edmar disse:

    Muitos dizem que o “Saab Gripen NG” é um avião que não existe, mas, já existe um protótico, e o “Saab Gripen NG” é nada mais, nada menos que um “Saab Gripen JAS” um pouquinho maior e pesando 1 ou 2 toneladas a mais.

    Caro Edmar,

    Voce quer dizer 200 kg (duzentos quilos mais pesado).

    Podendo carregar 40 por cento a mais de combustivel.

    E tendo a eletronica mais moderna entre os seus concorrentes.

    Um total de 1000 módulos T/R serão utilizados numa varredura de 200 graus que permitirá “olhar pelo ombro”, permitindo uma visualização mais alargada que a tradicional varredura frontal. Nada mal para a tecnologia Swashplate.

    Entretanto, o Gripen NG possuirá também um sistema IRST para detecção por infravermelhos. Todos estes sistemas são integrados num elevado grau, dando ao Gripen um dos melhores sistemas de Sensor Fusion da sua classe.

    Melhor seria falar que o Gripen NG teve seu peso máximo incrementado de 14 000 kg para 16 000 kg com um aumento no peso vazio de 200 kg.

  60. Posso me defender?? o cara me chamou de fanático e fica por isso? pq ele não foi alertado antes? já de outra ocasião, quando fui me defender de outro sujeito, o blog interferiu… pq não fez isso antes?

    Espero que daqui para frente, quando me faltarem com respeito, o blog solicite a outra parte que se desculpe, ou que me permita defesa!

    Sou polêmico, as vezes, admito, mas só me defendo de agressões e grosserias como essa que recebi do sujeito, a quem tenho tratado com cortezia… é só observar meus post quando me referi a ele… não espero nada, nem agradecimento… mas também não vou tolerar grosserias de ninguém! só pq não acho o SH uma situação inferior, e fala dos seus defeitos, o cara fica todo irritadinho, descontrolado…
    se eu for agredir todos que falam do Rafale assim… tá louco!

    Imaginem a situação: o Francisco chamando um dos editores de fanático! o que vcs fariam? pois é… pq não posso me defender? fica muito fácil o detrator falar o que quer e o detratado engolir seco!

    Não vejo nada demais uma embasada defesa! adjetivei-o no mesmo nível, na verdade até menos que deveria, não usei nenhuma palavra de baixo calão… logo não entendo o motivo de uma intervenção, ainda mais tardia…

    Att
    Francisco

    NOTA DOS EDITORES:

    “Posso me defender?? o cara me chamou de fanático e fica por isso? pq ele não foi alertado antes? ”

    FRANCISCO, ELE NÃO FOI ALERTADO ANTES PORQUE O COMENTÁRIO NÃO FOI VISTO ANTES. APENAS ISSO.

    OS ATAQUES PESSOAIS DE AMBOS FORAM DELETADOS, NÃO APENAS OS SEUS.

    E O OBJETIVO DA NOTA DOS EDITORES, IGUAL PARA AMBOS, FOI DE ENCERRAR A QUESTÃO, NÃO DE PROLONGÁ-LA OU DE BUSCAR FAZER JUSTIÇA A UM O A OUTRO: O OBJETIVO DO BLOG NÃO É SER ESPAÇO PARA TROCA DE OFENSAS OU DE JULGAMENTOS, POR PARTE DOS EDITORES, DE QUEM FOI BONZINHO OU MAL NUMA BRIGA, E SIM PARA O DEBATE.

    “Imaginem a situação: o Francisco chamando um dos editores de fanático! o que vcs fariam?”

    NESSE CASO, O FRANCISCO, ASSIM COMO QUALQUER OUTRO AUTOR DE COMENTÁRIO DO TIPO, SERIA ALERTADO QUANDO OS EDITORES VISSEM O COMENTÁRIO. PERSISTINDO NESSE CAMINHO, O AUTOR SERIA BLOQUEADO. HÁ VÁRIOS EXEMPLOS DO TIPO, TANTO NA CONDUTA EM RELAÇÃO AOS EDITORES, QUANTO NA CONDUTA EM RELAÇÃO A OUTROS LEITORES.

    MAIS UMA VEZ, REPETIMOS: O TRABALHO DE “MODERAR” OS POSTS E POLICIAR COMENTÁRIOS NÃO É A ATIVIDADE-FIM DOS EDITORES, QUE TEM MAIS O QUE FAZER ALÉM DE SERVIR DE BABÁ DE GENTE GRANDE.

    INTERVENÇÕES EM TEMPO REAL FREQUENTEMENTE OCORREM, MAS NEM SEMPRE, E A RESPOSTA DOS “MODERADORES” A UM COMENTÁRIO NÃO APROPRIADO PODE LEVAR ALGUM TEMPO, DADA A GRANDE QUANTIDADE DE COMENTÁRIOS A LER E COMPARAR, NOS TRÊS BLOGS, E AO ESFORÇO QUE ISSO DEMANDA.

    ASSIM, CONTAMOS COM A COLABORAÇÃO DE TODOS PARA NÃO INICIAR ATAQUES PESSOAIS E, QUANDO PERCEBÊ-LOS, AJUDAR A TERMINÁ-LOS, USANDO O BOM SENSO PARA NÃO GERAR UMA BOLA DE NEVE QUE FOGE AO OBJETIVO DO DEBATE.

    AGRADECEMOS A COLABORAÇÃO.

  61. Vou deixar duas perguntas para os defensores da jaca francesa se deliciarem durante o fim de semana para tentar responder:

    Por que motivo o “maravilhoso” Rafale ainda não venceu uma mísera concorrência internacional?

    Como no exercício Frisian Flag’08 05(isso mesmo, cinco) jacas teriam sido derrubadas por um veterano F-4F Phantom II da Luftwaffe?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here