domingo, junho 20, 2021

Gripen para o Brasil

Jobim diz que escolha dos caças não será influenciada por Embraer

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

vinheta-clippingO ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse nesta segunda-feira que não levará em consideração a opinião da Embraer na escolha dos caças pela Força Aérea Brasileira (FAB). A empresa havia afirmado que a melhor escolha do governo seria a do caça Gripen NG, da sueca Saab, por causa das vantagens com a proposta de maior transferência de tecnologia.

“Quem decide isso é o governo brasileiro. E a Embraer não é o governo brasileiro”

– Quem decide isso é o governo brasileiro. E a Embraer não é o governo brasileiro – afirmou Jobim

São três competidores – Boeing (Estados Unidos), Dassault (França) e Saab (Suécia).O governo vem defendendo a proposta de venda da França. Na última sexta-feira, Jobim disse que a que de dois Rafale, fabricados pela Dassault, não interfere nas negociações para compra dos aviões da empresa francesa.

No início da semana, a Aeronáutica prorrogou o prazo para entrega das propostas de venda de caças ao governo brasileiro até o dia 2 de outubro. Segundo a Aeronáutica, a ampliação do prazo atende ao pedido feito pela Saab.

A decisão paracia já ter sido tomada, já que durante as comemorações do Dia da Independência , Lula divulgou nota conjunta com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, anunciando a abertura de negociações para a compra do Rafale. No entanto, alguns dias depois, disse que a disputa ainda não estava definida.

FONTE: O Globo

NOTA DO BLOG: o que aconteceria se a Embraer decidisse fechar um acordo com a Saab pra produzir o Gripen NG BR, sem esperar pelo Governo? Onde seriam montados os Rafale?

- Advertisement -

52 Comments

Subscribe
Notify of
guest
52 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
marujo

Os interesses corporativos da Embraer são, realmente secundários, em relação aos intesses estratégicos do Brasil.

Hercules

“O que aconteceria se a Embraer decidisse fechar um acordo com a Saab pra produzir o Gripen NG BR, sem esperar pelo Governo? Onde seriam montados os Rafale?”

Em uma nova empresa chamada FRANCE Air, q os corruptos do Brasil so naum criaraum ainda pq eles naum fizeraum a proposta por uma….rsrsrsrsrsrs

Patriota

Se a Embraer fechar um acordo com a Saab o governo poderá simplesmente trazer uma linha de montagem da propria Dassault atravez de acordos bilaterais que poderiam incluir beneficios fiscais para a empresa francesa .

CADU

Boa Tarde.
Se não estou enganado, a Embraer é uma empresa privada, portanto, pode se associar a quem quiser se isso for interessante para ela, é só comprar a SAAB, e produzir o GRIPEN por conta e risco, mas como falei anteriormente, tem que ter apoio financeiro de alguem, porque empresario brasileiro não investe em dúvida, só pegando moleza do governo, portanto vamos esperar o desfecho disto.
Saudações.

jurandir

Concordo que os interesses corporativos da Embraer são secundarios mas quando a Embraer desenvove otimos produtos para o mercado mundial o governo Brasileiro é o primeiro a falar que o produto é o melhor do mundo,portanto a opinião da Embraer vale e muito nesta disputa

hms tireless

Se a meta é obter transferência de tecnologia com o fim de obter independência, e a EMBRAER é a única indústria aeronáutica estruturada no país, comprar tanto o Hornet e o Rafale não faz sentido senão se for para atender algum interesse que não seja o nacional.

Lex

Axo qe agora estão finalizadas as discuções sobre qual proposta é a melhor no ponto de vista tecnico! Agora como a decisão não é tecnica, a França tem a melhor proposta politica.

mane

A resposta grosseira do Sr. Ministro da Defesa desconsidera um ponto importante do que disse o VP da Embraer: “Avaliamos as três propostas, *****a pedido da FAB***** e vimos que a oferta da empresa sueca Saab é a que vai assegurar ao Brasil o conhecimento e a agregação de tecnologia dentro da premissa “on the job doing”, ou seja, aprender fazendo”, disse o vice-presidente-executivo para o mercado de defesa da empresa, Orlando José Ferreira Neto.” Ou seja, FOI A FAB quem pediu a opinião da Embraer, supondo que para o critério de transferência de tecnologia nada melhor do que perguntar… Read more »

CADU

“Quem decide isso é o governo brasileiro. E a Embraer não é o governo brasileiro”
A Embraer não é empresa estatal, portanto não é do governo, é uma empresa privada, tem dono (acionistas) e tem seus interesses.
O governo brasileiro tambem tem fabrica de aviões ???. Pelo que eu saiba não. Se a Embraer não fabricar o caça do governo, quem irá fabrica-los ???, vai acabar sendo uma compra de prateleira ???, pois se não tem quem fabrique nem monte, como se dará esta transferência de TT ???
Acho que o Jobim esta se escedendo.
Saudações.

Lex

kkkkkkk.. é verdade CADU, concordo com vc amigo!!!

Douglas

O Jurandir falou tudo.

O sucesso da Embraer no mercado mundial deve-se a competencia e compromisso dos seus profissionais.

Parece até que o governo pensa em criar uma “Aerobras” estatal para apinha-la de politicos do PMDB e PT, fabricar alguns caças franceses e depois falir as custas do contribuinte….rsrsrs

Ridicuo.

alias essa declaração deixa claro que o compromisso é puramente político, questão de desenvolvimento industrial e qualidade de projeto são secundárias.

O ministro está deixando claro que está cumprindo uma formalidade; a decisão é dele e do Lulla.

renato prates

QUEM DECIDE EH O BRASILEIRO E NÃO A EMBRAER,,,, É POR Q A DECISÃO JA ESTA TOMADA,,, A FRANÇA É QUEM LEVOU ESSA E GRAÇAS AOS NOSSOS ILUSTRES P A R A S I T A S DE BRASILIA, MAIS UMA VEZ OBSTRUEM UMA DECISÃO QUE DEVERIA SER TECNICA, MILITAR, ONDE O INTERESSE MAIOR EH A DEFESA DA SOBERANIA DE NOSSA NAÇÃO E NÃO UMA DECISÃO POLITICA…

Renato

…meio contraditorio nosso governo, não ?. Eles não queriam fortalecer nossa industria , transferencia rela de tecnologia. Nossa industria opinou..Nada mais logico do levar a opnião de quem sabe o que fala e sabe o que faz…..Só falta a opinião do Douglas tá certo..Aeobras, Petrosal, ressucitr a Telebras..vixe quando tudo isso acaba

cmte.felix

Jobim falou que a EMBRAER não influência na escolha, mas isso é conversa pra leigo ouvir. Quem manja um pouco do mercado sabe que a EMBRAER tem bastante influência… bastante mesmo. Sem falar que uns dos grandes acionistas da EMBRAER é o próprio governo.

paulo ventura

… Sei não passoal; será que o Sarkozy prometeu pro ministro BOBIM um cargo de CMT na Armée De I’air ou de ministro da defesa da França? Parece que todo mundo aqui enxerga o óbvio, só os idiótas do governo que não!!!

Mauricio R.

Monta lá em Itajubá, na central francesa de transferência de tecnologia de montagem de kits, vugo Helibrás!!!!

Mauricio R.

Discordo cmte felix, acionista ao pé da letra o governo não é, mas tem a tar da “golden share”, será que vão usa-la devido ao fato que a parceria c/ a França e portanto a escolha do Rafale, é um projeto estratégico (do presente) governo brasileiro???

paulo ventura

COMPLEMENTANDO… Até onde eu conheço (E CONHEÇO MUITO BEM) hoje na Embraer (QUE NÃO É GOVERNO) não tem vaga pra hipócritas; deixou isso no passado, essa idéia morreu junto com o governo Sarnei e já foi tarde!!!

Rodrigo

Pessoal, não adianta TODAS as instâncias que entendem do assunto apontarem que o Rafale não é o indicado que o Imperador do Brasil e o seu assecla NJ, vão querer o Rafale e pronto.

Eles conseguirão depois disto compensar o custo político da escolha ? Eu acho que não.

CADU

Douglas em 28 set, 2009 às 15:03 O sucesso da Embraer no mercado mundial deve-se a competencia e compromisso dos seus profissionais. Parece até que o governo pensa em criar uma “Aerobras” estatal para apinha-la de politicos do PMDB e PT, fabricar alguns caças franceses e depois falir as custas do contribuinte….rsrsrs Ridicuo. Só para lebra-lo (NÂO ESTOU DEFENDENDO GOVERNO NENHUM), o governo não precisa criar uma “Aerobras”, pelo simples fato que foi ele (GOVERNO) quem criou a EMBRAER, TELEBRAS, NUCLEBRAS, VALE, PETROBRAS e outras empresas que estão no mercado, estando entre as maiores do mundo, privatizadas ou não, pelo… Read more »

flavio

Nelson Jobim mostra a todos que ELE já decidiu pelo Rafale e que ELE influencia o Lula, fazendo com que esse, que nada entende de aviões, siga a decisão do NJ! Uma vergonha!!!!!!!!

A FAB e a Embraer já mostraram que o melhor para o Brasil é o Gripen NG, que o melhor é aprender fazendo! Sem falarmos das vantagens econômicas, financeiras, deste sobre o Rafale… Mas como quem decide é o Nélson Jobim e ELE já decidiu… Que Presidente fraco que nós temos…

Douglas

Só pra encerrar, na Petrobras os ministros Guido Mantega e Dilma têm assento no conselho de administração por R$ 60 mil por mes… o que eles entendem de administração de empresa de petroleo? Qual o background?? nada, nenhum…

Acho que o Jobim que um carguinho na Embraer…rsrsrsrsrsrs

Douglas

digo acho que o Jobim quer…

abraço a todos.

X-nobe

Cara o Brasil merece coisa muito melhor do que o Gripen, deixa este caça para a Bolivia, Peru e Argentina, para o Brasil vamos de Rafale ou de F-18.

paulo ventura

CADU; realmente foi o governo quem criou essas empresas que vc citou(bem lembrado!!!); só que quem as criou, hoje não é mais governo e o único interesse dessa corja é SUGAR! Existe “GOVERNO E governo”; este que temos agora se encaixa na segunda opção, foram estes ultimos que entregaram tudo preço de banana podre!!!

bulldog

A embraer só ganha com o FX-2…ganha de td jeito, já que a frota interia de caças será renovada…

R. Delilian

Sinceramente… To sentindo que o Brasil vai ter que acabar comprando dois vetores, o Sueco e o Francês, primeiro por conta da proposta em si, a proposta sueca ( supondo que tudo que a midia divulgou esteja constando no contrato), é inegavelmente tentadora, vamos literalmente aprender a montar um avião na prática, ou seja nem precisamos nem ficar debatendo até que ponto vai ser ou não transferida a tecnologia. Agora nao desmerecendo o poder do Rafale, provavelmente pode ser tbm escolhido não pela avaliação técnica mas sim pelos laços políticos e pela suave atrapalhada do governo brasileiro. Porem nessa proposta,… Read more »

CADU

paulo ventura em 28 set, 2009 às 16:19
Quem entregou foi o FHC, e só não entregou mais porque não conseguiu, acho que as empresas deveriam nascer privadas, como nos EUA, mais nossos empresários, só querem MOLE, e nossos governos (políticos)são corruptos e só pensão no próprio bolso, tem gente que acha que o governo deveria investir o dinheiro público em empresas grandes e depois doalas aos empresários, para que elas paguem impostos, só que elas pagam impostos sejam de quem for, mas o dinheiro sempre sairá de nosso bolso.
Saudações.

eduardo

Até aceito que o interesse da Embraer não é o interesse da FAB e do país. Por isso concordei com o fim do FX-1, pois a Embraer quis dar uma de joão-sem-braço fazendo um acordo prévio com a Dassault para empurrar o Mirage 200-5 para a FAB. Se o governo decidisse por outro aparelho, quem iria absorver a tecnologia, já que a Embraer estava “casada” com um dos concorrentes. Bem, com o fim do FX-1 a Dassault vendeu suas ações na Embraer e fechou a linha de produção do Mirage 2000 (prova de que queriam empurrar um produto já antigo… Read more »

maranhão

Camaradas brasileiros patriotas! Acredito q existe muito mais por trás dessa negociação “parceria estratégica” com a França q nossa simples analise possa perceber! Nesse final de semana estávamos conversando com alguns colegas professores da cadeira de geopolítica da nossa UNB, alguns inclusive consultores… E esse pensamento é partilhado pela maioria: A França está sobre ataque anglo americano há algum tempo, e se intensificou, sobretudo depois da invasão do Iraque. A negativa dá França em apoiar incondicionalmente os EUA e seus aliados “Inglaterra, Alemanha…etc” desencadeou uma perseguição a mesma em todas as frentes por parte dos EUA e seus aliados, a… Read more »

Julio

Concordo que os interesses do País estao acima do interesse corporativo da Embraer, mas, veio me perguntando porque Jobim defende com tanto entusiasmo o Rafale. Enquanto perdura a licitação o Ministro da Defesa e o presidente Lula deveriam ser imparciais.

Pelo visto, para Lula e Jobim, a decisão técnica é o que menos interessa e pelo visto a opinião de quem irá participar do projeto também não tem muita importância.

Concordo com os colegas, todos deveriam esperar a FAB se manifestar.

URUTAU

Caros senhores Me perdoem mas enquanto voces não se conscientizarem que a França e a Dassault DCNS e outras estão bancando as eleições de 2010 e de quebra algumas continhas em paraisos fiscais Que aqui no blog existem inumeros comentaristas que só escrevem se estiverem devidamente vestidos com camisetas vermelas com estrela Que correm boatos que o nome mais forte para o cargo de vice presidente uma certa candidatura de uma certa ex-guerrilheira é de um politico de iniciais NJ E que mediante todos estes fatos e muitos outros muito mais escabrosos e obscuros nem se o capitão Kirk oferecesse… Read more »

Clésio Luiz

Respondendo a pergunta do blog, eu lembraria que o governo possui ainda ações da Embraer e essas ações possuem direito de veto, mesmo sendo minoria, sobre algumas decisões tomadas pela empresa, que o governo considere que vá contra os interesses nacionais, o chamado “Golden Share”: A ação especial (“golden share”) pertence a República Federativa do Brasil. A Ação Especial tem os mesmos direitos de voto dos detentores das Ações Ordinárias. Além disso, a Ação Especial dá ao seu detentor direito de veto em relação às seguintes ações sociais: – Mudança de denominação da Companhia ou de seu objeto social; –… Read more »

Alexandre Galante

Boa lembrança, Clésio! Seria uma boa briga.

Harry

Caros Certamente que o governo leva em consideração todos as variaveis, inclua-se a opinão da Embraer e de outros possiveis fornecedores. Só que a venda do caça vencedor, só quem garante é o governo. E a viabilidade financeira do projeto interessa mais a Embraer do que sua própria opinião do que é ou não mais vantajoso na transferencia de tecnologia. Ou seja se Embraer escolher como parceiro os Suecos, e o governo optar pelo Rafale, quem garante o projeto, os suecos, He, He Se a Embraer aceita a decisão do governo, e é o que vai acontecer, tem garantia de… Read more »

Cor Tau

“Quem decide isso é o governo brasileiro. E a Embraer não é o governo brasileiro”

“Os interesses corporativos da Embraer são, realmente secundários, em relação aos intesses estratégicos do Brasil.”

Esta certo…..Este pais não é uma corporocracia……………

Jonas Rafael

Embora eu não goste de dar créditos a teorias da conspiração, o que o maranhão postou não parece estar longe da verdade. Eu me pergunto se os americanos iriam tão longe quanto estão indo se não houvesse um concorrente francês na jogada.

sonic wings

Srs. se a FAB não vai ser ouvida, a EMBRAER também não. Alguém me explica direito o que é esse tal de FX-2?

Abs

Azul&branco

Lula acionaria o braço armado do partido: CUT para tornar a EMBRAER inviável, até ela submeter-se a VONTADE IMPERIAL do molusco. O caça será escolhido desprezando a FAB e a EMBRAER? O poder sem oposição e os bajuladores, estão subindo à cabeça insana do sapo.

Nunão

ahahah, boa pergunta, Sonic.

Em busca de uma boa resposta, também!

Wolfpack

Respondendo a pergunta, o Governo Brasileiro vetaria, pois é um grande acionista da Embraer. Duvido também desta opinião do Globo, ou alguém viu alguma nota oficial da Embraer? Isso tudo ai é matéria para ganhar ibope, e nada mais, sem base, sem fundamento sério.

Almeida

TOTALMENTE CONTRADITÓRIO NOSSO GOVERNO, especialmente nosso Ministro da Defesa e nosso Presidente. Por que? Porque estão indo contra a END que eles mesmos criaram! Veja bem, não só a Embraer mas outras importantes empresas do setor aeronáutico preferem a proposta da Saab, preferência essa exposta à pedido da FAB! E no quesito mais importante da concorrência: transferência de tecnologia! E essa importância, quanto ao desenvolvimento tecnológico e fortalecimento da indústria nacional de defesa, são os pilares do END. Colegas, os interesses da nossa indústria de defesa fazem parte dos nossos interesses estratégicos nacionais, sim. Fortalecer nossa base industrial de defesa… Read more »

Francisco AMX

Apesar de achar que advogado não deve acupar nenhum cargo do porte de ministério (he he) acho que o NJ foi contundente e correto! pq a EMBRAER tem que dar estas declarações? que papo é esse? tem que tomar choque mesmo! vá a luta EMBARER! proponha uma parceria com a SAAB! faça o baratinho NG aqui! se a FAB prefere, cedo ou tarde irá comprá-lo! talvez em 2020, quando o NG tiver um protótipo BR, o governo seja outro… ACREDITA! só não esquece que AMX não tem mais! ganhar bilhões fazendo um treinador avançado! sem chance! (espero eu)! AMX never… Read more »

mane

A Embraer analisou as ofertas a pedido da FAB. Assim como Aeroeletrônica, Mectron e Atech.

A grosseria do sr. Ministro da Defesa se deve ao fato da resposta não ter sido a que ele queria ouvir. Se a Embraer tivesse dito que a proposta francesa era a melhor, o sr. Ministro teria orgasmos múltiplos e repetiria a cada 15 minutos que “o Rafale é o melhor para a Embraer”.

Em tempo: Aeroeletrônica e Mectron também julgaram o Gripen a melhor opção.

manticore

Nosso ministro falou pra torcida.
Já dito aqui o governo não tem aonde fazer, montar ou pintar os aviões que não seja na Embraer.
Declarações contrarias a escolha do governo (RAFALE) serão sempre rebatidas dessa forma.
Mas acabará tudo como imaginamos. Concluído o FX2 para quem quer que seja a Embraer receberá todos de portas, ou hangares, abertos.

Douglas

CADU, A culpa não é da livre iniciativa, a culpa é do governo que estrangula o empresário e cria estatais que não têm qualquer compromisso com eficiencia ou boa governança. Só servem para manipular verbas arrecadadas do contribuinte e alocar amigos politicos, enquanto prestam serviços péssimos, em sua maioria. A venda veio em boa hora e custou um bom preço aos compradores. Embraer, Vale, Telefônicas, etc, hoje prestam um bom serviço e recolhem uma fortuna em impostos. A Embraer, não fosse a privatização já teria fechado. Estatal carece de um princípio básico da economia de empresas, o princípio da INOVAÇÃO.… Read more »

Marco Antonio Lins

Vou responder.

Avibras que empreza privada não fechou porque o governo interviu !
Nenhum pais pode viver a mercer de montadoras que é a Embraer. Fabrica o que? Nos tempos anteriores quando era do governo, pelo menos as asas dos AMX foram fabricadaa por nós. Queriamos vender os Tucanos para outro pais fomos proibidos.Perdemos uma coisa chamada “DIVISAS” para o país.Não sou contra ela não. Gera emprego,
uma serie de conhecimentos, mas existe neste pais, que tudo é culpa do Governo!!!!!!É preciso acabar com esta cultura.A culpa é nossa,que ficamos deslumbrado com o poderio dos outros.

Alecsander

Caros colegas; A Embraer não é mais uma estatal, é uma empresa privada, sendo a sim, não tem maiores relações com o governo alem das comerciais, e por ser privada não deve ser diferente a postura que o governo esta tomando. Lembrando que já teve um piloto da FAB que postou aqui no blog aéreo sua indignação com a compra dos 12 Mirage 2000 influenciada pela Embraer na época do programa FX-1. O governo esta certo em sua postura, nessa hora a Embraer deve se colocar como uma empresa privada e não como um órgão institucional, este trabalho é uma… Read more »

trackback

[…] preferência da Embraer pelos caças suecos Gripen, tão criticada pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, não é nova. Há exatos dez anos, quando o governo do então presidente Fernando Henrique Cardoso […]

flavio epifanio

como poderemos finalmente dar nosso grito de independência tecnologica
continuando a comprar o lixo dos outros,é assim com nossos navios de guerra e é assim com nossos caças, nossa força aerea e uma piada diante da importancia no cenário mundial a que estamos tomando,a aquisição do
gripen em parceria com nossa empresa embraer podera nos colocar na retomada de varios outros projetos de caças brasileiros como o AMX

Reportagens especiais

Lenda Mach 3: North American XB-70 Valkyrie

Tendo voado pela primeira vez há mais de 50 anos, o XB-70 Valkyrie foi um obra-prima tecnológica do seu...
- Advertisement -
- Advertisement -